Fábio Campana | Política, cultura e o poder por trás dos panos.

Evento estimula participação das mulheres na política

O protagonismo das mulheres na política, nas relações de trabalho e no cotidiano serão debatidos em um evento neste sábado (21) em Curitiba. Organizado pelo movimento Mulheres Progressistas, o encontro “Mulheres que influenciam mulheres” terá em seu painel principal a ex-governadora Cida Borghetti; a deputada estadual licenciada Maria Victoria, presidente estadual do Progressistas; a advogada Marta Marília Tonin e a coach motivacional Liane Hardet.

O evento apresentará o olhar feminino sobre a conjuntura nacional a partir do tema “Por Amor ao Brasil” com o objetivo principal de inspirar outras mulheres a buscar o protagonismo em suas áreas tanto na política quanto nas relações de trabalho e no cotidiano.

Leia Mais »

Flávio Bolsonaro deixa plenário ao ouvir fala de Renan contra o pai

Flávio Bolsonaro sentiu o golpe.

Os senadores passaram duas horas ontem (21) no plenário batendo no governo do pai.

Um dos mais incisivos, Renan Calheiros disse que “o presidente – em um cacoete golpista – culpou a política como sendo o grande problema do Brasil”. Lembrou ainda “que Bolsonaro acumula 28 anos de mandato e tem três filhos políticos”.

“Somados todos os mandatos da família, superam cinquenta anos vivendo às custas da política que ele tenta demonizar”, completou.

Foi o limite para Flávio. Ao ouvir a afronta, o 01 deixou o plenário. As informações são da coluna Radar, da VEJA.

Ney visita Moro

O secretário da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), Ney Leprevost, esteve reunido nesta quarta-feira (22), em Brasília, com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, para alinhar ações importantes que serão colocadas em prática nos próximos meses com a Sejuf.

Na oportunidade, o secretário Ney Leprevost realizou breve explanação sobre a Força-Tarefa de Prevenção e Combate aos Crimes Contra a Criança – Infância Segura, criada na gestão do governador Ratinho Júnior, e que atua em sintonia com as operações de repressão a pedofilia desencadeadas em parceria com o Governo Federal.

STF decide restringir fornecimento de remédio de alto custo pelo SUS

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) formou maioria na manhã desta quarta-feira, 22, para impor restrições ao fornecimento de medicamentos de alto custo que não tenham registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O julgamento foi retomado nesta manhã, mas os ministros ainda precisam chegar a um consenso sobre as condições para autorizar a distribuição desse tipo de remédio, já que há divergências entre os integrantes sobre os pré-requisitos necessários para obter a medicação.

A avaliação predominante dos ministros é o de que a ausência de registro da Anvisa proíbe – como regra geral – o fornecimento de medicamento de alto custo. No entanto, os ministros entenderam que é possível – em caráter excepcional – justificar a concessão do remédio, desde que preenchidos certos pré-requisitos.

Ou seja: para os ministros do STF, o fornecimento de medicamento de alto custo sem registro da Anvisa não é uma regra ou uma obrigação do poder público, e sim uma exceção que pode ser feita em certas circunstâncias. Os ministros ainda vão definir na sessão as condições para que se obtenha autorização judicial nesse sentido.

Leia Mais »

Golpe das moedas virtuais deixam mais de 500 vítimas e prejuízo de mais de R$ 5 milhões

A ostentação em redes sociais com relógios caros, carros importados e de luxo e a sinalização de dinheiro sendo esbanjado era alimentada por um esquema milionário que deixou mais de 500 vítimas em toda a região oeste do Paraná. Durou apenas sete meses – de abril a novembro do ano passado -, mas tempo suficiente para devastar a vida financeira dessas pessoas e que agora está em investigação. Informações do O Paraná.

Seus operadores diziam atuar como uma suposta trade na compra e na administração de criptomoedas – moedas virtuais -, mas tudo não teria passado de um golpe cujo prejuízo já é estimado em cerca de R$ 5 milhões a partir de relatos das vítimas que resolveram denunciar o grupo. O rombo pode ser ainda maior, já que um número expressivo de pessoas não quis procurar as autoridades policiais.

Esse receio seria porque, entre os líderes dos trabalhos, havia um policial militar lotado no 6º Batalhão, em Cascavel.

Leia Mais »

Impostos pagos por brasileiros chegam a R$ 1 trilhão em maio

Na próxima sexta-feira, dia 24, os brasileiros terão pago o total de R$ 1 trilhão em impostos, de acordo com levantamento inédito do Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo. As informações são de Marta Szpacenkopf n’O Globo.

O montante será arrecadado 11 dias antes do que em 2018 e corresponde ao total de 63 impostos, taxas, multas e contribuições pagas pelos brasileiros desde o início do ano nos três níveis de governo: municipal, estadual e federal.

É a primeira vez em nove anos que a marca de R$ 1 trilhão é atingida em maio. Em 2010, o valor foi alcançado apenas em outubro. Já em 24 de maio do ano passado, o Impostômetro registrava R$ 944,6 bilhões. Houve um crescimento de 5,86% em relação a 2018, explicado pela inflação do período e uma ligeira alta do PIB.

PMs envolvidos na morte de jornalista em Curitiba são afastados

Policiais seriam interrogados hoje no Inquérito Policial Militar que foi instaurado para apurar o caso. Mas foram dispensados. A PM informa que ‘houve uma inversão nos atos processuais devido a um policial militar estar doente’. Os advogados dos três policiais militares envolvidos na perseguição que acabou com a morte do jornalista Andrei Francisquini na Praça da Espanha, em Curitiba, disseram que os clientes estão afastados dos serviços para tratamentos médico e psicológico.

Porém, os policiais foram dispensados, segundo os advogados Cláudio Dalledone Junior e Eduardo Zanoncini Miléo, devido ao fato de “se encontrarem afastados dos serviços burocráticos e operacionais com a finalidade de acompanhamento médico-psicológico”.A PM ainda afirmou que a dispensa não vai influenciar o andamento do inquérito e que os três policiais “serão ouvidos oportunamente”.

A perseguição policial aconteceu na madrugada de 12 de maio. Andrei Gustavo Orsini Francisquini tinha 35 anos e estava sozinho no carro quando foi abordado pelos PMs, na Avenida Vicente Machado.

Maia: ‘Parte do rombo da Previdência vem dos salários dos servidores’

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse, nesta quarta-feira (22/5), que 60% do Brasil é a favor da reforma da Previdência, e salientou que uma das dificuldades para implementar as mudanças é o tamanho do serviço público. Maia disse que, em parte, quem aumentou a estrutura administrativa foram os governos dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, os dois do PT, que governaram o país durante 13 anos. Rodrigo Maia participou do seminário Previdência, por que a reforma é crucial para o futuro do país?, promovido pelo Correio e pelo Estado de Minas. Informações de Bernardo Bittar, do Correio Braziliense.

Leia Mais »

93% dos brasileiros são contra a caça, diz Ibope

Uma pesquisa do Ibope divulgada nesta quarta-feira 22 indica que 93% da população brasileira é contra a liberação da caça . Os dados foram apresentados durante o lançamento da campanha “Todos contra a caça e as armas “, da Frente Parlamentar Ambientalista , na Câmara dos Deputados. Informação do O Globo.

De acordo com a pesquisa feita a pedido da ONG ambientalista WWF Brasil, há regularidade na rejeição à caça quando analisadas as respostas por gênero, escolaridade, ou localização geográfica. A diferença entre a opinião de homens e mulheres, por exemplo, é de apenas 5 pontos percentuais: enquanto 95% das brasileiras rejeitam a caça , 90% dos homens são contra.

Leia Mais »

‘Nem sei se quero ser ministro do Supremo’, diz Moro

O ministro Sérgio Moro (Justiça) afirmou esta manhã que é muito cedo para tratar de sua eventual indicação para vaga no Supremo Tribunal Federal (STF), com dois anos de antecedência.

“Eu nem sei se quero ser ministro do Supremo”, disse ele nesta manhã (22), em resposta a pergunta do jornalista Cláudio Humberto, em entrevista ao programa Jornal Gente, da Rádio Bandeirantes, “e nem sabemos se a indicação será realmente feita”, disse ele, chamando atenção para o lapso de tempo.

Leia Mais »

Descompasso com o mundo

O Brasil deve crescer apenas 1,4% neste ano e perder mais espaço na economia global.

Editorial, Estadão

Travado pela incerteza, o Brasil deve crescer apenas 1,4% neste ano e perder mais espaço na economia global, segundo as novas projeções da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). O desempenho poderá ser melhor em 2020, com expansão de 2,3%, se empresários, investidores e consumidores estiverem mais confiantes. Mas isso dependerá de avanço na pauta de ajustes e reformas, com destaque para a mudança da Previdência. Ao acentuar a importância da agenda reformista, os técnicos da OCDE repetem e reforçam a análise dominante no País. O crescimento agora estimado para a economia brasileira em 2019 é 0,5 ponto menor que o calculado em março. A distância em relação à maior parte do mundo é ampla e crescente. O produto mundial deve aumentar 3,2% em 2019 e 3,4% no próximo ano. Na estimativa anterior, o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil se expandiria 2,4% em 2020.

Leia Mais »

Governo federal aprova registro de mais 31 agrotóxicos

O Ministério da Agricultura formalizou nesta terça-feira (21) o registro de mais 31 agrotóxicos. No ano todo, já são 169 produtos autorizados. Informações do G1.

O número de defensivos aprovados no Brasil vem crescendo significativamente nos últimos três anos, fato que preocupa ambientalistas e profissionais da saúde. Em 2015, foram 139. Em 2018, 450.

O registro de um agrotóxico é feito pelo Ministério da Agricultura (Mapa), que verifica a eficiência no combate a pragas e doenças no campo. Mas o registro só é concedido quando o produto também é autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que avalia os riscos à saúde, e pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), que analisa os perigos ambientais. Sem o aval dos três órgãos, ele não é liberado.

Leia Mais »

Bolsonaro publica novo Decreto de Armas ‘para sanar erros’

Depois de sofrer críticas, o presidente Jair Bolsonaro publicou nesta quarta-feira, 22, retificações no chamado Decreto de Armas, que foi editado no início deste mês para facilitar o porte de armas no país. As correções constam de dois novos decretos. Informações da Veja.

Em nota, o Palácio do Planalto explicou que um dos atos foi editado “com o objetivo de sanar erros meramente formais identificados na publicação original, como numeração duplicada de dispositivos, erros de pontuação, entre outros”.

Leia Mais »

Toffoli encontra Bolsonaro

Dias Toffoli disse a interlocutores que sua conversa de agora à noite com Jair Bolsonaro foi “tranquila”, para sinalizar a harmonia entre os Poderes, informa a TV Globo.

Solicitado pelo presidente da República, o encontro durou cerca de 20 minutos e foi incluído de última hora nas agendas dos dois.

Em nota, Bolsonaro agradeceu ao presidente do STF por ter atendido ao seu convite e afirmou que “a harmonia reina entre nós” na busca de soluções para os problemas do país, incluindo a Previdência. As informações são d’O Antagonista.

Empreiteiro é mantido refém em boate de Curitiba durante 4 dias

da Banda B

Seis pessoas foram presas, nesta terça-feira (21), suspeitas de manterem um empreiteiro como refém por quatro dias dentro de uma boate de Curitiba. De acordo com a Polícia Civil, a vítima teria chegado ao estabelecimento, localizado no bairro Sítio Cercado, na noite de quinta-feira (16) e gastado cerca de R$ 4 mil apenas até às 4h da madrugada de sexta. Os detidos, porém, exigiam um total de quase R$ 30 mil para liberar o empreiteiro do local.

A Polícia Civil chegou até a casa noturna graças a mensagens enviada pela vítima à esposa. Nelas, o empreiteiro diz que “precisa pagar pelo erro”. No momento do pedido, ele já teria pago cerca de R$ 9 mil, entre usos da máquina de cartão do estabelecimento e saques realizados pelo segurança.

Leia Mais »

Maia bate boca com líder do governo e diz ter rompido relação pessoal

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tomou a palavra ao final da reunião entre líderes partidários nesta terça-feira, 21, e disse ter rompido relações pessoais com o líder do governo na Casa, Major Vitor Hugo (PSL-GO). Ele afirmou que se sentiu atacado com mensagens que Vitor Hugo compartilhou no WhatsApp que relacionavam a articulação política a negociações espúrias. Informações da Veja.

Maia afirmou que não irá pedir a demissão de Vitor Hugo ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), mas que só irá se dirigir ao líder do governo em situações institucionais. As mensagens que irritaram o presidente da Câmara foram compartilhadas em vários grupos formados por deputados há quase um mês atrás.

Leia Mais »

Estudo aponta inconsistências
no reajuste da Sanepar


Cálculo feito a partir da fórmula e dos indicadores apresentados pela companhia mostra que reajuste poderia ser de 5,58%; análise foi encaminhada ao TCE-PR

Um estudo realizado pela equipe técnica do deputado estadual Homero Marchese (PROS) revelou inconsistências no reajuste tarifário de 12,13% proposto pela Sanepar e referendado pela Agepar para a tarifa da água no Paraná.
A partir da fórmula e dos indicadores fornecidos pela própria Sanepar, a equipe encontrou incongruências no resultado. Uma recontagem chegou ao índice de 5,58% como mais apropriado para 2019. Neste cálculo, a equipe técnica eliminou o diferimento sobre os custos gerenciáveis da tarifa e os índices dos Fundos Municipais de Saneamento Básico e Abastecimento (FMSBA), utilizando os dados presentes nas demonstrações contábeis da empresa. O estudo estabeleceu ainda percentuais de 7,44%, 8,37%, 9,32% e 10,26% para o reajuste, dependendo dos parâmetros adotados. “Utilizamos as variáveis determinadas pela Sanepar e, em todos os casos, chegamos a números inferiores aos propostos pela empresa”, diz o deputado.

Leia Mais »

Beto Richa pede suspeição de juiz

O ex-governador Beto Richa quer sair da jurisdição do juiz Fernando Bardelli Fischer, da 13.ª Vara Criminal de Curitiba. Ele alega suspeição do juiz, que teria vazado informações sigilosas para a imprensa do processo em que Richa é um dos réus e diz respeito às investigações da Operação Rádio Patrulha.

Richa cita como exemplo a divulgação pela imprensa de partes do processo que nem a sua defesa tinha conhecimento. Lembra que em sua primeira prisão, em 11 de setembro de 2018, a imprensa soube antes e fez a cobertura do ato. O juiz, segundo Richa, atua movido por “viés político e consequente quebra da imparcialidade para julgamento do feito”. Os advogados do ex-governador ainda acusam o juiz Fernando Fischer de dificultar o acesso a informações juntadas ao processo pelo Ministério Público e de dar prazo exíguo para manifestações da defesa.

Bolsonaro decide não ir a manifestação a seu favor

O presidente Jair Bolsonaro decidiu não participar das manifestações marcadas para o domingo 26 em defesa do governo e orientou seus ministros a também não comparecerem, afirmou nesta terça-feira, 21, o porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros. O presidente inicialmente chegou a considerar comparecer ao ato, que foi chamado por apoiadores para se contrapor às manifestações do último dia 15 contra bloqueio nos recursos para a Educação. Informação Por Reuters/Veja.

Leia Mais »