Fábio Campana | Política, cultura e o poder por trás dos panos.

Paraná ultrapassa 2 mil mortes por Covid-19 e chega a 79.984 casos

O Paraná ultrapassou nesta segunda-feira (3) a marca de duas mil mortes causadas pela Covid-19, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Foram confirmados 45 óbitos e 1.233 casos do novo coronavírus nesta segunda em relação ao domingo (2).

Com isso, o estado chegou a 79.984 diagnósticos positivos e 2.028 mortos por causa da doença, informou a secretaria.

O boletim da Sesa indica que 42.896 pessoas se recuperaram da doença. Há 11.325 suspeitas da doença em investigação. Até o momento, foram realizados 301.805 testes pelos laboratórios credenciados do estado.

Além dos casos de moradores do Paraná, o monitoramento da Sesa registra outras 881 confirmações da Covid-19 de residentes fora. Dessas, 22 pessoas morreram. Os diagnósticos da doença foram feitos no estado.

Leia Mais »

Aulas não voltam em União da Vitória por proteção das crianças do covid-19

O prefeito Santin Roveda, de União da Vitória, decretou hoje a suspensão das aulas no município enquanto houver risco para a saúde das crianças pela Pandemia de coronavírus. Ele afirmou que acima de qualquer outra coisa, está a proteção da saúde da população, especialmente em suas camadas mais vulneráveis, as crianças e os idosos.

Para tanto ele criou um Comitê de Enfrentamento do Coronavírus, que vai atuar enquanto não for criada uma vacina que elimine riscos de infecção ou que a pandemia desapareça. “Enquanto nós não tivermos 100% de certeza de que a população não correrá riscos, nós vamos manter vigente o decreto que assinei hoje criando o Comitê de Enfrentamento do coronavírus e a decisão de suspender as aulas, como medida preventiva.”

União da Vitória já se distinguiu pela criação de um sistema permanente de testagens e de isolamento das pessoas que apresentam a presença do corona vírus. O resultado tem sido excelente, a julgar pelo índice mínimo de infecção no município.

Oposição diz que pacote
de Greca é ‘tímido’ e ‘eleitoreiro’

Câmara: para oposição, medidas anunciadas por Greca são insuficientes para socorrer pequenas e microempresasA bancada de oposição na Câmara Municipal de Curitiba classificou como “tímido” e “eleitoreiro” o pacote de medidas para tentar incentivar a economia da Capital paranaense, anunciado hoje pelo prefeito Rafael Greca (DEM), na reabertura dos trabalhos da Casa. Para o vereador Dalton Borba (PDT) – autor de um projeto que prevê a criação pela prefeitura de uma linha de crédito com “juro zero” para pequenas e microempresas afetadas pela paralisação das atividades motivadas pelas medidas tomadas pelo Executivo contra a pandemia do Covid-19, as propostas são insuficientes para reverter a crise que atinge o setor, com fechamento de milhares de empresas e perda de um grande número de empregos.

Vereador Dalton Borba (PDT) classifica como ineficiente o Programa de Retomada econômica pós-pandemia apresentado por Greca. Para o vereador o pacote de medidas é uma medida eleitoreira para maquiar a crise econômica que assola o município. As informações são do Bem Paraná.

Leia Mais »

Em áudio, motorista de caminhão envolvido em engavetamento disse: ‘Meu Deus, o que faço agora?’

Em áudio enviado para grupos no aplicativo WhatsApp, o motorista do caminhão envolvido no trágico acidente que matou oito pessoas na BR-277, em Curitiba, relatou os momentos de terror após a batida. O veículo que ele conduzia atingiu 22 veículos e pessoas que estavam na rodovia, em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, na noite deste domingo (2).

“Estava uma neblina muito forte e acho que morreu um monte de pessoas. Meu Deus do céu, não dava para ver nada. Não sei o que fazer agora. Tá muito feio, muito feio. Eu fui passando em cima de todo mundo, meu Deus do céu. Fui passando por um monte de gente. Meu Deus do céu, me ajude”, disse em áudio o motorista do caminhão, em estado de choque com o acidente. As informações são da BandaB.

Ministros do STJ se rebelam contra Noronha por herança de processos depois do caso Queiroz

Mônica Bergamo – A volta do recesso de julho está sendo turbulenta no STJ (Superior Tribunal de Justiça): ministros da 3ª Seção da corte, que julga casos criminais, se rebelaram contra o presidente do tribunal, João Otavio de Noronha.

Embora tenha concedido habeas corpus que permitiu a prisão domiciliar para Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Noronha deixou de despachar em centenas de processos, acumulando o trabalho que será agora transferido para os colegas.

De acordo com um dos magistrados, cerca de 6 mil processos estão agora sendo redistribuídos ao gabinetes de dez ministros da 3ª Secção —ou cerca de 600 para cada um deles.

Muitos magistrados expressaram seu inconformismo em um grupo de WhatsApp do qual Noronha faz parte.

Leia Mais »

Moro rebate Bolsonaro e diz que nunca teve apoio para combate à corrupção

Estadão – Pivô no inquérito que investiga se o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tentou interferir politicamente na Polícia Federal para blindar aliados, o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, rebateu enfaticamente neste domingo, 2, declarações do chefe do Executivo que, via Facebook, afirmou que o desempenho do governo em operações de combate ao crime melhorou com a substituição do ex-juiz na chefia da pasta.

Em entrevista ao Estadão, Moro diz que, enquanto esteve no cargo, faltou apoio do presidente para ajudá-lo a por em prática uma agenda anticrime e anticorrupção.

“Tenho que dizer que não houve um grande apoio do presidente para a maioria dessas iniciativas do Ministério, mas penso que há tempo considerável para que o governo retome algumas dessas bandeiras, como a aprovação da PEC da segunda instância, o que é muito mais efetivo do que a multiplicação de operações policiais de buscas e apreensão”, afirma.

O ex-juiz federal, que ganhou notoriedade por sua atuação no julgamento de processos oriundos da Operação Lava Jato, em Curitiba, abandonou a magistratura para embarcar no Planalto empunhando justamente a bandeira da luta contra a corrupção e do enfrentamento à criminalidade. Ao aceitar o convite, se tornou peça-chave para legitimar a retórica da campanha bolsonarista que prometeu o fim do ‘toma lá dá cá’.

Leia Mais »

Luiz Carlos Martins: ‘Ecovia
é culpada pelo desastre’

O deputado Luiz Carlos Martins está vivendo em absoluto isolamento social – ao lado da sua Maria e do sobrinho Rafael Lopes -, mas está também mais ativo do que nunca: ao meio dia desta segunda-feira (3), ele me disse, em tom de protesto e amargura, sobre o acidente absurdo de domingo à noite, na BR-277, Km 76, em que morreram oito pessoas, 26 estão feridas, com enormes prejuízos materiais para os 26 veículos envolvidos na tragédia:

– A tragédia é pura responsabilidade da detentora da concessão do pedágio. No caso, a Ecovia/ EcoRodovias, grupo que, parece, só está interessado na máquina de fazer dinheiro. Para ela, vidas humanas não importam.

Leia Mais »

‘Eu vi as pessoas caindo de dentro dos carros. Foi algo muito triste’

Ricardo Xavier conseguiu sobreviver ao acidente e fala da cena trágica que viu  — Foto: Reprodução/Bom dia Brasil O administrador Ricardo Xavier, que se envolveu no engavetamento na BR-277, em São José dos Pinhais, na noite de domingo (2), disse que escapou por muito pouco e contou sobre a cena trágica que viu no local.

“Eu consegui parar o veículo. Já havia alguns veículos batidos ali na frente. Quando eu parei, os veículos vieram batendo atrás do meu [carro]. E eu e consegui ainda, com alguma habilidade, e com calma no momento, consegui jogar [o carro] pro canto esquerdo da via. E eu consegui sair… quando eu tava saindo para o outro canto para tentar sair da via, veio a carreta e passou e foi levando tudo as vidas do pessoal e batendo nos carros. Infelizmente, foi algo muito triste. Foi levando tudo, pessoal, motoqueiro. Vi as pessoas caindo de dentro dos carros, motoqueiro por cima dos carros, ali, foi algo muito triste. Nunca tinha presenciado algo tão triste na minha vida”, contou Xavier. (G1)

Greca anuncia plano
de retomada de Curitiba

O prefeito Rafael Greca apresentou nesta segunda-feira, 3 de agosto, o Programa de Retomada Econômica Pós-Pandemia, um conjunto de ações para auxiliar atividades produtivas (principalmente as de pequeno porte) a atravessar a crise econômica causada pela covid-19 e ajudar a manter empregos. O anúncio foi feito na reabertura dos trabalhos legislativos na Câmara Municipal de Curitiba,  onde o prefeito fez um balanço da Covid-19 na cidade e detalhou os planos para a retomada da economia de Curitiba no pós-pandemia.

As medidas incluem ainda o reforço no auxílio a população socialmente mais vulnerável, como suspensão de parcelas para mutuários da Cohab e ampliação do programa de alimentação. O potencial do impacto financeiro das medidas na cidade chega a R$ 227,6 milhões, na forma de injeção de recursos e também de postergação de créditos que o município deveria receber em impostos, taxas e outras cobranças. As informações são do Bem Paraná.

Leia Mais »

Procuradoria requer retorno de Queiroz e Márcia à prisão para ‘resgatar bom nome da Justiça’

A Procuradoria-Geral da República solicitou ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) o restabelecimento da prisão do PM reformado Fabrício Queiroz e da mulher dele, Márcia Aguiar. Ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, Queiroz é apontado por investigadores como operador financeiro de esquema de ‘rachadinha’ no gabinete de Flávio enquanto deputado estadual no Rio.

Segundo o subprocurador-geral da República Roberto Luíz Oppermann Thomé, autor do pedido que foi apresentado ao STJ na quinta, 30, o retorno dos investigados à prisão é necessário para ‘resgatar a dignidade da função jurisdicional e o respeito devido às decisões prolatadas por juízos competentes e o bom nome e conceito da Justiça’.

Queiroz foi preso em 18 de junho na casa de Frederick Wassef, então advogado do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), em Atibaia (SP). Sua mulher, Márcia, também teve prisão preventiva decretada e foi alvo de mais de uma ação policial para cumprimento da ordem, mas só se apresentou às autoridades após ter sido beneficiada por decisão do presidente do STJ, João Otávio Noronha, que autorizou que o casal ficasse em prisão domiciliar.

Leia Mais »

Fachin derruba decisão de Toffoli que determinava compartilhamento de dados da Lava Jato com PGR

O relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin, derrubou a decisão do presidente da Corte, Dias Toffoli, que havia determinado o compartilhamento de dados da força-tarefa da Lava Jato com a cúpula da Procuradoria-Geral da República (PGR).

No mês passado, Toffoli determinou às forças-tarefa da Lava Jato que apresentassem dados e informações da operação à Procuradoria-Geral da República. A medida foi tomada em ação da PGR sob relatoria do ministro Edson Fachin que questiona suposta ingerência dos procuradores ao investigar os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), quando ambos possuem prerrogativa de foro privilegiado.As informações são do Estadão.

Leia Mais »

O descaso da Ecovia

Alexandre Teixeira

A Ecovia podia ter evitado a tragédia. Podia ter fechado o pedágio, podia de ter feito um comboio, podia ter colocado sinalização no trecho tomado pelo nevoeiro e pela queimada. Podia mas não fez. Fez apenas o que lhe cabe que é cobrar o pedágio.

Braga Netto é diagnosticado
com covid-19; é o 7º ministro
a contrair a doença

O ministro-chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto, recebeu nesta segunda-feira, 3, a confirmação de que testou positivo para a covid-19.

“O ministro passa bem e está assintomático”, afirma nota divulgada pela assessoria da pasta. Além dele, outros seis ministros e o presidente Jair Bolsonaro já contraíram a doença.

“Ele ficará em isolamento até novo teste e avaliação médica. Até lá, continuará cumprindo a sua agenda de forma remota”, diz a nota

Proibição de operações em favelas do RJ durante pandemia diminuiu em 70% o número de mortes

A proibição de operações policiais em favelas durante a pandemia de coronavírus não aumentou a criminalidade violenta no Rio. Ao contrário. A região metropolitana registrou queda de 70% no número de mortes decorrentes dessas incursões nas comunidades, além de reduções significativas nos registros de crimes contra a vida (48%) e contra o patrimônio (40%). Os dados estão no estudo “Operações policiais e ocorrências criminais: Por um debate público qualificado”, do Grupo de Estudos dos Novos Ilegalismos (GENI) da Universidade Federal Fluminense (UFF), divulgado nesta segunda-feira, 3.

As polícias fluminenses vinham alegando que a proibição, em decorrência de uma decisão do ministro  Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), dificulta o combate ao crime organizado.

Para estimar os efeitos da proibição, o estudo comparou os números do período de um mês com a média das mesmas datas desde 2007. Segundo o relatório produzido pelos pesquisadores, 30 vidas foram salvas nas favelas por causa da decisão de Fachin. Entre as vidas poupadas, estão as de policiais, que também costumam ser vítimas em confrontos nas favelas do Rio. As informações são do Estadão.

Leia Mais »

Associação repudia ação da AGU em favor de bolsonaristas no inquérito das fake news

Painel – A Associação de Advogadas e Advogados Públicos para a Democracia, que tem membros da AGU (Advocacia Geral da União), repudiou em nota a ação do órgão no STF em favor de aliados de Jair Bolsonaro alvos da corte. Não é papel da AGU defender “interesses individuais de terceiros” mesmo a pedido do presidente, dizem.

Paraná espera liderar produção nacional de trigo com 3,7 milhões
de toneladas, diz Deral

O Paraná espera produzir 3,7 milhões de toneladas de trigo e ser o maior produtor nacional do ceral, de acordo com boletim do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento (Seab).

Conforme o levantamento, divulgado na sexta-feira (31), o estado tem área plantada de 1,13 milhão de hectares. A expectativa de produção supera a quantidade colhida em 2019 em 1,6 milhão de tonelada.

Segundo o boletim, terminar julho com estimativa de safra cheia é positivo, visto que as geadas poderiam ter comprometido a produção. As informações são do G1.

Leia Mais »

Procuradores da Lava Jato se arrependem de voto em Bolsonaro

Os procuradores da Lava Jato em Curitiba que votaram em Jair Bolsonaro em 2018, acreditando que o PT desmontaria a engrenagem de combate à corrupção, têm afirmado privadamente que se arrependeram do voto.

Consideram que Bolsonaro está trabalhando deliberadamente para matar não só a Lava Jato, mas todas as condições que permitiram seu surgimento.

Ninguém diz que preferia ter votado no PT. Arrependem-se de não ter votado nulo. As informações são da revista Época.

Leia Mais »

Número de incêndios ambientais no Paraná cresce 67% no 1º semestre

As ocorrências de incêndios ambientais no Paraná aumentaram em 67% no primeiro trimestre de 2020 em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados são do Corpo de Bombeiros e foram repassados à reportagem do Bem Paraná nesta segunda-feira, 3 de agosto. Segundo estes dados, no primeiro semestre de 2019 foram registrados 3.340 incêndios ambientais e neste ano, no mesmo período, o número foi de 5.578.

Além de destruir a fauna e a flora, as queimadas ambientais também são prejudiciais. O acidente registrado nesta noite de domingo, 2 de agosto, na BR-277, que deixou oito  mortos e 26 feridos, segundo as informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF-PR), teve como uma das causas a fumaça de um incêndio ambiental que, junto com a neblina, teria tirado a visibilidade a pista.

Leia Mais »

Padrão de vida do brasileiro
deve ter queda recorde

Estadão – A crise causada pelo novo coronavírus deve levar à maior queda do padrão de vida do País desde a década de 1940, quando começa a série histórica. Calculada a partir do Produto Interno Bruto (PIB) per capita, a retração esperada é de 6,7% este ano – e mais da metade dos brasileiros já percebe que está em uma situação pior do que antes da pandemia. Até então, o maior recuo havia sido em 1981.

De crise em crise, o brasileiro vai perdendo o que havia conquistado na década passada. Segundo levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), de 2011 a 2020, o PIB per capita deve recuar 8,2% ante uma alta de 28% na década anterior, marcada pelo boom de preços dos produtos básicos, como a soja e o petróleo.

Leia Mais »

Com medo de novas ondas
de Covid-19 em Curitiba, CRM-PR
emite alerta para população

Conselho Regional teme descontrole em curto período de tempoBem Paraná – A semana que passou, entre os dias 26 de julho e 1º de agosto, trouxe boas notícias para os curitibanos. Pela primeira vez em mais de dois meses o número de novos casos e mortes por Covid-19 tiveram queda na capital paranaense. bem como o número de casos ativos da doença (pessoas atualmente contaminadas e transmitindo a doença). Por outro lado, a situação também inspira cuidados, especialmente diante da possibilidade de descuidos da população, o que poderia levar a novas ondas da doença na cidade. Por conta disso, o Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR) emitiu ontem um alerta à população, avisando que “as próximas semanas devem ser um período de máximo cuidado na prevenção”, sendo “crucial que cada indivíduo faça a sua parte”.

Na última semana, a capital paranaense registrou uma média de 451 novos casos de Covid-19 por dia, além de 14,7 óbitos diários e uma média de 6.297 casos ativos. Na comparação com a semana anterior, quando a cidade havia registrado 528 casos por dia, 17,7 mortes e 6.622 casos ativos, a melhora é significativa. Além disso, a pandemia não dava sinais de queda desde a semana entre os dias 17 e 23 de maio.

Leia Mais »