Fábio Campana | Política, cultura e o poder por trás dos panos.

Onyx: “Em defesa do direito à legítima defesa”

Artigo de Onyx Lorenzoni

Em 2003, primeiro ano do governo Lula, entrou em vigor o Estatuto do Desarmamento. A esquerda brasileira comemorou e prometeu o que jamais poderia entregar: a diminuição da violência e o consequente aumento da segurança.

Na verdade, eles sempre souberam o que estavam fazendo. E nós, que éramos poucos dentro do Parlamento brasileiro, também sabíamos o que pretendiam. Por isso, fizemos o enfrentamento desde o início pelo direito à legítima defesa.

Leia Mais »

Militares se espalham por 21 áreas do governo, de banco estatal à Educação

Os militares nomeados ou prestes a serem nomeados já passam de 45 no governo de Jair Bolsonaro, espalhados por 21 áreas: da assessoria da presidência da Caixa Econômica ao gabinete do Ministério da Educação; da diretoria-geral da hidrelétrica Itaipu à presidência do conselho de administração da Petrobras. As informações são da Folhapress.

O Exército, do qual vieram o presidente e seu vice, Hamilton Mourão, tem maioria entre os membros do governo: eram 18 generais e 11 coronéis da reserva até esta sexta (18) – o número cresce a cada dia.

Leia Mais »

Coaf mostra que Flávio Bolsonaro pagou título de R$ 1 milhão, diz TV

Relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) mostra que o deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) pagou um título bancário da Caixa Econômica Federal no valor de R$ 1.016.839. O novo trecho do documento foi revelado neste sábado, pelo Jornal Nacional, da TV Globo. As informações são do Estadão.

Segundo a reportagem, o Coaf não conseguiu identificar o favorecido pelo pagamento feito pelo filho do presidente da República, Jair Bolsonaro. Também não há data e nenhum outro detalhe da transação.

Leia Mais »

Estados calamitosos

Desastre foi uma opção, e não há meio de atenuá-lo sem agressiva contenção de dispêndios

Editorial, Folha de S. Paulo

Mato Grosso é o sexto estado brasileiro a decretar estado de “calamidade financeira”, figura que expressa bem a catástrofe nas contas públicas, mas que não passa de gambiarra vagamente baseada na Lei de Responsabilidade Fiscal.

Mais que jurídica, trata-se de medida política de governos quebrados que pretendem oficializar uma situação de moratória, com apoio legal da Assembleia Legislativa.

Leia Mais »

A entrevista de Flávio Bolsonaro

Para “reestabelecer a verdade” e prestar esclarecimentos, Flávio Bolsonaro concedeu entrevista à Rede Record. Confira:

O PT fora de órbita

Wilson Lima, IstoÉ

Há um mundo paralelo chamado Petelândia. Nele, o ex-presidente Lula não é alguém encarcerado por corrupção, mas um preso político. Na Petelândia, as eleições do ano passado foram ilegítimas pela não participação de Lula. Nesse universo à parte, porém, a reeleição de Nicolás Maduro na Venezuela foi legítima, apesar de dois de seus adversários terem sido presos para não concorrer, o que gerou contestação até da Organização dos Estados Americanos (OEA). Na Petelândia, o terrorista Cesare Battisti é uma vítima de governos autoritários, apesar de a Itália ser um país democrático e sua extradição ter sido defendida até mesmo pelos partidos italianos de esquerda. O problema para o PT é que há um mundo à margem da realidade e nele a direção do partido vem tomando iniciativas baseadas nessa percepção ilusória que lhe rende cada vez mais prejuízos políticos. Suas lideranças vivem no mundo da lua.

Leia Mais »

A hora da reforma política

Editorial, Estadão

A falta da chamada “vontade política” de muitos membros do Congresso Nacional tem servido há décadas como pretexto para o abandono de discussões que levem à aprovação de uma ampla reforma do sistema político e eleitoral, uma das mais prementes e necessárias para o País. O discurso prevalente diz, não sem alguma dose de razão, que os parlamentares jamais aprovariam mudanças profundas no sistema por meio do qual têm sido eleitos sucessivamente. Ou seja, não mudariam aquilo que os beneficia.

Leia Mais »

Guedes vai explicar reforma da previdência aos governadores

O Fórum dos Governadores convidou o ministro da Economia,Paulo Guedes , para a próxima reunião do grupo, marcada para o fim de fevereiro. Os mandatários estaduais querem que o “Posto Ipiranga” de Jair Bolsonaroexplique qual é a proposta de reforma da Previdência que o governo federal encampará. A iniciativa foi do governador do Piauí, Wellington Dias. Depois de uma reunião marcada por discussões sobre segurança pública em dezembro do ano passado, o grupo quer ouvir do governo Bolsonaro quais serão as medidas econômicas voltadas aos estados. As informações são de Gabriel Hirabahasi na coluna Expresso da revista Época.

Ministros no Paraná

Na próxima semana, o governador Ratinho Junior vai recepcionar mais dois ministros do governo Bolsonaro em visita ao Paraná. A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, participa na quinta-feira, 24, da abertura oficial da colheita da soja em Apucarana. Já o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez, virá ao Estado na sexta-feira, 25. Detalhes das agendas da ministra e do ministro ainda não foram divulgados.

Ratinho Junior participa da troca de comando no Corpo de Bombeiros

O governador Carlos Massa Ratinho Junior participa nesta segunda-feira (21) da solenidade de troca de comando do Corpo de Bombeiros do Paraná. O coronel Samuel Prestes assume o comando, em substituição ao coronel Antônio Carlos de Morais, que ocupava interinamente o cargo. A solenidade será no Quartel Central do CB, em Curitiba, com início às 9 horas.

Convite à moderação

Editorial, Folha de S. Paulo

Se ainda não o fizeram, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e seu entourage terão muito a ganhar com a leitura atenta de análise que este jornal publicou na terça-feira (15), feita a partir dos resultados da pesquisa Datafolha divulgada ao longo das últimas semanas.

Elaborado por Mauro Paulino e Alessandro Janoni, respectivamente diretor-geral e diretor de Pesquisas do instituto, o texto aponta para um descolamento entre a agenda mais ideológica do presidente e a opinião pública brasileira.

Leia Mais »

Flávio Bolsonaro recebeu R$ 96 mil em depósitos em um mês, diz TV

Trecho de um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) mostra que, em um mês, quase 50 depósitos em dinheiro foram feitos numa conta do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), revelou o Jornal Nacional, da TV Globo, na noite desta sexta-feira, 18. A suspeita, segundo a reportagem, é de que funcionários dos gabinetes devolviam parte dos salários, numa operação conhecida como “rachadinha”. As informações são do Estadão.

O registro, de acordo com o Jornal Nacional, traz dados sobre movimentações financeiras de Flávio Bolsonaro entre junho e julho de 2017. No total, foram 48 depósitos em espécie na conta do senador eleito, “concentrados no autoatendimento da agência bancária que fica dentro da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), e sempre no mesmo valor: R$ 2 mil”.

Leia Mais »

Sabino visita Greca

O prefeito Rafael Greca e a primeira dama Margarita Sansone receberam nesta sexta-feira a visita do novo presidente da Câmara Municipal de Curitiba, Sabino Picolo. Eles discutiram formas de aprimorar a governança na gestão pública.
Segundo o prefeito, o relacionamento da Prefeitura com o legislativo continuará com a harmonia e independência dos últimos anos. “A Câmara tem um papel fundamental nos destino da cidade”, afirmou Greca. “E agora sob a vigorosa liderança do vereador Sabino tenho certeza que continuará contribuindo para o desenvolvimento da nossa capital.”

Novos diretores são nomeados nos Portos do Paraná

Foram nomeados nesta quinta-feira (17), pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, novos diretores da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina. Com isso, além do presidente Luiz Fernando Garcia da Silva, os Portos do Paraná contam com novos gestores nas áreas empresarial, financeira e de meio ambiente.

Leia Mais »

Dilma ‘deu corda’ para Lava Jato implicar Lula, diz Palocci em delação

Mônica Bergamo, Folha de S. Paulo

O ex-ministro Antonio Palocci, delator da Operação Lava Jato, relatou que a ex-presidente Dilma Rousseff “deu corda para o aprofundamento das investigações” da operação Lava Jato para implicar o ex-presidente Lula, informa Bruna Narcizo.

Segundo Palocci, havia uma “ruptura” entre Lula e Dilma e dois grupos distintos tinham sido formados dentro do PT. Ele diz que a “briga” entre os dois começou com a indicação de Graça Foster para a presidência da Petrobras.

Leia Mais »

Comitiva do PSL na China apronta mais uma

Quanto mais se investiga a comitiva do PSL que embarcou para turismo na China, mais se descobre as trapalhadas daqueles que Olavo de Carvalho (ex-guru) chamou de “semianalfabetos” e “bando de caipira“.
A organização da excursão divulgou que o deputado Junior Bozzella fazia parte dos viajantes. Acontece que Bozzella não tirou o pé do Brasil, esteve o tempo todo no interior de São Paulo, e ficou surpreso quando soube que seu nome estava no imbroglio.

 

Olavo de Carvalho defende Flávio Bolsonaro

‘Dono do Enem é o nosso presidente’

Ele é quem tem que dar as diretrizes, estamos aqui cumprindo uma missão do presidente. O dono do Enem termina sendo o nosso presidente, que é o único que teve 60 milhões de votos e é quem pode responder, mudar e realinhar (a prova). Ele tem esse aval“.
Marcus Vinicius Rodrigues, indicado para comandar o Inep, órgão responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio.

A mulher mais rica do mundo

Em breve, as listas de pessoas mais ricas do mundo podem ter uma mulher nos dez primeiros postos: a escritora Mackenzie Bezos, ex-mulher do fundador e presidente executivo da Amazon, Jeff Bezos. Se o divórcio do casal, anunciado no último dia 9, seguir as regras de casamentos sem acordos pré-nupciais no Estado de Washington, onde os dois moram, Mackenzie poderá deixar a união com exatamente metade do patrimônio do casal, avaliado em US$ 139,2 bilhões, segundo a revista Forbes.
Por que isso é importante? Não é. Trata-se apenas de uma fofoquinha de final de tarde…

(Foto: Reuters)