Fábio Campana | Política, cultura e o poder por trás dos panos.

ESTRANHO, MUITO ESTRANHO

Estranho, a delação de Nelson Leal incluindo Guto Silva foi incluída no processo só agora, no dia 13 de janeiro, quando o deputado já era chefe da Casa Civil. Através de termo complementar de colaboração. Fica a pergunta que não quer calar: por quê não foi feita antes?

Para ver os documentos, clicar aqui:

1-ANEXO966

 

PEC da Segunda Instância é protocolada no Senado

O Senador Oriovisto Guimarães protocolou nesta quinta-feira (14) a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 05/19, de sua autoria, com o apoio de outros 31 senadores. A PEC altera o art. 93 da Constituição Federal e estabelece como regra a execução provisória da pena após a decisão condenatória de órgão colegiado.

“Precisamos deixar claro na Constituição, que todo condenado em segunda instância passe a cumprir a pena automaticamente. Hoje o Supremo Tribunal Federal, ora interpreta de uma forma, ora de outra. Então, se colocarmos este dispositivo na Constituição, vai acabar com muitas brechas”, justificou Oriovisto.

Leia Mais »

Piana e Maia na ACP

Nesta sexta-feira (15), na sede da Associação Comercial do Paraná (ACP), o vice-governador do Paraná, Darci Piana, participou ao lado presidente da (ACP), Gláucio Geara, da palestra do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, sobre o tema: Os Desafios do Novo Brasil.

Antes da proferir a palestra, Rodrigo Maia recebeu das mãos do presidente Gláucio Geara, o Título de Cidadão Honorário da Associação Comercial do Paraná.

Leia Mais »

Bakri discute agenda positiva com Ratinho e os três senadores do Paraná

O deputado estadual Hussein Bakri (PSD) participou de um momento histórico para o Paraná nesta sexta-feira (15). Ao lado do Governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD), Hussein esteve numa reunião de trabalho no Palácio Iguaçu para discutir uma agenda positiva com os três senadores do estado: Alvaro Dias (Pode), Flavio Arns (Rede) e Oriovisto Guimarães (Pode).

“É a primeira vez em anos que toda a bancada do Senado se reúne com o Governador para discutir pautas de interesse do Paraná em Brasília. Essa é mais uma demonstração do novo momento que vive o estado, em que as preocupações públicas se sobrepõem a qualquer divergência político-partidária”, comemorou Hussein.

Leia Mais »

Incêndio em unidade da Vale na Malásia paralisa atividades

Agência Reuters,
A mineradora Vale informou nesta sexta-feira que um incêndio atingiu uma unidade do seu centro de distribuição de minério de ferro na Malásia, o que deve suspender as atividades no local por aproximadamente 10 a 15 dias.
“A Vale espera um impacto reduzido em seus embarques, uma vez que já estava programada parada para manutenção preventiva de 10 dias no terminal neste mesmo período”, disse a maior produtora de minério de ferro do mundo em comunicado ao mercado.
Segundo a companhia, o incêndio no importante centro de distribuição de minério de ferro da Malásia, com capacidade de exportação de 30 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, provocou apenas danos materiais.
Leia Mais »

UFPR comemora condenação de 13 pessoas por desvios

Depois que a Justiça condenou treze pessoas por desvios em bolsas de pesquisa na Universidade Federal do Paraná, caso investigado na Operação Research, em nota, a universidade comemorou a decisão e afirmou que busca o ressarcimento das verbas desviadas.
A nota:
A UFPR vê com satisfação o desfecho judicial, em primeira instância, de responsabilização das pessoas envolvidas nos desvios das verbas de auxílio e de bolsas. A decisão judicial confirma, pelo rol dos condenados, que dentro da Universidade eram de fato apenas duas servidoras ativas, que inclusive já foram demitidas, por processo interno de nossa instituição, que comandaram e foram responsáveis por todo o esquema criminoso. A Universidade continuará empregando todos os esforços na busca do ressarcimento de todos os valores que foram desviados pelos condenados e seguirá incrementando todos os mecanismos do controle interno, de transparência e de governança nos pagamentos de auxílios e bolsas.

Jovem morre após ser asfixiado por segurança em mercado

Vira e mexe há um caso de barbárie envolvendo seguranças de estabelecimentos privados.
Ontem, um homem de 19 anos, identificado como Pedro Gonzaga, morreu em uma unidade da rede de supermercados Extra, no Rio. O rapaz foi imobilizado por um segurança, após, segundo o próprio mercado uma tentativa de furto a arma de um dos seguranças, e acabou sufocado.
Nas imagens, o segurança aparece deitado sobre o jovem, aparentemente desacordado, e nega pedidos de outras pessoas para que o solte.
O supermercado Extra, que pertence ao Grupo Pão de Açúcar, em nota, afirmou que repudia atos de violência em suas lojas e que abriu uma investigação interna para apurar o caso e que os seguranças envolvidos foram afastados.

 

Bolsonaro usa camisa “pirata” do Palmeiras em Brasília

Terra,
O presidente Jair Bolsonaro comandou ontem em Brasília uma reunião com integrantes do governo em que foi discutida a proposta para a reforma da Previdência a ser enviada ao Congresso vestindo uma camisa não oficial do Palmeiras, clube do qual é torcedor.
Com predominância da cor verde-limão, o modelo é uma cópia de uma camisa utilizada pelo clube em algumas partidas na temporada de 2010. Há, no entanto, diferenças significativas entre as duas camisas, como a colocação do número no espaço em que aparecia o logotipo da fabricante, na época a Adidas, entre outros detalhes.

Ministro quer ‘Lava Jato da Educação’

Ricardo Vélez Rodríguez, ministro da Educação, afirmou ontem que uma investigação interna sobre atos das gestões anteriores encontrou indícios de corrupção e desvios que poderão dar origem à “Lava Jato da Educação”.
Sem muitos detalhes do que foi encontrado, foi assinado um termo de intenções com outros órgãos que irão apurar esses supostos desvios.
Participaram da reunião os ministros da Justiça, Sergio Moro, da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, e da Advocacia Geral da União (AGU), André Mendonça e o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo.
Segundo o MEC, Vélez apresentou exemplos “emblemáticos” de favorecimentos indevidos no Programa Universidade para Todos (ProUni), de bolsas em faculdades privadas, e desvios no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), de bolsas para cursos técnicos.
O pente-fino sobre gestões anteriores é uma das prioridades do ministro em seus primeiros 100 dias à frente da pasta, ato que não constava no plano de metas divulgado em janeiro pelo governo – o único item apresentado pelo MEC na ocasião era a promessa de lançar um programa voltado para a alfabetização, que até agora não teve nenhuma proposta apresentada.

(Foto: Ernesto Rodrigues/Agência Brasil)

FHC: ‘governo Bolsonaro está abusando da desordem’

Fernando Henrique Cardoso foi para o Twitter para comentar a nova crise no governo Jair Bolsonaro, essa sobre Gustavo Bebianno.
O texto: “Início de governo é desordenado. O atual está abusando. Não dá para familiares porem lenha na fogueira. Problemas sempre há, de sobra. O Presidente, a família, os amigos e aliados que os atenuem, sem soprar nas brasas. O fogo depois atinge a todos, afeta o país. É tudo a evitar”.

(Foto: Nacho Doce/Reuters)

PT pensa em mulher de Haddad para prefeitura de São Paulo

O PT está, como todos os partidos estão, concentrado na disputa das eleições municipais do ano que vem.
Olha para São Paulo, a mais importante de todas, e não sabe direito o que fazer. O primeiro nome que apareceu foi o de Jilmar Tatto, que ergueu o dedo e se colocou à disposição. Mas o rapaz teve péssimo desempenho em sua tentativa para o Senado.
Uma alternativa que surgiu e que está sendo testada nas manchetes é Ana Estela Haddad, professora, gestora pública e mulher de Fernando Haddad.

(Foto: Ricardo Stuckert/Fotos Públicas)

A conta dos venezuelanos no Brasil

Rolou uma reunião com representantes da Organização dos Estados Americanos. O secretário de Vigilância em Saúde participou e apresentou os gastos do Brasil com o acolhimento de venezuelanos: 94 milhões de dólares, sendo 42,9 milhões de dólares foram em saúde.

(Foto: Google/Reprodução)

 

 

Cristiane Brasil quer ver o pai

Cristiane Brasil, que tomou bomba nas urnas ano passado, e se enrolou até o último fio de cabelo na Registro Espúrio, que investiga a respeito de organização criminosa que atuava na concessão fraudulenta de registros sindicais junto ao Ministério do Trabalho, resolveu trocar de advogado.
Seu processo que navega pelas águas do STF será defendido por Rafael Faria, o principal objetivo do advogado é derrubar a cautelar que a impede de falar com o pai, Roberto Jefferson.

(Foto: PTB/Reprodução)

Ratinho Jr recebe Maia e destaca alinhamento com bancada federal

Ratinho Jr recebeu hoje, no Palácio Iguaçu, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, que cumpriu agenda em Curitiba. O governador falou sobre a disposição do Paraná de atuar próximo e alinhado com o governo federal e com a bancada parlamentar do Estado em Brasília. O encontro foi acompanhado por vários deputados federais paranaenses.
“Nossa intenção é atuar em harmonia, defendendo interesses do Paraná para dar celeridade aos projetos do Estado”, disse Ratinho. O governador também ressaltou que trabalhará em conjunto com a bancada paranaense em temas que são essenciais para o futuro do País, como a reforma da Previdência, por exemplo.

Bolsonaro decide manter Bebianno no governo, dizem aliados

Interlocutores de Jair Bolsonaro informaram ao Estado que o presidente decidiu atender aos apelos e manter o Secretário-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, no cargo, apesar das recentes polêmicas envolvendo o ministro.
Bolsonaro ainda não conversou com o ministro. A informação foi dada a Bebianno por colegas.

 

(Foto: José Cruz/Agência Brasil)

Bebianno, um ‘corpo estranho’ no Palácio

Coluna do Estadão,
Gustavo Bebianno sempre foi considerado pelos hegemônicos núcleos familiar e militar do governo um “corpo estranho” no Planalto. Ainda que militares tenham entrado em cena para defender o ministro, eles nunca se sentiram completamente à vontade com a presença dele no Palácio. Foi apenas um gesto estratégico. Se ele ficar, cobram a fatura por terem debelado a crise. Se ele cair, querem indicar o substituto ou extinguir o cargo. A desconfiança em relação a Bebianno foi reforçada pelo bom trânsito dele com veículos de comunicação.
Fato é que por trás da crise envolvendo Bebianno há mais do que o suposto laranjal de candidaturas do PSL. Parte do núcleo familiar e dos militares nunca engoliu também o bom trânsito do ministro com Renan Calheiros.
Um convite de Renan para que Paulo Marinho, suplente de Flávio Bolsonaro, participasse da posse dos novos senadores desagradou a bolsonaristas de raiz que lutavam contra Renan na eleição do Senado.  Leia Mais »

Vídeo: deputado para presidente da Vale: ‘Assassino e mentiroso’

O deputado federal André Janones (Avante-MG) não se intimidou nem fez reverência ao poder do presidente da Vale, Fabio Schvartsman, que prestou depoimento à comissão externa da Câmara dos Deputados ontem.
Janones chamou Schvarstman de bandido e mentiroso e disse que ele deveria estar preso. O deputado também ficou furioso com o secretário de Estado de Meio Ambiente de Minas, Germano Vieira, chamando ele de “moleque”.
“Você diz que não sabe por que a barragem caiu. É fácil explicar, sua empresa só quer o capital. Você com esse moleque que se diz secretário, que parece estar protegido por alguns parlamentares aqui, vocês colocaram números no papel. Na ótica de vocês era só número ali, é simples a explicação, não precisa de mimimi nem de conversa. Vocês reinam no país da impunidade”.

Deputado André Janones, do AVANTE/MG, lava a cara do presidente da Vale. Parabéns pela coragem do deputado.

Publicado por Ciro Sincero em Quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Mourão para Carlos Bolsonaro: ‘Roupa suja se lava em casa’

“Diz a velha prática que roupa suja a gente lava no tanque da casa e não da casa dos outros. Esta crise está ligada às denúncias em relação aos gastos de campanha do PSL e a um certo protagonismo do filho do presidente que, no afã de defender o pai, interferiu levando as discussões e debates em rede social que acabam sendo de domínio público, o que não é bom”.
Hamilton Mourão, em entrevista à agência de notícias Bloomberg, sobre o caso Carlos Bolsonaro versus Gustavo Bebianno, que o vice chamou de “futriquinha”.

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Bebianno avisa que só deixa o governo com uma condição

Gustavo Bebianno, ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência, avisou que só deixa o governo federal com uma condição: se for construída “uma saída honrosa”.
A informação foi divulgada hoje pelo blog do jornalista Gerson Camarotti, da GloboNews.
Bebianno tem dito, em conversas reservadas, que faz parte do jogo Bolsonaro mudar os integrantes da equipe do governo em qualquer momento. No entanto, ele ressalta que não pode aceitar o tratamento dispensado pelo presidente, que deu força ao filho Carlos Bolsonaro ao chamá-lo de mentiroso.
Camarotti também revelou um desabafo que Bebianno fez a integrantes do Planalto. “Não se dá um tiro na nuca do seu próprio soldado. É preciso ter um mínimo de consideração com quem esteve ao lado dele o tempo todo (…) Não vou sair escorraçado pela porta dos fundos”.

(Foto: José Cruz/Agência Brasil)

Cidades do Paraná estão sem reposição do Mais Médicos

Até ontem, último dia antes do fim do prazo da segunda etapa do edital que contrata profissionais, Boa Esperança do Iguaçu, Candói, Cantagalo, Cruzeiro do Iguaçu, General Carneiro, Inácio Martins, Laranjal, Prudentópolis, Santa Mariana, outras 21 cidades no Estado tinham vagas para repor no lugar dos profissionais cubanos que deixaram o programa Mais Médicos.
Em alguns lugares a situação é mais urgente, como por exemplo em Cruzeiro do Iguaçu, que está sem nenhum médico desde dezembro para atender a população de 5 mil habitantes.
Há contradição entre o que o Ministério da Saúde informa e o que as secretarias municipais relatam. O governo federal afirma que todas as vagas do programa foram preenchidas. As cidades queixam-se que ninguém apareceu para trabalhar.
Das 8.517 vagas do ex-programa 458 são para o Paraná.

(Foto: Google/Reprodução)