Fábio Campana | Política, cultura e o poder por trás dos panos.

Mourão estima que o governo
já tem 250 votos para reforma

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, concedeu entrevista exclusiva aos jornalistas Cláudio Humberto e Pedro Campos, da Rádio Bandeirantes, na manhã desta quarta (20) e garantiu que o governo parte de 250 votos na Câmara para aprovação da reforma da Previdência.

De acordo com Mourão, a ideia é que, conforme os detalhes do texto sejam esmiuçados, o governo consigará os 308 votos necessários. “A gente estima que precisa garimpar uns 60 ou 70 votos para estar com segurança”, disse.

Questionado por Cláudio Humberto, colunista do Diário do Poder, se a revogação do decreto que alterava a lei de acesso à informação tinha sido um tipo de recado da Câmara ou uma derrota pessoal, já que havia sido assinado por ele, o vice-presidente disse que o decreto não alterava a lei, mas a regulamentação, mas que entendeu o recado.

“Ontem, o Congresso mandou um recado para o governo dizendo que a gente precisa conversar mais com eles”, disse o vice-presidente. Confira abaixo a íntegra da entrevista.

Embaixada do Brasil na Grécia é invadida e vandalizada

A Embaixada do Brasil em Atenas, capital da Grécia, foi invadida na madrugada desta quarta-feira (20) e vandalizada. Ainda não se sabe quantas pessoas conseguiram entrar na representação brasileira, mas fontes garantem que autoridades locais já foram acionadas para investigar o caso.

Funcionários encontraram “uma bagunça generalizada” no local invadido, com paredes pichadas além de quadros e fotos vandalizadas. O Brasão da República, que fica no hall de entrada da representação, também foi vandalizado, e até o teto foi pichado. A embaixada ocupa o terceiro andar de um prédio na Avenida Vasilissis Sofias, no centro de Atenas.

O Diário do Poder entrou em contato com o Itamaraty sobre incidente, que, oito horas depois, se limitou a dizer que “a embaixada do Brasil em Atenas já tomou as providências para a limpeza do local e recuperação dos prejuízos causados” e as autoridades locais foram acionadas para aumentar a segurança.

Hussein Bakri recebe Soldado Fruet

O deputado Hussein Bakri (PSD), líder do governo na Assembleia Legislativa recebeu, nesta quarta-feira (20), o deputado Soldado Fruet (Pros), que tem adotado uma linha mais independente de atuação na Casa de Leis. As informações são do Ronildo Pimentel no CabezaNews.

Em tom amistoso, os dois deram claros sinais que deixaram as divergências de lado para discutir projetos para Foz do Iguaçu e região Oeste do Paraná. No início do ano, uma agenda de Bakri em Foz do Iguaçu provocou reações de Soldado Fruet, que tem base política na cidade. O encontro, segundo Hussein Bakri, faz parte do diálogo permanente que norteia sua atuação como líder de Ratinho Junior na Casa de Leis.Ele lembra que recentemente levou os petistas Professor Lemos e Arilson Maroldi Chiorato para audiência na Casa Civil do Governo do Estado.

Ney Leprevost e o combate
a crimes contra a criança

O secretário Ney Leprevost da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) disse na abertura da primeira reunião ordinária do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (CEDCA) de 2019, que reconhece a importância desta instância, pelo excelente trabalho que realiza para a melhoria da qualidade de vida de crianças e adolescentes. “A orientação do governador Ratinho Junior é a atuação em parceria, promovendo políticas públicas que representem a sociedade civil organizada”, afirmou, lembrando que essa é uma das missões da SEJUF, a de promover a sinergia entre os mais diversos setores.

Ainda na oportunidade, o secretário convidou os membros do CEDCA para participarem do lançamento da Força-Tarefa Infância Segura de Prevenção e Combate a Crimes Contra a Criança, idealizada pela Secretaria da Justiça, Trabalho e Família e que visa estabelecer no Paraná a
integração das políticas públicas dos sistemas de justiça, segurança pública, assistência social, educação e saúde, com ações coordenadas e
efetivas para o acolhimento e o atendimento integral às crianças vítimas de violência.

Leia Mais »

NWNI projeta expansão

Não é só no mundo jurídico que o advogado Nelson Wilians, fundador do Nelson Wilians e Advogados Associados (NWADV), circula com ampla desenvoltura. A natureza de seu negócio, a advocacia empresarial, o coloca constantemente diante das maiores instituições econômicas do Brasil, das mais diversas áreas. Com isso, desde 2016, Wilians vem naturalmente ampliando seu leque de atuação, com a implantação de outras empresas. Uma delas, é a Nelson Wilians Negócios e Investimentos (NWNI).

A empresa nasceu através de um processo de internacionalização do escritório, com a abertura de representações na França, Chile e Colômbia.

Um dos principais objetivos da NWNI é auxiliar na estruturação de empresas de diversas áreas, como de energia, imóveis e tecnologia.

“Nosso foco é trazer às grandes e médias empresas um novo formato de atuação, com objetivo de oferecer e viabilizar projetos sólidos e inovadores para que atuem em nosso mercado”, explica Nelson Wilians. “Nosso formato preza por uma atuação de alto padrão e rigor técnico, buscando elaborar diagnósticos e análises de viabilidade econômico-financeira, além de estruturar processos e buscar recursos para viabilização de novos projetos.”

Leia Mais »

Fim da regalia para políticos


O deputado Paulo Eduardo Martins (PSC- PR) não tem medo de se posicionar sobre os temas mais polêmicos que vão a debate na Câmara Federal. Nesta quarta-feira, 20, estava presente no momento em que o presidente Jair Bolsonaro entregou a proposta da reforma da Previdência. E o líder do PSC na Câmara fez questão de desatacar que este é um divisor de águas: “Esta é a pauta mais importante do país. E o Brasil é de
responsabilidade de todos. Reformar é preciso. Chega de sabotagem”.

Ainda sobre o texto, Paulo Eduardo acrescentou que ele acaba com a aposentadoria especial de deputados e senadores, como sempre defendeu. “Todos se aposentarão pelo regime geral da Previdência Social, como sempre defendi”. A proposta do Planalto determina que o máximo que os políticos poderão receber é o mesmo que teto previsto para funcionários da iniciativa privada, cerca de R$ 5800 e terão que contribuir normalmente com o INSS, como acontece com todo trabalhador.

Leia Mais »

Metalúrgicos de Curitiba protestam contra fim da aposentadoria

Metalúrgicos de Curitiba protestaram contra o fim da aposentadoria na BR-277, em São José dos Pinhais, na manhã desta quarta-feira (20). O protesto foi pacífico e durou cerca de 1h. Não havia policiamento no local. A mobilização trouxe o lema “Todos contra o fim da aposentadoria”, que paralisou o país na maior greve geral da história do Brasil, em 2017.

A manifestação foi porque o governo apresentará, nesta quarta-feira (20), ao Congresso Nacional a proposta de reforma da Previdência Social. A expectativa é a de que o presidente Jair Bolsonaro entregue o texto pessoalmente ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ainda nesta manhã. O secretário de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, informou que a proposta vai prever idade mínima de aposentadoria de 65 anos para homens e de 62 anos para mulheres ao final de um período de transição de 12 anos.

Leia Mais »

Começa a transição na Itaipu

Começa hoje ou ainda nesta semana a transição na Itaipu Binacional. O general Joaquim Silva e Luna assume a presidência no lugar de Marcos Stamm. Serão definidos os nomes para as diretorias de Administração, Coordenação, Financeira e Jurídica e o PTI (Parque Tecnológico de Itaipu). Os nomes devem ser publicados nas próximas edições do Diário Oficial da União. Os atuais diretores da binacional são indicações de deputados federais paranaenses. Com encaminhamento da Reforma da Previdência ao Congresso Nacional, a expectativa é de que os partidos mantenham as indicações nas diretorias, mas nada está garantido.

Cobra Repórter assume
a presidência da CRIAI

O deputado Cobra Repórter (PSD) foi indicado para presidir a Comissão Permanente de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência, a CRIAI. Ele promete realizar diligências e fiscalizações em todas as regiões do Paraná. O objetivo é realizar um “raio X” das situações que envolvam crianças, adolescentes, idosos e pessoas portadoras de necessidades especiais por todo o Estado.

“Para isso, vamos ter uma Central Móvel da CRIAI que vai nos ajudar nesse trabalho. Nós deputados, ministério público, vigilância sanitária… estaremos envolvidos nestas fiscalizações. Queremos saber quais as principais reclamações e o grau de satisfação da população com os serviços públicos”, disse o deputado Cobra Repórter.

Entre as atribuições da comissão, estão debater e fiscalizar a atuação do poder público estadual no que se refere à elaboração e execução de políticas públicas para as crianças, adolescentes, idosos e pessoas com deficiência.

Leia Mais »

Ratinho vai zerar atrasados de advogados dativos

Do Homero Marchese

O governo do Paraná promete zerar os pagamentos de advogados dativos referentes a 2018 até o dia 15 de abril. A informação consta em resposta da Procuradoria-Geral do Estado (PGE) a um requerimento do deputado Homero Marchese. O documento, assinado pela procuradora-geral do Estado (PGE), Letícia Ferreira da Silva, informa que o orçamento do estado em 2019 reservou R$ 45 milhões para o pagamento da advocacia dativa paranaense. De acordo com a PGE, os pedidos de pagamento realizados até 31 de outubro de 2018 serão pagos até 15 de março e, um mês depois, a previsão é de finalizar os débitos referentes ao ano passado.

“Os advogados dativos podem contar conosco. Vamos estar atentos ao calendário de pagamentos. Esses profissionais atuam junto à camada mais sensível da população e são essenciais para a manutenção do Estado Democrático de Direito”, explica Homero.

Leia Mais »

Pensaram que ia ser moleza?

Só há uma força realmente organizada e com capacidade de mobilização rápida. É a dos professores e seu sindicato, a APP-Sindicato. Entra governo, sai governo, todos acreditam que terão uma relação tranquila com eles. Pura ilusão. A corporação não abre mão de suas reivindicações e se necessário vai a batalha campal, como já fez mais de uma vez no Centro Cívico.

Agora, uma comissão da Secretaria da Educação e o líder do Governo na Assembleia, deputado Hussein Bakri, se reuniram com representantes do sindicato dos professores da rede estadual para ouvir as demandas da categoria e apresentar as propostas para o fortalecimento da gestão pedagógica das escolas. E começaram a sentir que não vai ser mole não. Os professores estão unidos e renitentes em sua pauta de exigências, que vai além, muito além, de temas pedagógicos.

Cattani vence queda de braço
e assume na Prefeitura


Marcelo Cattani volta à prefeitura e na posição de condottiere oficial de Rafael Grecca de Macedo. Não era o mais querido no círculo mais próximo do prefeito. Dos íntimos, só a secretária Monica Santanna defendia sua volta, em manobra para fortalecer sua própria posição. Cattani desafiou gente de alto coturno do entorno de Grecca, como a própria primeira-dama Margarita Sansone, que sempre foi palavra final nessas questões. Contrariou outro nome importante na entourage do prefeito, o advogado Giovani Gionnédis, que o acompanha desde os bancos escolares do Colégio Santa Maria.

As ponderações foram inúteis. Grecca não quis saber das informações de que Cattani é mal visto na equipe de Ratinho Jr, não só porque fez a campanha derrotada de Cida Borghetti, mas pelas dissensões pessoais que acumulou. Vai para a função de orientador politico de Grecca com cargo na Agência Curitiba. Terá novamente uma oportunidade de vencer sua primeira campanha eleitoral. As anteriores de que participou sempre foram conduzidas por outros marqueteiros. A única em que foi chefe supremos deu com os burros n’água.

Não sou vaca de presépio,
diz Soldado Fruet

“Não sou da oposição, eu defendo meu povo”, diz Soldado Fruet, O deputado Soldado Fruet (Pros) reiterou nesta quarta-feira, 20, a sua independência na atuação parlamentar e na defesa do que chamou “os interesses do povo de Foz do Iguaçu e região”. Ele confirma uma tendência crescente de deputados que preferem manter independência e autonomia perante o governo de Ratinho Jr.

Na opinião do deputado, por exemplo, há um equívoco da liderança do Governo sobre as bandeiras que defende e sobre a sua atuação estratégica na bancada do Pros. “Não sou oposição. Fui eleito para defender os interesses dos meus eleitores, aqueles que me confiaram o seu voto e esperam uma postura firme e cumpridora dos compromissos que assumi durante a campanha. Nesta conjuntura, estão os interesses dos servidores públicos”, disse Soldado Fruet.

“Me manifestei a favor dos servidores e não posso ser rotulado como oposição apenas por querer o melhor para esta classe de trabalhadores. Querer o melhor para o cidadão de bem, é ser oposição ao Governo?”, questionou o deputado.

Praczyk, da Igreja Universal,
ganha cargo no governo

Edson Praczyk é ex-deputado do PRB, braço politico da Igreja Universal. Pois foi a Universal quem decidiu substituir seus parlamentares por novos candidatos da hierarquia, uma ordem emanada do mais alto escalão, o bispo Edir Macedo. Mas Praczyk não vai ficar no relento. Acaba de virar o sétimo ex-deputado a ocupar cargo no governo Ratinho Jr. Será Assessor da diretoria da Celepar – uma das inacreditáveis 40 vagas desta categoria disponíveis para indicação política na Companhia de Processamento de Dados do Paraná, com salários que vão até R$ 21 mil.

Militante do PRB e pastor do Igreja Universal do Reino de Deus, Praczyk exerceu cinco mandatos na Assembleia Legislativa desde 1998.

Nomeado por Ratinho, ex-prefeito de Ibiporã é condenado por corrupção

Um novo constrangimento para Ratinho Jr. A juíza, Sonia Leifa Yeh Fuzinato, da Vara da Fazenda Pública, condenou por improbidade administrativa o ex-prefeito de Ibiporã, José Maria Ferreira, do PSD, Também dançou o ex-secretário municipal de Finanças e vereador José Aparecido de Abreu, do PSC. Em sentença proferida nesta quarta-feira (20), a magistrada impõe como pena a perda da função pública dos réus e a suspensão dos direitos políticos por cinco anos. Em janeiro, Ferreira assumiu a presidência do Fundepar (Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional), nomeado pelo governador Ratinho Junior. Um lugar emblemático e perigoso. Esse era o cargo de Maurício Fanini, também defenestrado e preso por corrupção no governo Richa.

Segundo ação civil, proposta pelo Ministério Público, em 2013 Ferreira feriu os princípios da legalidade ao realizar a licitação pública para contratação de uma empresa de contabilidade para o CISMASA (Consórcio Intermunicipal de Serviços Municipais de Saneamento Ambiental do Norte do Paraná. À época, o prefeito – que presidia a entidade – firmou contrato com o escritório A Abreu – Contabilidade-ME no dia 25 de março de 2011. A empresa era de propriedade do então secretário municipal de Finanças de Ibiporã. Mesmo assim, Ferreira homologou o contrato do Consórcio.

Leia Mais »

Ratinho nos States

O governador Ratinho Jr fará sua primeira viagem ao exterior, informa a jornalista Roseli Abrão. De 23 de fevereiro a 11 de março. O comunicado da viagem foi lido na sessão de ontem da Assembleia Legislativa. No programa,reuniões com o agronegócio e encontros com empresários do Vale do Silício. O objetivo é trazer soluções tecnológicas de Agrotech, do cultivo à logística de distribuição, que poderão ser aplicadas no Paraná.

Ainda não se sabe de quantos integrantes será a comitiva de Ratinho Jr e quais os nomes já selecionados.

O vice-governador Darci Piana assume o cargo na sua ausência.

Requião alerta sobre bode na sala

O ex-senador Roberto Requião (MDB) escreve que a proposta de reforma da Previdência de Bolsonaro (PSL) deve trazer exageros colocados propositalmente para iludir e serem retirados.Segundo ele, o governo quer mesmo é aprovar o sistema de capitalização. “Querem por a mão neste dinheiro de qualquer jeito”.

A proposta de reforma foi entregue hoje pessoalmente pelo presidente Bolsonaro. Mas a tramitação deve ser lenta e cheia de negociatas.

PR pula fora da base de Bolsonaro

Do Antagonista

O partido do mensaleiro Valdemar Costa Neto, o PR, percebeu a fragilidade do governo e pulou fora da base.José Rocha disse à GloboNews que já não garante “apoio irrestrito” a Jair Bolsonaro:

“Estamos, como todos os outros partidos, apreciando matéria por matéria e estaremos votando aquelas que acharmos importantes para o país”.

Com o recuo do PR, a base aliada passou a contar apenas com o PSL.

Assembleia anuncia composição das 26 Comissões Permanentes


A Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) concluiu nesta terça-feira (19) a definição dos integrantes das 26 Comissões Permanentes. “A definição das comissões é imprescindível para o andamento dos trabalhos legislativos, já que as comissões são responsáveis por analisar os projetos que tramitam na Casa”, ressaltou o diretor Legislativo, Dylliardi Alessi. “Comissões como a de Fiscalização da Alep, por exemplo, que é a responsável por analisar as contas do governo e licitações”, observou.

De acordo com Dylliardi, já são quase 80 projetos apresentados por deputados, que a partir de agora seguirão o rito nas comissões para que possam ser votados em plenário. “Além de analisar todos os projetos que tramitam na Casa, as comissões atuam em busca das demandas sociais, realizando audiências públicas e debates pertinentes a cada tema de atuação”.

Leia Mais »

Proposta prevê idade mínima
mais 20 anos de contribuição

A proposta de reforma da Previdência apresentada hoje pelo governo confirmou a idade mínima para aposentadorias em 62 anos, para mulheres, e 65 anos, para homens, e prevê que o tempo mínimo de contribuição passe a ser de 20 anos. A proposta também acaba com as aposentadorias por tempo de contribuição, após um período de transição. Informações da Uol.

Hoje, na aposentadoria por idade é possível se aposentar aos 60 anos de idade, para mulheres, e 65 anos, para homens, além de 15 anos de contribuição. Na aposentadoria por tempo de contribuição não há idade mínima. Para pedir o benefício nessa categoria é preciso ter 30 anos de contribuição, no caso das mulheres, e 35 anos, no caso dos homens.

A proposta ainda precisa ser aprovada na Câmara e no Senado para começar a valer.