Fábio Campana | Política, cultura e o poder por trás dos panos. - Part 2

Mulher de Rocha Loures
volta a trabalhar no governo

Funcionários da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) ficaram surpresos nesta quinta-feira (15) quando perceberam que Ana Seleme retornou ao órgão público. Ela é mulher do ex-assessor do presidente Michel Temer, Rodrigo Rocha Loures, que ficou conhecido como “homem da mala”. Poucos imaginavam que ela voltaria após tirar licença-maternidade justamente em razão do escândalo envolvendo o marido. As informações são de Murilo Ramos ma Época.

Mudança na Itaipu

O presidente Michel Temer trocou o comando da diretoria administrativa da Itaipu Binacional. No lugar de Marcos Baumgartner assumiu João Pereira dos Santos, funcionário aposentado da binacional. A exoneração e a nomeação saíram nesta quinta-feira, 15, no diário oficial da união.

Avança Paraná de Ratinho Jr prevê fundo de R$ 1,5 bilhão para obras de infraestrutura

O deputado Ratinho Junior (PSD) voltou a defender nesta sexta-feira, 16, em sua rede social, a criação de um fundo de R$ 1,5 bilhão para obras de infraestrutura no Paraná. O fundo, adianta Ratinho Junior, fará parte do programa “Avança Paraná” que prevê uma série de ações que dinamizem a economia e a produção em todas as regiões do Estado. “A criação deste fundo, com dinheiro do ICMS, será um dos eixos do programa Avança Paraná que investirá em obras que vão dinamizar a infraestrutura do estado”, disse.

O fundo é uma das propostas que integram o plano de governo que Ratinho Junior está debatendo com diversos setores e forças produtivas do Estado. “O fundo, por exemplo, terá o equivalente a 3% do orçamento do Estado e usará recursos do ICMS, ou seja, a empresa deixará de recolher o ICMS e poderá investir esta parte do tributo em obras na região em que atua”, disse.

Leia Mais »

Ora, pois

Depois que brasileiros fotografaram postos de combustíveis do Paraguai vendendo gasolina da Petrobras a R$ 2,45 o litro (quase metade do preço médio no Brasil), Pedro Parente defende os motivos que começam com custos de tributos e esticam em “preços internacionais”, que não existem. O Paraguai, a propósito, não produz petróleo, vende gasolina da Petrobras, em postos da BR, que tem grande rede lá.

Ainda a Petrobras: a empresa gastou nos últimos 30 meses nada menos do que R$ 550 milhões e nos últimos quinze anos, mais de R$ 3,7 bilhões com publicidade e propaganda, incluindo apoio e patrocínio de eventos. As campanhas da companhia, a propósito, são institucionais: não vendem, só cantam glória – e ultimamente, honestidade.

Maluf cassado

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia afirmou hoje que convocará o suplente do deputado Paulo Maluf (PP-SP) no início da semana que vem. Junji Abe (PSD-SP) é o primeiro suplente da coligação e será convocado para assumir a cadeira de Maluf na próxima segunda-feira.
Maluf está preso desde 20 de dezembro e no dia 27 de dezembro seu gabinete foi desmontado, os assessores demitidos e ele deixou de receber a cota de R$ 101.971,84 e o salário de R$ 33,7 mil. Agora faltava a última parte do processo, que é justamente a de cassação do mandato. Maia queria que o Plenário da Câmara decidisse por isso, segundo ele, é o que versa a lei. Mas uma decisão judicial adiantou e decidiu o processo.

(Foto: Agência Brasil)

Paraná é o segundo Estado
do país em investimentos

O Paraná foi o segundo Estado que mais investiu em 2017, aponta levantamento da Secretaria da Fazenda sobre dados publicados pelos outros estados que mostram, em valores absolutos, que apenas São Paulo destinou mais recursos para obras no ano passado. No Paraná, foram investiu R$ 3,8 bilhões em 2017. “É um recorde histórico e mostra a força do estado que venceu a crise”, disse o governador Beto Richa.

“O Paraná nunca investiu tanto e isso foi possível graças ao ajuste fiscal, que permitiu segurar as despesas de custeio e os gastos correntes da máquina. Com o equilíbrio, foi possível investir mais nas cidades”, completou Richa.

Só para efeito de comparação, São Paulo empenhou em 2017, R$ 12,85 bilhões para investimentos, ou 8,5% de sua receita corrente líquida, o Paraná foi além e investiu 10,5% da receita corrente líquida do ano passado.

Leia Mais »

Cida Borghetti corre o trecho na região oeste/centro do Paraná

A vice-governadora Cida Borghetti está correndo o trecho nesta sexta-feira (16) para se reunir com prefeitos e gestores da região oeste/centro do estado. A agenda começou bem cedo em Cascavel, onde Cida acompanhou o anúncio de recursos federais no valor de R$ 2 milhões para o UOPECCAN, Hospital do Câncer referência na região, além de reforçar os investimentos do Governo na região. Aos prefeitos, também foi anunciado R$ 1,3 milhão para o Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste do Paraná (CISOP), viabilizados pelo Ministério da Saúde.

Cida também passou por Guaraniaçu para visitar o Hospital Santo Antônio e segue agenda para o município de Laranjeiras do Sul, também para participar de encontro com prefeitos e anúncio de recursos que contemplam o Consórcio Associação Intermunicipal de Saúde do Centro do Paraná (ASSISCOP), além de visita ao Hospital e Instituto São José.

A caixa-preta do BNDES

O site Spotniks investigou a caixa-preta do BNDES e de lá pinçou oito fatos surpreendentes. Acompanhe:
1. Entre 2003 e 2016, os grandes empresários receberam R$ 1 trilhão do banco, contra R$ 372 bilhões de todos os programas sociais.
2. 80% do lucro gerado pelo programa ficou com os bancos privados.
3. As obras realizadas pela Odebrecht no exterior geraram um prejuízo de R$ 1 bilhão por ano aos trabalhadores.
4. As quatro empresas que mais receberam dinheiro do banco no período estão no centro da Lava Jato.
5. 90% dos recursos do banco são direcionados a empresas que geram 16% dos empregos do país.
6. As grandes empresas apoiaram estas medidas e você pagou o pato.
7. Todas as famílias e pequenas e microempresas brasileiras foram forçadas a ficar com menos de 20% do crédito total no país.
8. Você, seus filhos e seus netos ainda pagarão a conta pelo menos até 2060.

Prisão preventiva de suspeitos de matar youtuber

A Justiça de Pontal do Paraná decretou ontem a prisão preventiva – sem prazo para soltura – dos irmãos Everton e Cleverson Vargas, investigados pela morte da adolescente Isabelly Santos, de 14 anos, em uma aparente briga de trânsito na madrugada da última quarta-feira (14). As informações são do Metro Curitiba.
Os dois foram detidos já na manhã de quarta, horas após o crime, em uma casa no balneário de Canoas, em Pontal do Paraná. Everton confessou ter dado os tiros no carro em que Isabelly estava por se sentir ameaçado, mas alegou, em um primeiro momento, que não sabia que havia atingido alguém. Ele tem posse de arma, mas não autorização para andar com ela – o porte de arma. A arma foi comprada legalmente e era regular.
Leia Mais »

Fugitivos de Maduro


O Antagonista publicou foto da sede Polícia Federal em Boa Vista. A fila é de venezuelanos buscando forma legal de entrar no Brasil.

 

A farra dos partidos

O Fundo Partidário, que deve distribuir R$780 milhões este ano, já rendeu aos partidos R$64,5 milhões apenas em janeiro. O PT de Lula continua a ser o maior beneficiado: faturou R$8,2 milhões em apenas um mês, seguido pelo PSDB do senador Aécio Neves: R$7,11 milhões. Para piorar, o Congresso aprovou a reforma política, em 2017, criando o “fundo eleitoral” que vai dar aos partidos ao menos R$1,7 bilhão. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O PMDB de Michel Temer e Renan Calheiros é o terceiro partido que mais dinheiro levou do Fundo Partidário, em janeiro: R$6,91 milhões. De 2007 a 2017, os partidos levaram R$4 bilhões do fundo partidário. E agora vão dividir cerca R$2 bilhões extraídos do bolso do contribuinte. Além dos dois fundos, partidos políticos também dividem o que a Justiça Eleitoral arrecada com multas, cerca de R$80 milhões por ano.

Silvio Santos vem aí

Só de galhofa, ou não, Silvio Santos aceitou colocar o nome nas pesquisas eleitorais para presidente da República.
Ele aposta que com absoluta certeza aparecerá bem à frente do concorrente da Globo.

 

Petrobras aplaude Moro

A Brazilian-American Chamber of Commerce homenageará em maio Sergio Moro. Ao lado dele, o prefeito de Nova York também receberá o título de personalidade do ano. Mas parece que os dois nomes não são lá muito comerciais para conseguir patrocínio. Até agora apenas sete patrocinadores deram as caras para contribuir (ano passado, com o prêmio entregue a João Doria e ao ex-embaixador americano Thomas Shannon, a esta altura do campeonato, mais de 15 empresas já tinham se manifestado pelo apoio financeiro).
Agora a Petrobras apareceu para engrossar o caldo e juntou-se aos patrocinadores do jantar. Pagará US$ 26 mil por uma das mesas do evento.

PowerPoint: Lula quer indenização

Os advogados de Lula recorreram da decisão da Justiça paulista que negou pedido de uma indenização de R$ 1 milhão pela apresentação em PowerPoint do procurador Deltan Dallagnol. A defesa alega que “ninguém pode ser acusado daquela forma, por meio de uma coletiva repleta de adjetivações”.
Que tal?

 

Relatório da CPI do BNDES está no forno

A CPI do BNDES fará a primeira reunião do ano na terça-feira para a apresentação do relatório final. Ela foi instalada em agosto do ano passado para investigar irregularidades em empréstimos concedidos pelo banco no âmbito do programa de globalização das companhias nacionais.
As suspeitas: operações financeiras do BNDES teriam beneficiado empresas como a JBS, dos irmãos Joesley e Wesley Batista, e a EBX, de Eike Bastista.
Ao todo foram 13 reuniões em 2017. O colegiado ouviu empresários apoiados pelo banco e Luciano Coutinho, ex-presidente da instituição.
Todo mundo, obviamente, negou privilégios, interferência política ou irregularidades. Vamos ver como o senador Roberto Rocha (PSDB-MA) resolveu contar esta história.

Demissão sem volta

Huck deve estar fazendo contas. Se decidir pelo caminho de disputar eleições, perderá uma grana com a rede Madero, da qual é sócia, o contrato proíbe carreira política.
Além disso, a Rede Globo já avisou: o caminho é sem volta, se sair não retorna à telinha. E isso estende-se a Angélica.

(Foto: Reprodução/TV Globo)

Ex-prefeito de Araucária é condenado por peculato e concussão

O ex-prefeito de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, Rui Alves de Souza (PTC) foi condenado a mais cinco anos de prisão pelos crimes de peculato e concussão. Ele já havia recebido a sentença de 50 anos de prisão pelos crimes de concussão, organização criminosa e lavagem de dinheiro.
Desta vez, a pena do ex-prefeito, que está preso desde 20 de dezembro de 2016, foi fixada em cinco anos, dois meses e vinte dias de reclusão. A filha foi condenada a dez anos e oito meses de reclusão e o genro, a três anos, seis meses e vinte dias. Leia Mais »

Por que Lula adiou mais uma caravana

Ricardo Noblat,
Nada a ver com problemas de agenda de outros líderes latino-americanos que prometeram encontrá-lo em meio à viagem. Nem com férias de universidades que ele pretendia visitar à caça de apoio.
Antes marcada para começar em 27 de fevereiro, a caravana de Lula por Estados do Sul foi remarcada para o dia 19 de março próximo por razões estratégicas de sua defesa diante da Justiça.
Pegaria mal para ela que Lula saísse por aí falando contra tudo e contra todos no momento em que o Supremo Tribunal Federal se prepara para julgar um pedido de habeas corpus capaz de evitar sua eventual prisão.
De resto, o tribunal de Porto Alegre deverá anunciar dentro de semanas se confirma ou não a decisão de condenar Lula a 12 anos e um mês de cadeia. Caso confirme, ele será obrigado a se entregar.

(Foto: Leonardo Benassatto/Reuters)

Propina pagava de IPVA a conta de luz

Em depoimento inédito colhido pela Procuradoria-Geral da República, o advogado Marcelo Maran detalhou como dinheiro desviado dos cofres públicos financiou, além das campanhas eleitorais de Gleisi Hoffmann, o conforto da senadora e de sua família.
É o que conta a Veja desta semana.
Segundo Maran, despesas comezinhas da atual presidente do PT e do marido, o ex-ministro Paulo Bernardo, eram bancadas por uma conta-propina abastecida, na ponta, pelo dinheiro do contribuinte. Os gastos incluíam gasolina, taxas de IPVA, conta de luz, condomínio, conserto de liquidificador, brinquedos para seus filhos e pequenos luxos, como motorista particular – informações que ela nega.

(Foto: Google/Divulgação)

Adoção de monumentos pela iniciativa privada

A vereadora Julieta Reis propõe: a iniciativa privada adota um monumento público para garantir sua preservação e manutenção. Em troca, poderá fazer exploração publicitária do local.
A ideia é inspirada em exemplos de outras cidades do mundo, onde a gestão compartilhada garante a conservação de endereços e economia ao orçamento público.
O texto está esperando por votação desde setembro do ano passado.