Vergonha e abandono

unnamed

Informe, Folha de Londrina

No redemoinho em que sua vida se tornou, o deputado federal André Vargas (PT-PR) denotava aos seus interlocutores o desespero pelo qual passa e um sentimento de abandono pela sigla que o elegeu. No domingo, em Maringá, questionava se devia ir a São Paulo de voo comercial ou fretado. Ao receber a sugestão de uma passagem convencional, o petista admitia estar envergonhado de viajar ao lado de outras pessoas. De São Paulo, Vargas seguiria para Brasília ainda na noite de ontem, para a possível renúncia à Câmara Federal hoje. “Hoje é considerado o inimigo número um do Brasil”, avaliou uma das fontes ouvidas pela Folha de Londrina..

Paraná negocia instalação de indústria de tecnologia no Estado

O Governo do Paraná negocia a instalação de uma indústria de painéis fotovoltaicos (solares), lâmpadas de led e medidores digitais inteligentes (smart grids). O projeto foi apresentado nesta terça-feira (15), em Curitiba, ao secretário da Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul, Horácio Monteschio, pelos executivos da Aider Telecom, Anderson de Santana e Adriana Brandão. A empresa planeja investir R$ 26,4 milhões (US$ 12 milhões) na construção da unidade que deve gerar 1 mil empregos diretos e indiretos em cinco anos. O foco é atender o mercado nacional e exportar para a América do Sul. “Há um grande potencial para crescimento e temos o total interesse de instalar a indústria no Paraná”, adiantou Anderson de Santana.

Leia Mais »

Estarei na campanha da Gleisi, diz Vargas

1504-andre-vargas-dilma-gleisi

“Queria passar um recado para a minha militância. A gente vai se manter firme. Outras lideranças vão surgir e todos nós vamos estar na campanha da Dilma e da Gleisi”.

Do deputado André Vargas (PT-PR), no UOL, ao dizer que vai apresentar sua renúncia hoje na Câmara dos Deputados.

Dilma, entre cães e frases, mais uma gafe

dilma-cachorro-460x240

Machado de Assis é a nova aquisição do selo literário Dilma Rousseff: “Muitas vezes você é criticado por ter o cachorro e, outras vezes, por não ter o mesmo cachorro”

De Celso Arnaldo Araújo:

Machado de Assis, maior nome da literatura brasileira, é a nova aquisição do selo Dilma Rousseff – especializado em adaptar para o dilmês obras-primas das letras nacionais, com um grau de acurácia inferior ao do patético Google Tradutor.

Seu autor favorito vinha sendo Nelson Rodrigues, o frasista perfeito ─ por via do dilmês, transformado num escriba de péssimos bofes e estrofes, capaz de cometer pecados estilísticos mortais, como “não se pode apostar no pior” ou “pessimistas fazem parte da paisagem assim como os morros, as praças e os arruamentos”. Coisas que Nelson nunca disse ou escreveu e não diria ou escreveria nem sob um ataque de apoplexia, enforcado por seus suspensórios e afogado num barril de baba elástica e bovina.

Leia Mais »

Erosão de confiança

Datafolha detecta queda de 39 pontos no otimismo com país e economia; Dilma enfrenta uma convergência de fatores eleitorais negativos.

Editorial da Folha de S. Paulo:

Numa nação apaixonada por futebol a 58 dias de receber a Copa do Mundo, a acentuada retração no otimismo dos brasileiros assume ares preocupantes. Em ano eleitoral, sobretudo para o Planalto.

O instantâneo perturbador foi colhido pelo Datafolha. O instituto criou o Índice Datafolha de Confiança (IDC) e, já na primeira comparação anual, detectou variação significativa de humor –para pior.

Leia Mais »

Publicidade

André Vargas renuncia ao mandato de deputado

brasil-camara-deputado-andre-vargas-20140407-14-size-598

De O Globo:

BRASÍLIA – Depois de um encontro com dirigentes do PT, o deputado André Vargas (PT-PR) decidiu renunciar ao mandato. Na semana passada, ele havia anunciado a renúncia ao cargo de vice-presidente da Câmara. Segundo pessoas próximas ao parlamentar, Vargas irá formalizar na terça-feira a renúncia. O parlamentar já redigiu até uma carta de renúncia, onde reclama que está sendo “massacrado pela imprensa” e que decidiu preservar a sua família.

Aliados de Vargas disseram que ele poderá ler a carta em Plenário, ou simplesmente encaminhá-la à Secretaria Geral da Mesa. O petista vai renunciar nesta terça, ou no máximo, na quarta-feira.

Leia Mais »

“Ele tem que responder por seus atos”, diz Gleisi

unnamed

Enquanto o marido, Paulo Bernardo (Comunicações), tenta salvar o coro de André Vargas (PT-PR) na Câmara dos Deputados, Gleisi Hoffmann (PT-PR) repetiu hoje em Curitiba o mantra que Vargas “tem que responder por seus atos” e, pela primeira vez, admitiu que “é ruim para o PT” as denúncias envolvendo o petista, o doleiro Alberto Yousseff e o ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto da Costa.

“Nesse caso (o de Vargas) não se pode fazer julgamento nem absolvições. Acho que tanto a Câmara quanto o PT tem o seu processo para fazer as averiguações e apurações. Eu não tenho dúvida de que, obviamente, é uma situação que para o Partido dos Trabalhadores é ruim. Sempre é mais uma denúncia, uma pessoa que está envolvida”, disse Gleisi. “Tem que ter serenidade, esperar. O deputado tem que fazer essas explicações. Já está vindo a público para isso. E responder por seus atos”, completou.

No Fantástico, Francischini diz que parte dos R$ 10 bi serviu campanhas eleitorais

No programa Fantástico, da TV Globo, o deputado Fernando Francischini (SDD-PR) afirma que há fortes suspeitas de que parte dos R$ 10 bilhões lavados por Alberto Youssef e Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras, financiou campanhas eleitorais. Confira:

Heads é ‘esquema’ de Gleisi e Bernardo, diz André Vargas na Veja

unnamed

A Veja desta semana revela que, nas conversas com deputados, André Vargas também citou como algo que o PT não gostaria de ver revelado o caso da agência Heads Propaganda, do Paraná. “A Heads é esquema deles”, teria declarado Vargas a colegas de partido. “Eles” seriam a senadora Gleisi Hoffmann e o ministro das Comunicações. Na gestão Dilma, a agência tornou-se líder em verbas recebidas do governo. A escalada meteórica está sob investigação do Tribunal de Contas da União (TCU).

A Heads é de Claudio Loureiro, amigo do casal Gleisi e Bernardo, e faturou R$ 320 milhões em 2013 em contas do governo federal. Neste ano, assinou contrato de R$ 110 milhões para cuidar da imagem da Petrobras.

Política de Dilma está “quebrando o etanol”

1404-elizabeth-farinaDa Folha de S. Paulo:

A indústria do etanol vive a maior crise de sua história e a responsável é a política econômica do governo Dilma Rousseff. Esse é o alerta de Elizabeth Farina, presidente da Unica (União da Indústria de Cana-de-Açúcar). Ao longo das cinco safras recentes, 44 usinas fecharam (de um total de 384). Das usinas atuantes, há 33 em recuperação judicial e 12 não vão moer cana este ano. “As políticas de controle de preço da gasolina e de redução da Cide foram mortais para o setor”, afirma Farina.

Leia Mais »

Motoristas e cobradores paralisam atividades por três horas em Curitiba

Do G1 PR:

Motoristas e cobradores da empresa Nossa Senhora do Carmo fizeram uma paralisação entre 3h e 6h desta segunda-feira (14), em Curitiba. De acordo com o Sindicato de Motoristas e Cobradores de Curitiba (Sindimoc), os funcionários reclamam de assédio moral por parte da chefia e da falta de suporte à categoria. Os trabalhadores também protestaram porque um motorista foi punido com três dias de suspensão após se envolver em um acidente. A empresa teria descontado os dias na folha de pagamento do funcionário.

Às 7h a empresa Nossa Senhora do Carmo foi procurada pelo G1 e informou que pelo menos 70 veículos deixaram de circular durante o período da paralisação. Sobre as reivindicações, a empresa não quis comentar.

Com Dilma, otimismo do brasileiro caiu 20%

unnamed

O Datafolha agrupou resultados de pesquisas atuais e de 2013 sobre o orgulho de ser brasileiro – a avaliação do país como lugar para viver e expectativas com inflação, emprego e poder de compra, entre outros aspectos econômicos – e criou um novo indicador, o Índice Datafolha de Confiança (IDC).

O IDC varia de zero a 200. Em março de 2013, quando a presidente Dilma batia seu recorde de popularidade (65% de aprovação), o IDC brasileiro era 148. E na última pesquisa, realizada nos dias 2 e 3 de abril, o IDC dos brasileiros caiu para 109. O recuo de 39 pontos no intervalo de pouco mais de um ano equivale a uma queda de quase 20% no sentimento geral de confiança dos brasileiros no país.

Essa queda ajuda a explicar a diminuição da taxa de aprovação do governo Dilma, pré-candidata à reeleição. Agora, são 36% os brasileiros que julgam seu governo como bom ou ótimo. Outros 25% avaliam a administração dela como ruim ou péssima.

No PMDB, deputados
atrás dos delegados

Do Karlos Kohlbach:

Os deputados estaduais do PMDB do Paraná fizeram e refizeram as contas para saber o destino do partido nas eleições que se avizinham. Conta um peemedebista que a ala dos deputados, pró Beto Richa (PSDB), já conta com 320 delegados – sendo necessários 300 para sacramentar o destino do PMDB na convenção. Se tiver o apoio dos delegados ligados ao ex-governador Orlando Pessuti, aí a soma chega a 350. A tentativa é isolar o senador Roberto Requião, que tem viajado o estado para viabilizar a candidatura ao governo do Paraná.

Vargas liga Bernardo e Glesi ao esquema de propinas no governo

unnamed

Do Karlos Kohlbach:

Acuado pelas denúncias de envolvimento com o doleiro Alberto Youssef, preso pela Polícia Federal na operação Lava Jato acusado de liderar uma quadrilha que pode ter desviado R$ 10 bilhões, o deputado federal André Vargas (PT) mandou um claro recado para a cúpula do partido: se o PT o abandonar, o parlamentar vai levar mais gente do partido para o epicentro do escândalo. E os primeiros alvos de Vargas seriam o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, e a senadora e candidata ao governo do Paraná, Gleisi Hoffmann.

Leia Mais »

“Vou atuar”

unnamed

Do Roberto Pompeu de Toledo, Veja:

Quando o amigo doleiro Alberto Youssef desabafou, exasperado e súplice, “Tô no limite. Preciso captar”, segundo diálogos registrados pela Polícia Federal e revelados pela última VEJA, o deputado André Vargas respondeu, resoluto: “Vou atuar”. André Vargas, do PT do Paraná, até a semana passada vice-presidente da Câmara dos Deputados, já se celebrizara pelo gesto de levantar o braço, como provocação ao presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, sentado ao seu lado. Ao gesto agora acrescentava uma divisa, na forma de uma sentença tão curta quanto prenhe de pesporrência (bela palavra; o colunista agradece ao deputado a oportunidade de usá-la): “Vou atuar”.

Leia Mais »

Ex-mulher vê prima conversar com ex-marido e vai pra cadeia por tentativa de assassinato

jessica

Da Banda B:

Uma jovem de 23 anos foi presa em flagrante na noite deste domingo (13) por tentativa de homicídio no bairro Prado Velho, em Curitiba. Jéssica Carolina de Almeida esfaqueou a prima de 25 anos ao ver que ela conversava com seu ex-marido no portão de casa.

Leia Mais »

A ascensão de ‘Bocão’;
o martírio de Vargas

unnamed

Do Ricardo Galhardo, Estadão:

Técnico em administração de empresas nascido numa família pobre em Assaí, norte do Paraná, o deputado licenciado André Vargas (PT-PR) teve uma ascensão política tão meteórica quanto sua queda do cargo de vice-presidente da Câmara, do qual anunciou a renúncia na quarta-feira passada, depois que vieram à tona suas ligações com o doleiro Alberto Youssef, preso na Operação Lava Jato da Polícia Federal.

Até 2010, quando foi reeleito deputado e chegou à executiva nacional do PT, Vargas era considerado apenas mais uma liderança regional do partido. Naquele ano ele impôs uma derrota ao atual presidente nacional do PT, Rui Falcão, ganhou a secretaria de Comunicação do partido e passou de figurante a personagem central.

Leia Mais »

Posse da Apeop reúne políticos e empresários nesta segunda-feira

Evento que promete movimentar a cena política nesta segunda-feira é a posse da diretoria da Associação Paranaense dos Empresários de Obras Públicas (Apeop), liderada pelo empresário José Ângelo Turra. A entidade reúne representantes das grandes empreiteiras do Paraná. A posse seguida de jantar será no Clube Curitibano às 20 horas. Na lista de convidados, além de empresários do segmento da construção pesada, estão ex-governadores, deputados, prefeitos e vereadores.

Paraná pede ao STF para desbloquear mais R$ 1,5 bilhões

unnamed

A PGE vai entrar nesta semana com uma nova ação cautelar no STF para destravar quatro empréstimos internacionais que somam R$ 1,5 bilhão. O objetivo é estender o alcance da liminar de fevereiro do ministro da corte Marco Aurélio Mello que suspendeu as restrições ao governo do Paraná em relação aos limites legais de gastos com pessoal. As informações são da Gazeta do Povo.

Leia Mais »