Fábio Campana | Política, cultura e o poder por trás dos panos. - Part 2

Psol acusa Guarda Municipal de agredir candidato a vereador

xenia-renato

O Psol acusa a guarda municipal de agredir o candidato a vereador Renato Freitas. Segundo a candidata a prefeita, Xênia Mello, Freitas foi preso e agredido pela GM. Os advogados do candidato também denunciam que Freitas ficou preso nu em em uma cela. Freitas, segundo relatos do Psol, estava ouvindo música alta em frente a um prédio público e por este motivo foi levado para o 3º Distrito Policial da Polícia Civil.

“Nós do PSOL repudiamos quaisquer atos de criminalização da juventude negra e periférica de nossa cidade, que ocupa as ruas com sua arte. Acreditamos também que é vital a participação popular na gestão da Guarda Municipal, com o objetivo de reagir firmemente contra a violência racista e institucional desta instituição. Precisamos construir uma polícia comunitária, que trabalhe em estreita parceria com os conselhos comunitários de segurança (Consegs) dos bairros”, diz Xênia Mello no facebook.

‘Testemunha’ de defesa de Dilma é assessora de Gleisi Hoffmann

Nomeacao Esther Dweck 17AGO2016
Dweck vai ganhar R$ 22,5 mil por mês no gabinete de Gleisi

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) nomeou Esther Dweck, testemunha de defesa da presidente afastada Dilma Rousseff, para trabalhar como assessora parlamentar em seu gabinete. Esther Dweck é funcionária da Secretaria de Orçamento e Finanças, órgão vinculado ao Ministério do Planejamento. Nesta sexta-feira (26), Esther vai depor a favor de Dilma Rousseff em sessão do Senado Federal.

O PT pediu a suspeição do procurador Júlio Marcelo de Oliveira, concursado que não recebe dinheiro de partido. Esther Dweck receberá salário de R$22,5 mil por mês. Ainda assim, nenhum partido pediu a suspeição da nova assessora de Gleisi

Nesta quinta (25), Gleisi Hoffmann reitorou que os senadores não têm moral para discutir o processo de impeachment. Percebe-se. A própria senadora preencheu e assinou o formulário pedindo que a secretaria ceda a testemunha de defesa para trabalhar no Senado.

Ney Leprevost apoia Moro e a Lava Jato

unnamed
O deputado Ney Leprevost (PSD), candidato a prefeito de Curitiba, se destacou no parlamento por uma série de projetos de leis que moralizam a atuação dos agentes públicos, garantem transparência nos órgãos da esfera pública, inibem e coíbem a prática de crimes. Ney Lé autor da lei da ficha limpa que além de impedir candidaturas a cargos eletivos de pessoas que venham a sofrer condenação judicial em segunda instância, como já prevê a legislação federal, veda a ocupação de cargos públicos em comissão por pessoas que tenham sido condenadas por crimes contra a economia popular, a fé pública, o sistema financeiro, o meio ambiente e a saúde pública.

Leia Mais »

Horário eleitoral gratuito começa nesta sexta; veja regras

NaniSurubaEleitoral

O horário eleitoral gratuito do primeiro turno terá início a partir das 5h desta sexta-feira (26), quando poderão ser veiculadas as inserções, e vai até o dia 29 de setembro. Com a mudança na lei eleitoral, em 2015, a propaganda gratuita agora durará 35 dias, dez a menos do que no passado. Também não há mais blocos para candidatos a vereador, somente para prefeito. As informações são da Folha de S. Paulo.
Leia Mais »

Veneri arrecada R$ 6 mil em 24 horas de campanha de financiamento

veneri-620x409

O candidato do PT à prefeitura de Curitiba, deputado estadual Tadeu Veneri, arrecadou R$ 6.304,13 em 24 horas da campanha de financiamento coletivo lançada por ele na internet para a disputa eleitoral. “Ao todo, 28 pessoas já nos financiaram, o que dá mais de uma doação por hora. Em um dia, temos mais doadores individuais do que todas as outras candidaturas”, comemorou o petista.

“Estamos felizes, mas há muito pela frente. Financeiramente, outros candidatos ainda nos superam. Entre eles, há quem possa tirar R$ 600 mil do próprio bolso para custear a si mesmo – quantia, aliás, maior do que o patrimônio que declarou ao Tribunal Superior Eleitoral”, comentou Veneri. A meta é arrecadar R$ 100 mil em doações. As informações são do Bem Paraná.

Casa Civil defende total transparência na discussão de projetos

valdir-rossoni

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa aprovou em sessão extraordinária desta quarta-feira (24) a divisão em seis partes do projeto enviado pelo Poder Executivo com medidas para modernizar a gestão administrativa e tributária do Estado.
A iniciativa foi do relator do projeto, deputado Luiz Claudio Romanelli, em consenso com os parlamentares da base aliada e o governo. “Queremos que haja total transparência”, afirma o chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni.

Os projetos serão redistribuídos na CCJ para os relatores, que vão apresentar seus pareceres.

O governo pediu regime de urgência para votação do projeto porque algumas matérias tratam de alterações tributárias. Nestes casos, é preciso respeitar dois princípios: anterioridade e noventena.

O primeiro estabelece que mudanças que envolvem tributação só entram em vigor no exercício seguinte a sua aprovação. O segundo diz que é preciso respeitar um prazo mínimo de noventa dias da data em que a lei tenha sido publicada até sua entrada em vigor, ou seja, apenas em janeiro de 2017.
Leia Mais »

Ministério da Saúde vai financiar 10 Upas no Paraná

Ministro Ricardo Barros concede sua primeira coletiva

Das 99 Upas que o Ministério de Saúde vai financiar com recursos, 17 estão na região sul e 10 no Paraná. Segundo nota à imprensa, as Upas paranaenses estão nas cidades de Arapongas, Francisco Beltrão, Guaíra, Ibiporã, Londrina, Pato Branco, Pinhais, Ponta Grossa, Realeza e Telêmaco Borba. A medida, segundo o ministro Ricardo Barros, atende a necessidade apontada pelos estados das UPAs que estão funcionamento, mas sem contrapartida do Ministério da Saúde.

“Um dos meus compromissos ao assumir a gestão do ministério foi de otimizar os recursos que já existiam para melhorar o SUS. E, em três meses, já temos um resultado expressivo. Enxugamos a máquina, revimos negociações, permitindo o reinvestimento em pontos estratégicos do atendimento”, disse Ricardo Barros que apontou uma economia de R$ 384,3 milhões no período.

Patrimônio de Aliel cresce 20 vezes em
quatro anos

aliel-machado

Desde as últimas eleições que disputaram, os candidatos à Prefeitura de Ponta Grossa aumentaram o patrimônio, segundo dados informados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Juntos, os candidatos somam R$ 2,4 milhões em bens. O candidato que registrou o maior aumento foi Aliel Machado (Rede). As informações são do Blog do Johnny.

Nas eleições de 2012, quando Aliel Machado foi eleito vereador, ele declarou R$ 15 mil, valor correspondente a uma moto e a um carro. Já em 2014, ano em que foi eleito deputado federal, ele declarou R$ 57.113,06, referente a um carro e uma casa, um aumento de 280%. Neste ano, os bens declarados somam R$ 291.341,56. Entre os bens estão: plano de previdência privada (R$ 22 mil), conta poupança (R$ 2,2 mil), fundo de capitalização (R$ 4,6 mil), conta corrente (R$ 4,7 mil), carro (R$ 115,3 mil), fundo de investimento financeiro (R$ 40,1 mil), casa (R$ 34,6 mil), terreno (R$ 65 mil) e fundo de capitalização (R$ 2,7 mil). Houve um aumento de 1.842% referente à eleição de 2012, valor quase vinte vezes maior, com relação à sua primeira eleição como vereador há quatro anos atrás.
Leia Mais »

Experiência de Pimentel traz qualidade para nossa candidatura, diz Greca

eduardo

Em entrevista a rádio Band News nesta quinta-feira (25), o candidato a prefeito Rafael Greca (PMN) disse Curitiba voltará a ser inovadora e bem cuidada a partir de 2017. “Vocês podem esperar, haverá um serviço de qualidade. A cidade voltará ao caminho que dava orgulho aos curitibanos pela qualidade do serviço público prestados”, defendeu.

Greca também aproveitou para destacar o papel do seu vice prefeito Eduardo Pimentel. “A coligação me deu um vice de refinada qualidade. O jovem Eduardo Pimentel só traz qualidade para nossa candidatura. Além de bom articulador, já provou ter qualidades administrativas”, afirmou.

Eduardo Pimentel é administrador de empresas com pós-graduação em Agronegócios pela Universidade Positivo e neto do ex-governador Paulo Pimentel.

O candidato elogiou o trabalho de Pimentel como diretor do Ceasa e da Fundação Cultural de Curitiba. “Em todos os lugares que passou fez muitos amigos e administrou com exito. Fico feliz porque no período que esteve na Fundação Cultural a música era muito valorizada na cidade”, disse.
Leia Mais »

Ellen Homiak faz a reconstituição da morte
de Rodrigo Federizzi

A cabelereira Ellen Homiak, acusada de matar e esconder o corpo do marido, o policial Rodrigo Federizzi, participa da reconstituição do crime. Ela chegou ao apartamento em que morava com a marido Rodrigo Federizzi e o filho do casal, um menino de 9 anos, localizado no Bairro Tatuquara, por volta das 9 horas da manhã desta quinta-feira, 25.

A polícia isolou área. Participam do processo a acusada do crime e peritos do Instituto de Criminalística. De acordo com a polícia, a reconstituição é importante para que não restem dúvidas sobre a prática do crime

Hellen confessou a autoria do crime. À polícia ela contou que praticou o crime sozinha. Ela disse que “atirou no marido enquanto ele dormia, depois serrou as pernas, transportou o corpo até uma área rural de Araucária e enterrou as partes em duas covas rasas”. As informações são do Bem Paraná.

‘Não sou assaltante de aposentado’, diz Caiado para Gleisi

gleisi-caiado (1)

“Eu não sou assaltante de aposentado”, gritou o senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), logo depois da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) dizer que os senadores não tinham moral para julgar a presidente afastada Dilma Rousseff (PT). A referência de Caiado é um direto ao casal Gleisi e o marido Paulo Bernardo (PT), acusados de desviar R$ 100 milhões de empréstimos consignados de servidores federais e aposentados. O registro é d’O Antagonista.

(foto: internet)

Temer cresce, aponta Paraná Pesquisas

temer

Radar On-line, Veja

Apesar de ter sua administração reprovada pela maioria da população, o presidente Michel Temer tem motivos para comemorar a última rodada nacional da Paraná Pesquisas.

Realizada entre os dias 20 e 24 de agosto, o levantamento, que ouviu 2 023 pessoas em 157 municípios, revela uma curva ascendente nas avaliações positivas da administração e uma leve queda junto àquele que desaprovam o governo – que seguem em maioria.

De acordo com os dados, em junho, 36,2% dos entrevistados aprovavam a administração. Esse número pulou para 38,9% em julho e chegou a 40,6% em agosto.

A desaprovação, por outro lado, passou de 55,4% em junho para 52% em julho. Neste mês, caiu mais um pouco e está em 50,4%.
Como a margem de erro é de 2%, as variações se encontram dentro do limite, mas, segundo o instituto, devido à curva produzida nos últimos três meses é possível se atestar a leve melhora na avaliação da administração.
Leia Mais »

Julgamento do impeachment inicia a semana da vergonha nacional, diz Lula

lula-e-dilma

O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva classificou como “semana da vergonha nacional” o início do julgamento do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff no Senado, que começa nesta quinta-feira (25).

Ele participou nesta manhã de um encontro com trabalhadores e sindicalistas anunciado como um ato “em defesa da Petrobrás, da indústria naval e pela geração de empregos”, no município de Niterói, na região metropolitana do Rio.

Em um discurso de 30 minutos, Lula direcionou suas críticas aos senadores e também aos antigo aliados.

“Estou envergonhado de perceber que o Senado, que deveria estar debatendo os interesses do povo brasileiro e os interesses dos trabalhadores, está discutindo a condenação de uma pessoa inocente”, disse Lula, que questionou a legitimidade do julgamento. “Hoje é o dia em que começam a rasgar a constituição do país”. As informações são da Folha de S. Paulo.
Leia Mais »

Tratados comerciais são vitais para o agronegócio, diz Richa

richa-agricultgura

O governador Beto Richa defendeu nesta quinta-feira (29) um esforço junto aos governos nacionais e organismos multilaterais da região para aprofundar e acelerar a negociação de tratados comerciais com outros blocos econômicos, como a União Europeia.

“O investimento em infraestrutura de transporte e logística, biotecnologia, genética, agricultura digital e novas soluções integradas é fundamental para ampliar o poder de competição do agronegócio na América do Sul. Mas também precisamos priorizar essa outra frente de trabalho que é estratégica para os nossos países”, disse Richa na abertura do 4º Fórum de Agricultura da América do Sul.

O fórum, em Curitiba, reúne 300 participantes de 13 países e de 21 instituições públicas e privadas. “Sem esses acordos, nosso agronegócio, por mais produtivo que seja, continuará sendo prejudicado por barreiras sanitárias, fitossanitárias, ambientais e de outras naturezas, sem falar das punitivas alíquotas tarifárias levantadas por países cujos custos de produção são muitos mais elevados que os nossos”, adiantou Richa.
Leia Mais »

Além de Toffoli, outros dois ministros do STF foram investigados pelo MPF

dias-toffoli

Mônica Bergamo, Folha de S. Paulo

O governo de Michel Temer acompanha com lupa a crise entre o Ministério Público Federal e o STF (Supremo Tribunal Federal). E tem informações de que procuradores tentaram investigar, além do ministro Dias Toffoli, também assessores e familiares de outros dois magistrados da corte.
Leia Mais »

TRE decide que Gustavo Richa não cometeu infidelidade

unnamed

Por unanimidade, o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, extinguiu o processo movido pela suplente do vereador Gustavo Richa, e a Ação de Perda de Mandato por Infidelidade Partidária não foi reconhecida por entenderem que a ação proposta era ilegítima.

Na última segunda-feira a resolução emitida pelo Tribunal deixou bem claro que o prazo legal para qualquer reclamação envolvendo o resultado da Eleição só pode ser protocolado no prazo máximo de 30 dias, após a publicação oficial do pleito.

Leia Mais »

‘Senado não tem moral para julgar Dilma’, diz Gleisi

A senadora Gleisi Hoffmann, do PT, que está com julgamento marcado para o dia 30 de agosto sob a acusação de ter recebido R$ 1 milhão para campanha, em 2010, oriundo de desvios de contratos da Petrobras, afirmou há pouco que os senadores não tem possibilidade moral de julgar o processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. “Senado não tem moral para julgar Dilma”, afirmou Gleisi.

A senadora causou um bate-boca, estratégia petista para protelar o julgamento, e foi preciso que o presidente do STF Ricardo Lewandowski suspendesse a sessão por cinco minutos.

Escola 1000 mobiliza comunidade escolar em todo o Estado

unnamed

O chefe da Casa Civil Valdir Rossoni comemora o impacto do programa Escola 1000 junto à comunidade escolar. O programa, que vai repassar R$ 100 milhões para 1.000 unidades da rede estadual, será oficializado pelo governador Beto Richa em setembro, mas já movimenta professores, pais e alunos de todo o Paraná. É que caberá à comunidade escolar decidir em audiências públicas a melhor forma de aplicar o dinheiro. “A participação da comunidade que será beneficiada com a obra é fundamental para a transparência e o controle dos recursos. Este formato inédito está sendo um sucesso tão grande que o governador já pensa em estender o programa no próximo ano, com mais recursos”, disse Rossoni.

unnamed3

Fruet recua e não vai
ao debate da CEU

A Casa do Estudante Universitário (CEU) do Paraná, em parceria com as casas de estudantes CEUC, CELU, CENIBRAC e LAC, promove no dia 26 de agosto, às 18 horas, uma mesa-redonda com candidatos à Prefeitura Municipal de Curitiba. O tema será “As políticas públicas educacionais e a permanência Estudantil”, com o objetivo de conhecer as propostas de gestão de cada candidato para a categoria estudantil.

Participarão do debate Requião Filho (PMDB), Tadeu Veneri (PT), Rafael Greca (PMN), Xênia Mello (Psol), Luciano Pizzatto (vice-candidato da Maria Victória do PP), Paulo Salamuni (vice-candidato
do Gustvo Fruet do PDT), Ademar Pereira (Pros), Afonso Rangel (PRP), João Guilherme (vice-candidato do Ney Leprevost do PSD).

Lava Jato investiga
364 políticos

Lava Jato já recuperou R$ 659 milhões desviados ao exterior

A roubalheira à Petrobras já implicou 364 políticos, incluindo deputados, senadores e ministros de Estado, todos enrolados em inquéritos pedidos pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e autorizados pelo ministro relator Teori Zavascki do Supremo Tribunal Federal. Destes, 14 já se transformaram em denúncias. No total, a Lava Jato já recuperou R$ 659 milhões desviados da Petrobras para o exterior.

A PGR divulgou os dados nesta quarta (24), mostrando que o número de inquéritos contra políticos envolvidos direta ou indiretamente com o assalto à estatal do petróleo passou de 28, contra 54 pessoas, em março de 2015, para 81 inquéritos envolvendo 364 políticos. Neste período, além de homologação de 41 acordos de delação premiada, o STF autorizu a quebra de 147 sigilos fiscais, 168 bancários e 122 telefônicos.

Leia Mais »