Fábio Campana | Política, cultura e o poder por trás dos panos. - Part 2

Tribunal reverte decisão de Moro e absolve Vaccari

O TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) absolveu o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, que havia sido condenado pelo juiz Sergio Moro a 15 anos e quatro meses de prisão por lavagem de dinheiro, associação criminosa e corrupção.

A decisão foi tomada por dois dos três juízes que compõem a corte, Leandro Paulsen e Victor Luiz dos Santos Laus. O relator João Pedro Gebran Neto pediu a condenação de Vaccari. Paulsen e Laus entenderam que as provas do caso são insuficientes porque eram baseadas apenas em delações premiadas.

“A Justiça foi realizada, porquanto a acusação e a sentença basearam-se, exclusivamente, em palavra de delator, sem que houvesse nos autos qualquer prova que pudesse corroborar tal delação”, disse o advogado Luiz Flávio Borges D’Urso, que representa Vaccari.

Leia Mais »

Temer contra-ataca

Em pronunciamento no Palácio do Planalto, cercado por dezenas de apoiadores, entre ministros e parlamentares, o presidente Michel Temer disse que é vítima de ficção construída pelo Procurador Geral da República (PGR), Rodrigo Janot, que o acusa de corrupção passiva sustentando que seria destinado a ele o dinheiro carregado em uma mala pelo ex-assessor Rodrigo Rocha Loures.

Do mesmo modo, segundo Temer, ele poderia fazer uma ilação sobre a contratação do ex-procurador Marcelo Miller, ex-braço direito e “homem da mais estrita confiança” de Janot, para atuar na defesa de Joesley Batista e a JBS. “Poderia fazer a ilação de que os milhões pagos ao ex-procurador não seriam destinados apenas a ele”, alfinetou o presidente, ressalvando, no entanto, que não faria isso por não ser leviano.

Leia Mais »

Servidores, frustrados, encerram greve

A greve acabou. Termina na sexta e na segunda-feira da próxima semana, todos os servidores de Curitiba estarão no batente. Eles fizeram uma passeata pela avenida Cândido de Abreu que terminou em assembleia na frente da Prefeitura e decidiram encerrar o movimento. O sentimento dominante era um misto de frustração e revolta. Conseguiram retardar, mas não impedir a aprovação do pacotaço de Rafael Greca de Macedo, um conjunto de medidas que, sob alegação de único capaz de recuperar as finanças da cidade, mexeu com direitos há muito estabelecidos.

Richa investe pesado em segurança

O governador Beto Richa entregou nesta terça-feira (27) mais 466 novas viaturas para as polícias Militar, Civil e Científica, personalizadas com os nomes dos município onde vão atuar. As viaturas fazem parte de um lote de 1.100 veículos adquiridos pelo Estado e as demais serão entregues nos próximos meses. O investimento é de R$ 112,3 milhões.

Beto Richa ressaltou que desde 2011, o Estado ampliou a frota de segurança com três mil novas viaturas e outras 250 foram locadas para reforçar policiamento em Curitiba, região metropolitana e litoral.

Leia Mais »

Mais uma do Fachin a esvaziar Moro

O ministro Luiz Edson Fachin (STF) decidiu retirar do juiz Sérgio Moro mais uma apuração relacionada ao ex-presidente Lula (PT). A investigação é baseada nas delações de ex-executivos da Odebrecht. O caso também envolve um dos filhos de Lula, Luís Cláudio, que teria sido auxiliado pela construtora para desenvolver um campeonato no Brasil de futebol americano.

Quanto custou a opereta fiscal de Greca?

Sabem quanto custou essa brincadeira de transferir a Câmara de Vereadores para a Ópera de Arame e blindá-la contra o povo? Diz o presidente da Casa, Serginho do Posto (PSDB), que foi algo em torno de R$ 100 mil. Isso sem computar a despesa maior, que ficou para o governo estadual. O aparato policial, que exigiu o deslocamento de contingente de PMs do interior para a capital, foi grande. Um fortuna, calculam PMs que apoiam os manifestantes. Os sindicatos representarão no Ministério Público e no Tribunal de Contas do Paraná os gastos sem licitação. A briga vai longe.

Kireeff diz que foi ele quem pediu investigação de superfaturamento

O ex-prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff, enviou nota em que retifica informações deste blog na matéria “Kireeff superfaturou até no aluguel de banheiros químicos”. Kireeff esclarece, com documentos, que tomou todas as providências, durante a sua gestão, para apurar os fatos. A auditoria foi feita sob determinação dele através de decreto municipal nº 169, em 11 de fevereiro de 2015. Ele também solicitou à Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização de Londrina (CMTU), órgão da administração indireta da prefeitura, que apurasse eventuais responsabilidades, além de encaminhar o resultado da auditoria ao Ministério Público.

Como mostra o documento, Kireeff determinou que fossem auditados todos os contratos de prestação de serviços e fornecimento de insumos de natureza continuada em vigência herdados da gestão anterior e dos contratos elaborados na própria gestão.

Leia Mais »

Greca e seus vereadores amestrados aprovam Pacotaço em 2º turno

Os servidores fizeram passeata, protestaram diante da Prefeitura, chamaram o prefeito Rafael Greca de traidor e outros adjetivos impublicáveis. Inócuo. Na Ópera de Arame, blindados e protegidos, os vereadores aprovavam o pacotaço de Greca, indiferentes à grita de condenação. O projeto agora só depende da sanção de Greca.

O projeto que altera a previdência (005.00194.2017) foi aprovado por 25 votos a 10 contrários e uma abstenção. O adiamento da data-base de 31 de março para 31 de outubro e congelamento do plano de carreiras (005.00196.2017) passou com 25 votos a favor, 10 contrários e nenhuma abstenção. O que autoriza o leilão das dívidas (005.00198.2017) recebeu 28 votos favoráveis, 7 contrários e nenhuma abstenção. O projeto que propõe a Lei de Responsabilidade Fiscal (002.00020.2017) passou com 27 votos favoráveis, 10 contrários e nenhuma abstenção. Agora, os projetos seguem para sanção de Greca.

Leia Mais »

A caça aos prefeitos

Nesta altura da disputa do governo do Estado, os candidatos se dedicam a estruturar suas forças. O povo anda cansado de ouvir promessas e para ele a eleição de 2018 é um evento muito distante de um futuro incerto. Portanto, não é hora de comícios e outros eventos de massa. Estes só ganham plateia quando é para protestar contra algum político governante, caso do Rafael Greca neste momento, ou para desopilar o fígado do noticiário tóxico sobre a corrupção.

Para os candidatos, passa a ser fundamental a conquista de aliados na base que poderão influenciar o resultado da eleição na campanha do ano que vem. Na mira, os prefeitos, que passam a ser tratados com muita consideração e paparicação. E nesta caçada, os observadores acreditam que na dianteira está Ratinho Jr, que está a levar prefeitos em pencar para seu partido, o PSD,

Bater em jornalista
faz parte do jogo?

Porta-voz do prefeito de Curitiba, Rafael Greca de Macedo, diz que a polícia bater em jornalista que faz a cobertura de manifestações populares faz parte do jogo. Faz Parte? Que jogo? Ora, quem defende a polícia bater na imprensa certamente tem convicções antidemocráticas inadmissíveis para quem se ocupa da relação do prefeito com os profissionais que informam a população. O caráter do governo de Greca fica sob suspeição, além de beirar o grotesco, pois essa posição sempre foi defendida por gente de inspiração fascistoide, como o próprio Mussolini, o generalíssimo Alfredo Stroessner e, mais recentemente, os bolivarianos do naipe de Maduro, da Venezuela.

PGR estava decidida
a pedir suspeição de
Gilmar no caso Aécio

Radar On-Line, VEJA

A PGR iria pedir a suspeição de Gilmar Mendes caso o pedido de prisão de Aécio Neves fosse encaminhado ao plenário, o que acabou não ocorrendo.

Pois bem, agora Gilmar é o relator de um dos inquéritos sobre o senador, aberto a partir da delação da Odebrecht.

A tomar pela lógica que prevalecia até outro dia na PGR, Rodrigo Janot tende a pleitear a suspeição do ministro, baseado no telefonema, grampeado com autorização judicial, em que o réu pede o juiz para entrar em contato com um senador.

Refrescando a memória: no referido diálogo, Aécio solicita que Gilmar ligue para Flexa Ribeiro na tentativa de convencê-lo e votar junto com o senador mineiro no projeto que endureceu as punições por abuso de autoridades.

Tentando recuperaração, governo investe em pacote de bondades

O Globo

Com o pior índice de popularidade desde o governo Sarney, na década de 1980, o presidente Michel Temer decidiu, por ora, engavetar medidas de ajuste fiscal, como o uso do FGTS para reduzir despesas com seguro-desemprego, que vinha sendo estudada pelo Ministério do Planejamento. Apesar das dificuldades em fechar as contas públicas, o Palácio do Planalto quer focar em um pacote de bondades e lançar as medidas uma a uma, em atos solenes, na tentativa de impor uma agenda positiva.

Leia Mais »

Denúncia deixa o governo Temer mais perto do fim

por Miriam Leitão, O Globo

Um governo com 7% de aprovação, denunciado pelo Ministério Público por corrupção, com a base parlamentar em dispersão, tem pouca chance de concluir o mandato. O esforço do presidente Michel Temer, a partir de agora, será para evitar que o Congresso autorize o processo. Temer já não governa, apenas administra a possibilidade de permanecer no cargo.

Leia Mais »

Presidente da OAB
cobra Deltan

Painel, Folha de S. Paulo

O presidente da OAB, Cláudio Lamachia, cobra que o procurador Deltan Dallagnol apresente os nomes dos que o contrataram para palestras. “A sociedade tem o direito de saber quem são e quanto ele recebe por elas. O princípio da transparência vale para todos.”

Após “guerra”, Câmara vota pacote de Greca em 2º turno nesta terça

do Bem Paraná

Em meio a um cenário de guerra do lado de fora, a Câmara Municipal de Curitiba aprovou nesta segunda-feira (26), em primeira discussão, quatro projetos do pacote de ajuste fiscal proposto pelo prefeito Rafael Greca (PMN), em uma sessão na Ópera de Arame.

A Secretaria de Estado de SegurançaPública (Sesp) disse esperar que não ocorra qualquer incidente entre policiais e manifestantes nesta terça-feira (27), durante a segunda votação dos projetos e pediu para os sindicalistas que queiram se manifestar de forma pacífica que se concentrem na Pedreira Paulo Leminski, conforme combinado em reuniões prévias, com a participação de Ministério Público e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Leia Mais »

‘Nunca imaginei que passaria por isso’, diz professora ferida

da Banda B

“Eu me sinto inteiramente desanimada, ferida. Nunca imaginei que passaria por isso”. Esse é o desabafo da professora Esilda Aparecida de Oliveira, que ficou ferida durante o confronto entre manifestantes e a Polícia Militar (PM) na manhã desta segunda-feira (26) na Ópera de Arame, em Curitiba. A confusão aconteceu durante um protesto dos servidores municipais contra o pacote de ajuste fiscal que estava em votação pelos vereadores do município.

Leia Mais »

Tudo ou nada

do Painel, Folha de S. Paulo

O Planalto vai apostar em diversas frentes para tentar desqualificar as denúncias de Rodrigo Janot contra Michel Temer. A defesa do presidente vai questionar a interpretação da PGR sobre trechos da conversa entre ele e Joesley Batista, para sustentar que, sem fatos, o procurador-geral se apoiou em ilações. Em outra ofensiva, vai levantar dúvidas sobre a perícia da PF que descartou edição no áudio. Ricardo Molina, que fez laudo para o peemedebista, será escalado para falar do assunto.

Leia Mais »

PIB do Paraná cresce 2,5%, destaca Beto Richa

O governador Beto Richa destacou o crescimento de 2,5% no PIB do Paraná enquanto o índice nacional teve mais uma queda de 0,4%. “Isso tem um reflexo direto na geração de 25 mil empregos no Paraná. De janeiro a maio temos acumulado a geração positiva de 25 mil postos de trabalho, enquanto no país há 14 milhões de brasileiros desempregados”, disse Richa no facebook

Leia Mais »

Janot denuncia Temer ao Supremo sob acusação de corrupção passiva

da Folha de S. Paulo

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou o presidente Michel Temer ao STF (Supremo Tribunal Federal), nesta segunda-feira (26), sob acusação de corrupção passiva.

Segundo Janot, “entre os meses de março a abril de 2017, com vontade livre e consciente, o Presidente da República Michel Miguel Temer Lulia, valendo-se de sua condição de chefe do Poder Executivo e liderança política nacional, recebeu para si, em unidade de desígnios e por intermédio de Rodrigo Santos da Rocha Loures, vantagem indevida de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais) ofertada por Joesley Mendonça Batista, presidente da sociedade empresária J&F Investimentos S.A., cujo pagamento foi realizado pelo executivo da J&F Ricardo Saud”.

Leia Mais »

Relatório da PF conclui que Temer atuou para obstruir investigações

da Folha de S. Paulo

Relatório final da Polícia Federal, entregue ao STF (Supremo Tribunal Federal), afirma que o presidente Michel Temer atuou para embaraçar investigações. O documento diz ainda que Temer deixou de comunicar as autoridades sobre suposta corrupção de membros do Judiciário e do Ministério Público.

Os delegados entenderam com base na gravação feita por Joesley Batista no Palácio do Jaburu que a “única interpretação possível” é de que o presidente incentivou a continuação de pagamentos para Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ex-presidente da Câmara, no sentido de que ele ficasse em silêncio –o ex-deputado está preso no Paraná desde outubro do ano passado.

Leia Mais »