Senador Acir Gurgacz se entrega no Paraná para cumprir pena de prisão | Fábio Campana

Senador Acir Gurgacz se entrega no Paraná para cumprir pena de prisão

do G1

O senador Acir Gurgacz (PDT-RO) se entregou nesta quarta-feira (10) para começar a cumprir pena de 4 anos e 6 meses de prisão imposta pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Depois de se entregar, segundo a assessoria dele, passou mal e foi hospitalizado.

Segundo informações do STF, Gurgacz se entregou em Cascavel. A assessoria do senador afirmou que ele foi hospitalizado por problemas de pressão. O ministro Alexandre de Moraes determinou a transferência de Acir Gurgacz para Brasília. Isso só deve ser feito depois que o senador sair do hospital.

A ordem de prisão contra o senador foi motivada pela condenação por crimes contra o sistema financeiro. O parlamentar foi considerado culpado de fraudar um empréstimo obtido para empresa de turismo da família.

A defesa tentou suspender o mandado de prisão, mas teve pedidos rejeitados pelo relator da ação, ministro Alexandre de Moraes, e pelo presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli.

O período de proibição de prisão de eleitor terminou às 17h desta terça-feira (9) e, com isso, a expectativa era a de que a Polícia Federal cumprisse o mandado de prisão a qualquer momento.

Em 25 de setembro, a Primeira Turma do STF determinou o início do cumprimento da pena – ele foi condenado em fevereiro deste ano. Mas como ele era candidato ao governo de Rondônia, a lei eleitoral impedia a prisão – é vedada prisão de candidato 15 dias antes da votação.

A prisão só poderia ser cumprida se o TSE rejeitasse o recurso e ele perdesse o status de candidato, o que aconteceu na semana passada. O TSE barrou a candidatura com base na Lei da Ficha Limpa.

No entanto, desde o dia 2 de outubro e até as 17h de 9 de outubro nenhum eleitor podia ser preso, exceto em flagrante. Em razão disso, a prisão só poderia ocorrer a partir da noite de terça.


4 comentários

  1. Silva
    quarta-feira, 10 de outubro de 2018 – 23:25 hs

    Só me faltava essa…. Tá hospedado no Hospital São Lucas, em Cascavel, que por acaso é do pai dele kkkkk… Não vai receber alta nunca mais.

  2. Valmor Lemainski - Cascavel
    quinta-feira, 11 de outubro de 2018 – 8:56 hs

    Foi correta a atitude do senador em se entregar à PF. Se errou, é justo e certo que cumpra a pena para coibir o erro que, a meu ver, pouco prejuízo causou ao erário. Mas por que o José Dirceu, condenado em segunda instância a mais de 40 anos ainda está solto?… E a Gleisi e o Paulo Bernardo que cometeram desvios dezenas de vezes maior?

  3. Edson Luiz
    quinta-feira, 11 de outubro de 2018 – 11:18 hs

    Esse vai fazer igual certo candidato a presidente por aí, vai se esconder atrás de uma “recomendação médica”

  4. Manézinho da Ilha do Mel
    quinta-feira, 11 de outubro de 2018 – 16:20 hs

    Agora quem sabe se possa devolver aquela parte do terreno da Escola Wilson Jofre ao Estado e que foi de forma estranha repassada pra associação q fica em frente ao estabelecimento.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*