Primeira Turma entende que restrição do foro se aplica a ministros | Fábio Campana

Primeira Turma entende que restrição do foro se aplica a ministros

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), em sessão nesta terça-feira (12), entendeu que a restrição do foro por prerrogativa também vale para ministros de Estado, julgados pela Suprema Corte. O entendimento foi firmado ao decidirem enviar para a primeira instância da Justiça inquérito contra o ministro da Agricultura e senador licenciado Blairo Maggi, a partir de uma questão de ordem apresentada pelo ministro Luiz Fux.

Blairo e Sérgio Ricardo de Almeida, que é conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Mato Grosso, foram denunciados por supostos crimes cometidos enquanto os dois ocupavam, respectivamente, os cargos governador e deputado estadual. “O elemento persuasivo não decorre das partes, mas dos elementos crimes cometidos no cargo em razão do cargo. Não cabe cogitar manter (o inquérito no STF) uma vez que hoje o senador e ministro de estado não praticou crimes em razão dos cargos”, afirmou Fux, aplicando o entendimento definido pelo plenário no início de maio, quando restringiram o foro para parlamentares federais. As informações são do Estadão.


2 comentários

  1. FUI !!!
    quarta-feira, 13 de junho de 2018 – 5:33 hs

    O foro privilegiado é a maior aberração que existe neste país.
    O STF precisava extinguir esta maldita lei !!!

  2. Aprigio Fonseca
    quarta-feira, 13 de junho de 2018 – 6:56 hs

    Se nós não tivesse a incumbência de viver como gado e se um dia estourar a boiada,não vai sobrar cabeça no pescoço desses ladrões de toga.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*