Gleisi atirou no colunista. Acertou a própria testa | Fábio Campana

Gleisi atirou no colunista. Acertou a própria testa

Augusto Nunes,
No começo deste ano, a senadora Gleisi Hoffmann acionou a Justiça para condenar-me a indenizá-la por danos morais. O pedido baseou-se em quatro artigos publicados pela coluna com os seguintes títulos: Moro custa muito menos que Gleisi, O besteirol de Gleisi assassina a verdade, Amante quer transferir Amigo da gaiola para um palanque e Gleisi prova que, no Brasil do PT, é o bandido que procura o juiz.
Nesta semana, o pedido foi julgado improcedente pelo juiz Flávio Fernando Almeida da Fonseca, do 7º Juizado Especial Cível de Brasília. Trechos da decisão:

Não obstante a discussão sobre a prática de ato ilícito perpetrado pelo réu, da leitura dos textos redigidos por ele, se observa a narração de fatos, com algumas insinuações que não constituem ofensa direta à autora, nem possuem o condão de ocasionar dano à sua honra ou imagem.

Saliento, por oportuno, ser fato público e notório que, como bem explicado na contestação, durante investigações da Operação Lava-Jato, foi encontrada lista de pessoas que recebiam propina de uma das empresas investigadas, sendo cada uma delas indicadas por alcunha e a da autora era “Amante”. Assim, a designação da autora com esse vocábulo faz uso de ferramenta jornalística para chamar atenção do leitor, porém com base em apelido descoberto durante as investigações.

Os demais trechos dos textos redigidos pelo autor possuem outras insinuações à autora, ainda com base no que foi amplamente divulgado na imprensa após diversas investigações que deram ensejo à ação penal na qual a autora é ré no Supremo Tribunal Federal.

(…) Por oportuno destaco que a garantia da liberdade de expressão está consagrada no rol de direitos fundamentais e nos direitos da comunicação social, que foram elevados ao status constitucional e previstos nos artigos 220 e seguintes da Constituição Federal e reconhecem o direito de a imprensa levar informações à coletividade acerca de acontecimentos e ideias de interesse geral, preceito este também garantido constitucionalmente pelo artigo 5o, inciso XIV.

Gleisi atirou no colunista. Acertou a própria testa.

(Foto: Amanda Perobelli/Estadão Conteúdo)


6 comentários

  1. Rapaz
    segunda-feira, 11 de junho de 2018 – 16:35 hs

    Tooomaaa, amante narigueta dazaraucária! Toomaaa! Bem feito. Vá censurar a pqp!

  2. Cajucy Cajuman
    segunda-feira, 11 de junho de 2018 – 18:44 hs

    Parabéns, ilustre jornalista Fábio Campana. Mais uma vez à Justiça reconhece a seriedade do seu trabalho na divulgação dos fatos e acontecimentos da política paranaense e nacional, sempre com texto impecável. Políticos gostam mesmo é de receber elogios, mesmo quando estão abaixo da crítica e chafurdando na lama. Parabéns e boa pra frente!/Cajucy

  3. segunda-feira, 11 de junho de 2018 – 22:50 hs

    ELA ENTENDE POUCO DE LEI, E PARECE MENOS AINDA QUE A IMPRENSA EXERCE SEU SAGRADO DIREITO DE INFORMAR. ELA POR SUA VEZ E SEU PARTIDO SEMPRE SE POSICIONARAM CONTRÁRIOS A LEI DE IMPRENSA, SENDO QUE OLHAM SOMENTE UM LADO, OU SEJA O DELES. PARABÉNS NOBRE JORNALISTA, ESTAMOS COM VOCE.

  4. carlos lacerda
    segunda-feira, 11 de junho de 2018 – 23:17 hs

    ESSA GLEYCE SÓ FAZ M

    QUANDO AO NOTÍCIA LHE FAVORECE TUDO BEM, CASO CONTRÁRIO PROCESSA O JORNALISTA

    SÓ FALTO FALAR A NOTICIA DE QUANTO SERÁ OS HONORÁRIOS DO ADVOGADO VENCEDOR.

    SE ME CONVIDAR PARA TOMAR O VINHO EU VOU, KKKKK GASTAR O DIIM DIM DA GLEYCE E TOMAR VINHO BOM NÃO TEM PREÇO.

  5. terça-feira, 12 de junho de 2018 – 9:42 hs

    Faltou a indenização devida pela petista ao jornalista.

  6. antonio carlos
    terça-feira, 12 de junho de 2018 – 17:36 hs

    Coitada da Amante, além de burra prova que nem advogado sabe contratar, porque um advogado minimamente preparado não iria patrocinar causa tão estúpida e provida de argumentos tão pobres. Só podia dar no que deu, se ferrou mais uma vez a Crazy Hofmann.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*