Multa de R$ 500 mil por dia e o acampamento segue em Curitiba | Fábio Campana

Multa de R$ 500 mil por dia e o acampamento segue em Curitiba

A Justiça fixou multa de R$ 500 mil por dia aos manifestantes de movimentos favoráveis e contrários ao ex-presidente Lula que ocupam o entorno da Superintendência da PF. Os réus da ação são a CUT; o PT; o Movimento Curitiba Contra Corrupção; o MBL e o Movimento UFPR Livre.
Como ninguém tem muito a perder, porque a pena é praticamente inaplicável, os acampamentos seguem.
Gleisi Hoffmann prega que a ocupação continue no Santa Cândida, mesmo que isso contrarie e atrapalhe a rotina dos moradores e como se isso fosse uma concessão privilegiada diz que os manifestantes ‘estão abertos ao diálogo para conviver harmoniosamente no local’.

(Foto: Ricardo Stuckert/Fotos Publicas)


5 comentários

  1. Jaferrer
    segunda-feira, 16 de abril de 2018 – 10:27 hs

    E irreal aplicar esse tipo de multa com esse valor; todos sabem que não será pago. A justiça tem de indiciar os responsáveis pelo acampamento e cumprir a reintegração, simples assim. Vamos ver se sabem agir ou ficam só na retórica.

  2. Amélia
    segunda-feira, 16 de abril de 2018 – 10:51 hs

    ABSURDO isto, Se fosse os Professores já teriam apanhado de cacete, bala de borracha e gás na turma!

  3. CURITIBANO
    segunda-feira, 16 de abril de 2018 – 11:33 hs

    PREFEITURA FROUXA MEDROSA SÓ FOI CORAJOSA PARA TIRAR OS APOIADORES DE SÉRGIO MORO DE FRENTE DO TRIBUNAL FEDERAL, A ORDEM SÓ SERVE AOS DO BEM, SR R. GRECA……..FAÇA VALER SUA AUTORIDADE AOS DO MAL, SEJA MACHO.

  4. Geraldo
    segunda-feira, 16 de abril de 2018 – 12:10 hs

    OH CURITIBANO, PEDIR PARA A VALDIRENE SER MACHO, NÃO ACHA QUE ESTÁ QUERENDO DEMAIS???

  5. Doutor Prolegômeno
    segunda-feira, 16 de abril de 2018 – 12:14 hs

    Tirando a CUT que ainda tem alguma receita, apesar do fim da CS, as outras não tem um gato pra puxar pelo rabo. O MST por exemplo, sequer personalidade jurídica possui, ou seja é fora da lei, apesar de ter sido corajosamente defendido por um certo pretor excelso, nos dias de antanho.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*