As viagens do Supremo | Fábio Campana

As viagens do Supremo

O Supremo gastou em 2017, com voos nacionais e internacionais de ministros e servidores R$ 859,7 mil.
As viagens internacionais dos ministros para eventos oficiais são em primeira classe e eles podem levar o cônjuge se necessário. Juízes auxiliares vão de classe executiva. Demais servidores viajam de econômica.


2 comentários

  1. terça-feira, 13 de fevereiro de 2018 – 9:53 hs

    ESSE SEMPRE SERÁ O PREÇO DE UMA REPÚBLICA PROSTITUTA NÉ???

  2. Luiz Eduardo
    terça-feira, 13 de fevereiro de 2018 – 10:25 hs

    Estes permanecem alheios à crise. O STF deverá ser extinto e num novo modelo, acabar com a indicação politica para a composição deste órgão que fere de morte a máxima balizadora do Direito : A LEI É DURA MAS É LEI. No STF atual, a justiça não é cega e as decisões são tomadas conforme for o réu. Os exemplos são claros e indignos de uma corte máxima de um país. Pobre país, que além de todas as mazelas, tem que conviver com um baluarte da justiça apodrecido, sujo e maldito.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*