Mais R$ 120 milhões para as prefeituras do Paraná | Fábio Campana

Mais R$ 120 milhões para as prefeituras do Paraná

O governador Beto Richa (PSDB) anunciou nesta quinta-feira (11) que fará no final do mês um novo repasse de cota extra do ICMS aos municípios paranaenses. Os recursos são referentes à antecipação do recolhimento do imposto e segundo a Associação dos Municípios do Paraná, o novo repasse deve ser feito no próximo dia 30 no valor de R$ 120 milhões. As informações são do Bem Paraná

Essa será a segunda vez que Estado faz esse tipo de repasse. Em janeiro do ano passado, Richa repassou R$ 429,8 milhões aos municípios em razão da antecipação do imposto. Segundo o governador, esses repassas são mais um reflexo de que o Paraná venceu a crise . “A exemplo do que aconteceu no ano passado, os municípios terão mais um reforço financeiro para novos investimentos em saúde, educação e obras urbanas”, comentou Richa no Facebook.

“A liberação destes recursos mostra, mais uma vez, assim como aconteceu em relação à cota-extra do ICMS liberada no ano passado, o compromisso do Governo do Estado com os municípios. São valores que vão ajudar muito as prefeituras a ampliar seus investimentos em saúde, educação e obras”, disse o presidente da AMP e prefeito de Assis Chateubriand, Marcel Micheletto (PSDB).

Socorro
O reforço vem em um momento em que as prefeituras enfrentam dificuldades para saldar despesas de 2017. É que no final do ano passado, o presidente Michel Temer (PMDB) prometeu repassar um extra de R$ 2 bilhões aos municípios até dezembro, para ajudá-los a fecharem suas contas, em troca do apoio à reforma da Previdência em discussão no Congresso. No Paraná, as prefeituras esperavam receber R$ 135,92 milhões até o final de dezembro.

O problema é que a votação da reforma foi adiada para fevereiro, e o governo federal também acabou não cumprindo a promessa. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, teria chegado a se recusar a assinar a Medida Provisória que regularizaria o repasse, alegando que antes seria preciso criar um programa de auxílio aos municípios.

Os prefeitos reagiram, e a MP acabou sendo editada no dia 29 último. Mas o repasse dos recursos acabou sendo adiada para o início de 2018. A previsão é que o dinheiro só chegue às prefeituras em fevereiro. Além disso, ao contrário do que foi prometido, o governo federal estabeleceu que os recursos não poderão ser usados para quitar despesas do ano passado e devem ser aplicados preferencialmente em educação e saúde.


2 comentários

  1. xiru de palmas
    sexta-feira, 12 de janeiro de 2018 – 18:15 hs

    Dinheiro para “comprar” o apoio dos prefeitos tem, agora colocar em dia seus débitos e reajustes salariais com seus servidores do executivo, necas de petibiriba.
    ESTE É O GOVERNO DO BETO

  2. sábado, 13 de janeiro de 2018 – 17:29 hs

    Todas as progressões, avanços e reajustes salariais estão em dia no Paraná.
    Não é sem justa razão que as pesquisas mostram um cenário bem favorável ao governador Beto Richa.
    Só não vê quem não quer ou tem os olhos vendados pela manta PTralha.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*