Como ministro, Blairo Maggi não tem do que reclamar | Fábio Campana

Como ministro, Blairo Maggi não tem do que reclamar

O ministro da Agricultura Blairo Maggi não tem do que reclamar do período em que esteve na Esplanada — ele sairá em abril. Como parte da equipe de Michel Temer, o político, que já era bem de vida, enriqueceu. As informações são de Veja.

Considerando o período em que ele passou a fazer parte do alto escalão do governo, Maggi ganhou autorização do Banco Central para abrir seu banco, a Amaggi S.A. Crédito, Financiamento e Investimento, em Cuiabá (MT).

Além disso, a empresa de sua família, de mesmo nome que a instituição financeira, subvencionou o transporte de milho, adquirindo aproximadamente 70% do subsídio leiloado pelo Prêmio de Escoamento do Produto (PEP). São cerca de 730 mil toneladas.

Como se não bastasse, o ministro acabou de comprar uma fazenda no Mato Grosso avaliada em R$ 2,2 bilhões. A propriedade pertencia ao empresário Olacyr de Moraes, conhecido como Rei da Soja.


2 comentários

  1. antonio
    sábado, 13 de janeiro de 2018 – 8:18 hs

    Como a maioria das notícias da Veja esta é de puro oportunismo e mau caráter. Prá fazer tudo o que fez não precisava ser ministro.
    Abrir um banco qualquer um pode abrir deste que tenha 20 milhões de reais de capital, patrimônio e cadastro. Isso ele tem de sobra. Sendo o maior produtor de soja do mundo, com empresas espalhadas pelo mundo todo pode fazer negócios como os que fez. A fazenda do Olacyr estava arrendada prá ele a mais de 10 anos. E paga a compra só com o que produz. A revista deveria dizer se existe irregularidade no que fez. Mas daí não vende. Se não tiver malidicência não é notícia e não vende revista.

  2. romualdo carignano
    sábado, 13 de janeiro de 2018 – 9:30 hs

    O Banco Central já autorizou a abertura de muitos bancos que mal conhecemos a origem, não vejo nada de anormal a autorização para a abertura do banco do grupo Amaggi, empresa estabelecida a décadas no Estado do Mato Grosso. Parabéns ao grupo Amaggi.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*