Em Portugal | Fábio Campana

Em Portugal

FolhaPress, Giuliana Miranda Lisboa

A passagem do juiz federal Sergio Moro pela Universidade de Coimbra, uma das mais tradicionais de Portugal, foi marcada por protestos. Muros da instituição amanheceram pichados com mensagens contra o magistrado. Coimbra é considerada a universidade com a maior quantidade de alunos brasileiros fora do país. São cerca de 2.000 entre alunos de graduação e pós-graduação. Estudantes brasileiros, e também portugueses, reuniram-se para criticar a presença do juiz da Lava Jato em um seminário sobre combate à corrupção na instituição. A palestra estava marcada para a tarde de ontem. Batizado de “Transparência, Accountability, Compliance, Boa Governança e Princípio Anticorrupção”, o evento sai por “dez parcelas de R$ 850,00” e dá direito também a uma série de jantares paralelos. Além de Moro, o procurador Roberto Pozzobon, membro da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, também participa do encontro.

Em nota, a Apeb (Associação de Pesquisadores e Estudantes Brasileiros em Coimbra) justificou as manifestações. “Tendo em vista que os métodos de atuação no processo judicial adotados por Sergio Moro são contestados justamente no Comitê de Direitos Humanos das Organizações das Nações Unidas, a Apeb/Coimbra manifesta a sua perplexidade com a escolha desse personagem para participar no evento que trate de tais temáticas na qualidade de conferencista”, diz o texto. Procurado, Moro ainda não foi localizado pela reportagem.


11 comentários

  1. terça-feira, 5 de dezembro de 2017 – 16:12 hs

    pois é … os burros só querem palestras só do adestrador !

  2. Sergio Silvestre
    terça-feira, 5 de dezembro de 2017 – 17:14 hs

    Esse Moro fazer palestras contra corrupção tyendo como amigo de festas só ladrões como o Aécio e o Temer.
    Só que ali tem gente culta,que não se dobra para aquela voz de taquara rachada parecendo até um certo lutador Curitibano imbecil que apanha mais que gato no saco.

  3. Rr
    terça-feira, 5 de dezembro de 2017 – 18:39 hs

    Lá é igual aqui,também tem vermes,câncer esquerdopata.

  4. Do interior
    terça-feira, 5 de dezembro de 2017 – 19:29 hs

    Fazer o que!. Todo lugar tem idiotas, principalmente em faculdades nos cursos de história, letras e sociologia.

    Bom para quem foi e aproveitou a palestra. Perde quem entrou na onda esquerdista porque “protocolaram” um requerimento fajuto na ONU, outro antro de esquerdoides.

  5. Rogerio Santana
    terça-feira, 5 de dezembro de 2017 – 20:34 hs

    perguntar não ofende, quem esta pagando essas viagens desse juiz?os dias ausentes estão sendo descontados da folha de pagamento, ou os impostos estão jorrando como lama?

  6. PitBull
    terça-feira, 5 de dezembro de 2017 – 20:36 hs

    DEVE SER A PTralhada que fugiu do Sergio Moro daqui do Brasil…
    Tão se borrando de medo

  7. Roberto rodrigues
    terça-feira, 5 de dezembro de 2017 – 22:27 hs

    Moro vai ter que se defender e defender o padrinho zucoloto é também a esposa dele. Para explicar como dividiam as propinas das delações.

  8. Carlos
    terça-feira, 5 de dezembro de 2017 – 22:32 hs

    Juiz “bão” pra essa gente é do tipo da corja bolivariana que infesta a justiça da Venezuela, que condenam apenas “los enemigos de la revolución”.

  9. terça-feira, 5 de dezembro de 2017 – 22:32 hs

    O povo portugues é centrado e honesto. Deve sewr algum petista escroto. Só pode!!!!!

  10. Jurandir rocha
    quarta-feira, 6 de dezembro de 2017 – 4:56 hs

    É por isso que pedem juízes auxiliares para lava jato. Não para de viajar e fazer palestras. Será que ainda recebe um cachê? O juiz não cumpre mais expediente…

  11. Roberto Oliveira
    quarta-feira, 6 de dezembro de 2017 – 9:25 hs

    Pior para Portugal que ainda é um bom País, porém, se não começar a barrar a entrada da esquerda corruPTa, doutrinada nas escolas públicas brasileiras, muito em breve terá problemas com seu povo honesto e trabalhador. Este câncer não tem cura!!
    Sem contar a vergonha que os brasileiros honestos e trabalhadores passam lá fora a cada vez que isso acontece, porque os europeus não conseguem entender como alguém se volta contra a justiça em detrimento da bandidagem corruPTa…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*