Circo de horrores | Fábio Campana

Circo de horrores

Painel, Folha de S. Paulo

A trapalhada promovida por alguns dos principais articuladores do Congresso nesta quarta (13) serviu, ao menos, para dar ao governo e aos parlamentares uma amostra grátis da reação que devem esperar do mercado caso realmente decidam enterrar a nova Previdência. Além das oscilações da bolsa e do dólar, a Fitch, agência de classificação de risco, avisou que, nesse cenário, rebaixará a nota de crédito do Brasil, o que deve encarecer financiamentos e desestimular investimentos.


3 comentários

  1. Jose Nascimento
    quinta-feira, 14 de dezembro de 2017 – 10:56 hs

    O lado bom dessas trapalhadas em Brasilia, e com a manipulação no mercado financeiro e a turbulência que agitou a bolsa ontem 13 12 2017. fica claro para o povo que ‘pensa” que o Brasil é um grande navio a deriva.
    sem comando, e que nem Temer, Lula ou FHC, presos a um congresso de vendilhões, podem nos libertar das mãos do mercado financeiro internacional, de olhos em nossas riquezas naturais.

  2. Doutor Prolegômeno
    quinta-feira, 14 de dezembro de 2017 – 11:11 hs

    A verdadeira trapalhada foi promovida pela Parquetada de Janot e seus miquinhos amestrados. O prejuízo da paralisação da pauta do Congresso, da reforma previdenciária e dos custos incorridos pelo governo para barrar as denúncias alopradas.

  3. Uncle Joe 100
    quinta-feira, 14 de dezembro de 2017 – 18:48 hs

    KKKKK o trabalho que o ministro da Fazenda vem fazendo pode ir pelo ralo depois de tantas trapalhadas, as agências classificadoras de risco não aceitam ou aturam bravatas, os donos da grana querem saber para onde vamos. Se não damos nem descemos eles procuram outros mercados, mais lógicos e menos emocionais.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*