Remédio amargo | Fábio Campana

Remédio amargo

Painel, Folha de S. Paulo

A aprovação de alguma reforma da Previdência é vista como imprescindível para fixar a versão de que Temer deixou um legado ao país. Na Fazenda, porém, o medo é que a proposta aceita pelos parlamentares seja tão enxuta que não surta efeito.


Um comentário

  1. FUI !!!
    segunda-feira, 23 de outubro de 2017 – 9:33 hs

    O remédio mais amargo que estamos provando são os anos que
    se passaram depois que o PT assumiu o poder e introduziram a
    corrupção sistemica que hoje se compara a uma septicemia (in-
    fecção generalizada). O mais difícil é sabermos que o remédio
    amargo não vai nos curar…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*