Padilha mapeia votos contra denúncia e contém sangria na base | Fábio Campana

Padilha mapeia votos contra denúncia e contém sangria na base

Blog do Camarotti, G1

Avaliação feita nesta segunda-feira (23) por interlocutores mais próximos do presidente Michel Temer é que a mudança no comando da articulação política do governo ajudou a estancar a sangria de votos para a análise da segunda denúncia contra Temer.

Conforme revelou o Blog do Camarotti, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, assumiu a função diante da rebelião dos deputados do “Centrão”, que deixaram de despachar o ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy.

Padilha montou uma planilha e, com o mapa da votação em mãos, passou a telefonar diariamente para deputados ao lado dos líderes do governo no Congresso, deputado André Moura (PSC-SE), e na Câmara, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB).

Segundo relatos, Antonio Imbassahy foi excluído desse processo.

“Se Padilha não tivesse assumido a coordenação política, hoje a situação seria crítica. Temer estava perdendo votos rapidamente”, reconheceu um interlocutor de Temer.

Nas últimas semanas, o “Centrão” decidiu esvaziar as funções de Imbassahy. Os parlamentares se negam a despachar com o ministro palaciano, que agora só atende a deputados do PSDB e do DEM.

Foi diante dessa crise, que Padilha passou a exercer também a articulação política.


Um comentário

  1. Jose Nascimento
    terça-feira, 24 de outubro de 2017 – 7:46 hs

    Quem tem o apoio da Imprensa, e a chave do cofre tem tudo, viva a republica, viva os caçadores de petista, viva essa turrma que tem roubado desde o governo Sarney, Viva o poder Judiciário,

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*