Nem as Forças Armadas escapam da corrupção | Fábio Campana

Nem as Forças Armadas
escapam da corrupção

do Bem Paraná, com informações do UOL

Em setembro deste ano, o general do Exército Hamilton Mourão provocou um verdadeiro rebuliço ao afirmar que os militares estariam dispostos a executar uma intervenção para “resolver o problema político” do país, numa alusão aos casos de corrupção.

O discurso de Mourão fez com que viesse à tona a existência de um grande apoio popular a uma proposta de intervenção militar, principalmente diante da crena de que os milicos seria “imunes” à corrupção. A realidade, porém, não é bem assim.

Segundo reportagem do portal UOL produzida pelo jornalista Leandro Prazeres, as Forças Armadas estão longe de ser uma ilha de idoneidade em meio ao caos institucional que assola o país. É que a corrupção também marca presença nos quartéis pelo país.

Denúncias feitas pelo Ministério Público Militar (MPM) apontam desvios milionários praticados tanto por praças como por oficiais de alta patente. Os casos, que vão desde cobrança de propina em contratos de roubo a peças de tanques militares, revelam desvios acima de R$ 191 milhões somente entre 2014 e 2017.

Desde 2010, inclusive, 132 militares foram condenados por crimes como corrupção ativa, passiva e peculato. Além deles, outros 299 oficiais respondem por esses mesmos crimes, mas ainda aguardam julgamento.

Ao todo, foram cerca de 60 denúncias feitas pelo CPM, o que levou o Ministério da Defesa a afirmar que “nenhuma organização ou país está imune à corrupção”.

Mais curioso ainda o fato de que as denúncias do MPM apontam para um perfil de corrupção nas forças armadas semelhante ao de outras instituições públicas civis, com desvios por crimes como fraudes a licitações em hospitais militares, pagamento indevido de diárias a oficiais da Aeronáutica, desvio de combustíveis e apropriação de dinheiro público.


6 comentários

  1. Soldano
    domingo, 22 de outubro de 2017 – 16:25 hs

    Sim, as Forças armadas são compostas por seres humanos, estão sujeitas a isso, mesmo assim o nível de corrupção não chega a 1%, a diferença é que a justiça militar pune seus pares com o rigor militar, dentro da caserna não existe “jeitinho” para corruptos fardados! Ainda assim as FFAA, ao lado da PF, são as instituições com maior credibilidade do país!

  2. valdir bassai
    domingo, 22 de outubro de 2017 – 16:38 hs

    Caro colunista achar que não existe corrupção na FA é querer ser ingenuo demais.
    Agora não da para aceitar o grau de corrupção praticada pelos pseudos representantes que temos no Brasil desde um vereador, passando pela camara e senado e chegando ao presidente da república, onde todos eles desde Sarney são apontados e até investigados por denúncias de desvios.

    Quero sim os milicos tomando conta para ao menos senão acabar pelo menos diminuir a desordem que nosso país de encontra.
    Precisamos retomar os valores morais da familia da sociedade, onde tudo é permitido. Valores são invertidos, e a midia infelizmente na sua grande maioria defende a nojeira que estão produzindo no nosso País.

  3. domingo, 22 de outubro de 2017 – 18:33 hs

    Eu apostava minhas fichas nos militares, mas mesmo assim ainda acho que pode ser casos localizados. Acho dificílimo haver mudanças em nosso país. Quando se fala em mudança, seja qual for o caso, o resultado será sempre “algo novo” ou seja, se você quer mudar a decoração da sua casa, entende-se que não sobrará nada da anterior, ou seja a velharia vai para o lixo, o que infelizmente não acontece na política. pois todos permanecem inclusive aquele que não conseguiu se reeleger. Em 2018 teremos eleições. Esta seria a oportunidade de mudar. Mas como mudar? Pela nova eleição? Votando consciente? Segundo as pesquisas o Lula ganha as eleições para presidente em 2018; no senado a metade dos senadores já têm seus mandatos garantidos por mais quatro anos, alguns componentes da outra metade a ser renovada em 2018 tentarão se reelegerem e grande parte consegue, outros serão candidatos a governadores e uma minoria que não consegue sua reeleição já tem garantido uma secretaria de governo, uma representação de deputado ou qualquer coisa do gênero; a Câmara Federal e as Assembleias Legislativas idem, poucos novatos têm a chance de se elegerem, cujos novatos já não são marinheiros de primeira viagem, mesmo que ainda não tenham concorrido a algum pleito, podem estar contaminados com vírus e bactérias da corrupção; assim como muitos dos atuais senadores, deputados e governadores que marcaram seu nome na lista da lava jato. Desta forma QUANDO haverá mudança, se ninguém larga o osso? No meu modo de ver as coisas, com o VOTO jamais HAVERÁ MUDANÇAS, pois isto é uma roda com giros viciosos que não para nunca! Ninguém sai do poder e continua tudo como dantes! Se tudo correr bem, mudanças só em 2.100! Ou tem outras formas???

  4. Rr
    domingo, 22 de outubro de 2017 – 20:46 hs

    Mais um motivo pra assumirem o poder e eliminar seu próprios ladrões.

  5. JÁ ERA...
    segunda-feira, 23 de outubro de 2017 – 6:16 hs

    Pois pois… estamos no Brasil como dizem os amigos portugueses…

  6. Rodiney Carneiro
    segunda-feira, 23 de outubro de 2017 – 10:24 hs

    …estava demorando, o exército deu as caras,falta a aeronáutica e seus Gripen!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*