Temer com a alma incendiada | Fábio Campana

Temer com a alma incendiada

Na tentativa de construir uma agenda positiva, o presidente Michel Temer deixou denúncias e crise política de lado para afirmar nesta sexta-feira que está “muito animado, com a alma incendiada” com as políticas que estão sendo implementadas por seu governo.

A declaração foi dada durante visita do presidente à primeira usina de etanol produzido a partir do milho brasileiro, localizada em Lucas do Rio Verde, a 360 km de Cuiabá.

Esta é a primeira vez que Temer vai ao estado de Mato Grosso no exercício do seu mandato. Ele disse ainda que está sendo “ousado” ao fazer as reformas. As informações são d’O Globo.

Acompanhado de vários políticos, incluindo o governador de Mato Grosso, Pedro Taques, do rachado PSDB, Temer disse que a presença dos políticos significava que eles têm confiança em seu governo e que “confiança significa apoiar o governo, confiança no que estamos fazendo”.

Saudando a todos com um “lenço branco”, Temer elogiou o Congresso.

— O diálogo com o Congresso permitiu que fizéssemos o que fizéssemos, na convicção que o Legislativo não é um apêndice do Executivo, mas que governa junto come ele. Quero fazer uma especialíssima homenagem ao Congresso brasileiro — disse Temer, que se disse animado e com a “alma incendiada, porque o Brasil tem jeito”.

Além de Taques, acompanhou-o na visita o ministro da Agricultura Blairo Maggi, além de representantes dos estados da Amazônia Legal, como Rondônia, Mato Grosso, Maranhão, Amazonas, Tocantis e Amapá.

— Estou sendo ousado ao fazer as reformas, há anos paralisadas e fomos dando a solução — afirmou Temer, para quem a modernização da legislação trabalhista vai garantir o combate ao desemprego.

Ao lado de Maggi, o presidente desembarcou no aeroporto de Sinop, a 503 km da capital, e seguiu de helicóptero até a Fazenda Boa Vista, a 30 km de Lucas do Rio Verde, para o lançamento da colheita de algodão no estado. De lá, seguiu de helicóptero para o evento de inauguração da usina, que já está operando parcialmente, numa parceria de uma empresa brasileira com uma empresa norte-americana. O etanol usa exclusivamente o milho, do qual Mato Grosso é o maior produtor, como matéria-prima.

Pedro Taques e o prefeito de Lucas do Rio Verde, Luiz Binotti (PSD), acompanharam Temer na visita. Maggi é um dos maiores empresários do agronegócio do país.

A usina possui 250 mil metros quadrados e custou aproximadamente R$ 450 milhões, segundo empresa FS Bioenergia. A escolha de Lucas do Rio Verde para a instalação da usina se deve ao fato de o município ser o maior produtor de milho do estado.

Pedro Taques exaltou Temer, parabenizando-o pelas reformas.

Temer disse que acenava aos presentes com um “lenço branco”. Tratou-se de um improviso do presidente a uma frase dita por Taques antes, de que, em Mato Grosso, “nós não choramos. Aqui nós vendemos o lenço para aqueles que querem chorar”.

— O presidente Michel Temer é um homem sério, digno e tem visão de futuro, tenho certeza que fará as reformas certas ao Brasil —disse Taques.

PROTESTO DE CAMINHONEIROS

A região enfrenta desde semana passada um protesto de caminhoneiros. As manifestações, que não são constantes, bloqueiam trecho da BR-163, que liga Cuiabá ao interior de Mato Grosso. Os caminhoneiros protestam contra o aumento no preço de combustível decretado pelo governo federal. contra o aumento no preço de combustível. Um trecho da rodovia chegou a ser fechado hoje, mas não atrapalhou a visita de Temer.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*