Léo Pinheiro diz que Lula pediu para ele destruir provas de propina | Fábio Campana

Léo Pinheiro diz que Lula pediu para ele destruir provas de propina

O empresário Léo Pinheiro, sócio da OAS, disse em audiência em Curitiba que o presidente Lula pediu para ele destruir provas sobre propinas que a empreiteira pagou ao PT. Segundo Pinheiro, Lula e ele discutiram sobre propina em maio de 2014, dois meses depois que a Operação Lava Jato ter sido iniciada. Lula teria perguntado se a OAS pagava propina ao PT no Brasil ou no exterior, segundo o relato feito pelo empreiteiro. Léo respondeu que pagava no Brasil, tudo segundo o empresário.

O ex-presidente arguiu se ele mantinha os registros dos pagamentos feitos ao tesoureiro do PT à época, João Vaccari Neto. O empresário disse que mantinha. Foi nesse momento, segundo Léo Pinheiro, que Lula disse para ele destruir tudo já. A pergunta sobre a discussão de propina com Lula foi feita pelo advogado do petista, Cristiano Zanin Martins, que defende o petista. Após a resposta de Léo Pinheiro, Martins ficou quieto, segundo relato de advogados ouvidos pela Folha. O empresário não esclareceu na audiência se ele seguiu o pedido de Lula ou não.

Condenado a 39 anos de prisão e preso pela segunda vez desde setembro do ano passado, Léo Pinheiro negocia um acordo de delação premiada no qual prometeu entregar irregularidades de Lula, do PT e de ministros do STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Após o depoimento desta quinta-feira (20), os advogados Roberto Telhada e Edward Carvalho deixaram a defesa do empreiteiro. Ele era cliente dos criminalistas desde que foi preso pela primeira vez, em novembro de 2014.

Antes do depoimento, o Ministério Público confirmou que Léo Pinheiro tem negociado delação premiada com os procuradores. A defesa de Pinheiro disse a Moro que essa negociação não foi feita pelos advogados.

OUTRO LADO

O Instituto Lula nega que o ex-presidente tenha pedido a Léo Pinheiro para destruir provas de propina ao PT. A entidade diz que a afirmação foi feita por um empresário que negocia um acordo de delação com a exigência de incriminar Lula.

Eis a nota do instituto: “O depoimento de Léo Pinheiro, como a própria imprensa noticiou, foi feita em meio a um processo de negociação de delação premiada, que está sendo negociada com os procuradores desse caso. Também foi exigido dele que incriminasse o ex-presidente, segundo reportagem da Folha. A afirmação é desprovida de provas e faz ilações sobre supostos acontecimentos de três anos atrás que jamais ocorreram. Ela foi feita por alguém que busca benefícios penais”.


6 comentários

  1. Petista
    quinta-feira, 20 de abril de 2017 – 19:32 hs

    – BOBAGEM!!! O LÉO ESTÁ INVENTANDO PARA VER SE REDUZ A PENA!! ALIÁS, TAL QUAL A ODEBRECHT, LÉO NÃO APRESENTOU PROVAS, PORQUE NÃO AS POSSUI!!

  2. JÁ ERA...
    sexta-feira, 21 de abril de 2017 – 4:06 hs

    São tantos depoimentos que dizem a respeito de uma só pessoa.
    Não existem tantas coincidencias neste imenso mundo. O Lula
    está ferrado mesmo. Se o melhor amigo do Lula que era o Leo Pi-
    nheiro o delatou… só falta ir pra cana (cadeia e não cana brava).

  3. sexta-feira, 21 de abril de 2017 – 10:36 hs

    Dessa vez ele NÃO ESCAPA!!!

  4. sexta-feira, 21 de abril de 2017 – 12:15 hs

    NUM TEM PORVA!!!

  5. Petixta Doido
    sexta-feira, 21 de abril de 2017 – 16:37 hs

    NÓIS EGIJE – E G I J E – PROVA QUE A PROVA PROVA ARGUMA COISA!!!

  6. Do Inrterior...
    sexta-feira, 21 de abril de 2017 – 20:52 hs

    Os petistas cegos e idiotas acham que, para ser condenado, tem que ter uma declaração, assinada pelo LuLLa e com firma reconhecida de que meteu a mão no dinheiro do povo, que mente defender.

    Ao contrário, ficam inventando histórias sobre o Moro e tantos outros que defendem a democracia de fato!

    dois pesos e duas medidas.

    Petista odeia a democracia pois quer que o deus lula esteja acima das leis, coisa inconcebível em países democráticos.

Deixe seu comentário: