Quem ganha?

Do Lauro Jardim:

Veja como o PSD é mesmo um partido que joga em todas as posições na política. Descontando o DEM, claro, a decisão do STF de liberar o tempo de TV e os recursos do fundo partidário ao partido de Gilberto Kassab foi comemorada por candidatos a prefeito de quase todos os partidos.

Em São Paulo, o PSDB de José Serra ficou com o maior tempo de propaganda. Já em Porto Alegre foi a comunista Manuela d’Ávila que comemorou: ela tem o PSD na vice e agora terá 2min33 de tempo de TV na capital gaúcha.


3 comentários

  1. sexta-feira, 29 de junho de 2012 – 18:38 hs

    E FANTASTICO COMO O PODER PROSTITUTO, TEM INFLUENCIAS SOBRE OS PODERES CONSTITUIDO NO BRASIL. CHEGA DAR MEDO, COISAS DE COSA NOSTRAS:

  2. Analista Curitibana
    sexta-feira, 29 de junho de 2012 – 19:21 hs

    Já em Curitiba, o PSD do Ney Leprevost encolhe o rabo, abaixa a cabeça e diz amén ao Betraíra.

    Quanta falta de coragem, hein! Ney bem que podia se candidatar, com o Luiz Carlos Martins de vice, e VENCER! Ou também poderia ser vice do Ratinho, e VENCER também. Mas não, Ney amarelou e afundou a legenda que preside na cidade. Daqui a 12 anos o Ney vai ficar igual ao Greca: gordo, careca, barrigudo, vivendo de passado e morto eleitoralmente.

    O PSD no país é o 3o. maior partido, mas aqui na paróquia não passa de capacho do PSDB.

    Ney enterrou o seu futuro eleitoral se coligando com traidores. E carregou junto o PSD local, deixando menos de uma dúzia de oportunidades aos seus próprios candidatos a vereador, num chapão poluído com montes de porcarias eleitorais.

    De que adiantou o PSD juntar tanto pré-candidato ficha-limpa em Curitiba e ganhar o tão esperado tempo de TV?

    Só adiantou para o Ney ir negociar uma secretaria aos traidores chefiados pelo PSDB (coisa que nunca vai receber, haja visto com quem está negociando)…

    O objetivo de todo partido eleitoral é chegar ao poder, elegendo seus candidatos. Mas em Curitiba, o PSD prefere não apresentar candidato nenhum, pasmem! Já começa perdedor.

    O grande vencedor desta eleição – antes mesmo de ela começar e terminar – é o Ratinho. Veio com tudo, cheio de coragem – O RATO QUE RUGE! – com propostas inovadoras. Já sai vencedor antes mesmo de entrar.

    Ratinho foi o único que teve a audácia e a inteligência de convidar o Ney para ser seu vice, há muitos meses atrás. E foi burramente desdenhado. Melhor para ele, que assim não fica com o rabo preso com gente covarde.
    POR HOJE É SÓ.

  3. Anjo
    sexta-feira, 29 de junho de 2012 – 20:13 hs

    Olha Analista Curitibana, eu conheço o Ney e ele acima de tudo pensa na população e não em seu interesse,,concordo que a politica anda meio desacreditada mas o Ney e o Beto tem carater.

Deixe seu comentário: