Fruet precisa reler Samuel Johnson

Nesse período de indecisão sobre seu destino político o ex-deputado Gustavo Fruet poderia reler o inglês Samuel Johnson. Especialmente para orientar suas cogitações para a hipótese de voltar ao PMDB, de onde foi expelido em 2004 pelo ex-governador Roberto Requião, sempre empenhado em sufocar qualquer nova liderança que possa lhe fazer sombra ou a seu clã.

Johnson é autor de uma frase que cai como uma luva para o caso Fruet. Ela se refere ao segundo casamento, mas cabe perfeitamente a hipótese de Fruet voltar ao PMDB. “O segundo casamento é”, segundo Johnson, “o triunfo da esperança sobre a experiência”. Não existe melhor definição para as expectativas de Fruet com relação a Requião e ao PMDB.

Requião diz que “não veta o retorno” Fruet, mas que ele “não terá preferência se quiser ser candidato”. E mais: “Eu não veto nem dou sinal verde. O Fruet pode entrar, mas vai ter que disputar a convenção. E vai perder”. Ou seja, Requião não veta, nem pode vetar porque o PMDB está revoltado com os micos que já pagou por Requião, como a candidatura do Reitor Moreira, imposta goela abaixo em 2008 e que resultou em um vexame.

Requião não pode evitar o ingresso de Fruet no PMDB mas adverte que vai sabotá-lo. Prefere a candidatura de Rafael Greca, que é uma garantia de derrota (o que assegura que o próprio Requião continuará sendo a figura dominante no PMDB), do que apoiar Fruet que traz uma perspectiva de vitória (e o risco de colocar o ex-governador e seus parentes no segundo plano no partido).


16 comentários

  1. Rui Jorge da Rosa
    quinta-feira, 30 de junho de 2011 – 11:39 hs

    Já votei duas vezes no Gustavo 2006, para deputado e em 2010 para senador, mas com essa indecisão toda, o homem não sabe que partido quer ou não tem convicção partiradário, do jeito que esta nunca mais voto nele. Jacarezinho – PR

  2. quinta-feira, 30 de junho de 2011 – 12:01 hs

    Fruet, acredito que a melhor opção é continuar no PSDB, não adianta achar que outros partidos vão lhe abrir o espaço desejado que não vão. E se abrirem é provavel que haja uma derrota. Pois o PSDB vem governando muito bem, tanto a capital como o estado. Você é um grande democrata e sabe do valor da uma boa administração. Não vai agora deixar os ideais políticos de lado por um ideal pessoal. Vc tem chances sim, mas junto com os tucanos.
    Saudações tucanas!

  3. CHIBATADA
    quinta-feira, 30 de junho de 2011 – 13:00 hs

    A indecisão de Fruet o desqualifica para exercer chefia de executivo. Poderá vir a ser, nas próximas eleições, um bom candidato a vereador….

  4. Simplicio Figueira
    quinta-feira, 30 de junho de 2011 – 13:04 hs

    Quem muito quer, com pouco fica. Abre o olho Gustavo.

  5. Sergio silvestre
    quinta-feira, 30 de junho de 2011 – 13:57 hs

    Isso é leitura para ingles ver,será bem recebido no pmdb,e ganhará as eleições para ser prefeito de curitiba

  6. Jacomel
    quinta-feira, 30 de junho de 2011 – 14:41 hs

    Não entre nessa furada Gustavo!

  7. Donald Mac Ricardo
    quinta-feira, 30 de junho de 2011 – 14:45 hs

    Acho que o Gustavo deve voltar ao PMDB porque o Requião mudou. Vai abrir espaço par outras lideranças e deixar de ser do bloco do eu e os meus parentes.

  8. Marcos
    quinta-feira, 30 de junho de 2011 – 15:01 hs

    o Guga longe do psdb é o começo do fim do governo beto,!!!!

  9. ILSON
    quinta-feira, 30 de junho de 2011 – 15:53 hs

    Eles estão que nem jogadores de futebol, os anos vão passando,
    passam de clube em clube, as vezes consegue uma fama e
    de repente some e ninguém sabe onde está………sumiu……
    desapareceu……………..ou talvez morreu……e ninguem sabe…..
    ja era……….e achando que são os tais……………………………

  10. Rose Pmdb
    quinta-feira, 30 de junho de 2011 – 16:07 hs

    Se o Gustavo for inteligente não virá para o PMDB, aqui será chantageado e terá que ceder a toda a familia Requião começando pelo sobrinho JOao Arruda que é SEcretário Geral , passando por Doático e Greca.
    O raio não pode cair tres vezes no mesmo lugar , vai para o PDt Guga

  11. Heraclito
    quinta-feira, 30 de junho de 2011 – 17:34 hs

    começo a suspeitar qu eo gustavo tem vocação para loser – perdedor. se for vocacionado, nao tem jeito. e partir pro abraco com o capeta. ou com o requiao.

  12. Zangado
    quinta-feira, 30 de junho de 2011 – 17:46 hs

    Eu não estou entendendo bem.
    É o Gustavo Fruet que está patinando na maionese ou estão colocando maionese em cima do Gustavo Fruet para ver se ele patina ?

  13. jeremoabo
    quinta-feira, 30 de junho de 2011 – 18:40 hs

    Esse guga precisa descobrir quem é a sua turma e quem são seus adversários.

  14. Matheus Celeste dos Santos
    quinta-feira, 30 de junho de 2011 – 18:41 hs

    Gustavo se eu fosse voce aceitaria ser vice do Luciano e depois de 4 anos seria o prefeito de Curitiba, isso é realidade o resto é apenas o resto. Tenho dito.

  15. tony
    quinta-feira, 30 de junho de 2011 – 19:29 hs

    Ih então estou ferrado, porque só estou no primeiro casamento, e dele tão cedo não pretendo sair. Então estou impedido de aconselhar o Gustavo, mas como ele ainda é solteiro posso dar-lhe um conselho, se conselho fosse bom, a gente não dava, vendia. Tony

  16. Observador da Vicente Machado
    sexta-feira, 1 de julho de 2011 – 22:11 hs

    Não sejam idiotas. Requião tem um acordo com Ducci e Greca sair candidato faz parte dele.

    Querem a prova, lembram do “lendário” Prof Altino, do Cic, eterno aspone de Requião, dêem uma olhada nos diários oficiais do municipio de Curitiba e vejam onde ele está nomeado.

    Greca saindo candidato, fecha o PMDB para Fruet, e ainda ajuda dividir aidna mais os votos para forçar o segundo turno.

    No segundo turno entre Ducci e Fruet, os “democraticos” peemedebistas ficam do lado de Ducci, ajudam a ganhar a eleição, ficam com cargos no governo municipal e começaram a melhorar a pavimentação da estrada até o Beto. Isto política, isto é Roberto Requião.

Deixe seu comentário: