Lerner e o Dock Dock

jaime-lerner-dock-dock-280

Do Blog do Rigon:

O ex-governador Jaime Lerner aparece na Veja desta semana numa reportagem sobre seu mais recente projeto, um veículo movido a energia elétrica com capacidade para uma única pessoa. O Dock Dock, cujo protótipo será apresentado no fim desta semana no Rio de Janeiro, é o menor carro elétrico já concebido: mede 60 cm de largura, 1m38 de comprimento e 1m50 de altura. Atinge velocidade máxima de 20 km por hora e foi pensado para circular em faixas compartilhadas com pedestres, bicicletas e locais onde o trânsito de automóveis é restrito. “Sua inspiração vem do Velib, sistema de bicicletas públicas de Paris. A ideia é que os veículos funcionem como complemento do sistema de transporte coletivo, possibilitando deslocamento mais rápido do que o permitido pela caminhada e mais confortável do que sobre uma bicicleta. Como no modelo parisiense, os carrinhos serão alugados em áreas de grande circulação, próximas aos terminais de ônibus ou metrô. Os usuários poderão retirá-los e devolvê-los em qualquer estação, pagando com cartão de crédito”, diz o texto de Marcelo Bortoloti.


57 comentários

  1. Cidadão Paranaense
    domingo, 25 de outubro de 2009 – 19:02 hs

    Grande idéia Jaime lerner v/c só não esta lembrado que em muitos supermercados do Brasil já existe um veiculo com as mesmas proporções em tamanho, velocidade e capacidade. Eita idéia brilhante esta sua em. hahahahahaha

  2. Jango
    domingo, 25 de outubro de 2009 – 19:19 hs

    Sim, é uma idéia interessante. Mas é preciso que os governantes tenham coragem de fazer as intervenções urbanísticas necessárias a estas modalidades de transporte. É preciso fechar ruas a determinados veículos, abrir outras só para estes alternativos, melhorar significativamente os sistemas púlicos coletivos de transporte, esclarecer a necessidade das transformações à população, demonstrar credibilidade, reservar áreas de estacionamento, etc e tal. Vemos isso nos governantes que se apresentam ? Sobretudo quando nem bem se elejem já estão pensando em outro cargo ? Sem planejamento a longo prazo ? Contudo o que vemos na Europa é a determinação política de implantar estas novas modalidades, e inclusive, mudar o padrão, adotando os meios e as energias alternativas para locomoção e transporte. E nós aqui “vendendo” o pré-sal como a redenção nacional e “eles” lá fora já saindo do ciclo do petróleo, entre otras cositas más …

  3. TO LIGADO!
    domingo, 25 de outubro de 2009 – 19:31 hs

    Sonho! Aqui o cara vai dar um cartão roubado e vai devolver uma latinha de Skol amassada. Cada carrinho desses deve custar no minimo R$ 10.000,00. Vai ser uma moleza, arrumar quem banque isto. Tem que vender em Singapura.

  4. Danielison
    domingo, 25 de outubro de 2009 – 19:37 hs

    Inutil para a massa da população como a maioria dos projetos neo liberais..

  5. BISTEKA
    domingo, 25 de outubro de 2009 – 20:17 hs

    Um grande pensador…
    Um grande criador…
    Foi muito bom para Curitiba…
    Muito bom para o Paraná…
    Muito bom para o Brasil…
    E, enquanto os cães ladram… A CARAVANA DO FUTURO PASSA!!!!
    Vai ficando para trás o retrogrado, os de ótica zarolha, os de transparência nebulosa, os de ética duvidosa, inexistente; aqueles que têm na MENTIRA a verdade…os de nulidade superior, os de mente vã….

  6. Marcos
    domingo, 25 de outubro de 2009 – 20:35 hs

    É praticamente uma cadeira de rodas com teto…. interessante!!! nosssa… como é interessante

  7. Xisburgue
    domingo, 25 de outubro de 2009 – 22:16 hs

    que coisa mais feia. qm q vai querer andar num treco ridiculo desses. parece um trabbi alemão redesenhado para o século XXI.

  8. Carlos Toledo
    domingo, 25 de outubro de 2009 – 23:33 hs

    Se estiver chovendo sera que não vai molhar o motorista pelas laterais?

  9. QUE SACO !!!
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 0:19 hs

    O Gevernador Jaime Lerner deveria ser trocado o nome desse veículo.
    Como “Homenagem”, deveria ser chamado de “GARDENAL” ou de “PAPA MAMONA”.
    QUA…QUA…QUA…QUA

  10. segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 0:45 hs

    20km/h é a velocidade média de uma bike! Dock, dock… tsc, tsc.

  11. Educado
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 1:01 hs

    Tenho o maior respeito pelo “Profissional” Jaime Lerner. Um homem que falem o que quiser, mas deixou sua marca e um exemplo é o Rio de janeiro querer copiar projetos dele que aqui foi lançado em 1974, para as olimpiadas, chega até ser engraçado. Muitos também criticavam quando o sistema CIC foi idealizado e vejam o que representa hoje. Bem sejamos coerentes e ao menos respeitemos esse grande Administrador.

  12. Celestino Macedo
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 2:23 hs

    Essa a diferença essencial entre Lerner e Requião: Lerner constrói, formula, propõe, é um artista, um intelectual, um técnico, um humanista, um inovador. O outro, pobre alma atormentada, dilapida, destrói, acaba.

  13. Professor
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 2:50 hs

    É um bom urbanista. Pena que não foi um bom governador.

    Já Requião, quando cortarem sua teta, vai vever do quê?

  14. Manoel
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 7:54 hs

    Se um dia curitiba adquirir os tais carrinhos , quem será o fornecedor do mesmo?Quem pagará pelo mesmo? Terá licitação?rs …

  15. Tupac da XV
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 8:58 hs

    Pena que ele não caiba no carrinho!

  16. Primo
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 9:11 hs

    Será que o Requião vai inventar um meio de transporte, pois adora copiar o Lerner, por mais que negue venentemente, talvez será Jegue Móvel (carrocinha puxada por um jegue).

  17. Eduardo Mairo
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 9:23 hs

    Pena que o carrinho não andaria nas nossa calçadas, já que elas estão destruidas… E se a prefeitura não deixa nem pintar ciclofaixa, deixará pintar o Dock Dock Faixa? — Até transferência entre contas Banestado? Ah é, ele quebrou o Banestado e deixou a conta pro povo.

  18. TO LIGADO!
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 9:26 hs

    Fabio, os coxas atropelaram um rapaz estudante de Direito, em frente a Arena, depois do jogo. Tem que publicar essa barbarie. Sds

  19. GONÇALVES
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 9:34 hs

    O primeiro piloto de teste será, sem dúvida, o Rafael Grega, com seus 180 kgs e depois se a coisa conseguir sair do lugar, será a vez do Governador Requião.

  20. X-9
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 9:38 hs

    FÁBIO, MANDA UM DESSES LÁ PRA GUARAPUAVA, VEJA SE O RIBAS CARLI NÃO QUER FAZER ALGUMAS AULAS PRÁTICAS PRA PODER VOLTAR AO TRÂNSITO.
    COM UM DESSES TENHO CERTEZA QUE O MÁXIMO QUE ELE PODER FAZER É ATROPELAR UM CACHORRO, HEHEHEHE…

  21. juarez machado
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 10:07 hs

    GENTE QUERIDA DO PARANÁ, ACORDA ESTE SENHOR JAIME LERNER,PODE ATÉ SER UM BOM ARQUITETO, MAS FOI O PIOR GOVERNADOR DO BRASIL, PORQUE SIMPLES. CRIOU O PEDAGIO MAIS CARO DO MINDO, VEJA CTBA A PGUA,, VENDEU O BANESTADO E DEIXOU UM A PEQUENA PARCELA DE 65 MILHOES ATÉ 2020, QUER MAIS TENTOU VENDER A COPEL, VAMOS COM CALMA, VOCES RECORDAM QUAL É O PARTIDO DELE, POIS É, AGORA OS LERNISTA QUEREM O PODER DE VOLTA NA PELE DO BOM MOÇO BETO, VAMOS FICAR MUITO ATENTO, LIMPE OS LERNISTA DO SEU GOVERNO URGENTE OK ABRAÇOS

  22. Marechal
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 10:11 hs

    Jaime Lerner? Cehiro de sionismo/facismo no ar…

  23. Marcos S.
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 10:12 hs

    O Requião vai inventar o POCOTÓ POCOTÓ, agora não se sabe quem puxará a carrocinha com pneus da BS Coway.

  24. ´Tina
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 10:38 hs

    Faço minhas as palavras do Celestino Macedo! Exatamente a minha opinião!

  25. silvio
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 10:50 hs

    O Lerner vai implantar esses carrinhos ridículos e depois vai inventar um pedágio absurdo para continuar mamando nas nossas tetas. Alguém precisa por o arquiteto pra tomar sol.

    Nenhum comentário sobre o Atletiba? Parabe´ns pela isenção do jornalista/torcedor/blogueiro.

  26. Marcos Calonga
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 11:08 hs

    Era só o que faltava. Primeiro detonou com o transporte público, com este sistema burro que existe em Curitiba!
    Agora ficou claro o porque disso!!!

  27. Olhos Abertos
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 12:19 hs

    Polícia registra conflitos em 4 terminais de ônibus antes do Atle-Tiba

    Na Fazendinha, na Zona Oeste da capital, cerca de 300 torcedores foram dispersados por homens da PM e da Guarda Municipal, no inicio da tarde. Os policiais revistaram várias pessoas, mas ninguém foi preso.

    http://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/brasileiro/serie-a/ultimas-noticias/2009/10/25/ult5895u12856.jhtm

    Só falta o carrinho ai ser blindado pra andar nas ciclovias… se não é capaz de ficar a pé…

  28. BISTEKA
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 12:59 hs

    ÔOOO Marcos Calonga…
    Não quero aqui ser advogado de Lerner, porém, o sistema de transporte coletivo de Curitiba é inatacável…
    Vá morar e ter necessidade de transporte coletivo em São Paulo, Rio de janeiro, Campinas…
    Talvez, aí sim, você haveria de fazer uma avaliação mais justa e honesta!

  29. emerson hofstein cardoso
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 15:57 hs

    Morram de inveja futuras viuvas desempregadas do Pinochavez Paranaense…

  30. será
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 16:09 hs

    Só anda a 20km/h, o beto não vai gostar. prefere algo mais potente e barulhento.

    jaime, que idéia mais estapafúrdia. se for sugerir absurdos, fique quieto. concordo quanto a sua luta contra o metrô, não sei se pelos mesmo motivos que tu, mas essa do carrinho, que para piorar sugere compartilhar espaço com pedestres e ciclistas… é de doer esse seu dock dock.

  31. Lingua de Krocodilo®
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 16:17 hs

    Vai vender pros golfistas curitibócas!

  32. Patrick R.
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 16:59 hs

    E o Requião ??? Quando é que vai divulgar o nome do remédio que ele ajuda a desenvolver (calma … ainda está em pesquisa, nas fases de testes e ajustes) contra a debilidade mental ?

  33. UM PORTUÁRIO
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 18:07 hs

    QUE DOR DE COTOVELO, HEIN CARA!…

  34. Edson Bicalho
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 19:15 hs

    Caros,

    Curitiba sempre foi considerada a melhor cidade para testar algo.
    E vai ser assim com o Dock Dock. E não vai faltar apoiadores, (veja a quantidade de viuvas choronas nessa lista de comentários).
    Se aprovado, algum grupo curitibano, com sede no Contorno Sul, vai executar o projeto, logicamente financiado pelo estado ou pelo município. Em seguida os carrinhos serão exportados e usados pelos clientes de um conhecido shopping nos USA, que por mera coincidência, é de propriedade do inventor.

    O P E T R O S A L É N O S S O ! ! !

  35. Rock
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 20:11 hs

    O novo Jetson Lerner é uma piada.l

  36. segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 22:29 hs

    VANGUARDISTA.
    VISIONARIO.
    HUMANISTA.
    SE QUISER A OXXOR INVESTE NESSE PORJETO.
    OXXOR VEICULOS ELERTRICOS.
    PARABES JAIME
    VOCE CONTINUA BRILHANTE
    EM ALGUM LUGAR DO BRASIL HAVERA DOCK DOCK COM CERTEZA, E ESTAREMOS PARA FORNECER..

  37. Silvano Andrade
    terça-feira, 27 de outubro de 2009 – 10:26 hs

    O carro deste lerner tem que levitar…é para fugir dos pedágios…e aquelas motonetas da PM…que patifaria…os totens…vixi…

  38. Marcião
    terça-feira, 10 de novembro de 2009 – 18:09 hs

    Que massa…fatiaram um tubo do ligeirinho e colocaram umas rodinhas…

  39. Marcos Paiva
    terça-feira, 24 de novembro de 2009 – 16:00 hs

    Curitiba definitivamente virou a Capital-do-pé-de-chinelo só tem este tipo de parazita pronto para te assaltar tsk tsk que falta de vergonha do ex Governador & Arquiteto Jeime com este projeto indevidamente copiado de jovens empreendedores o pior é roubar e não conseguir carrear pois como disse a imprensa séria (revista Época) se trata de mais um marketing politico pois é inviavel tecnica e econimicamente é so o fim o Jeime perdeu a mão nem copiar sabe mais Cupia Jeime? não Cú peida!

  40. MP
    terça-feira, 24 de novembro de 2009 – 16:08 hs

    As questões de mobilidade urbana necessitam de soluções criativas + adequação permanente do sistema viário (coisa que não acontece há 30 anos-em Curitiba) + entender que além de uma política de transportes há que existir investimentos no setor.
    A promessa do metrô de Curitiba já está descartada pelo próprio Governo Federal e a Prefeitura terá que criar nova mídia de promessas para defender a popularidade do atual Alcaide. No entanto, sem profissionalismo e sem o necessário combate às sete famílias detentoras (há mais de 50 anos) das concessões do transporte coletivo da RMC …. nada acontecerá!
    Posições da sociedade, devem ser incentivadas, ouvidas e discutidas…e não arriscadas apostas em sonhos de arquitetos como o Jeime Lerner que, em minha singela opinião, nada entende de transportes, nem de veículos, ou mesmo de mobilidade urbana!
    Somente de marketing politico…
    e de “se inspirar nos projetos alheios!
    Há isto ele faz como nimguem!
    Sera o dock-dock seu canto do cisne???

  41. CADAVERICO
    sexta-feira, 5 de março de 2010 – 13:01 hs

    Não tem que criar novas formas de complicar o transito já difícil, tem que facilitar o trafego para quem s dispuser a mudar os hábitos, como um amigo já mencionou em comentário anterior, tem que ter coragem, coragem de fechar vias a determinados veículos, criar faixas exclusivas e baratear o custo do transporte coletivo para que este se torne mais atrativo do que o conforto de estar só em seu carro, em uma fila gigantesca de transito lento. Há também de se investir em educação e conscientização, como ouvi outro dia de um usuário de transporte coletivo que deixa seu carro em casa e vai de ônibus ao trabalho, que o usa para esse fim é egoísta, pois em sua maioria os carros andam com uma só pessoa, conforto e espaço, já no transporte coletivo, apesar de sempre estar cheio estimula o convívio em sociedade. Essa história vai longe…

  42. sexta-feira, 23 de abril de 2010 – 7:34 hs

    Umas coisas sobre Jaime Lerner e Curitiba em inglês no BrazilMax, um guia sobre o Brasil para estrangeiros:

    http://www.brazilmax.com/news.cfm/tborigem/pl_south/id/10
    http://www.brazilmax.com/news.cfm/tborigem/pl_south/id/9

  43. domingo, 16 de maio de 2010 – 16:21 hs

    Com todo respeito ao Dr Jaime Lerner apoio totalmente sua iniciativa de poder incorporar veiculo devidamente desenvolvido para circular em perímetror urbanos para prestarserviços com necessidades específicas bem como uso de veiculo de emissão zero de pouentes.
    Coincidentemente desenvolvi um veículo similar e tenho soluções de produção e moldagen da sua carenagem em plastico PET reciclável com manufatura lucrativa para emprego de serviços para cominudades caretens catadortas de plasticos de engenharia.
    As placas de plasticos de meu projeto enquadram-se um sistema viavel e lucrativo de moldagem de extrusão seguida de temoformagem o que promove maior criatividade de Design do minicarro.
    Estudei exautivamente sistma de motorização eletrica com bateias nacionais bem como motores Brasileiros de iman permanentes e integrei todo este pacote em um chassis Hibrido que pode ser também movido a pedal sem sacrificar conforto e exaustão do ocupante.
    Gostaria de poder entrar em contato com o Dr Lerner e mosta a evolução de meu trabalho.

    Cordiais Saudações
    Prof Leone Fragassi
    Faculdades Oswaldo Cruz e
    Faculdade Design Mauá

  44. Felipe Fausto
    quarta-feira, 26 de maio de 2010 – 10:46 hs

    Que isto, uma empilhadeira de lego? Esse negócio vai mais estorvar os pedestres do que ser útil. Arquiteto não é designer pelo jeito. Empecílho maior só os carrinheiros dos correios e da coca. Comparar essa bateria ambulante ao sistema Vélib é um crime!
    1. Qto custa o km rodado? e o da bike?
    2. Benefícios à saúde?
    Se todos tiverem um desses os índices de obesidade disparam.
    3. Qtas bikes dá pra comprar com um desses?

  45. Marcello S. Nicola
    quarta-feira, 2 de junho de 2010 – 19:40 hs

    Carro elétrico é legal, mas um carro elétrico que corre menos que
    uma bicicleta não serve pra muita coisa…

  46. Curitibana
    quarta-feira, 22 de setembro de 2010 – 23:52 hs

    Disse tudo o Celestino Macedo (Segunda-feira, 26 de Outubro de 2009 – 2:23 hs). ;-)

    Dá-lhe Jaime Lerner. Xô Requião (bandido).

    Sem mais.

  47. segunda-feira, 11 de outubro de 2010 – 11:04 hs

    eu hein?
    se chover ninguém vai usar, não é mesmo?
    então pra quê teto se um veículo elétrico deve ser leve?
    sem falar que pessoas de estatura elevada vão ficar desconfortáveis. eu, pelo menos, que meço 1.85 não gostei.
    estou falando do projeto – a ideia em si é legal, mas poderiam adaptar um carrinho de golfe, algo que já existe…

  48. Jaime Altoé
    segunda-feira, 30 de maio de 2011 – 11:27 hs

    Construir algo é dificil e ao mesmo tempo prazeiroso. Existem pessoas do bem e do mal, poucas torcem à favor a maioria é da critica e geralmente não constritiva. Achei uma maravilha a idéia deste mini veículo, enfim alguém esta preocupado em apresentar soluções para o nosso caótico transito. A diminuição do tamanho dos veículos é uma solução pratica já que falta espaços nos grandes centros. Criticar idéias é um fato, procuro em meu ver exaltar as pessoas que as têm e tem coragem de coloca-las em pratica. O principal fator do desenvolvimento de um negócio não é o capital, mas sim idéias……..Pracisamos de idéias……..idéias….o inicio é dificil mas as coisas vão primorando-se e no final vai dar tudo certo…o mundo é assim……acompanhe o desenvolvimento do mundo……..a cisa vai sempre melhorando. Quero parabenizá-lo pela iniciativa e a coisa vai funcionar………
    Abraços…. Jaime Altoé.

  49. Brasileiro
    quarta-feira, 7 de março de 2012 – 23:33 hs

    Ótima idéia, principalmente nas cidades e pobre de espírito os que comentam com tanta negatividade a uma idéia genial. Massa é algo amorfico e impensante sem espirito, principalmente inovador, como a criatura que colocou isso em seu comentário, esse individuo sim é parte dessa massa negativista. Quando surgiu o primeiro automóvel, muitos disseram, isso nunca dará certo… Faz um pouco mais de cem anos…

  50. quinta-feira, 8 de março de 2012 – 12:05 hs

    Saudades dos tempos em que tínhamos alguém pensando a cidade aquém da simples administração. Lerner deixava Curitiba melhor, mais charmosa, mais atraente. Buscava soluções práticas, inteligentes, com um olhar no futuro. Parabéns Jaime Lerner por mais esta lição na busca por soluções às congestionadas cidades. Abraço…

  51. José Arruda
    sexta-feira, 9 de março de 2012 – 12:01 hs

    Parece que só o Jaime Lerner, viaja ao exterior entre os leitores desse artigo. No mundo inteiro se usa este veículo, para transporte de idosos e de deficientes. Não passa de uma cópia. Em Curitiba você encontra similares à disposição dos clientes nos supermercados. Detalhe, nenhum país desenvolvido permite o uso na rua ao lado dos carros, apenas nas calçadas. Primeiro abram os olhos e em seguida a cabeça.

  52. sexta-feira, 9 de março de 2012 – 14:08 hs

    20 km/h, minha vô corre mais rápido que isso. Resolver problemas de locomoção. Isso aí é mais um produto que o grande Jaime Lerner vai negociar a preço de ouro com algum prefeito aliado. Vai ser inútil, menos nas fotos e reportagens da Gazeta do Povo, claro !!

  53. José Arruda
    sexta-feira, 9 de março de 2012 – 23:52 hs

    Informação dirigida a: Brasileiro (dois comentários acima)

    Estes carrinhos também não são novidade como está se tentando fazer. Eles já são produzidos em massa há mais de dez anos. A idéia é excelente, mas não podemos apoiar a decisão de se apropriar de uma idéia antiga como se novidade fosse. Não é ético e tem nome: plágio.

  54. Giba
    quarta-feira, 21 de março de 2012 – 14:09 hs

    Se colocar um dock-dock emendado no outro, dá pra fazer o tão esperado metrô de Curitiba, que o próprio Jaime Lerner prometeu e nunca fez…. Quem sabe esta seja a intenção deste moderno, rápido, confortável e útil veículo.

  55. Lucas
    quarta-feira, 21 de março de 2012 – 17:43 hs

    Dá para financiar…No BANESTADO???

  56. Caio
    quinta-feira, 26 de abril de 2012 – 0:00 hs

    Era pra ter tido a ideia antes de ser governador hehehe
    Mas vem cá, isso num parece mais um carrinho de golf? A diferença é que é elétrico né?

  57. Adriano
    terça-feira, 11 de fevereiro de 2014 – 4:58 hs

    O gênio que só o Brasil não vê!!!!

    Parabéns pelo projeto, vai ser um sucesso, como a capital do paraná, a mais bela entre as capitais.

    Abraços

Deixe seu comentário: