Alunos filmaram cena de sexo no banheiro do Colégio Estadual

normal_CESTADUAL

Garota de 13 anos e dois rapazes teriam feito sexo em horário de aula. Os alunos foram afastados. Estudante colocou imagens na internet, mas vídeo já foi retirado.

Do G1, em São Paulo, com informações do Portal RPC:

Um vídeo de sexo entre alunos dentro do banheiro do Colégio Estadual do Paraná (CEP), a maior escola pública do Paraná, foi parar na internet. Três estudantes, dois rapazes e uma garota de 13 anos, teriam deixado a sala, em horário de aula, para praticar sexo no banheiro. O caso veio à tona nesta quarta-feira (21) em Curitiba.

Um dos estudantes gravou toda a cena e colocou as imagens na internet. O vídeo já foi retirado da rede, mas circulou livremente pelos celulares dos alunos do colégio. O caso virou tema de discussão entre os alunos na comunidade do colégio em um site de relacionamentos.

De acordo com o telejornal ParanáTV 1.ª edição, o assunto está proibido no colégio. Os alunos de todos os períodos estão sendo alertados das consequências da divulgação do vídeo. A direção do colégio informou que os três estudantes estão afastados do colégio, mas cumprindo as atividades escolares em casa.

O caso está sob os cuidados sobre a Delegacia do Adolescente, mas as investigações são sigilosas. Para a Secretaria de Estado da Educação (SEED), casos como este devem ser combatidos com informação.

“Nós temos ainda um índice muito alto de gravidez na adolescência, de incidência de doenças sexualmente transmissíveis e tudo isso por uma experiência de sexualidade precoce. Então, a conversa é muito importante para que eles entendam quais são os riscos de atos impensados”, disse Alayde Digiovanni, superintendente da Secretaria de Educação.

Para a educadora Lizia Naguel, o problema não está relacionado só com educação sexual. “O problema é de responsabilidade, educação para a cidadania, de respeito pelo próximo”, disse a educadora, em entrevista ao telejornal.

Ela conta que situações semelhantes já aconteceram em outros estados. “Não é inédito, não é exclusivo do Paraná e vem crescendo com o silêncio dos educadores, das instituições de educação e do governo”, afirmou.


136 comentários

  1. Pelópidas
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 18:19 hs

    Nunca pensei que um dia diria isso:

    SAUDADES DO MILÉO.

  2. quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 18:33 hs

    Upa la lá, e assim caminha nossas escolas, onde desde cedo, estes adolecentes mal influenciados, e com a falta de uma educação moral sólida, que os vermelhos tiraram das nossas escolas, onde vamos parar, os irracionais, vão superar a bestialidade.

  3. TO LIGADO!
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 18:49 hs

    Este estudante que colocou na internet, provavelmente vai ser um
    dedo duro, pois já não come mais ninguem. Trouxa.

  4. quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 19:03 hs

    Eu acho que o preço destas escolhas, destes jovens. será alto, pois que serão estigmatizados, principalmente a garota.

  5. antonio
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 19:17 hs

    na verdade, estamos em meio a um bombardeio de inofrmações erradas quanto ao sexo, por isso os jovens acham que podem fazer, o que quiserem, quando e como, onde tenho pena dessa menina e de seus pais, que acham que no colégio ela estava estudando

  6. Anônimo
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 19:23 hs

    me desculpem pela minha opinião, mas acho que o fato de se relacionar sexualmente nessa idade já é um erro, mas usar o filme para colocar na internet é inademissivel, pergunto e se fosse com as irmãs deles, seria o caso de perguntar para os pais deles.

  7. kimgston
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 19:32 hs

    concordo com a Lizia Naguel a questão não é so o fato da sexualidade em si, mas de cidadania e respeito ao proximo , queria ver para os pais desses moloques se fossem com as irmãs deles.

  8. Guilherme
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 19:34 hs

    sexo seguro se aprende no colégio ;D

  9. pedro silva
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 19:38 hs

    E o governador vem a tv falar que temos a melhor educação do país. Mas isso é o resultado do autorismo que tem nessa escola, onde a direção é imposta e não democraticamene eleita. Ja dei aula lá vários anos, e é bem claro essa falta de diálogo entre a direção, imposta de cima para baixa, com os alunos. Coitado dos alunos, por essa situação, e por cusa de meia duzia de moleques, todos pagam o pato.

  10. paty
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 19:51 hs

    Isso tudo é consequencia de um GOVERNO mau administrado!
    Está na hora do GOVERNO mandar para a RUA esses professores e adminstradores de escolas estaduais
    E rever esse (ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE) esse estatuto é um PIADA.
    Art. 3o A criança e o adolescente gozam de todos os direitos
    fundamentais inerentes à pessoa humana, sem prejuízo da proteção integral de que trata esta lei, assegurando-se-lhes, por lei ou por outros meios, todas as oportunidades e facilidades, a fim de lhes facultar o desenvolvimento físico, mental, moral, espiritual e social, em condições de liberdade e de dignidade.

  11. Cacá
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 20:06 hs

    Antes de tudo, é falta de melhor educação em casa. Formação moral! Os pais ensinarem os filhos como antigamente. Dialogo aberto, porém respeitoso. MAS TEM muitos pais que largam os filhos na frente da televisão, nas festinhas, nos grupinhos e nem se quer procura saber o que estão fazendo.
    A menina errou – e muito – em se expor desse jeito. E os rapazes, cometeram crime. Independente da idade é crime contra a honra da menina.
    Cidadania nasce em casa!!! E depois, continua na escola e vida afora. Nem a instituição, nem mesmos os professores têm qualquer responsabilidade. Com 13 anos já dá para ter uma ÓTIMA noção de vida, quando os pais não são relapsos.

  12. Fronha
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 20:13 hs

    Concordo com os estudantes , fazer sexo sim…ja que o ensino publico e uma porcaria e ter que aguentar professor mal remunerado mal humorado porque faltou 10 centavos pro vale transporte.
    Pelo menos assim a estudante futuramente , se levar sorte, consegue um bolsa familia.

  13. Para a Paty
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 20:24 hs

    Tenho mais de 35 anos e isto já acontecia quando eu tinha 12. Onde tem adolescentes e jovens terá sexo! O governo nao tem como criar uma lei que barre o apetite sexual das pessoas. Se informe melhor.

  14. Moisés
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 20:32 hs

    O Pedro Silva e a Paty demonstram estar totalmente fora da realidade. Culpar os Governo e os Professores é de uma ignorancia a toda prova.
    A educação vem de casa, a responsabilidade maior é dos pais.

  15. Norival Capassi
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 20:38 hs

    Não sou Nostradamus… Mas é um péssimo presságio do que vem por ai… Tenho escutado mais que semanalmente de pais preocupados com “flagras” que andam dando em seus filhos olhando pornografia na INTERNET… Penso que este tema daria um ou “varios” livros póis envolve uma série de fatores: Pais excessivamente liberais, Pais ausentes, Filhos excessivamente plugados na “net”, Filhos também ausentes, professores despreparados quanto educação sexual, Pais que esperam 14 anos para falar de sexo pela primeira vez quando, bem sabemos que, com 8 anos de idade, já estamos “atrasados”!! Este caso, é apenas um alerta de outra “pandemia” que vem por ai… O dos filhos em busca de reconhecimento pelos meios errados e, do outro lado, os pais da era da “net” que ficam vendo TV enquanto seus filhos ficam vendo bobagens e desinformação na net bem embaixo do nariz deles…
    Saída: Cancele a TV a Cabo, Desligue a TV, almoçe e jante em família, façam uma leitura da Bíblia ou qualquer outro texto religioso uma vez por semana também em família, conversem, comuniquem-se, interem-se do que se passa entre vocês.. Só o retorno da “CELULA FAMILIAR” poderá evitar a pandemia que vem por ai… E não estou falando de gripe do porco ou vaca louca…
    Abraço//Norival.

  16. Luciano
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 20:39 hs

    A ta a culpa é do governador a mãe não educar sua filha de 13 anos, acho que falta para os pais ter tempo de educar explicar sobre sexo com os filhos!

    Como aconteceu no colegio Estadual podem ter certeza que isso deve estar acontecendo em qualquer lugar!

  17. joão nobody
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 20:53 hs

    Pô, q absurdo hem!

  18. quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 20:54 hs

    Quanto maior a fome maior o apetite sexual, assim é com homens, animais e plantas, quando uma planta é subnutrida ela solta mais sementes, para perpetuar a espécie, nas regiões onde o povo é subnutrido, mais flhos tem a família, Não concordo com o racicínio de que onde há jovems há sexo, isto tambem depende dos jovens, se for numa igreja eu acredito que não rola.

  19. Leonardo Costa
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 20:58 hs

    paty não gerenalize, já ouvir falar no Colegio Estadual Juscelino Kubitschek de Oliveira em São José dos Pinhais – PR. é um otimo colegio na periferia da cidade. Marginalizar todos os professores ou administradores. lembrando apenas que A DIRETORA DO COLEGIO ESTADUAL É ESCOLHIDA PELO GOVERNADOR, não ha eleição, e um cargo de articulação politica não de merito. Generalizar dessa maneira é maldade contra os bons profissionais. procure conhecer todos os colegios para não cometer tal erro. Com certeza tem colegios destruidos com um corpo docente em frangalhos, mas há os bons. Ex: Colegio Estadual Juscelino Kubitschek de Oliveira, Colegio Professor Brandão e Luiza Ross ambos em curitiba.

  20. quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 21:00 hs

    Educação começa em casa, e mais, não devemos deixar nossos filhos ser influenciados, pelos sexistas globais.

  21. quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 22:35 hs

    Biscatinhas sempre teve nas escolas até no meu tempo, isto a muito tempo, só não tinha celular, e o comentário era de boca, mas estas meninas nunca se deram bem na vida, logo embarriga, e deixa a escola

  22. Professora
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 22:39 hs

    Todos devem se lembrar da luta dos professores do CEP para impedir algumas novidades implantadas pela “pedagoga” Madeslva. Lembro-me bem dos argumentos usados pelos professores para que nao se reimplantasse novamente naquela escola o ensino fundamental…

  23. Antonio W
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 22:40 hs

    Uma garota de 13 anos? Algo tem de ser feito. Como diz um filósofo antigo, não justifica punir aquele que já cometeu o crime. Mas convém punir alguém para servir de exemplo, para que outros não tentem fazer o mesmo. Assim, alguém tem de ser responsável pelo grave episódio. Como parece não ser possível denominar o culpado, a direção do colégio tem de ser substituída. O que não deve acontecer é a inação do estado.

  24. Thianny
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 22:49 hs

    É verdade , porque colocar ensino fundamental numa escola tão ampla e com um trabalho tão reconhecido no ensino médio, enquanto escolas próximas como o Tiradentes e o brandão tem vagas para o fundamental sobrando… Para ter fundamental no CEP precisava no mínimo o dobro de funcionários…

  25. Talita
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 22:58 hs

    Estudo no CEP. Foi uma folia esse vídeo, o colégio inteiro já viu. Mas é exatamente o que disseram em um dos comentários, é falta de informação. Agora, que não me venham proteger a menina dizendo que ela fez isso pra trocar por drogas. Ela não é drogada e aqueles piazinhos que acham que são alguma coisa vendem drogas. E já que é pra chegar informação, que informem, sei de alguns casos que professores de colégios estaduais não querem informar sobre SEXO e segurança pra crianças e adolescentes de 5ª até 8ª por acharem que são muito novos… está ai a prova que já estão fazendooo sem saber o que é.

  26. Gustavo
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 23:04 hs

    O CEP é um colégio modelo, com didáticas modernas. Tanto é que já estão ensinando educação sexual para os alunos, o problema é que eles não avisaram que esse trabalho escolar era para ser feito em casa. hahahaha

  27. Marcelo Mirosmar
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 23:13 hs

    pouts, condenar o governador pela trepada dos muleques é de caí o cú da bunda. gente, é só assistir a novela das oito e vocês vão entender de onde vem tanto erotismo explicito.

  28. Luis Gringo
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 23:20 hs

    pedro silva, a culpa e do governador?
    E os pais dos alunos, que me diz?
    não faz disso um palanque politico a boa educação comença em casa

  29. Marli
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 23:20 hs

    O problema não é só com a educação é com a responsabilidade.
    A verdade é que quando acontece fatos como este a própria instituição tenta se esconder atrás do problema. Comunica os pais e diz que os alunos não podem mais frequentar a Escola dizem para os pais que procurem outra Escola para matricularem seus filhos, até se propõem a arrumar “vaga” em uma escola próximo da sua casa. A Diretora e os seus subordinados Abandonam os alunos e os pais, sem nenhuma orientação psicológica para os adolescentes. Agem como se o problema não existisse e os pais é que se virem. Simplesmente, fecham as portas. Esta medida com certeza não é correta, nem responsável. Gostaria que alguém me dissesse se esta é a medida correta da Escola (seus dirigentes). Estou pedindo socorro tenho muito a falar e a esclarecer referente ao tratamento que os dirigentes do CEP tem dado em relação a este caso.

  30. Juan
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 23:44 hs

    Nossa….quanta hipocrisia….agora está sendo o fim do mundo porque todo mundo que publica ou republica a notícia faz questão de ressaltar a idade da jovem, mas e qual a idade dos caras? Ademais, eu já estudei no CEP e sempre teve sexo as escondidas, lógico antes as meninas tinham 15 e os caras 17….agora tem 13 e os caras 11…. parem de hipocrisia….educação sem ensina em casa, mas os hormônios não desenvolvem igual em cada pessoa… tratam do assunto como tabu, como se fosse algo proibido….quem aqui nunca fez sexo em lugares exóticos? então…que agüentem os jovens as conseqüências, mas os “idosos” que aqui postam achar que isso é o fim de mundo? ahhhh hipocrisia tem limite….parem de olhar se umbigo e vão estudar biologia do corpo humano…ahhh e de preferência sexualidade….saiam desse mundo medíocre pseudo-tradicional….pois nem isso o Brasil pode se orgulhar com sua história podre, que mais da metade dos que aqui, “senhores da razão”, certamente nem sabem que existe….

  31. Luana
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 23:56 hs

    A questão é q dentro do CEP tudo é proibido mas nada esclarecido ou explicado. A decisão da Sra. Madselva é q se ela proibe algo, não acontece mais… Ela tirou as inspetoras dos corredores pq tem q ficar lambendo o piso do CEP dia e noite e daí os alunos ficam livres pra fazer o q quiserem nos corredores durante as aulas. Qdo as inspetoras ficavam lá não era essa facilidade.
    Tudo bem q educação vem de casa, mas a direção decidiu pela ditadura. Poderia usar esse caso pra dar palestras c sexologos e psicologos, mas não, é + fácil esconder q existe.
    E muita coisa já aconteceu lá antes desse video vazar na interenet.
    Mas se ninguém fica sabendo, a Sra. Madselva faz de conta q não aconteceu.
    O CEP já foi um exemplo, mas desde q o Requião colocou essa louca, desandou tudo.
    São alunos fazendo o q querem, enquanto os funcionários e professores são diariamente humilhados.

  32. Netto
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 23:58 hs

    Normal !!! Não existe hora p/ sexo, mas existe local. Abs

  33. Professor
    quarta-feira, 21 de outubro de 2009 – 23:59 hs

    E quando a ditadura imposta pela Madselva aceita sugestões? Ela se julga dona da verdade…

  34. Luana
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 0:25 hs

    A Sra. Madselva teimou contra tudo e todos pra colocar o ensino fundamental no CEP, deu no q deu. O colégio é tão grande q alguém é capaz de morrer em algum canto lá q só acharão o corpo depois.
    Os professores e funcionários fazem milagre enquanto a insana só sabe gritar pelos corredores.

  35. Para relembrar
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 1:15 hs

    PEDIDO DE APOIO AOS DEPUTADOS ESTADUAIS DO PARANÁ PARA O MOVIMENTO PELA DEMOCRATIZAÇÃO DO COLÉGIO ESTADUAL DO PARANA
    (Cegos, surdos e mudos)

    “As vontades fracas traduzem-se em discursos; as vontades fortes, em ações!”
    (Gustave Le Bon)

    Fatos ocorridos após a chegada da atual Diretora Geral:

    1. Total falta de diálogo que se instalou a partir de decisões unilaterais da direção – (ex: aprovação POR DECRETO dos alunos, logo no início de 2007, passando por cima do trabalho sério realizado por professores e pedagogas ao longo de todo o ano de 2006 e ignorando as decisões tomadas em reunião de conselho de classe).
    2. Imposição de uma filosofia educacional que barateou a educação de qualidade que o CEP sempre ofereceu, sob a alegação de tratar-se de “política pública”- (implantação velada de uma política de aprovação automática; volta da semestralidade com a implantação de blocos de conteúdos; excesso de permissividade a partir da total desestruturação do setor pedagógico que dava suporte ao trabalho dos professores, entre outros. Nunca, na história do CEP, até a chegada da nova diretora, a exigência em relação ao preenchimento do livro de registro de classe – que sempre foi preenchido cuidadosamente de acordo com a legislação vigente – foi maior que a preocupação com a qualidade das aulas).
    3. Foram extintas as coordenações de disciplina, responsáveis pela busca de unidade do trabalho pedagógico que dava coesão às áreas do conhecimento, bem como às relações interdisciplinares.
    4. Afastamento, via processo administrativo, dos professores que se posicionaram contrariamente às práticas arbitrárias – Opção pela coação ao invés do convencimento.
    5. Afastamento de alguns profissionais, com excelentes qualificação e prática pedagógica, que trabalhavam no CEP com ordem de serviço, por terem se posicionado contra algumas deliberações da direção, ou simplesmente por não a terem apoiado – Dispensa feita por telefone, em janeiro de 2008, demonstrando total falta de consideração pelo excelente serviço prestado à comunidade do CEP (Professores, com mais de 27 anos de magistério, antes tão respeitados pela comunidade escolar, passaram a ser rotulados, apenas pela diretora geral, como incompetentes).
    6. Constante assédio moral contra professores, funcionários e alunos – O grau de adoecimento de professores e funcionários é alarmante. A gestão da nova diretora gerou um ambiente em que predominam as represálias, o descrédito e o descontentamento geral.
    7. Imposição do Ensino Fundamental – (Em 2005 houve uma plenária com professores e funcionários, na qual foi decidido, por mais de 90%, a não implantação do ensino fundamental, pois todo o investimento público em infra-estrutura para o Ensino Médio seria mal aproveitado – laboratórios de Química, Física, Biologia. Ou seja, o colegiado de professores/as e funcionários/as, que compõem esse colégio, foi ignorado. Além do que, a implantação do Ensino Fundamental beneficiaria principalmente alunos com um poder aquisitivo maior – aqueles que moram nas imediações do CEP e aqueles que têm condições de pagar transporte particular para irem à escola – pois as crianças mais carentes, que moram na periferia, não teriam condições financeiras de estudar no Colégio Estadual do Paraná. Além disso, tal medida limita o número de alunos que têm a oportunidade de estudar no CEP por ter como conseqüência a diminuição das vagas para menos da metade pelo fato de o tempo de permanência dos alunos, com o ensino fundamental, aumentar de 3 para 7 anos, no mínimo).
    8. Extinção do teste seletivo – (O teste seletivo, apesar de todas as críticas que possam a ele ser feitas, estabelecia critérios objetivos e permitia uma maior transparência ao processo de seleção, na medida em que possibilitava aos candidatos terem acesso as suas respectivas notas, bem como às de seus concorrentes. A análise curricular, e outros critérios subjetivos, método adotado pela atual direção para os alunos do próximo ano letivo, torna o processo menos transparente e passível de escolhas baseadas em critérios subjetivos – ideológicos, laços de amizade, indicações políticas de parlamentares e/ou outras autoridades, ou mesmo, parentesco -, contrariando os princípios da democracia).

    O que reivindicamos:

    1. Arquivamento dos processos administrativos.
    2. Retorno de todos os professores afastados pela Diretora Geral em 2007 e 2008.
    3. Gestão democrática DE FATO e não apenas como DISCURSO ideológico.
    4. Retorno das coordenações de disciplina.
    5. Apoio em relação ao Projeto de Lei de Eleições Diretas no CEP.

    Pedimos, portanto, apenas a coerência dos Deputados do Estado do Paraná com os princípios da democracia, pois fazemos questão de não esquecer o que a própria Madselva escreveu em passado recente:

    “A eleição de diretor de escola constitui um momento privilegiado para reflexão coletiva e enfrentamento ao projeto neoliberal de sociedade e de educação que reforça os processos de exclusão e de desumanização a que a população vem sendo submetida fora e, muitas vezes, dentro da escola… o diretor tem um papel relevante na condução da autonomia responsável que experimenta saberes e transgride o velho estilo de gestão, criando coletivamente formas de garantir direitos, de humanizar as relações, os tempos e os espaços pedagógicos, porque todo lugar de criança e adolescente TEM QUE SER HUMANO, SEM SEGREGAÇÃO, ONDE O ATO DE EDUCAR SEJA UM FAZER ÉTICO, SOLIDÁRIO, ESCULPIDO COM A DIGNIDADE DO SER HUMANO E DO MUNDO” (FEIGES, Maria Madselva F. O projeto Político-Pedagógico e a eleição de diretores de escola: limites e possibilidades da gestão democrática. Maringá: SME, Caderno temático I, 2003).

    Nós, professores/as e funcionários/as do Colégio Estadual do Paraná, com o apoio de alunos/as e pais, vimos manifestar nosso compromisso com uma educação de qualidade, que sempre destacou esta instituição de ensino, pela qual passaram diversos segmentos da sociedade paranaense, como comprovam muitas pesquisas nacionais. Destacamos que nosso compromisso político, social e cultural é com a formação dos jovens a nós confiados. Queremos o retorno do ambiente profissional e pedagógico que tínhamos até o final 2006, um colégio em que funcionários/as, corpo docente, alunos/as e pais cumpriam seus papéis numa relação profissional e educacional marcada pelo respeito, pela convivência fraterna e solidária. Havia disputas políticas como em qualquer espaço humano, mas o debate democrático e o respeito sempre predominaram, sem que nunca fôssemos alvos de ataques, inclusive pela mídia ou por órgãos oficiais, como temos presenciado com a gestão atual.
    Curitiba, 02 de dezembro de 2008

  36. Vigilante do Portão
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 3:21 hs

    Gente, sacanagem no colégio existe desde que criaram os colégios. Acontece que essa garotada está começando mais cedo.
    É uma questão multifatorial, não dá para culpar os professores, a diretora ou somente os pais dos alunos. A permissividade com que os jóvens são criados, principalmente com a liberação dos anos 60 do século passado, fizeram do sexo algo banal. Naquela época, para um garoto conseguir fazer sexo com uma menina, puxa, tinha que namorar com ela, não era assim, conheceu hoje amanhã ja comia, nada disso. Agora ficou fácil demais, até perdeu a graça.

  37. Thianny
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 7:50 hs

    Isto é resultado da política que se implantou na escola. O CEP era um colégio com um alto nivel de ensino. Os alunos sabiam que para passar tinham que estudar , o professor era respeitado e obedecido. A atual diretora que entrou em 2007 banalizou a escola “instituiu a aprovação automática”, processou processores, afastou pessoas com anos de experiência e compromisso, impôs o ensino fundamental para satisfazer a vontade do sr Mauricio Requião. Tai ai o resultado !! Que este tipo de situação como apontam vários alunos neste Blog sempre ocorreu no CEP e em qualquer lugar que tenha jovens, mas antes os alunos envolvidos em conquistar a sua aprovação se dedicavam ao papel da escola e não apenas fazer da escola um lugar de lazer porque sabem que já estão aprovados . Para reconstruir o CEP, somente uma direção que escute os professores, que retome os projetos, coordenações de área e tudo o que esta escola perdeu, que restabeça a democracia e a participação e que consiga que os alunos voltem a ter orgulho da Escola e de seus mestres.

  38. Ex-aluno
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 8:31 hs

    Não tem mais inspetores no corredor???
    Antes ja era difícil controlar os trogloditas e malucos de plantão tentando jogar lixeiras, extintores e a si mesmos pelo fosso da escada, imaginem agora o que não devem aprontar!!
    O elevador da ala ímpar, as torres, o ginásio coberto e o fundão da escolinha de artes(sob o palco) sempre foram meio que uma terra sem lei, agora então devem ter virado areas livres para a prática de surubas.
    Com essa liberdade deve ter até moradores do CEU aproveitando, antes(espero que não ocorra mais) eles só ficavam sem roupa fazendo pose na janela!!

  39. Simone
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 8:45 hs

    De quem será a culpa ?Nessa hora todos procuram um culpado professores ,pais,governo…creio que esses alunos tiveram sim educação e não creio que seus pais seja relapso …se olharmos bem em nossa volta veremos que a sociedade em si incentiva os adolescente jovens e até criança a esse tipo de atituide…ha tempo deixamos Deus de lado fazendo o que nós achamos certo como o estatuto da criança e adolescente hoje não se pode bater sendo que na Biblia em proverbios o Próprio Deus nos ensina a cirrigir nossos filhos com vara para que mais tarde não nos envergonhe…a midia nos ensina que temos que dar liberdade a nossos filhos adolescente com 16 anos já pode votar mas se cometer um crime não pode ser preso e nós aplaudimos isso quando ficamos quieto (lógico quando mais votos de jovens que nem sabe o que querem ser da vida mais politico corrupto la em cima )as propagandas na televisão são totalmente imoral incentivando jovens a transarem antes do casamento e chama as pessoas que ainda creem em Deus e no principio de vida e na moralidade de careta….a maioria dos seres humanos são os responsavel por essa cena que aconteceu no Colégio se você tem deixado de lado os principio de vida dado por Deus principalmente o mandamento” Amaras a Deus acima de todas as coisas e o teu proximo como a ti mesmo” se considere uns dos culpados

  40. Interior do Paraná
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 9:01 hs

    É o cúmulo da hipocrisia culpar o governador e a propria diretora pelo fato ocorrido…

  41. maycon
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 9:23 hs

    A culpa é da Madselva, ela deve ser responsabilizada.

  42. Alberto
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 9:31 hs

    Isso sempre ocorreu e agora pq um mostra o que realmente acontece caem de pau em cima do garoto, e quem é o culpado disso? a própria sociedade que aceita cenas de sexo nessas malditas novelas da globo que só servem para alienar a população, e esconder a verdadeira realidade que o pais está.

    É um absurdo uma novela ter récorde de audiencia, enquanto os malditos eleitos aprovam o que é em benefício próprio e desaprovam o que é em benefício da população, como minha querida e estimada Professora de Semiótica falava “plebe rude e massa sebenta não pensa”

    Acorda Brasil

  43. REALIZA NÈ
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 9:53 hs

    Bem minha opinião é que não depende só de um GOVERNO ,mas sim da EDUCAÇÃO que os PAIS principalmente desta garota deram.Me pergunto agora?Os pais desta garota fazem algum programa com a filha(vai ao cimena ou ao clube ou um outro programa com sua FILHA).Ai deixo uma pergunta a todos vocês que tem filho(os).Vocês fazem algum programa familiar com eles?Ou só pensam em trablhar pra dar o melhor pra ele(computador,celular,Mp7 etc.)E que todos tenham uma otima quinta feira .E repense seus comportamentos de PAIS ausentes na vida de seus FILHO(os).

  44. João Elias
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 9:56 hs

    Respeitando a opinião dos demais, mas como antigo cepiano, idoso orgulhoso de ter tido toda a sua formação (ginásio e clássico) nesse fantástico colégio, onde se passava no vestibular da Federal sem necessidade de cursinho, lamento que as novas gerações não tenham tido a oportunidade que tive de estudar sob a direção do Prof.Ribeiro, do grande Wallace de Mello e Silva e do Dr. Eros Gradowski. Quanto ao corpo de professores, era de primeira qualidade, de altíssimo nível. Com certeza absoluta, as maiores e melhores lideranças e os mais brilhantes desse estado, na área pública ou privada, estudaram no Estadual. Sei que o mundo é outro, que as gerações têm outros valores e comportamentos, que a velocidade e necessidade das famílias atuais são diferentes, mas, nada justifica a decadência do colégio. Harvard, após 200 anos, continua a mesma escola. E o que dizer da Sorbonne?
    Quanto ao comportamento dos tres alunos, isso reflete a banalização do sexo, a ausência de auto-respeito, a promiscuidade moral de parte das novas gerações, sempre desculpáveis pela máxima que são frutos dos “tempos modernos”. O colégio está lá para instruir, a familia para educar. O bem educado em casa receberá a instrução com maior facilidade e melhor comportamento. O bem instruído, consequentemente terá capacidade de reflexão para ser educado. Se a permissividade, a extrema liberdade sem o controle dos limites, se há a predominân cia do viver pelo viver, sem a obediência a princípios elementares do saber conviver, é a regra geral, cabe aos pais e mestres, ao menos, exercerem o seu papel com rigor, já que são detentores do poder e do saber, respectivamente, para que a moral, os bons costumes, o respeito, a educação, enfim, todos os valores de um mundo civilizado possam retornar ou modificar aqueles que não seguem tais orientações. Pelo bem da coletividade.
    Sinto pena dos tres moleques, pela sua deformação moral.

  45. Thiago Medeiros
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 9:56 hs

    Pessoal, não adianta discutir moral aqui. O negócio é dar exemplo: expulsar os 3.

  46. Mutuka
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 10:12 hs

    Para Paty, Pedro Silva e Maycon
    Vcs são completos ANALFABETOS SEXUAIS!
    Culpar Bob Req e Madselva é muita ignorância!
    Dias atrás uma estudante se suicidou em uma escola particular.BJ.
    Perto disso, uma trepadinha não é nada!
    Aposto que depois eles tiraram 10 na prova! rsrs
    Cadê o vídeo?

  47. Simone
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 10:26 hs

    De quem será a culpa ?Nessa hora todos procuram um culpado professores ,pais ,governo…creio que esses alunos tiveram sim educação e não creio que seus pais seja relapsos …se olharmos bem em nossa volta veremos que a sociedade em si incentiva os adolescente , jovens e até crianças a esse tipo de atitude…há tempo deixamos os ensinamento de Deus de lado fazendo o que nós achamos certo ,como o estatuto da criança e adolescente …hoje não se pode bater nos filhos pois eles ficarão traumatizados (sou contra tortura e espacamento )sendo que na Biblia em proverbios o Próprio Deus nos ensina a corrigir nossos filhos com vara para que mais tarde não nos envergonhe…a midia nos ensina que temos que dar liberdade aos filhos, adolescente com 16 anos já podem votar ,mas , se cometer um crime não pode ser preso e nós aplaudimos isso quando ficamos quieto (lógico quando mais votos de jovens que nem sabe o que querem ser na vida mais politicos corruptos la em cima no poder )as propagandas de televisão são totalmente imoral incentivando jovens a transarem antes do casamento e chama as pessoas que ainda creem em Deus e nos principios de vida e na moralidade de careta….(lembram do comercial das havaianas )a maioria dos seres humanos são os responsaveis por essa cena que aconteceu no Colégio se você tem deixado de lado os principios de vida dado por Deus principalmente o mandamento” Amaras a Deus acima de todas as coisas e o teu proximo como a ti mesmo” se considere uns dos culpados

  48. Izabel
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 10:28 hs

    tenho uma filha de 15 anos, estamos sempre juntas e participo da vida dela por completo, é discriminada na escola por orientar as amigas sobre comportamentos sexuais e com drogas, ou seja, quando a festa é da pesada ela não é convidada. Porém, nas horas de tristeza e desabafo é sempre em minha casa, sem as outras colegas saberem, é que elas vem pedir conselhos. Pais, correr atrás de dinheiro não é tudo partiucipem da vida de seus filhos, amem com exigência, sem muita permissividade, procurem participar de palestras, e olhem são muitas as oferecidas, e os pais acham que sabem tudo, eles estão anos luz a nossa frente e nem parece. Procure a convivência em igrejas, grupo de jovens, passeiem mais com seus filhos e que Deus ajude a todos nós. As vezes ouço deles coisas que ao entrar no banho choro de tando desespero……..

  49. Thomaz Thurbano
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 10:38 hs

    HIPOCRISIA….

    Estudei no CEP na década de 80… e já rolava muita coisa por lá…

    Não sou defensor do Bob e não conheço a “Mãe da Selva”, mas culpá-los pelos atos dos alunos é agir como o corno que pega a mulher com outro no sofá e, para que ela não nunca mais faça isso, vende o sofá…

    Quanto à idade da “piazada”… Ora, é só entrar nas lojas que vendem roupas infantis… ou dar uma volta na XV…

    Vejam o que as mães fazem com as filhas de 5, 6 anos… tamanco, mini saia, brincos maiores que as orelhas… Ou seja, incutem a sensualidade na cabeças de crianças, e quando essas crianças um pouco mais crescidinhas, como foi esse caso, resolvem transformá-la em sexualidade, vira esse banzé….

    Só tenho um filho homem… e, se continuar assim… PRENDAM SUAS CABRITAS QUE ESTOU SOLTANDO MEU BODE!!!!

  50. Jaiminho, o Carteiro
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 10:40 hs

    aaaa parem com esse falso moralismo…

    ateh parece que vcs não faziam isso no colégio…
    sempre existiu… mas naquela epoca nao tinha celulares com cameras nem pirralha que fazia maroteza com 2….

    esqueçam isso !!! temos copa em 2014 e olimpiadas em 2016 ¬¬

  51. Leonardo Costa
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 11:11 hs

    paty não gerenalize, já ouvir falar no Colegio Estadual Juscelino Kubitschek de Oliveira em São José dos Pinhais – PR. é um otimo colegio na periferia da cidade. Marginalizar todos os professores ou administradores. lembrando apenas que A DIRETORA DO COLEGIO ESTADUAL É ESCOLHIDA PELO GOVERNADOR, não ha eleição, e um cargo de articulação politica não de merito. Generalizar dessa maneira é maldade contra os bons profissionais. procure conhecer todos os colegios para não cometer tal erro. Com certeza tem colegios destruidos com um corpo docente em frangalhos, mas há os bons. Ex: Colegio Estadual Juscelino Kubitschek de Oliveira, Colegio Professor Brandão e Luiza Ross ambos em curitiba.
    Mas com o oque ocorre é que os pais transferiam a responsabilidade de educação “conduta” a escola. não é possivel condenar profissionais da educação sendo que nem os pais tem o respeito dos filhos. Educação começa dentro de casa, a conduta dos fiolhos é o reflexo dos pais…!!!

  52. quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 11:18 hs

    A escola que tem que impor os bons costumes, não os alunos, como dizia o velho sábio Aristóteles, que não era cristão, jovens que tem experiencias sexuais muito cedo, são ordináriamente mais lascivas, e incontinentes, a incontinencia sexual era para o sábio um dos piores vícios, pois escraviza o ser..

  53. mauricio
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 11:36 hs

    Isto é a nossa realidade, pod acontecer numa escola pública ou particular.
    A mídia explora a sexualidade dos adolescentes, não existe mais censura por parte dos pais e os professores não podem punir o aluno.
    Estamos numa era em que os jovens tem os mesmos direitos dos adultos e por causa disso acham que são impunes a tudo.
    Ainda existe a disciplina Educação Moral e Cívica?

  54. quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 11:45 hs

    Hipocrisia querer culpar o governo por isso que aconteceu, me desculpem falsos moralistas, mas isso já acontecia na época em que eu estudava no Colégio Estadual e para não pensarem que isso se restringe a Colégios Estaduais, o mesmo acontecia no Colégio Marista Santa Maria também, a única diferença é que não existiam câmeras digitais nos anos 90!

    Rever a forma de educar os jovens até vá, agora culpar alguém por isso? Para resolver, só se colocarem cintos de castidade nas meninas e olha que mesmo assim elas darão um “jeitinho”.

  55. Antonio
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 11:50 hs

    A questão é de valores morais e disciplina. Os valores morais são de resposabilidade primeiro da família e complementados pela escola. Já a disciplina é uma questão administrativa, de responsabilidade da escola. Por que estas barbaridades não acontecem no Colégio da Polícia Militar?

  56. Marcelo M.
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 11:54 hs

    Isso não tem nada haver com política ou quem esteja cuidando… é falta de educação dos mesmos… e dos páis em fornecer ética e vergonha na cara dentro de casa… deixam esse serviço pra escola…

  57. quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 12:20 hs

    não sei se voçes vão me dar razão?????? mas que as novelas hoje elas são abertas ao público geral, e são um bom exemplo de como trair, fazer sexo,etc e tal ;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;o tempo das novelas de familia o (direito de nascer) já éra;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;

  58. B
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 12:33 hs

    Toda essa discussão só nos faz lembrar a importancia do dialogo
    se tratarmos pessoas como idiotas elas vão regiar como idiotas

    Agora a diretora Madselva não tem preparo para conduzir uma direção, alunos do CEP informaram que ela mostrou o video para os pais a mae desmaiou e o pai comeceu a bater na filha, isso é uma demostração de desprepararo e falta de respeito com os pais e com a menina só pq ela cometeu um erro não tem que ser massacrada pela direção da escola alguem pensou que sem acompanhamento profissional ela pode parar de estudar fugir de casa e engordar as estatisticas de morte, violencia que infelismente existe entre os nossos jovens.

  59. monica
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 12:41 hs

    acho que as familias estão cada vez mais ausentes na vida dos seus filhos por que ja não existe mais DEUS em suas vidas, falta muito dialogo e muita pessoas esquecem de levarem seus filhos a igrejas não importa a religião e muito dialogo só assim vai mudar muita coisa

  60. quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 12:42 hs

    acabo com a reputação do colegio…….e eu que queria estudar lá!…

  61. pepe deodato
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 12:42 hs

    RECADO A PATY
    Quando na epoca da ditadura militar no Brasil, os militares com medo da entrada de jovens na politica, liberou geral a liberdade de sexo e assunto correlatos, só para manter os jovens longe das manifestações politicas estudantis e partidarias. Hoje o nosso glorioso governo do PT usa a mesma tática e ainda é abusado em afirmar sempre que o nosso Lula não precisou de curso universitário para ser presidente.
    Para que escola se hoje no Brasil para ser bandido ou prostituta não precisa de qualquer diploma.

  62. quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 13:06 hs

    A educação sexual dadas para os alunos, é uma espécie de manual de erotismo, mostrando a anatomia, etc, a verdadeira educação sexual, é impor a razão sobre nossos instintos irracionais, sexo é bom, sim é prazeroso, mas porém ele o é pela natueza da perpetuação das espécies, sem sexo não existirámos, isto é devemos contrlooar estas manifestações naturalmente através das sublimação de nossos impulsos, infelismente somos bombardeados pela mídia sexista, talvez num futuro, quando os donos do poder estiverem com uma bomba prestes a explodir poderá impor a censúra, como hoje fazem com o cigarro.

  63. Ding
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 13:06 hs

    Será que estamos falando da mesma coisa?
    Concordo com o colega que disse “Tenho 35 e quando tinha 10 isso já acontecia”, pois eu tenho 39 e quando tinha 8 anos isso já acontecia. A diferença que não era gravado (não existia celular com câmera e não existia internet pra divulgar).

    Pessoas mais bem educadas perdem o apetite sexual?

    Não temos que procurar os culpados, chega de hipocrisia, todos querem assistir ao vídeo e só por isso deu tanta repercussão.

  64. Alex
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 13:18 hs

    Alguém ai sabe me falar se usaram camisinha?

  65. Pelópidas
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 14:13 hs

    Tudo isso por uma transadinha na internet?
    Gente! Tudo bem que não era para acontecer, mas aconteceu.
    E agora, vamos tatuar uma flor de lis na menina e manda-la para a Santos Andrade?

    Não tenho registro de uma comoção desse tamanho para “baseados, pós e pedras” que sim, deixam marcas indeléveis e acontece com uma frequência um milhão de vezes maior que isso.

    O problema não está exatamente na garota ter 13 anos e sim de ter vazado na net?

    Só as TVs laranjas não resolvem isso. O melhor secretário de educação do sul do mundo também não resolve isso.

    Não são poucos os pais que entendem a ida dos filhos à escola como 4 horas de sossego.

    Transferir a culpa do acontecido para a tiazinha diretora ou para o Requião não é exatamente uma solução para isso, é apenas livrar-se da sua parcela de culpa, mas que o estado como provedor da educação é deficitário, ah! Isso é mesmo. Porém são somente 4 horas no colégio, 10 horas em casa e 10 no mundo.

  66. Silvana
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 14:30 hs

    Agora vão querer massacrar a Madselva e o Requião, dizendo que a culpa é deles?
    Educação vem de casa, da estrutura familiar, mas tem muitos pais que acham que a escola é responsável por isso, e dá nisso…lamentável.

  67. Nelson
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 14:52 hs

    ” O PREÇO DA LIBERDADE É A ETERNA VIGILÂNCIA ‘

  68. quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 14:53 hs

    Os pais acreditam que os filhos vão a escola para estudar. Como os professores que ministram aulas a esses alunos não perceberam a ausencia deles? E a coordeção, direção e vigia da escola o que tem a dizer?
    Os pais trabalham e confiam na escola!
    Não é uma questão de ser menina ou menino. É uma questão de preparo dos jovens e adolescentes que a escola tem a responsabilidade de orientar. E não vem com onda de baixo salário dos professores, escolhe a profissão quem quer e tem responsabilidade!

  69. quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 15:09 hs

    eu acho que a gente confia na escola. Eu tenho que trabalhar o dia inteiro de empregada domestica para dar o que comer para os meus filhos.m Conheço a mãe de um dos jovens e ela é rigorosa com ele. Nem acreditei quando fiquei sabendo! Como eu a mãe desse menino é batalhadora! Ela buscou a melhor escola para o filho e agora, mesmo doente, sozinha tem que lutar pelos direitos do filho. A escola precisa ser responsabilizada! Meu Deus em que mundo estamos. Helena Marques (ensino fundamental)

  70. quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 15:27 hs

    A Todos os Que Acham Que Sexo Na Adolescência é Um Absurdo, Tenho Duas Perguntinhas Para Vocês.

    Você Ja Fez Sexo Na Vida ?

    Como Você Acha Que Seu Pai e Sua Mãe Te Fizeram ? Dormindo é Que Não Foi Não é ?

    A Todos Aqueles Pais Que Não Falam Com Seu Filho Sobre Sexo.

    Quando o Filho Vira Gay ou Lésbica Ficam Chorando Pelos Cantos De Desgosto Do Filho e Quando o Filho Faz Sexo Com o Sexo Oposto Ainda Acha Ruim ? Podia Ser Bem Pior Seu Filho Podia Estar Fazendo Sexo Com Uma Pessoa De Maior.

    Então Na Minha Opnião Dialogar Com os Filhos Sobre Sexo é Muito Importante.

    SEXO ENTRE ADOLESCENTES NÃO É CRIME !!

  71. PEDRO CTBA
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 15:39 hs

    ALUNOS FAZEM SURUBA E A CULPA É DA ESCOLA! POR FAVOR, RESPEITEM A INTELIGÊNCIA ALHEIA… VAMOS DESTRUIR OS BANHEIROS?

    OLHA QUE LÓGICA… SE ESSES CARAS TIVESSEM TRANSADO NA BOA.. SEM COLOCAR NA INTERNET.. FICARIA COMO SEMPRE FIZERAM….

    MAS CRISE DE MEGALOMANIA E EXIBICIONISMO…

    ESPERO QUE A PUBLICAÇAO NOS CELULARES E NA INTERNET, TENHA SIDO FEITA COM A AUTORIZAÇAO DOS TRES SACANAS…

    POIS CASO CONTRARIO.. QUE MICOOOOOOOO

  72. PEDRO CTBA
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 15:41 hs

    MEUS DEUSES….

    OS ALUNOS FAZEM SACANAGEM E ESSES CARAS QUE POSTAM OPINIOES.. QUEREM CULPA OS PROFESSORES???

    SANTA ALIENAÇAO….

  73. PEDRO CTBA
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 15:52 hs

    POR FAVOR,

    O QUE TEM A REDE GLOBO, REDE RECORD,

    COM UMA SACANAGEM A3 DE ADOLESCENTES

    QUE NAO TINHAM LOCAL PARA TRANSAR… (?)

    QUEM CONHECE, VAI CONCORDAR COMIGO!!!

    AQUELES BANHEIROS NAO DAO TESAO EM NINGUEM….

    TEM QUE SER MUITO SEM NOÇAO OU FETICHISTA PARA

    ENCARAR UM BANHEIRAO DO C.E.P OU DA U.F.PR,

    DA PUC PR SAO MAIS LIMPINHOS….

  74. EDSON BELTRAO
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 17:04 hs

    puta q o pariu….culpar requião, beto richa, diretor, politicos é o cúmulo……se existe culpados são os três idiotas e os pais que não deram educação moral suficiente para os filhos………ninguem consegue vigiar milhares de alunos o tempo todo……nem se colocarmos o FBI a CIA e Scotland Yard vão conseguir vigiar todos os alunos o tempo todo……e mesmo porque ninguem gostaria de ser vigiado o tempo todo…….

    quem está culpando diretores e politicos só poder ser um idiota que quer brincar com a inteligencia alheia….

    eu conheço um dos alunos, e ele me disse que seus pais estão mandando ele mentir e dizerem q não tem nda a ver com os fatos…..essa é a educação q eles recebem dos pais…….

  75. indignação
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 17:55 hs

    Esclarecendo, o ^fato^ não aconteceu no horario de aula e os pais insistiram para assistir ao video, porque não conseguiam acreditar que tinha sido a filha deles.E como a maioria tem postado aqui, a educação vem de casa.

  76. indignação
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 18:06 hs

    Esclarecendo, o “fato” não aconteceu no horario de aula e os pais insistiram para assistir ao video, porque não conseguiam acreditar que tinha sido a filha deles.E como a maioria tem postado aqui, a educação vem de casa.

  77. quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 18:22 hs

    O que tem a rede Globo e a Record, com a putaria geral? Heinnn

  78. to de olho
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 18:38 hs

    Paty, tudo bem que vc deu com 12 anos, mas defender menage a trois no banheiro de colegio , aí e demais. Isto chama-se: libertinagem

  79. CURTA E FINA
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 19:03 hs

    E EDUCAÇÃO VEM DE CASA….SE A FAMILIA NÃO FALA, NÃO DISCUTE O ASSUNTO SEXO EM CASA….LOGICO QUE VÃO APRENDER COM QUEM ESTIVER DISPOSTO A ENSINAR E “DEMOSTRAR AO VIVO E A CORES”.

    TÔ DE SACO CHEIO DE ATENDER MENINAS DE 13, 14 15 ANOS GRÁVIDAS E COM FILHOS NO COLO…..EXISTEM “N” MÉTODOS CONTRACEPTIVOS…..O POSTO DE SAÚDE É RECHEADO DE FOLHETOS….EXISTEM GRUPOS DE ADOLESCENTES….MAS SABE OQUE FALTA? PAIS PRESENTES E OUVINTES…..SE NÃO SABEM OUVIR, QUEM DIRÁ ENSINAR ALGUMA COISA.

    MAS A EDUCAÇÃO 80% VEM DE CASA…..ISSO INCLUI A EDUCAÇÃO SEXUAL.

    ENQUANTO OS PAIS NÃO SE CONSCIENTIZAREM EM EDUCAR SEUS FILHOS, TER UMA BOA CONVERSA QUANTO INICIAM NA ADOLESCÊNCIA, SOBRE AS MUDANÇAS QUE OCORREM COM ELES….ESSES FATOS SE REPETIRÃO….SE OS PAIS NÃO SABEM COMO LIDAR, PROCUREM AJUDA ORAS, DIRETORES DE ESCOLAS, POSTO DE SAÚDE……OU VÃO ME DIZER QUE NÃO EXISTE INFORMAÇÃO EM SAÚDE PRA QUEM QUISER PRECISAR???????

    CADA UM FAÇA SUA PARTE QUE A COISA FUNFA….PAIS, PROFESSORES E SOCIEDADE. A MELHOR ARMA NÃO É PUNIR MAS SIM EDUCAR COM RESPEITO A INDIVIDUALIDADE DE CADA UM.

  80. CAINDO DE PARAQUEDAS...
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 20:23 hs

    MAS ASSIM…..

    KD O TIDO VIDEO… ?

  81. Amanda
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 21:10 hs

    Ops….escrevi errado é GENITALIA

  82. Amanda
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 21:13 hs

    Se tivesse monitores na escola acho que seria meio impossivel acontecer isso, sei lá acredito que sim.

  83. Amanda
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 21:42 hs

    O video é ridiculo , nem poder falar que foi dentro da CEP

  84. jesus marcos de moraes
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 21:52 hs

    olha infelismente e este o mundo que estamos vivendo,nao venham me dizer que a culpa e da escola,pois isto e culpa das familias que deixa os filhos fazer o que da na telha deles,a televisao ,as novelas os comerciais sao uma verdadeira escola de sexo,todas as novelas mostra que o homoxesualismo e normal,desmanchar casamento e normal,tem sempre adolescentes nas novelas namorando fazendo sexo e assim todos acha que e normal que tudo pode.olha aquele maldito comercial das havainas,uma senhora idosa deveria pegar um rosario e ir rezar pela conversão dos pecadores fazendo aquilo,que sejamos atrazados mas com moral na nossa familia do que ser moderninhos,moderninhos no inferno ta cheio.
    entao pais acompanhem melhor o que seus filhos estao fazendo.
    tenho uma filha de 10 anos tenho um papo aberto com ela,e tenho certeza que com 10 anos ela jamais entraria em uma roubada.e eu jamais permitirei que minha filha venha namorar antes dos 17 anos como muitos pais hoje permitem..abraçe seus filhos senao as drogas.

  85. CURTO e GROSSO
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 22:30 hs

    E DAÍ…? OS ALUNOS DO COLÉGIO ESTADUAL SÓ ESTAVAM FAZENDO NO BANHEIRO DA ESCOLA O MESMO QUE O GOVERNO FAZ EM BRASÍLIA COM O POVO BRASILEIRO. NEM MAIS, NEM MENOS.

  86. Rafaella
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 23:09 hs

    Na verdade TODOS os homens são condicionados a se aproveitar de TODAS as mulheres. São canalhas de berço.
    Não estou nem aí se vao me DETONAR AQUI.
    Como é que falam sempre….GUARDEM SUAS CABRITAS QUE OS BODES ESTÃO SOLTOS.

    O Homem é educado a USAR E ABUSAR do sexo feminino, prometem amor eterno e as IMBECIS das mulheres CAEM como umas PATAS.
    Estou CANSADA de ouvir dos pais (AGORA PASSEI DE CONSUMIDOR PARA FORNECEDOR) quando nasce uma MENINA.

    HOMENS tomem vergolha na cara e RESPEITEM AS MULHERES.

  87. Rafaella
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 23:11 hs

    HOMENS tomem vergonha na cara e RESPEITEM AS MULHERES

  88. Vitor
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 23:40 hs

    Dez anos atraz eu era aluno, hoje sou professor do CEP. Nesse intervalo de 10 anos observo que a situação não é a mesma, afinal o mundo mudou. Como passa na propaganda do Jornal Gazeta do Povo: “ha dez anos a internet ainda engatinhava, o 11 de setembro era uma data comum e ninguém sabia quem era o Obama.”

    Antes de ficar alimentando a discussão e disputa entre alunos, professores e direção, eu gostaria de saber se alguem se preocupa com o que sera do futuro desse Escola? Quais serão as consequências para a Escola e os alunos envolvidos?
    Esse não é o momento de apontar culpados. Essa situação é consequência da administração da escola sim, mas também da midia e da familia.

    Eu trabalho em outra escola no periodo da manha, quando estou chegando no CEP, observo alunos do Ensino Fundamental pegando o “anuncios” de prostitutas que estão colados nos telefones publicos e jogados no chão, como se estivessem fazendo coleção de figurinhas. Então pergunto, de quem é a responsabilidade nesse momento? Se em casa esse aluno esta sob responsabilidade dos pais e na Escola esta sob guarda dos professores, mas na rua? E então, na televisão ou na internet? Lembrando que acima eu cito que o mundo mudou, isso quer dizer que os valores da familia mudaram, e a escola enquanto politica educacional não acompanhou essa mudança.

    Eu sou um professor novo, em idade e formação, tenho 26 anos e 3 anos de formação, todos os dias eu reflito sobre o papel da Escola nesse país, para ser mais especifico, na nossa cidade. Educação é uma “coisa” perigosa, quando se educa um país, ajudamos a construir uma geração reflexiva, critica, que se liberta dos preconceitos, dos males. Mas educação não traz votos. Então, antes de ficar culpando governo, escola ou familia, precisamos refletir – sim – porque chegamos à esse ponto e para onde vamos?
    Com essa materia na midia, em rede nacional, fico pensando qual a repercussão sobre a importancia da Escola e a imagem e valores das familias, do Governo, enquando gestor de educação que estão no Estado do PARANÁ. Antes de ficar invejando o gramado do vizinho, eu me preocupo com o meu gramado, antes de querer mudar o mundo eu preciso a mim mesmo e a minha casa.

    Para concluir, gostaria de lembrar que esses e outros fatos, como o aluno do Ensino Fundamento de uma Escola de Maringa, que levou uma arma e atirou em uma colega de sala, assim como os “individuos” que agrediram mulheres que estavam na rua, confundindo com prostituras no Rio de Janeiro, assim como os “rapazes” que tacaram fogo no indio Galdino, em Brasilia, pois queria fazer uma “brincadeira”, esses fatos ocorreram envolvendo crianças e adolescentes, e fazem parte da sistema em crise em que vivemos. Para mostrar que educação é uma “coisa” serio como disse acima, cito Pitagoras, filosofo grego do século V a.C; “Eduquem as crianças e não sera necessario castigar os homens”

  89. Profº
    quinta-feira, 22 de outubro de 2009 – 23:42 hs

    Estão tratando o tema como um escândalo!!!
    Não o vejo como tal.
    Vejo sim como um reflexo da sociedade na qual vivemos…

    Escândalo é o FUNDAMENTALISMO CONSUMISTA dentro do modelo econômico capitalista que vivemos, que transforma corpos em produtos;

    Escândalo é culto midiático à erotização, que estimula a sexualidade precoce e a pedofilia;

    Escândalo é o forte apelo sensual na publicidade, novelas, músicas e outros produtos culturais que torna, ainda que de forma camuflada, o abuso de crianças uma prática social aceitável;

    Escândalo é a produção de imagens, valores, atitudes e modelos veiculadas pela TV que bombardeiam nossas crianças, criando como consequência, um desenvolvimento afetado e doente, atropelando fases importantes da vida, tranformando-as em miniadultos.

    Escândalo são as propagandas e programas de televisão que forçam uma antecipação no amadurecimento das crianças.

    Escândalo são as meninas de 5 anos vestidas como se tivessem 20 ou meninos recém-saídos das fraldas querendo mostrar virilidade.

    Escândalo são alguns pais, que enaltecem este comportamento, orgulhosos da “esperteza” dos filhotes.

    Escândalo é o culto ao corpo e à erotização precoce dos pequenos, fazendo disso uma fórmula imbatível para vender produtos, criar moda, influenciar pessoas e, principalmente, acumular muito dinheiro.

  90. Fulano
    sexta-feira, 23 de outubro de 2009 – 2:24 hs

    Galera, pelo amor, vim dizer que é culpa do governo, isso é uma piada….
    Se a mulecada ja estão trepando desde cedo, é por falta de educação dos pais e falta de informação vinda da escola
    Pois eu axo ridiculo educação sexual ainda ser um taboo nos dias atuais…
    Cenas como essa, serão vistas mais e mais vezes
    Pois esses alunos, não sabem ainda o ABC da vida!
    Lamentavel….

  91. Denner Rogers
    sexta-feira, 23 de outubro de 2009 – 8:39 hs

    Não gosto de nada que venha do governador, agora o pessoal vir aqui e dizer que isso é culpa do governo, vão se catar… o governador não tem culpa de garota de 13 anos ser uma vadiazinha, a educação vem de casa, kd o pai e a mãe dessa piranha infanto-juvenil !!!

  92. paulo
    sexta-feira, 23 de outubro de 2009 – 10:38 hs

    A culpa de tudo isso são das novelas e muitos programas de TVs,que repassa uma vida normal de sexo aonde não precisa mais de PUDOR,então as meninadas vão achando normal e entra de pé e cabeça,TEM QUE SER FISCALIZADA AS CENSURAS NAS EMISSORAS SENÃO DAQUI A POUCA VAI SER NO MEIO DA MULTIDÃO EM PRAÇA PUBLICA.São muitas atris em programas TVs a qualquer hora do dia que parece profissionais do sexo farto em publíco e sem receio.

  93. paulo
    sexta-feira, 23 de outubro de 2009 – 10:47 hs

    Nos colergios os alunos marcam festas regadas a bebidas alcoolicas e drogas para as residências,enquanto os pais pensam que seus filhos estão estudando,estão praticando orgias entre varias pessoas.

  94. sexta-feira, 23 de outubro de 2009 – 11:02 hs

    esses alunos de hoje naum tem cabimento..Eu sou uma adolecente ainda mais oq eles fizeram naum tem cabimento,Deviao ter verginha na cara pra ter feito isso.Se voces soubecem oq vc fizeram emsentivaram milhares de adolecentes
    Isso naum é coisa que se fassa voces vao pra escola pra fazer isso,voces devem ir pra escola estudar como quasa todos os adolecente,crianças etc.
    a mae da menina devia dar um casete nela,mais bem dado pra ver se ela aprende
    Que menina idiota vadia se vc quisese dar dava pra outro lugar naum de uma escola sua idiota..
    Os garotos tb deviao levar um belo camassada de pal dos seus pais tenhao vergonha na cara seus vagabundo..
    Ve se vcs griam vergonha na cara ta bom e vao pra escola estudar naum fazer sexo seus idiotas..

  95. sexta-feira, 23 de outubro de 2009 – 11:04 hs

    ve se tenhao vergonha na cara ta bom……

    seus vagabundos…

  96. sexta-feira, 23 de outubro de 2009 – 12:49 hs

    Pois bem eu tenho um filho homem um bode, agora os caras deixas suas filhas cabritas soutas, por acaso é eu que vou ter que prender meu bode.

  97. vinicius
    sexta-feira, 23 de outubro de 2009 – 13:35 hs

    video fico otimo baixei ja ^^

  98. Escreva corretamente...
    sexta-feira, 23 de outubro de 2009 – 15:21 hs

    Minha Nossa Senhora.. Antes de postar comentários aqui, algumas pessoas deveriam escrever o texto no word antes, e verificar o corretor ortográfico…

    O pai de um amigo meu contou que, na época dele, além da putaria que já rolava, a turma se masturbava e ejaculava na piscina, à noite… a questão é que na época não tinha celular com câmera.

  99. valmiery
    sexta-feira, 23 de outubro de 2009 – 16:39 hs

    Nossa que falta de respeito com a comunidade , e com o Colégio , isso é uma falta de vergonha na caraa mesmoo, pessoas que não se dão o valor proprio , e muito menos o respeito entre os proximos , e que ainda tentao denegrir a imagem do Colégio ,falar não vai adiantar em nada , acho que eles deveriam é apanhar muito ,Poxa vida em , se quizesse fazer sexo que fosse em outro lugar e que aonde ninguem iria saber , mais agora no colégio um lugar popular , a não ai já é demais.
    Toma vergonha nessa caraaa seus sem vergonhas , vai estudar, trabalhar,fazer curso ser alguem na vida.
    em fim, Não apoio nem o lado feminino e nem o lado masculino , pois não são somente os homens que sao assim , tem muitas mulheres também que não tem vergonha na cara.A Culpa não é do colégio não , pois educação vem do berço e dos pais , poderiam ter feito mesmo tendo vigilantes e cameras , seria mais dificil mais nada impossivel para eles (sem vergonhas).O que chama atenção do povo é porque é o melhor colégio do Paraná somente isso , mais como havia dito o colégio não tem culpa mesmo mais sim as pessoas que não se dão o respeito!

  100. João
    sexta-feira, 23 de outubro de 2009 – 19:49 hs

    Isso não tem nenhuma relação com educação, informação,respeito ou falta dele, das emissoras de tv, bebidas ou drogas, carater…..hum, quem sabe…….., eu poderia ficar horas aqui descrevendo todos os fatores que de uma forma ou de outra foram descritos acima, no entanto, a grande verdade é que a sociedade de um modo geral é a grande culpada pelo mundo em que vivemos, criamos nossos filhos para serem precoces, os colocamos na escollinha com meses de idade para que aprendam desde pequeninos a se relacionarem ( e existem teorias sobre isso que são aplicadas nestas escolinhas ), estranho todo esse alvoroço, nossas “crianças” só estão agindo como foram “treinadas” para agir, carater sim, isso é uma coisa que pode influir diretamente sobre nossas ações e de nossas “crianças”, entre aspas porque se enganam esses pai que acham que 12 ou 13 anos é sinonimo de infantilidade, isso éra antigamente, no meu tempo 40 anos atras eu era um completo imbicil com 13 anos, agora essas “crianças” sabem muito bem o que fazem.
    Tudo isso são apenas hormonios, instinto, um pouco de curiosidade e acima de tudo uma forma de ser diferente numa sociedade tão igual.

  101. CURTA E FINA
    sexta-feira, 23 de outubro de 2009 – 22:01 hs

    ESSA DISCUSSÃO FILOSÓFICA DOS BODES E CABRITAS…

    DÁ QUEM QUER…..HJ EM DIA NÃO ME VENHAM DIZER QUE EXISTE COISA FORÇADA…..

    CONCORDO COM O JOÃO…..A MENINADA DE 13, 14 ANOS SABE MUITO MAIS QUE NÓS NESSA IDADE…..SABEM PORQUE RSRSR PQ ELES FORAM “VIVER” FORA DO AMBIENTE FAMILIAR MUITO PRECOCEMENTE…..

    E ESSE AMADURECIMENTO PRECOCE, SEM LIMITES DEU-LHES O DIREITO DE AGIREM COMO ADULTOS……E AS COISAS TÃO AÍ ÓHHHH PRA QUEM QUISER VER….ÍNDICE DE GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA AUMENTANDO……CRIANÇA GRÁVIDA DE CRIANÇA!!!!!! PEGAM OS FILHOS NO COLO COMO SE FOSSE BONECAS…..
    PARA OS PAIS NÃO SÃO NETOS…SÃO MAIS FILHOS…

  102. sábado, 24 de outubro de 2009 – 14:12 hs

    De quem é a culpa?????????????????????????/
    A sim, estão dizendo que é dos pais!
    A sim, estão dizendo que é da escola!
    A sim, estam dizendo que é o governador!
    De quem é a culpa?
    Tem tido debate, seminário e palestras na escola sobre a sexualidade?
    Os pais ganham tão bem que as mães podem ficar como antigamente em casa cuidando dos filhos?
    Ah! Não existe separação entre o casal?
    Quem fica com os filhos não precisa trabalhar?
    Ah! Acho que se só os pais tem a responsabilidade de formar e ensinar a educação, a leitura, a escrita, o comportamento humano?
    Então por que existe escola? Porque existem instituições publicas onde os nossos impostos são investidos?
    De quem é a culpa?
    Dos jovens e adolescentes que estão largados pela escola, pela família e pelas políticas publicas.
    Esse e outros fatos devem ser refletidos e cada um assumir o seu papel de formador, educador, pai e parar de um jogar a culpa no outro, mas a partir disso pensar em ações que diminuam os problemas!
    Tem pais que não sabem o que fazer!
    Professores despreparados!
    Um governo omisso!
    Cade uma fonte de apoio para a escola e para as famílias com psicologos, psiquiatras, advogados?
    É preciso rever e já o papel de cada esfera: política, escola, família, juridico!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  103. Sanchesp
    sábado, 24 de outubro de 2009 – 20:49 hs

    Bom esse é o resultado de uma sociedade cada dia mais capitalista, porque, explico: Os pais acham que moral e bons costumes e dever das escolas ensinarem, para nossas crianças, mas eles se enganam, deviriam prestar mais atenção em casa deixando um tempo ou melhor reservando tempo para seus filhos ensinando que o que é certo e que é errado, agora deixam os filhos soltos como animais ai a gente nem pode estranhar essas atitudes dos jovem.
    Resumindo senhores pais, observem seus filhos melhor acompanhe a educação deles e eduquemos melhor.

  104. wallace
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 13:59 hs

    eu acho que os pais incentiva

  105. Mari
    segunda-feira, 26 de outubro de 2009 – 17:40 hs

    Me pergunto sempre qual o motivo que leva os meninos a colocar na rede a sacanagem??!!Será que odeiam a menina?Será que imaginaram que difamá-la seria legal?Não fizeram sexo juntos? Não estavam de pleno acordo? Está certo que não era hora e nem local, que são jovens demais e etc, mas…assim como no episódio que vi recentemente em uma de nossas faculdades particulares, onde o fato ocorria entre maiores, qual é a vantagem de destruir a garota colocando o vídeo na rede? Acredito que os meninos que fazem isso devem gostar mesmo é de homem, pois se gostassem de garotas não as tratariam assim…Queriam posar de “garanhão” e colocar a menina como “galinha”, grande coisa!!!

  106. Prof. Wanderley José Deina
    terça-feira, 27 de outubro de 2009 – 14:56 hs

    Em 2004 a volta do Ensino Fundamental foi ponderada em uma assembléia de professores que foi convocada pela então diretora Elza, porque era desejo do então secretário Maurício Requião, junto com os professores de Educação Física. Bem, eles pretendiam fazer do CEP uma “fábrica de atletas”. Vejam o investimento público no setor de esportes naquele colégio. Por maioria esmagadora, ficou deliberado que o Ensino Fundamental não deveria existir no CEP, com uma ampla argumentação que justificava essa decisão. Um dos argumentos era justamente a dificuldade em se administrar a diferença entre alunos de Fundamental e Ensino Médio diante da grandiosidade do CEP. Questionávamos exatamente a possibilidade de acontecerem episódios como este do “banheiro”. Tínhamos consciência de que a responsabilidade era nossa, como educadores, de administrar a escola para evitar este tipo de situação. Madselva já entrou com a missão de colocar o Ensino Fundamental, custasse o que custasse. Sequer levou em consideração o pensamento da comunidade. Assim, cooptou o CONSELHO ESCOLAR para que aprovasse o retorno do EF. Um conselho eleito pela comunidade, mas que traiu está mesma comunidade que o elegeu. Em troca, alguns “conselheiros” ganharam cargos e benesses na Direção da Madselva para votarem contra a vontade dos colegas. De quem é a responsabilidade? Da Direção Geral? Sim, pois forçou o retorno do Ensino Fundamental sem que houvesse a menor condição para isso. Mas também da comunidade que permitiu que isso acontecesse. Votamos mal em nossos conselheiros. Estes devem olhar para o episódio do banheiro sabendo que sua decisão, de referendar a vontade de Madselva e Maurício Requião, permitiu que isso viesse a ocorrer. Uma menina de 13 anos? Fácil dizer que “elas já sabem o que querem”, como justificativa para os nossos próprios erros. Nós somos os responsáveis, pois nós somos os adultos e nós tomamos as decisões que dizem respeito ao destino deles, os menores.

    Além disso, houve os protestos de “fora Madselva”, para que as coisas não chegassem aonde chegaram, mas que contaram principalmente com os alunos e alguns professores e funcionários. Faltou o envolvimento da maioria dos professores, bem como dos pais que, provavelmente, “têm mais o que fazer” do que se preocupar com a escola em que seus filhos estudam. Estes também têm a sua responsabilidade, no mínimo pela omissão num momento político da instituição, em que se clamava por democracia. Mais fácil deixar tudo nas mãos dos alunos, não é? Se os pais e demais professores tivessem se envolvido, Madselva já estaria muito longe do CEP.

    Para mim, a saída está na democratização do Colégio Estadual do Paraná. A atual direção não tem a menor credibilidade perante a comunidade, apenas o apoio de um governo que já se aproxima de seu fim. Este governo vai acabar e Madselva vai, naturalmente, sair… Mas o que vem depois? É a comunidade quem precisa decidir e não os interesses dos mandatários políticos do Estado do Paraná. Quem vai consertar os estragos que esta senhora causou no Colégio Estadual do Paraná?

    Sou ex professor do CEP, ex Diretor Auxiliar e ex paranaense. Estou morando na Bahia, em Salvador, trabalhando como professor de Filosofia em Regime de Dedicação Exclusiva no Instituto Federal de Educação da Bahia. Já não pertenço mais a comunidade do CEP, mas faço parte de sua história. Meu coração se enche de indignação por saber destas coisas, uma notícia triste que chegou aqui na Bahia. Não é nenhuma surpresa, se for levado em consideração a maneira inconseqüente com que o CEP vem sendo administrado. Democracia já!

  107. Andressa Tavares Penkal
    terça-feira, 27 de outubro de 2009 – 20:44 hs

    eu achei isso uma porcaria, inútil, o que a garota ganha com isso, dois ainda, que porca sério, se fosse minha filha teria vergonha, me sentiria humilhada, sério, isso foi o fim!

  108. Manuel Leite
    quarta-feira, 28 de outubro de 2009 – 12:45 hs

    E agora ?? Aos pais libertos da “falsa moralidade”, que tal oferecer preservativos aos filhinhos???
    Que tal uma discussão séria sobre valores morais, ainda há tempo!!! Talvez não tenha sido a 1ª , mas pode ser uma das últimas, está na hora de agirmos como pais, irmãos, educadores.

  109. alessandra
    sexta-feira, 30 de outubro de 2009 – 17:57 hs

    nossa eu quero tanto entrar
    nesse colegio nao consigo mais quem consegue
    faiz umas coisas dessas
    eu acho um abisurdo

  110. thaina
    sexta-feira, 30 de outubro de 2009 – 18:26 hs

    eu acho isso uma vergonho eu que quero entrar
    nesse colegio e tao complicado e essas pessoas
    que entrar ai fazem isso
    e uma vergonha eu acho que eles tinha que dar chanse para aquelas pessaos que nao tem oportunidade de entrar
    nesses colegio e tirar essas pessoas que fazem isso

  111. Berg
    sexta-feira, 30 de outubro de 2009 – 23:59 hs

    Agora serei o cítico da vez.

    Pessoal; vamos deixar de lado o bate boca porque a coisa realmente exige uma ação.
    Toda a sociedade já esperava que com a globalização as mudanças de hábitos seriam afetadas radicalmente.
    Com a internet todo o conteúdo existível no universo pode ser acessado por qualquer pessoa independente de idade a qualquer hora do dia ou da noite. Isso já é uma das causas deste tipo de comportamento.
    Os pais ainda continuam se esquivando de seus filhos quando o assunto é sexualidade. Quando deveriam instruir e participar ativamente deste ‘tabu’ durante todo o processo de crescimento e amadurecimento de seus filhos.
    Quando a familia falha neste quesito (citado no parágrafo anterior); o jovem fica a mercê de todo tipo de informação e instrução incorreta. Aprendem com os ‘amiguinhos’, com a tv, internet e sabe-se lá com que mais. A partir daí surge a curiosidade, vontade e consumação, respectivamente.
    É importante salientar que esse periodo inicia-se com a socialização, desde a entrada na escola, quando todos ficamos frente a frente com colegas de diferentes personalidades, hábitos e costumes. A partir desta socialização, a familia deve-se participar do processo de interação do filho com as demais pessoas; instruindo para ponderar com quem anda, conversa ou faz amizade.
    Sabemos muito bem que isso ocorre com a influência sociável. Devemos atribuir, com uma certa parcela, a culpa aos pais que certamente não participaram ativamente da vida sexual dos envolvidos.
    Sabe-se também que a escola é uma formadora de opinião, crítica e principalmente de cidadãos. Com certeza com disciplinas que envolvesse a discussão destes temas a mentalidade dos alunos seria completamente diferente, pois entenderiam os riscos, necessidades, privacidade, educação e acima de tudo pudor.
    A boa formação pcicologica atribuída pela escola também seria de alto valor na mudança nestes fatos.
    Mais adiante temos (sim) a culpa governamental que não proporciona um ensino de qualidade. Apezar a referência do colégio, o mesmo não teve o mesmo prestigio em formar uma opinião mais correta sobre o assunto.

    Posso afirmar que é uma questão de cadeia fechada. Uma subida de degraus em que a culpa recai: Aos alunos, aos pais, a escola e ao governo. Mas não sejamos hipócritas, não vamos exagerar pondo a culpa com exesso nestes supracitados. Deve-se ponderar que a sociedade está mudada e as opiniões que ela expressa influenciam a todos; a única diferença é com que intencidade nos deixamos ser afetados pelas más influências.

    Infelizmente este é somente mais um caso. Tantos outros vinheram e virão se continuarmos alienados não educando os nossos filhos, se continuarmos deixando de participar na socialização deles, se a sociedade continuar de mal a pior (como anda caminhando)… e tristemente… se os governantes continuarem de braços cruzados ou comendo pizza e enchendo seus bolsos com nosso suado dinheirinho o qual somos forçados a “investir” em algo que parece não dar retorno.

    Vergonha? Não, lamentos.

    Berg

  112. sábado, 31 de outubro de 2009 – 11:27 hs

    q vergonha .
    o diretor deviria ser expusso
    da escola .
    por má encopetencia.

  113. Daniel
    terça-feira, 3 de novembro de 2009 – 20:43 hs

    To com o Rorschach. Esse mundo tá fudido, o ser humano é podre em todos os sentidos. Não duvido da possibilidade grotesca que daqui algumas decadas a pedofilia seja normal. Ainda bem que vai todo mundo morrer mesmo. E Dr. Manhattan tb tem razão, a existência de vida no universo é supervalorizada. A humanidade ta aí e só faz merda. Sem nós o universo seguiria perfeitamente bem, e nossa extinção não seria nem relevante.

  114. \/\/!LL**mother fucker**
    quarta-feira, 4 de novembro de 2009 – 9:29 hs

    malukos…
    talvez e axo q eu tenho certeza q esse mundo tah perdido¬¬..
    como é q os retardados vaum fazer uma coisa dessas e vaum mandar pra net..
    eu vi o vídeo..
    são tudo um bando de cabacinhos..
    são crianças..
    naum da nen pra falar adolecentes..
    q não tem educação em casa¬¬..
    É PRA ACABA!!

  115. dudu
    terça-feira, 10 de novembro de 2009 – 15:14 hs

    onde eu encontro esse vídeo???

  116. domingo, 22 de novembro de 2009 – 12:38 hs

    Tenho acompanhado esse caso assim como outros, não queria comentar, mas se não escrever acho que vou surtar! Tem um monte de explicações psicológicas, “ah, é falta de valores”, “ah, é a mídia”… Enfim, um monte de besteiras! A verdade é que por mais que cada um dos fatores citados por todos possa e venha à contribuir pra essa putaria generalizada que anda acontecendo com a juventude, a culpa mesmo é dessa merda de estatuto da criança que protege essa vagabundada e pune os pais que tentam educar. Esse papinho de psicólogo de que criança não pode levar umas tapas é que está colocando a gente nesse buraco. Quando criança eu e muitos da minha geração tomamos uns tapas quando fizemos “merda” e ninguém morreu ou ficou traumatizado por causa disso! Se essa turminha tivesse medo de levar uma boa “surra” eu duvido que tinham se arriscado ao ponto de gravar vídeo!

  117. verediane!
    terça-feira, 8 de dezembro de 2009 – 18:31 hs

    eu acho isso uma pok vergonhah essa meninah naum tem vergonhah na kra pois se tivese naum faria isso dentro do banheiro do colegio com dois muleques!
    elah naum levo umas palmadas quando era pequena…e eu acho q esse pessoal ai q está concordando com isso é porq naum aconteseu com os filhos deles!!!
    e concordo com vc Leonardo Rodrigues…….

  118. mauro david
    quinta-feira, 17 de dezembro de 2009 – 13:46 hs

    manos eu quero ver o video ,
    alguem tem o link para download¿

  119. graciane lima pinheiro
    terça-feira, 5 de janeiro de 2010 – 17:43 hs

    isso e palhasada ta isso ela acha lindo para cara dela
    uma muleca dessa fasendo isso eu tenho 30 anos aminha filha tem 16 anos ta no 2 ano na escola dela e não tem esse fogo isso e mãe que não tem responsabilhida eu so falo isso

  120. Anônimo
    quarta-feira, 14 de abril de 2010 – 13:36 hs

    já transei no colego i dai

  121. terça-feira, 15 de junho de 2010 – 14:39 hs

    E MUITO BOM FAZER ISSO MAS NAO NA ESCOLA RSRSRSRSRSRSRSRSRSRSRSRSRSRXRS

  122. quinta-feira, 14 de abril de 2011 – 21:55 hs

    hahahaahahahhahahahhahahahah

  123. quinta-feira, 14 de abril de 2011 – 21:58 hs

    muito bem é pra fazer nós quem damos exemplo

  124. segunda-feira, 30 de maio de 2011 – 19:22 hs

    eu tan bem gosto de sexo mais dentro do banheiro da escola e muito fei e um abisurdo brenda ribeiri do santos cardosos

  125. Anônimo
    segunda-feira, 30 de maio de 2011 – 19:24 hs

    eu odei sexo sou virgem brenda

  126. Romeica
    terça-feira, 23 de agosto de 2011 – 21:11 hs

    Rídiculo culparem os professores por causa disso…era só o que faltava! Professores terem que fazer ronda nos banheiros enquanto dão aula! Muita ignorância!!!! Como sempre a corda quebra no lado mais fraco…Não é culpa de ninguém! Se não fosse no banheiro da escola, seria num outro local pouco movimentado….poderia até ser na sacristia! Deveria culpar o professor se fosse o sexo tivesse sido feito na sala de aula com sua presença e consentimento…mas no banheiro, enquanto ele estava dando aula numa sala superlotada???? Me poupe!!! Somente uma pessoa muito imbecil poderia acreditar que o professor tem alguma responsabilidade sobre isto! A solução é: no horário de aula ninguém vai ao banheiro e estes permanecem fechados….quem de verdade passar mal, antes terá que pedir socorro!!!!

  127. lucas louco
    domingo, 28 de agosto de 2011 – 13:30 hs

    isso é um insulto

  128. chaid
    quarta-feira, 26 de outubro de 2011 – 16:38 hs

    muito ridiculo

  129. roseane costa
    sábado, 26 de novembro de 2011 – 16:23 hs

    isso é consequência da banalização do ser humano, das relações, da própria vida, da privacidade, dessa liberdade de tudo, de não sei o que, falta de respeito mesmo, por si e pelos outros, o preço a ser pago por tudo isso vai ser muito cora, pra todos os lados. não existe mais cidadania, hoje as escolas estão muito ocupadas em resolver questões particulares ou sociais dos seus alunos, das familias da comunidade dos seus alunos, do que ensinar, quando formam , formam “profissionais” não cidadãos. A inversão de responsabilidades, de valores, tudo hoje é problema social, a sociedade que resolva, e os pais?, e a família?, se é que ainda existe. Precisamos resgatar valores e responsabilidades, a moçada quer fazer tudo, acha que pode tudo, que tal assumir as consequências também, responsabilidade ninguem quer,É uma pena, hoje o jovem tem tantas oportunidades, recursos, mas não aproveitam. Estão banalizando suas proprias vidas. Que futuro????

  130. daniel
    domingo, 1 de janeiro de 2012 – 1:42 hs

    como pode alunos sem falta de vergonha na cara tem que pegar um aluno dese de sinta bater ate ele aprender uma pessoa desa não tem futuro eu fico furioso isso e falta de ensinamento dos pais tem que ser punidos e só não ponhar na escola ai vai ser um buro não sabe dar valor nas coisas que tem

  131. daniel
    domingo, 1 de janeiro de 2012 – 1:45 hs

    quem acha que isso e brincadeira ou piadinha tem que tomar vergonha na cara

  132. quarta-feira, 11 de janeiro de 2012 – 22:43 hs

    eu acho isso uma pouca vergonha!

  133. fagner
    sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012 – 18:22 hs

    fazer sexo é muito bom !
    mas tem que ter hora local e consiência do que ta fazendo
    escola é lugar de estudar .
    sexo a gente faz em casa ou motel .

  134. Nascimnto
    quarta-feira, 23 de maio de 2012 – 10:46 hs

    Fico cada vez mais assustada com esse tipo de notícia. Não adianta culpar apenas os professores. Primeiramente, a educação deveria vir de casa, mas a maioria dos pais está deixando de cumprir suas responsabilidades e empurrando para a escola. Em contra partida a educação brasileira está muito sucateada, com muitos privilégios aos menores e pouco ou nada de respeito aos semelhantes. Nem os educadores sabem mais o que fazer! O sistema educacional deveria mudar em tudo e rápido!

  135. miriam
    sexta-feira, 8 de agosto de 2014 – 14:02 hs

    falta de vergonha q isso!!!!!!!!
    mais acho muitooo bomm

  136. estudante
    sexta-feira, 19 de setembro de 2014 – 16:12 hs

    sou estudante e não tenho nada contra sexo e bom e bom demais adoro principalmente na escola

Deixe seu comentário: