Envergonhado, Flavio Arns quer sair do PT | Fábio Campana

Envergonhado, Flavio Arns quer sair do PT

flavioarns

Bastante envergonhado por causa do apoio do PT para o arquivamento das denúncias contra José Sarney no Conselho de Ética, o senador paranaense Flavio Arns (foto) disse hoje, em Brasília, que quer deixar o Partido dos Trabalhadores.

“Já solicitei uma consulta ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para deixar o PT. Hoje, meu partido quebrou os princípios fundamentais que me fizeram entrar no PT. Mas gostaria que minha decisão fosse reconhecida na Justiça”, disse Arns.


14 comentários

  1. Beto Souza
    quinta-feira, 20 de agosto de 2009 – 10:54 hs

    Vergonha mesmo é do mandato deste senador. O que ele fez pelo Paraná nestes 7 anos de mandato? Depois que perdeu a eleição então (2006) desapareceu e agora vem dar uma de ético. Crie juízo senador e trabalhe pelo povo do Paraná. Essa atitude, neste momento, me parece oportunismo puro! E isso não é ético!

  2. Alguem
    quinta-feira, 20 de agosto de 2009 – 10:58 hs

    O PT nacional está como o nosso PMDB Estadual, se dividindo por inteiro. As próximas eleições serão um tanto quanto interessantes!

  3. la sangre
    quinta-feira, 20 de agosto de 2009 – 11:02 hs

    Devolva seu mandato a quem pertence, ao partido que o elegeu, caro senhor. Ou o senhor pensa que foram seus olhos azuis que o levaram ao parlamento?
    E da próxima vez tente medir bem antes de entrar em outro partido. Mas qual deles seria melhor mesmo?

  4. Carlos Chagas
    quinta-feira, 20 de agosto de 2009 – 11:18 hs

    Cavalo de Tróia

    Enfim o senador Arns encontrou uma desculpa para deixar o PT, partido que lhe deu guarida e um mandato de senador da República por oito anos. Sua retribuição ao partido foi zero. Em nenhum momento ele se colocou como integrante da legenda ou participou das instâncias partidárias, mesmo para discordar ou para defender qualquer tipo de posicionamento.
    Sem entrar no mérito a respeito do posicionamento da bancada e da direção nacional do PT em relação às denúncias contra Sarney, vale lembrar que o senador há tempos vem demonstrando seu interesse em deixar o PT, e só não o fez ainda porque tem consciência de que o mandato é do partido. Agora, apelar para a Justiça para exigir uma declaração sobre ética, é demais. Que tipo de ética? A do PSDB? Como senador, Arns deveria exigir o mesmo julgamento para seu colega do PSDB Arthur Virgílio, acusado de manter seu filho no exterior às custas das verbas do Senado. Não ouvi uma palavra sequer do senador Arns sobre isso.
    Sejamos coerente. O PMDB faz parte da base do governo. Sarney é um dos expoentes do partido. Aliados são para o bem e para o mal. Ninguém discorda de que é preciso passar o Senado, a Câmara, o sistema partidário, os tribunais de contas, as instâncias do Poder Judiciário e outras instituições da República a limpo. Foi o PT e o Governo Lula que inventaram esse sistema? Se um ou outro integrante do partido caíram nas armadilhas armadas por esse sistema é preciso analisar as iniciativas que o partido teve ao longo de sua história para mudar o país. Os resultados desse governo, amplamente aprovado pelo povo brasileiro, são o reconhecimento à sua luta e iniciativas em favor da democracia, da liberdade, da soberania social e da igualdade econômica social.
    É isso que os adversários do PT e do Governo Lula não toleram. Morrem de inveja. Pena que o senador Arns não veja isso. Não acredito que ele seja tão ingênuo assim. Ingratidão é uma atitude mesquinha. Quando veio para o PT, Arns se escorou na popularidade da legenda e de seus governos, se elegeu senador, teve a oportunidade de se candidatar a governador. Ninguém tem culpa se sua mensagem não agradou ou se mostrou incompetente para mostrar que era a melhor alternativa para o Estado.
    Para ser coerente, ele deveria finalmente se desfiliar do PT e correr os riscos das consequencias que essa decisão acarreterá.

  5. CRISTIANE CARVALHO PASQUINELLI
    quinta-feira, 20 de agosto de 2009 – 11:20 hs

    Nobre senador,
    novamente parabés! Não seria a primeira vez a cumprimentá-lo por atitudes honradas. Sou sua eleitora, com muito orgulho e assim sou, porque fui sua aluna!
    Queria dizer-lhe que diante de tantas atitudes horrendas que temos vivenciado neste “novo partido dos trabalhadores”, pessoas como o senhor e a senadora Luiza Helena não tem mesmo e , graças a Deus por isso, perfil para pernancer. Hoje vienciamos um partido medíocre, tomado por fogueiras de vaidade, que em nada bsca favorecer trabalhadores e classes menos favorecidas..
    Se alguns dizem que o senhor não se elege nunca mais, quero dizer-lhe que se for para compactuar com um covil de lobos, melhor mesmo não ser candidato a nada!!!!
    Obrigada por nos fazer crer que ainda existe gente honrada e séria dentro dessa politicagem que virou o Congresso Nacional!
    Att.
    Cristiane Carvalho Pasquinelli, mãe, esposa, filha, profissional e cidadã num país carente de gente séria e competente.

  6. Lingua de Krocodilo®
    quinta-feira, 20 de agosto de 2009 – 11:49 hs

    Por mim podem fechar aquela pocilga e se precisarem de alguem pra segurar o balaio com as cabeças decepadas, podem me chamar.

  7. MATAHARI
    quinta-feira, 20 de agosto de 2009 – 12:24 hs

    PARABÉNS AO SENADOR FLAVIO ARNS. O PT APODECEU, NÃO É MAIS LUGAR PARA GENTE SÉRIA. VEJAM O VÍDO DO LULA METENDO O PAULO NA FAMILIA DO SARNEY QUANDO ERA CANDIDATO E AGORA SE DESMANCHANDO EM ELOGIOS A ROSEANA E AO VELHO SARNEY. É DAR ASCO E ÂNSIA DE VÔMITO.

  8. DEMOROU
    quinta-feira, 20 de agosto de 2009 – 14:24 hs

    Só agora?

  9. Professor
    quinta-feira, 20 de agosto de 2009 – 15:22 hs

    Toda a direita do PT apoiou o recém ex-tucano neoliberal Flavio Arns em 2002, para o Senado, e traíram o petista histórico Edésio Passos… O PT do Paraná merece…

  10. Kelly Cristina
    quinta-feira, 20 de agosto de 2009 – 15:53 hs

    Rídiculo sua posição senador!!!
    Tá só querendo se aparecer para o seus eleitores.
    Isso não é motivo para abandonar o seu partido.
    Você é do tipo que pula fora do barco quando ele começa a trincar,
    atitude coerente seria recuperá-lo.
    Abandonando o PT é sinal de fracasso !!!

  11. Rogério Viana
    quinta-feira, 20 de agosto de 2009 – 17:54 hs

    Louvo a atitude do ilustre senador paranaense. Infelizmente ele se posiciona com um relativo atraso. Tantas coisas nefastas foram perpetradas pelos seus companheiros do PT e ele não se deu conta. Mas ele, por ser sério – acredito -, tem crédito. E rever posição é sempre atitude de homens de bem. Para lembrar: não há mal que sempre dure nem bem que não se acabe. Os dias da “era Lula” estão por meses. Felizmente.

  12. quinta-feira, 20 de agosto de 2009 – 21:15 hs

    Sr. Senador, finalmente os eleitores paranaenses souberam de sua existência no PT, e no Senado. Sua gestão foi e tem sido muito simplória
    o povo não merece passar por situações tão ridículas. Falar de Ética……
    e os fatos ocorridos desde o início de seu mandato? Estava dormindo?
    Volte e tente entrar em outro partido…… vai mudar? NUNCA.

  13. Misael
    terça-feira, 25 de agosto de 2009 – 14:10 hs

    Político com brio na cara tem que fazer assim mesmo. Espero que suporte as represálias , pois a politicalha é absurda. Parabéns

  14. vereador samuca
    sexta-feira, 15 de janeiro de 2010 – 14:03 hs

    O SENADOR SÓ SAIU DO PT POR QUE VIU QUE NAO TERIA CHANCE DE SAIR NOVAMENTE A SENADOR PELO PT POIS O “PARTIDO DOS TRAIDORES” É UMA MERDA E UMA FALCATRUA ALI NAO EXISTE POLITICA SOCIAL NAO ALI TEM UM BANDO DE ABUTRES QUERENDO COMER E DESFRUTA DO BILHOES QUE TEM EM NOSSO ESTADO BRASILEIRO

    SÓ DIGO UMA COISA AOS LEITORES

    ISSO É UMA VERGONHA ….

Deixe seu comentário: