Douglas Fabrício pede afastamento de grávidas que trabalham na Saúde

douglas fabrício

Durante sabatina realizada na Assembleia Legislativa na tarde de ontem, o secretario de saúde Gilberto Martin falou sobre a gripe A. Por aproximadamente três horas, Martin tentou acalmar e preparar a população para “conviver” com a doença.

O deputado estadual Douglas Fabrício, do PPS, questionou o secretário sobre a distribuição do remédio Tamiflu, medicamento utilizado para o tratamento da gripe. Além de conseguir o compromisso do secretário de que não faltará medicamento, Douglas sugeriu que o governo afaste temporariamente as servidoras gestantes que trabalham na área de saúde como medida de prevenção. Segundo o parlamentar, já está comprovado que mulheres grávidas correm mais riscos de desenvolver os sintomas e até mesmo falecer.


21 comentários

  1. Alerta
    terça-feira, 11 de agosto de 2009 – 11:05 hs

    Cartórios de Cascavel apontam aumento nas mortes por pneumonia, balanço oficial não confirma, mas médico garante que mais de 50 pessoas morreram de gripe suína

    http://www.cbncascavel.com.br/2009/08/cartorios-de-cascavel-apontam-aumento-nas-mortes-por-pneumonia-balanco-oficial-nao-confirma-mas-medico-garante-que-mais-de-50-pessoas-morreram-de-gripe-suina/

  2. Patricia M. Siqueira
    terça-feira, 11 de agosto de 2009 – 11:10 hs

    Sou gestante e fiquei feliz quando li esta notícia. Sei que é ingenuidade nossa acharmos que simplesmente com um afastamento o problema será resolvido, mas achei memorável essa atitude pois protege na verdade o que há de mais precioso neste mundo: nossos filhos!!!! Realmente gostei da iniciativa e esta deveria ser seguida por todo o funcionalismo público e empresas privadas.
    Não sou sua eleitora mas reconheço quando um político pensa no bem estar da população. Mais uma vez OBRIGADO!!!!!!!!!

  3. terça-feira, 11 de agosto de 2009 – 11:48 hs

    Até que enfim, uma medida consciente e sensata em Curitba, o Deputao Douglas sugerindo o afastamento de servidoras grávidas da área da saúde.

    PA-RA-BÉNS deputado.

    Porque será que ninguém pensou nisso? O secrt. da saúde não é de estranhar.

  4. Helena Souza
    terça-feira, 11 de agosto de 2009 – 12:14 hs

    Sobre este assunto vemos varios comentários e gente dando pitaco pra todo lado, mas medidas realmente eftivas são poucas. O Deputado Douglas demonstra seriedade e coerência. Parabéns Deputado.

  5. Raul
    terça-feira, 11 de agosto de 2009 – 12:14 hs

    Minha mulher é gestante e estamos procurando um jeito de evitar que ela fique exposta a qualquer perigo..

    O deputado está de parabéns é uma medida cabível fundamentada e emergencial

    Parabéns ao deputado do PPS

  6. Simone Gabriele
    terça-feira, 11 de agosto de 2009 – 12:17 hs

    Sou funcionaria publica na saúde e até que enfim alguem olhou para nós. Nosso ambiente normal de trabalho é de muito risco e os funcionários que se enquadram como alto risco são comumente esquecidos.

    PARABÉNS DEPUTADO. Até que enfim alguém olhou por nós. Eu também não era sua eleitora. Não era, mas agora serei.

    Obrigado mais uma vez.

  7. maria lucia
    terça-feira, 11 de agosto de 2009 – 15:08 hs

    deveria fechar os estabelecimentos tods incusicve os cinemas e shopping, que adianta não ter aula mas os propios pais deixam seus filhos ir para esse programa fala serio/???????????????????????????????????????????

  8. Camille Prateado
    terça-feira, 11 de agosto de 2009 – 15:56 hs

    Estou gestante pela primeira vez e tenho muito medo do H1N1. Essa medida de afastar as gestantes da saúde deveria ser seguida por todos os outros orgãos, já que a nossa preocupação é muito maior por sermos do grupo de risco. Deputado, peça o afastamento de todas as mães do trabalho pelo menos neste momento, com certeza a sociedade num geral vai te agradecer. Obrigado.

  9. Conegundes de Moura
    terça-feira, 11 de agosto de 2009 – 16:08 hs

    Esse dep. Douglas tá me surpreendendo. É combativo, coerente e tem muita sensibilidade no trato das questões de interesse público. A região que ele representa deve se orgulhar da sua atuação. Parabéns.

  10. Jorge Ventura
    terça-feira, 11 de agosto de 2009 – 17:05 hs

    Sou fã deste deputado e gostaria muito de ver mais deputados lutando e sendo coerente como este.
    Quero deixar um recado para os políticos que apenas se preocupam com eleição, pois apenas lutando pela população é que teremos os tais “multiplicadores” de votos, afinal de contas, uma grande parte da população está cansada de tanta balela e pouca ação.
    Parabéns Douglas Fabrício.

  11. MIRIAN R. T.
    terça-feira, 11 de agosto de 2009 – 17:20 hs

    Além de lindo pensa nas mulheres……… Esse sim é um político completo!!!!!!!

  12. Isabeli
    terça-feira, 11 de agosto de 2009 – 23:25 hs

    Gostaria de saber que tipo de atestado os obstetras devem dar para afastar sua pacientes que trabalham na área da saúde pedindo afastamento temporário?? Deveria haver uma lei obrigatória de que todas as empresas, sejam públicas ou privadas afastem essas mulheres!

  13. quarta-feira, 12 de agosto de 2009 – 8:35 hs

    olá sou gestante e trabalho dentro de um posto de saude, porem ninguem tomou a atitude de me afastar, gostaria de saber oq vcs acham disso e como devo agir, pois acho que onde trabalho é um local de muito risco..

  14. Olhos Abertos
    quarta-feira, 12 de agosto de 2009 – 12:22 hs

    Será uma ótima decisão, já que pessoas que deveriam estar de quarentena, com caso confirmado. Teima em ir a unidade de saúde usufluir de outros serviços. Falta de respeito com as pessoas e tentativa de homicídio contra as grávidas, onde estamos.

  15. cintia
    sexta-feira, 14 de agosto de 2009 – 9:47 hs

    adorei, mas essa medida deveria ser uma lei que afastaria todas as mulheres gravidas que trabalham em local de risco, mesmo em empresa privada.

  16. fatima flauzino lopes
    sexta-feira, 14 de agosto de 2009 – 11:59 hs

    Sr Douglas fabricio fico feliz por essa medida tomada,mais fico triste por saber que so a rede publica que irão afastar as gravidas pois sou gestante de quase quatro mese e trabalho no hospital particular laboratorio de analises clinicas e me encontro numa pesima situacão o que fazer quando o governo não age colocando meu filho e eu em risco devido H1N1 E NINGUEM TOMA PROVIDENCIA QUANTO A REDE PRIVADA ELES SO PENSAM EM GANHAR DINEIRO OBRIGADA.

  17. Leila MOntargil
    segunda-feira, 17 de agosto de 2009 – 17:58 hs

    Essa iniciativa do deputado é plausível!
    Porém o risco para as gestantes também está na empresa privada, precisamos de alguém como o deputado que olhe por nós!
    Sou corretora de seguros. Faço visita a empresarios que voajam o Brasil todo. Numa dessas visitas fui surpreendida por um cliente que me recebeu de máscara, por que estava com suspeita da doença…. não tinha o que fazer! não podia virar as costas e ir embora…
    Estou grávida de 5 meses, de uma menina que sempre sonhei ter… tenho medo que meu sonho vire num pesadelo!!

  18. marcia
    segunda-feira, 17 de agosto de 2009 – 18:03 hs

    Olá sou gestante e trabalho em um hospital privado de minha cidade, a medida que eles tomaram foi de remanejar as gestantes, fiquei endignada pq algumas foram para a area administrativa mas dentro de um setor no qual tem o maior numero de casos supeitos e confirmados.
    fico muito feliz por alguem que esta na politica agir pela razão e pelo coração e pensar um pouco nos riscos que estamos correndo.Fazemos tanto pela saude das pessoas , mas quem esta se preocupando conosco?Acho que este deputado é o unico, pq td bem alguns locais remanejarem, mas e os onibus lotados que temos que pegar muitas vezes com os vidros todos fechados, e vc vai abrir e te xingam pq dizem que esta frio.
    parabens deputado que deus te ilumine muito e ilumine a cabeça das pessoas que estao a sua volta , que pensem um pouquinho no futuro de amanha que são os nossos filhos. abçs

  19. HELENA SOARES
    quarta-feira, 19 de agosto de 2009 – 16:05 hs

    ESTOU GRAVIDA DE 4 MESES E TRABALHO EM UM FARMACIA ATÉ AGORA NÃO INFORMARAM NADA SOBRE AFASTAR DO SERVIÇO….SERÁ QUE TENHO DIREITO?

  20. Gleiciane
    sábado, 29 de agosto de 2009 – 9:31 hs

    Achei uma atitude bem eficaz, mas me preocupo, pois trabalho em uma empresa privada diretamente com o publico atendo pessoas de todo país e gostaria de uma atitude com relação às empresas privadas, estou grávida de sete meses de um menino, assim como eu sei que existem muitas grávidas com a mesma preocupação gente é meu 1º filho tenho 22 anos e não quero correr o risco de me contaminar e até mesmo morrer, sei que a situação é critica pro país. Mas precisamos de uma solução, gostaria muito de uma solução, pois patrão não pensa em doença de funcionário eles querem é dinheiro, infelizmente! Peço que façam algo que possa resolver essa questão. Obrigada!

  21. Carem
    quarta-feira, 9 de setembro de 2009 – 10:50 hs

    Olá estou gestante e trabalho dentro de um hospital (na recepção), porém ninguém tomou a atitude de me afastar, gostaria de saber como devo agir, pois acho que onde trabalho é um local de muito risco, alem disso, não é disponibilizado para os funcionários nenhum material de segurança como mascaras de proteção e alcool em gel para igienização.

Deixe seu comentário: