"Encalhe de navio prova que governo Requião é inepto", diz Rusch | Fábio Campana

“Encalhe de navio prova que governo Requião é inepto”, diz Rusch

navio

Não foi por falta de aviso. O deputado Elio Rusch (DEM), líder da Oposição na Assembleia, disse hoje, durante a sessão em plenário, que o encalhe de um navio carregando 30 mil toneladas de fertilizantes na última sexta-feira, na entrada do Canal da Galheta, demonstra o descaso com o problema por parte da administração do Porto de Paranaguá.

“Há pelo menos três anos, estamos alertando o Governo do Paraná sobre o risco do encalhe. Infelizmente, isso acabou acontecendo. O governo adiou licitações, fez só agora uma dragagem emergencial com uma empresa em que a draga apresentou problemas e nada foi resolvido. Tanto é que o navio encalhou. Isso prova que o governo Requião é inepto”, disse Rusch.

A embarcação de bandeira cipriota, chamada UBC Salvador, ficou parada no canal até às 17h30 de sexta-feira, quando a maré alta permitiu que ela retornasse para a área de fora da Baía de Paranaguá.


25 comentários

  1. Olegario M Dias
    segunda-feira, 29 de junho de 2009 – 18:26 hs

    Ué!
    Mas não teve dragagem?
    Ou foi só para algum primo da vez levar algum, fácil, fácil, mole, mole?

    VAMOS PEDIR O IMPEDIMENTO DO GOVERNADOR

  2. Inepto?
    segunda-feira, 29 de junho de 2009 – 18:43 hs

    Inepto e imbecil, rei do nepotismo…e por aí vai…………

  3. BREAK
    segunda-feira, 29 de junho de 2009 – 18:48 hs

    É mais uma vez esta provado que o atual governante deste Estado não tem feito nada para melhorar a imagem do Paraná diante do nosso território Nacional e nem fora dele. Governante irresponsável. Ou melhor responsável por tudo de ruim que acontece em nosso glorioso Paraná. Em 2010 daremos a ele o que tem dado ao Paraná ( NADA).

  4. segunda-feira, 29 de junho de 2009 – 19:41 hs

    Pessoal, não dá pra esperar nada desse governo desqualidicado. Agora estavam fazendo a dragagem, talvez por metado do preço, mas como tudo no Paraná que sai da mao desses incompetentes, simplesmente não termina…será que a draga estragou?????

  5. parnanguara
    segunda-feira, 29 de junho de 2009 – 20:22 hs

    Onde esta o corrupto do eduardo requiao para responder agora …salvo em brasilia …deixou um laranja no lugra

  6. o faxineiro
    segunda-feira, 29 de junho de 2009 – 20:46 hs

    Que bom que fosse só o navio encalhado, quem está parado e encalhado a sete anos é o Paraná, com esse discurso fajuto do “Chavez cover”……

  7. josé
    segunda-feira, 29 de junho de 2009 – 20:54 hs

    Pergunta:

    Em função dos prejuízos causados à economia do Estado do Paraná, eles podem ser processados por “gestão temerosa”?

  8. jango
    segunda-feira, 29 de junho de 2009 – 21:08 hs

    O governo não é inepto, o governo é incompetente e irresponsavel. Ineptos, lamentavemente, são todos os outros que até de longa data se colocaram contra estas atitudes do governo em relação ao Canal da Galheta, vociferaram, moveram ações judiciais e, não obstante, o encalhe aconteceu. Aí se inclui a Justiça, que se foi chamada a atuar, não conseguiu por cobro à necessidade de prevenir o fato. Nada mais espanta, tudo é normal. Estamos mal e achamos que faz parte do show.

  9. segunda-feira, 29 de junho de 2009 – 21:15 hs

    IRRESPONSÁVEL E INEPTO para esse Requião é elogio.
    Só cuidado não vamos deixá-lo no governo nem em cargo federal de novo não.
    Além de que ande de braço dado com a bamda podre de Brasilia

  10. segunda-feira, 29 de junho de 2009 – 21:35 hs

    Eu já tinha visto muito administrador ruim passar pelo porto, mas o mano Eduardo superou a todos. Um sujeito imcompetente, achacador, boquirroto e arrogante. Paranaguá e Antonina vão precisar de outros seis anos para recuperar-se de todos os desmandos praticados por este insano.

  11. Francisco Quadros
    segunda-feira, 29 de junho de 2009 – 22:04 hs

    Assino embaixo do que disse o deputado Rusch. E digo mais: todo mundo sabe desse problema. Pior foi o deputado (pau madado do Requião) Luís Maurício Arruda Mello Silva Romanelli: disse que o culpado é o comandante do navio e também o leme da embarcação, além de um banco de areia que deve ser filiado ao PSDB. Vergonha total. E tudo fica por isso mesmo. Pobre Paraná….

  12. R.Silva
    segunda-feira, 29 de junho de 2009 – 22:09 hs

    Provas da inépcia, hipocrisia, demagogia, nepotismo, imcompetência, irresponsabilidade desse déspota é o que não faltam. Mas pode piorar. Por exemplo, quando a Polícia Civil parar! Falta bem pouquinho…
    REQUIÃO NÃO!!!

  13. Parnanguarinha
    segunda-feira, 29 de junho de 2009 – 23:05 hs

    Escória.
    6 anos é pouco.
    Paranaguá entregue nas mãos de um babaca e o porto entregue nas mãos de um laranja, depois de passar 6 anos nas mãos de um incompetente.
    Uma geração terá que trabalhar para recuperar a cidade, seu prestígio e sua riqueza.

  14. terça-feira, 30 de junho de 2009 – 8:53 hs

    Toda vez que atraca um navio em Antonina,a pergunta que fica é?Será que o navio consegue sair do lugar?

  15. bimbo
    terça-feira, 30 de junho de 2009 – 9:30 hs

    Campana, eu soube que navios estão entrando ainda na baia de Paranaguá devido à crise, pois os fretes no mundo estão raros e os armadores para não ficarem no prejuízo carregam até meia carga nos navios.

  16. Bagre no Sangue
    terça-feira, 30 de junho de 2009 – 9:53 hs

    O absurdo da situação é que muitos sabem (e como sabem) das falcatruas as quais sempre serviu a APPA (leia-se Porto de Paranaguá e Antonina) para sujeitos maus intencionados que por lá já passaram e continuarão passando. Afinal até estádio de futebol (ou arena se preferir) foi construida (financiada) com dinheiro do Porto e nada se fez para se expor o fato. O litoral do Paraná é apenas lembrado nos momentos de interesse estadual ou nacional e só servem de bode expiatório para a podridão que já não fazem questão de esconder (afinal nunca houve punição para os envolvidos). De certo modo, o cidadão comum, igual a mim e outros tantos sem “títulos” ou pertencentes a “elite” (política ou não), se resolvem falar, tornam-se alvo de processos e humilhações por não terem a “máquina a seu favor (entendam o que quiserem…)”. Quanto ao desmando do atual governador e sua família, esta conversa de imprensa não vai levar a nada, afinal também não sei na real, qual é o interesse dos que agora resolvem fazer barulho. O certo é que papel aceita tudo… Resolverem a questão é o que Eu e muitos litorâneos queremos ver! Afinal o que que existe em comum entre o TCP e as Ecovias???

  17. POVO DE PARANAGUÁ
    terça-feira, 30 de junho de 2009 – 11:23 hs

    O ano que vem tem eleição,nunca votei no Baka , mas se for como Osmar Dias falou que se ele ganhar o superentendente do porto vai ser o Baka ,eu voto nele por Paranaguá.

  18. UM EX-PETISTA
    terça-feira, 30 de junho de 2009 – 11:47 hs

    O ATUAL “SUPERINTENDENTE” DO PORTO DE PARANAGUÁ, QUE É CONHECIDO NAQUELA CIDADE LITORÂNEA COMO “DANIEL FIÉL DO PNEUS”, É UM “ANALFABETO” EM MATÉRIA DE PORTO, JÁ ESTEVE ATÉ DETIDO NA DELEGACIA DE POLÍCIA DE PARANAGUÁ, E QUE FOI COLOCADO NAQUELE CARGO PELO “MANO” DO ATUAL GOVERNADOR, QUE PENSA QUE É O “DONO” DAQUELE PORTO, PARA ESCONDER AS SACANAGENS DO MESMO, COMO TER A SUA DISPOSIÇÃO NO ESCRITÓRIO DA REPRESENTAÇÃO COMERCIAL, EM BRASÍLIA, – PARA ENFEITE – 04 FUNCIONÁRIAS COMISSIONADAS, CUJOS SALÁRIOS SÃO PAGOS PELA ADMINISTRAÇÃO DOS PORTOS DE PARANAGUÁ E ANTONINA, O QUE É UM CASO DE POLÍCIA FEDERAL, POIS O PORTO DE PARANAGUÁ, PERTENCE AO GOVERNO FEDERAL, E PARA ADMINISTRAR O MESMO, TEM QUE TER UMA “VIDA PREGRESSA” IRRETOCÁVEL.

  19. cejota
    terça-feira, 30 de junho de 2009 – 12:08 hs

    inepto
    adj.
    adj.
    1. Que tem inépcia. = inapto
    2. Néscio, tolo.
    3. Disparatado, absurdo

    realmente é muito pouco

  20. nei
    terça-feira, 30 de junho de 2009 – 12:47 hs

    Eu não entendo, mas pergunto. Se o porto é tão ruim assim porque os navios continuam atracando lá. É o unico porto que dá lucro, essa realidade contradiz tudo o que escrevem contra. Prefiro crer na realidade do que no escrito. no que dizem. Os navios atracam, recebem a carga e saem. Essa é a realidade para mim. O resto não tem importancia.

  21. Rossby
    terça-feira, 30 de junho de 2009 – 14:16 hs

    Ihhh nei….no começo vc já se respondeu… Vc não entende e escreve sobre o que não entende…
    Se operar do modo como o Porto de Paranaguá opera está bom para vc… então já pode se candidatar à Superintendente da APPA… afinal vc está no nível de entendimento de logística portuária que o gajo que lá se encontra neste momento…
    Vai lá…manda seu curriculum… corre o risco de ser aprovado…

  22. terça-feira, 30 de junho de 2009 – 14:44 hs

    Olha meu caro Nei, voce em matéria de porto é de uma ignorância Requionica.

  23. Rock
    terça-feira, 30 de junho de 2009 – 20:39 hs

    É isso ai Nei, a verdade incomoda os Tucanos privatistas. Para eles o Porto já devia estar nas mãos das Multi Nacionais, para explorar as industrias basileiras.

  24. Rock
    terça-feira, 30 de junho de 2009 – 20:40 hs

    digo, brasileiras.

  25. Francisco
    terça-feira, 15 de dezembro de 2009 – 17:15 hs

    Rock… nei… realmente concordo com os senhores que se deve focar os problemas em fatos e situações comprovadas, e mesmo passado tantos meses a respeito da referida discussão, o fato é que independente da situação de um local e das dificuldades que a mesma apresenta, além de considerar as leis e necessidades pertinentes a que um porto deve seguir e realizar para o seu “perfeito” funcionamento, o que vem ao caso é o comparativo “imbecil” que se alguém usa, quer dizer que está bom (como uma estrada toda esburacada), e que se da lucro (se não der o mínimo, com pode estar aberto?!?!), está bom (isto quando os números e comparativos não estão mascarados), é uma resposta simplista de pessoas leigas do assunto, e que principalmente deveriam ter as informações do fatos reais que ocorreram para dar uma opinião a respeito, para não distorcerem a realidade e atrasarem ainda mais as devidas reformas, ou entendasse simplesmente de mudança de governo e/ou de lideranças que tem causados inúmeros prejuízos para a sociedade, aonde o tempo e comentários infundados tem causado o apaziguamento e esquecimento de situações deste tipo.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*