Os riscos do aeroporto do Bacacheri

Se não bastasse uma casa de fogos, três postos de gasolina e centenas de casas no entorno do Aeroporto do Bacacheri, agora sabe-se também que pelo menos 80 árvores do terreno do Clube Duque de Caxias estariam atrapalhando a visibilidade dos pilotos na chegada ao aeroporto.

A Infraero pede para que o clube permita a retirada das árvores que ficam em área de 100 mil metros quadrados. São pinos e araucárias que tem entre 30 e 40 metros de altura. O principal argumento da Infraero é de que as árvores estão ferindo a rampa de aproximação, ou seja, colocando em risco a segurança de pouso.

Mas com os sócios não tem acordo. Em uma assembléia no sábado eles decidiram: as árvores não serão cortadas, a não ser que a justiça determine. O argumento dos sócios é de que o clube chegou antes; ou seja, os incomodados que se mudem.


44 comentários

  1. THE DARK MAN
    segunda-feira, 27 de outubro de 2008 – 15:33 hs

    Estamos falando de vidas pessoal, esse burguesia canalha tem que ceder, imaginem que acontece uma fatalidade e algum avião se enrosca em uma arvore??? Além da possibilidade explodir ha a possibilidade de firar membros deste clubinho de 5ª categoria que só olha para seu umbigo.
    Que o ministério publico tome alguma providência antes que aconteça algo grave com alguém.

  2. THE DARK MAN
    segunda-feira, 27 de outubro de 2008 – 15:34 hs

    Estamos falando de vidas pessoal, esse burguesia canalha tem que ceder, imaginem se acontece alguma fatalidade e um avião se enrosca em uma arvore??? Além da possibilidade explodir ha a possibilidade de firar membros deste clubinho de 5ª categoria que só olha para seu umbigo.
    Que o ministério publico tome alguma providência antes que aconteça algo grave com alguém.

  3. Caxias
    segunda-feira, 27 de outubro de 2008 – 15:50 hs

    O Clube existe a mais de meio século com área neste mesmo local, nunca foi levando uma questão a esse respeito, agora de uma hora para outra querem retirar mais de 80 árvores de preservação ambiental, se vierem com laudos técnicos embasados e com a intervensão do IAP e do MP não nos negamos a conversarmos e chegarmos em um acordo, mais não é assim do nada que alguém vai entrar em propriedade particular e retirar quase uma centena de árvores muitas delas já tombadas pelo patrimônio público!
    Será que o Aeroporto do Bacacheri se encontra em uma área adequada para a aviação, quase no meio da Cidade de Curitiba?
    Se as árvores poe riscos aos aviões! Quiais os riscos estes aviões impõe a população da região diariamente? Com a palavra as autoridades competentes da área?

  4. Zé do Coco
    segunda-feira, 27 de outubro de 2008 – 15:54 hs

    Isso é fácil de resolver: desapropriação do tal clube a bem do interesse público, pelo preço declarado em imposto de renda.
    E já deveriam ter ingressado com tal ação.

  5. bagualla
    segunda-feira, 27 de outubro de 2008 – 16:00 hs

    Calma ” the dark man ” uma coisa é o que o clube decide, outra coisa é a real necessidade em função de se colocar em risco vidas de terceiro…..que a justiça se posicione e retire as arvores e PONTO! Não cabe ao clube este tipo de interferencia quando interesses maiores colocam risco de vida!!! Kd a Justiça? Ministério Publico??

  6. O PROFETA
    segunda-feira, 27 de outubro de 2008 – 16:22 hs

    Que o primeiro a morrer na grande catástrofe aérea que está por vir seja um dos membros desse clube. Porque… vai acontecer uma tragédia EM BREVE!

  7. Tragédia Anunciada
    segunda-feira, 27 de outubro de 2008 – 16:25 hs

    Cuidado gente com a burguesia de clude, com que moral esse povo carnicento quer mudar uma situação mundialmente respeitada.

    Ker arvore vão fazer reflorestamento, se cair aviões no clubinho dos mocinhos vem com um processo e ainda escracha o aeroporto, ou não?
    Parem seus ricos de meia tijela quer clube montem o de voces.

  8. Guilherme
    segunda-feira, 27 de outubro de 2008 – 16:29 hs

    Alô alô dark side. Lembremos que, como bem frisa o blogueiro no título, os “ricos” aviadores, também defendem o próprio umbigo. Lá de cima então, é que não se pode enchergar o umbigo alheio. O clube chegou antes e não têm que torrar a careca dos sócios velhinhos só para os fly boys nostálgicos se aventurar dizendo yupiii! Infraero é… sei

  9. Joao da Silva
    segunda-feira, 27 de outubro de 2008 – 17:02 hs

    Certissimo o clube, nunca deu problema as araucarias agora não pode ? Banana pra esses babacas!

  10. segunda-feira, 27 de outubro de 2008 – 17:11 hs

    O Aeroporto que se mude, pois o Bacacheri é uma zona de concentração de resid^^encias, e esse aeroporto só serve para avões de pequeno porte, que procurem área adequada em lugares mais ermos.

  11. Noite Clube
    segunda-feira, 27 de outubro de 2008 – 17:14 hs

    Tomara que pegue fogo nos foguetes, que caia 10 aeronave e que o clube continue com as sua preciosas avores milenar…..

    Não tão vendo que o clube tem um monte de velhos gaga broxas que não tem o que fazer e fica torcendo por tragédias mundiais, mexam com os dondocas inrrustidos eles são os donos da verdae, tem gente desse clube que ficou rico com desmatamento ai ali nesse caso e mais ipocrita que a propria lingua.

  12. Carlos
    segunda-feira, 27 de outubro de 2008 – 17:24 hs

    Um pouco de calma com o assunto. As arvores vão sair, trata-se de pinus e eucalipto, madeira exotica, que quando fora do contexto produtivo somente causa uma série de transtornos. E pelo meu ver, esse é um assunto que interessa a Infraero e ao Clube.

  13. Mario
    segunda-feira, 27 de outubro de 2008 – 17:25 hs

    Vamos la!!!
    O clube Duque de Caxias tem mais de cem anos!!!
    e um clube tradicional, de classe media…
    as 80 arvores, sao na sua maioria pinus , eucalipto e alguns alfeneiros, TODAS Exoticas….
    O clube ja fez varios projetos para fazer a correcao destas arvores.
    se a infraero quiser ela deve conseguir a documentacao e a Secret MUNICIPAL do Meio ambiente autorizar o corte das arvores.
    Elas nao tem interesse ambiental!!!!!
    Marrio

  14. jango
    segunda-feira, 27 de outubro de 2008 – 17:40 hs

    É preciso voar mais alto – Curitiba não está se preparando para dar o salto necessário à readaquação da cidade. São necessárias intervenções sérias e importantes. Onde está o planejamento da cidade ? Onde estão os órgãos municipais que pararam no tempo e nas suas planchetas ? De repente acabam aparecendo as pontas dos iceberges das crises ou dos pontos críticos (trânsito, aeroporto, ocupações, etc). É preciso decisão, caso contrário, os problemas vão se avolumando. Aí vem a nova composição da Câmara Municipal ? Está ela qualificada para este desafio ou estão vendo só a ponta de seus narizes ? E o Sr. Prefeito – vai pensar grande onde precisa, sem temer a necessidade das intervenções urbanas de vulto, ou já está pensando nas próximas eleições ? Estamos mal em planejamento. Que cidade queremos daqui a vinte anos ? Acorda, gente !

  15. TIO DIDI
    segunda-feira, 27 de outubro de 2008 – 18:14 hs

    quem disse que burguesia frequenta clubinho de 5º categoria??????????????????se a burguesia frequencia tal clube é porque ela é no minimo excelente……( e chegou antes)

  16. Palavra Final.
    segunda-feira, 27 de outubro de 2008 – 18:35 hs

    Gente, com a palavra a Sorbonne do Juvevê. Não é lá que se reolve tudo em termos de planejamento? Lá não se concentra (como dizem por aí) as maiores e melhores cabeças do Paraná e Brasil? Achamos que a Sorbonne deve ser consultada pois é um assunto de alta relevância.

  17. HA! HA! HA! HA!
    segunda-feira, 27 de outubro de 2008 – 21:25 hs

    Vai ser uma disputa muito engraçada da reacionária classe média provinciana que se acha burguesa e seus alfeneiros contra os verdadeiros burgueses e suas possantes aeronaves!

  18. Junior
    terça-feira, 28 de outubro de 2008 – 1:44 hs

    Nem um, nem outro!
    Primeiramente, quando o campo de aviação foi construído ali, como o nome de Aeródromo da Graciosa, a região era deserta. Portanto, para quem defende que o aeroporto deve sair do meio das casas, digo que as casas não deveriam ter sido construídas ao redor do aeródromo!

    Em segundo lugar, as árvores estão lá há anos, e somente agora faz-se esse sensacionalismo todo. A construção do Moinho Curitibano, que fica na rua Nicarágua, atrapalha bem mais a aproximação para a pista 18 do Bacacheri do que as árvores da Duque. E ninguém fala nada! Vão demolir o moinho? Claro que não!

    Então, deixem as árvores lá e o aeroporto tbm. Se os comandantes não acharem seguro o pouso pela 18, simplesmente alternem para o Afonso Pena, esperem o vento favorável e aproximem pela 36 (que, aliás, está cheia de casas tbm, e no Natal uma delas faz uma decoração absurdamente alta e ninguém reclama. Uééé, cadê o Campana pra falar sobre isso???)

  19. Zé do Coco
    terça-feira, 28 de outubro de 2008 – 10:01 hs

    Já que não existe vontade política, HÁ uma solução conciliatória e que merece ser avaliada: o Bacacheri se converteria em heliporto e todas as demais atividades se deslocariam para o Afonso Pena.

  20. nilmar
    terça-feira, 28 de outubro de 2008 – 13:17 hs

    Planejamento em Curitiba? O único planejamento que existe por aqui é o planejamento de marketing: “Coração Curitibano”, “Fica Beto” e outras idiotices. É isso que eles dão pro povão. É mais ou menos como dar pipoca aos macacos no ridículo Passeio Público.

  21. Sou piloto
    terça-feira, 28 de outubro de 2008 – 14:55 hs

    Sou piloto e opero no bacacheri, sabemos que é um risco essas árvoes.
    Já que não querem derrubar, cortem pelo menos a metade, e outra coisa, o aeroporto sempre foi aqui no bacacheri desde 1932 e pela história do clube duque de caxias ele veio pra ca em 1933, então o clube deve se retirar.

    Muito Obrigado.

  22. THE DARK MAN
    terça-feira, 28 de outubro de 2008 – 15:10 hs

    Da-lhe piloto…fim da discussão, fora clubinho…

  23. Eduardo!
    terça-feira, 4 de novembro de 2008 – 12:54 hs

    Mais facil entao seria… desapropriarmos todo o bairro do bacacherii… pois atrapalha a segurança do pouso dos “burguesinhos” com os seus jatinhos de 9 milhoes… nada contra eles… apenas uma questão de segurança!!!

  24. Edilson
    terça-feira, 4 de novembro de 2008 – 14:31 hs

    Pelo jeito o dramático “Dark Man” não conhece a fundo nem o Clube, tão pouco a realidade da dificuldade de pousar aviões.
    1º lugar, O Clube Duque de Caxias não é formado por burgueses canalhas e nem é um clube de 5ª categoria. E sim formada por pessoas conscientes de um clube bem organizado, estruturado e arborizado, criado em local de banhado, que graças aos pinus e eucalíptus ali plantados por seus dirigentes ajudaram a secar o terreno, possibilitando a formação de um lindo bosque com várias espécies de arvores e pássaros.
    Também gostaria de deixar claro, que nós sócios não somos contrários a segurança de vôo, e sim a forma com que querem fazer uma derrubada de árvores.
    Percebi também que tem muita conversa fiada de pessoas que parecem não ter conhecimento real do fatos.
    Já conversei com alguns pilotos, que me afirmaram não ter dificuldade nehuma em pousar no aeroporto do Bacacheri!!! o que será então que move tanta pressa em derrubar as árvores? que interesses são estes???

    E por que corte? por que não, apenas podar, algumas árvores mais altas? São estas as indagações que nós sócios fazemos.

    Por isso solicitamos assembléia, e vamos descidir a nossa posição.

    Por hora peço calma e cuidado em seus comentários.

  25. helena mueller
    terça-feira, 4 de novembro de 2008 – 20:04 hs

    A questão não é a de que o clube chegou antes. A questão é o corte de 140 árvores e a proposta do Clube em aumentar este número para 265. A questão é o que poderia estar or trás da insistência da INFRAERO. A questão é o incomodo que um aeroporto maior causará à região. A questão é o fim do “paraíso ecológico” do qual todos os sócios da Duque se orgulham. A questão é…..

  26. Piloto
    quinta-feira, 6 de novembro de 2008 – 22:12 hs

    O dia que um avião cair no “paraiso ecologico” e por fogo em tudo, e matar tanto pessoas em terra como as do avião, ai sim vcs vão ver o pq a infraero quer tirar as arvores..

    como ja foi dito, cortem metade das arvores desse “paraiso ecologico” que vcs falam.

    Outra coisa, a cidade cresceu em volta do aeroporto, assim como foi com congonhas, mas a população não enxerga isso.

    Mais uma coisa, pilotos que falam que é tranquilo pousar no bacacheri, devem ser os que usam aviões de pequeno porte, e mesmo assim, dependendo do avião, aquilo é um risco.

    O clube visto de cima é muito bonito sim, porem tenham juizo, cortem pelo menos a metade , deixem mais baixa as arvores. Vão poupar vidas tanto de um lado como de outro, e como diz a segurança de voo, se vc acha que segurança de voo custa caro, experimente um acidente.

  27. Derci
    quinta-feira, 6 de novembro de 2008 – 22:22 hs

    É revoltante ver que a decisão de um pequeno grupo de Nobres Ignorantes coloca em risco a vida de tripulantes, passageiros, AOS MORADORES da região (e pasmem!) aos próprios frequentadores do clube.

    Mais triste ainda é constatar a completa APATIA da população frente à um risco eminente. Lembro que as árvores no prolongamento do eixo da pista prejudica as decolagens e também o pousos. Muitos se esquecem que a distância da pista disponível para pouso na cabeceira 18 é menor, o que certamente reduz os niveis de segurança.
    O que quero dizer com isso é que tal problema afeta diretamente os moradores de ambas as cabeceiras!

  28. Edilson
    sexta-feira, 14 de novembro de 2008 – 17:18 hs

    Esclarecendo: Nós sócios do Clube Duque de Caxias não somos contra a poda das das árvores para aumentar a segurança de pousos e decolagens. Somos contrários a ação arbitrária do corte total de 224 árvores como nos foi colocado. E é por isto que estamos realizando este movimento, para fazer o que realmente for necessário para garantir a segurança aérea. Não somos nobres e muito menos ignorantes, apenas estamos evitando uma ação irresponsável de corte total de 224 árvores sem que haja uma real necessidade. Com um pouco de bom senso acredito que que chegaremos a um ponto de equilíbrio.

    Abraço

  29. Salvador Hirth
    quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009 – 14:43 hs

    Será que o Governador Roberto Requião sabe do risco que aquelas árvores representa para a aviação e para os moradores nas proximidades do Clube Duque de Caxias? O próprio governador e os pilotos do Hangar do Estado também correm riscos quando pousam na pista 18 do aeroporto do Bacacheri. As árvores não precisam ser todas cortadas, apenas aquelas que ferem a rampa. Imagine o estrago que causaria um C500 a quase 300 km por hora com seus 5000 quilos, a tragédia seria grande e podemos impedir isso. Não entendo a ausência de ação, o valor estético das árvores numa área tão limitada não pode ser comparada ao valor das vidas ameaçadas! E ainda existe a ameaça dos bandos de pássaros (quero quero) nas proximidaes e sobre a pista do aeroporto. Quem não sabe que a ingestão de um pássaro em cada turbina vai derrubar com certeza um jato cheio de querozene na decolagem? É preciso um mínimo de bom senso! É isso.

  30. Mais um!
    sexta-feira, 13 de março de 2009 – 4:43 hs

    Edilson disse: “Não somos nobres e muito menos ignorantes, apenas estamos evitando uma ação irresponsável de corte total de 224 árvores sem que haja uma real necessidade. Com um pouco de bom senso acredito que que chegaremos a um ponto de equilíbrio.” – Sexta-feira, 14 de Novembro de 2008 – 17:18 hs.

    Gostaria de salientar o ponto em que ele disse sobre a REAL NECESSIDADE, e PONTO DE EQUILÍBRIO. Estes pontos e necessidades só serão obtidos quando um sócio do clube sofrer algum incidente, ou acidente por causa da altura das árvores, e a partir de tal o clube fará a maior turba por causa do aeroporto, sendo que o clube em si não tomou providências internas para evitar tal ocorrência. Ah, antes que me esqueça, tudo isso por causa de pinus, que de exótico não tem nada, são meras pragas utilizadas no reflorestamento.

    O que custa podar algumas árvores na direção da pista 18?

  31. New Pilot PP-A ACP
    sexta-feira, 25 de setembro de 2009 – 12:25 hs

    É impossível que com tanta tecnologia e opções de mudanças para tudo e para todos, não exista e possibilidade de mudar uma arvore de lugar, hoje em dia aqui no Brasil já estarão sendo implantada a técnica de mudança de residências de seu terreno atual para outra área que o proprietário, daqui alguns anos já não será mais chama de imóvel e sim de lar móvel, e porque não arrumar uma estratégia para mudar as árvores como vi em umas das reclamações, o clube existe a mais de meio século, e as arvores, porém não nascem de um tamanho só elas crescem e com este meio século as arvores tomaram um tamanho ta alto que tiveram por este motivo deslocar a cabeceira da pista por vários metros à frente, tornando o pouso mais curto e muito mais arriscado para os pilotos mais experiente, imaginem os novos pilotos que estão em treinamento nas instituições localizadas neste aeroporto.
    A ordem é segurança acima de tudo porem está vendo que o clube não concorda com isto pelo que me parece querem mesmo que ocorra algum acidente para que assim possam culpar o aeroporto por funcionar sabendo do risco, então se houver vitimas não vão querer saber se foi culpa da arvore e sim será a culpa do piloto por não ter experiência?
    A necessidade do aeroporto para a região é fundamental para o crescimento da mesma, se torna ridículo utilizar a frase “Os incomodados que se retirem” o aeroporto não este incomodado e sim o clube esta por saber que tem um porte e importância muito abaixo do que o aeroporto, e com isto estão criando este caso ridículo para parecerem mais importantes.
    A situação se resume em uma única solução, devera SIM ser autorizado o corte das arvores e eu tenho certeza que, se o aeroporto pedir ajuda a todos que La trabalham e estudam terão a ajuda para replantar em dobro estas arvores que serão cortadas não por motivo banal e sim PELA SEGURANÇA DE TODOS EM VOLTA DO AEROPORTO E DOS PILOTOS QUE ALI SE ARRISCAM PARA POUSAR OS AVIOES.

    A todos obrigado pela atenção, e aos Pilotos um bom vôo.

  32. New Pilot PP-A ACP
    sexta-feira, 25 de setembro de 2009 – 13:24 hs

    Obs: é logico que, se for pensar direito sao varias arvores 80 se nao estou enganado, e sei que ha um grande custo quanto a mudança e que nao seria uma simples mudança, mas o final do texte revela a real intenção.

  33. Valdecir
    sábado, 26 de dezembro de 2009 – 22:21 hs

    O problema náo é cortar cem ou duzentas árvores, se isto resolvesse, cortariam-se estas árvores e se plantariam quinhentas árvoes. Acontece que pra quem mora no Bacacheri e adjacências, estes aviões encomodam o tempo todo; ele começam a voar às 0700h e terminam às 2200h, e não tem sábado, domingo, feriado ou mesmo dia santo, é uma ”apurrinhação” o tempo todo. Depois de um dia cansativo de trabalho, não se consegue jantar ou mesmo assistir uma TV em paz. Aos domingos não se consegue almoçar em paz com a família, porque eles estão roncando em nossos ouvidos o tempo, mas parece um campo de batalha é monomotor que fica dando volta em redor da pista, é bimotor, é helicóptero, é jatinho de bacana, tudo isto pra satisfazer esta burguesia toda, tudo isto das sete da manhã até as dez horas da noite vive-se um verdadeiro inferno.

  34. Luciano
    quinta-feira, 17 de março de 2011 – 1:14 hs

    A Sede Bachaceri do clube Duque de Caxias foi adquirida em 1933 (www.clubeduquedecaxias.com.br). O Aeródromo está alí desde 1930, 3 ANOS ANTES QUE O CLUBE!!!!
    Agora, se há uma área residencial perto do um aeródromo, é culpa de quem foi idiota o suficiente para construiur sua casa ali.
    Pra quem não conhece e falava besteria sem conhecer, é um aeródromo de uso Militar e civil, onde além de pousos e decolagens, ha o serviço de controle do espaço aéreo e é uma referencia em manutenção e formação de pilotos. Ninguem o utiliza pra brincadeiras, inclusive ha empresas de UTI móvel no Bacacheri.

    Não vamos desperdiçar vidas por causa de 80 arvores como Pinus que só serve pra acabar com o nosso solo.

  35. Marcio
    quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 – 20:02 hs

    Prezados, boa noite!

    Vejo por meio deste email, pedir que a rota dos aviões do aeroporto do Bacacheri seja alterada ou melhorada, pois o barulho ensurdecedor que os aviões estão causando está insuportável. O dia todo, todos os dias, das 7 da manhã até as 22hs, de segunda a segunda. eu e minha familia não temos descanso. Não podemos descansar nos finais de semana, porque as 7hs da manhã de todos os sabados e domingos os aviões decolam e o barulho não nos deixa descansar. Tenho um bebê de 8 meses que não consegue dormir, pois os aviões passam muito perto do edifício. Não conseguimos escutar a televisão., não conseguimos estudar, ou simplesmente relaxar… não conseguimos fazer nada, só esperando o próximo barulho de avião decolando. Há alguns anos atras o aeroporto do Bacacheri não nos encomodava, não sei se porque a rota dos aviões era outra. Mas agora, está simplesmente insurportável, enlouquecedor. Os aviões decolam o dia todo, em todos os horários, aviões maiores, tipo jatos, aviões menor tipo “esquadilha da fumaça”. Aeroportos tem que ser do mesmo estilo do Afonso Pena em SJP afastado dos moradores e de predios. A impressão que temos é de que qualquer dia desses um deles irá atingir o prédio em cheio, pois eles passam muito perto, não dá mais… nao sei ate que ponto vou aguentar mais de alguma forma vou agir ou me mudando ou entrando na justiça.

  36. Carlos Alberto
    quinta-feira, 2 de maio de 2013 – 11:44 hs

    Esta na hora do Aeroporto do Bacacheri ser desativado, pois esta numa área altamente residencial, em vez disto estão aumentando o número de voos , inclusive de aeronaves A jato, que me parece estavam proibidas de usar este aeroporto. O barulho é cada vez maior , deveria ser um aeroporto para avião de helice e pequenos .

    Deve-se criar um abaixo assinado para a sua desativação.

  37. Moraes
    quarta-feira, 31 de julho de 2013 – 17:19 hs

    Sem conhecer a cidade, cometi o tremendo erro de comprar uma casa nos arredores do aeroporto. Em nenhum momento fui aviso pelo corretor sobre os ruidos causados pelas aeronaves. Certamente estaria longe do bairro se tivesse o conhecimento que tenho atualmente, pois alem dos ruidos, é de assustar tamanha impericia dos pilotos, basta analisar por 30 minutos os tipo de manobras e quao mal feitas sao realizadas. Fazendo um paralelo, vejo esse aeroporto como uma auto-escola para avioes, nao é a toa os casos de quedas que aconteceram no passado, inclusive com vitima fatal.
    Entendo os argumentos dos colegas acima, de que o aeroporto chegou antes das casas, mas isso nao justifica a permanencia do mesmo, afinal o progresso é inevitavel e a cidade cresceu, como sempre almejado, e nao faz mais o menor sentido ter um campo de aviacao no meio da cidade. Depois do meu erro em comprar a casa, o maior erro de todos foi a prefeitura entao permitir e legalizar residencias nos bairros jardim social e bacacheri.
    O movimento desse aeroporto é muito grande e frustante, pois a mesma aeronave fica subindo, dando a volta no bairro e descendo diversas vezes ao dia. Levando isso em consideracao esse aeroporto deve ser mais movimentado que o Afonso Pena. Seguramente alguma providencia deve ser tomoda o quanto antes.

    Nao imagino uma cidade decente em qualquer pais desenvolvido com uma situacao similar a essa.
    Sou sim a favor da remocao ou desativacao do aeroporto, e gostaria que isso acontecesse de forma rapida.

  38. Plinio Almeida
    sexta-feira, 2 de agosto de 2013 – 17:16 hs

    Interessante esses ultimos comentarios. Sou morador do bairro, porem um pouco mais distante da pista, e nao sofro tanto como meus colegas relatam acima, apesar de me incomodar constantemente com o grande movimento desse aeroporto e os ruidos de helice ou turbina.
    Concordo com o Moraes, a cidade cresceu, e dai que o aeroporto ja estava la ?
    Tem que sair, e tirar o risco dos residentes que vivem nos arredores, alem do chato barulho causado.
    Os chatos nao sao os moradores, ou pessoal do Duque de Caxias, chatos sao esses gestores que nao percebem a bomba relogio que tem nas maos ate um aviao desses colidir com uma casa ou cair no meio da avenida Fagundes Varela.

    Na nosso opinao (moradores) o Aeroporto deveria sim virar um parque, um centro de recreacao, algo que fosse mais util e seguro para a coletividade e nao para agradar meia duzia de pilotos aprendizes ou milionarios que querem descer nos seus jatinhos proximos ao centro.
    Esse aeroporto escolar deveria ser no interior do estado.

    Plinio

  39. Felipe Gabriel
    segunda-feira, 12 de agosto de 2013 – 11:47 hs

    Sera que o proximo sera no bacacheri ? Srs politicos , desativem esse aeroporto.

    12/08/2013 10h40 – Atualizado em 12/08/2013 11h11
    Avião da Esquadrilha da Fumaça cai e mata dois em Pirassununga, SP
    http://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/noticia/2013/08/aviao-da-forca-aerea-cai-e-mata-piloto-e-copiloto-em-pirassununga-sp.html

    09/08/2013 14h45 – Atualizado em 09/08/2013 18h25
    Pequeno avião cai sobre casas nos EUA
    http://g1.globo.com/mundo/noticia/2013/08/pequeno-aviao-cai-sobre-casa-nos-eua09082013.html

    7/07/2013 13h29 – Atualizado em 17/07/2013 13h29
    Sobrevivente de queda de avião está em estado crítico em hospital no AM
    http://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2013/07/sobrevivente-de-queda-de-aviao-esta-em-estado-critico-em-hospital-no-am.html

  40. Vlad Santos
    quinta-feira, 12 de setembro de 2013 – 19:31 hs

    Agora mais um…

    http://g1.globo.com/rj/regiao-dos-lagos/noticia/2013/09/piloto-morre-apos-queda-de-aviao-de-marica-no-interior-do-rj.html

  41. Joaquim Macia
    terça-feira, 12 de novembro de 2013 – 13:39 hs

    Pois é, esqueceram de falar desse aqui ainda

    http://www.bandab.com.br/jornalismo/geral/aeronave-faz-pouso-de-emergencia-no-bacacheri-com-problemas-tecnicos/

    É bem recente, ja to vendo quando cair sobre alguma casa…

    Aeroclubes como esse deveriam estar fora dos grandes centros, o interior do Parana tem muitos lugares mais propicios para isso, mas enquanto o governador ficar com o seu jatinho descendo no bacacheri, nada vai mudar.

  42. Felipe Amorim
    terça-feira, 12 de novembro de 2013 – 13:41 hs

    O Joaquim teve esse aqui tambem que caiu ontem, um aviao de instrucao.

    http://g1.globo.com/sao-paulo/sorocaba-jundiai/noticia/2013/11/aviao-de-instrucao-faz-pouso-forcado-em-jarinu.html

  43. Joaquim Macia
    terça-feira, 12 de novembro de 2013 – 13:44 hs

    Aeronave faz pouso de emergência no Bacacheri com problemas técnicos – Novembro / 2013 —- Quando sera o proximo ???!?????

    http://www.bandab.com.br/jornalismo/geral/aeronave-faz-pouso-de-emergencia-no-bacacheri-com-problemas-tecnicos/

  44. Rafa
    quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014 – 10:16 hs

    E agora para completar o incômodo e riscos temos uma escola de helicópteros rodando em nossos telhados das 08:00 até as 21:00, todos os dias, sábados e domingos praticando pousos e decolagens com 2 aeronaves a cada 5 minutos, não se pode falar ao telefone nem assistir TV. Estão criando um futuro aeroporto de Congonhas em Curitiba, depois não tira mais. Precisamos de união dos moradores e criar um abaixo assinado para retirar esta escola de Bacacheri transferindo para uma área isolada.

Deixe seu comentário: