Fábio Campana | Política, cultura e o poder por trás dos panos.

Jucá deve secar fonte de Requião

O PMDB fará uma reunião nesta quarta-feira (12) para decidir como será feita a divisão do fundo de financiamento de campanha. O presidente do partido, Romero Juca (RR), deve secar a fonte de recursos do senador Roberto Requião que comanda a sigla no Paraná. Adversários de Requião o acusam de malversar os recursos do partido em benefício próprio e de campanha do filho na disputa da prefeitura de Curitiba em 2016. Requião também é acusado de usar o dinheiro do partido para pagar multas eleitorais.

PSDB fecha questão a favor da reforma da Previdência

O PSDB decidiu nesta quarta-feira, 13, fechar questão em relação à votação da reforma da Previdência. O fechamento de questão significa que todos os 46 deputados devem seguir a orientação do partido, com a possibilidade de punição em caso de votarem de forma contrária. A legenda, porém, não deverá definir qualquer retaliação em caso de descumprimento.

Bolsonaro e Francischini, os mais influentes nas redes sociais

Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e Delegado Francischini (SD-R) estão na frente do ranking entre os deputados mais influentes nas redes sociais, conforme levantamento da FSB Comunicação. A coluna Painel da Folha de S. Paulo desta quarta-feira, 13, aponta que dos 20 mais influentes, 15 são contrários à reforma da Previdência. Bolsonaro, Francischini e Décio Lima (PT-SC), os três primeiros colocados no ranking, votam contra a reforma.

Previdência: Kaefer apresenta emenda em defesa dos municípios

A Reforma da Previdência é o principal debate deste ano no Congresso Nacional e o deputado Alfredo Kaefer (PSL-PR) apresentou uma emenda modificativa à PEC da Previdência que protege os interesses dos municípios brasileiros. A emenda prevê que as alíquotas dos entes locais não precisam estar vinculadas à definida pela União na PEC, mas que tenha como base a avaliação atuarial. “A mudança é fundamental, na medida em que a realidade do déficit da União e dos municípios é discrepante. Todos os municípios juntos têm um déficit que totaliza menos um décimo do exposto pela União”, justifica Kaefer.

Diante da relevância do assunto, a CNM (Confederação Nacional dos Municípios) abraçou a emenda de Kaefer e já iniciou a mobilização para sua inclusão na PEC.

Leia Mais »

“Vou brigar até as últimas consequências”, promete Lula


Durante reunião com deputados e senadores do PT nesta quarta-feira, 13, em Brasília, o ex-presidente Lula disse que vai “brigar até as últimas consequências” para provar que é inocente na sentença do juiz Sérgio Moro, que deve ser confirmada pelo TRF-4 no dia 24 de janeiro.

“Eu quero deixar vocês tranquilos. Quero ser inocentado e aí ser candidato”, afirmou; para Lula, o objetivo do julgamento no TRF-4 é tentar evitar que o PT volte ao governo. “Nós aqui no Brasil ainda estamos um pouco anestesiados”, analisou, para então propor que a militância reaja aos ataques dos adversários: “Só tem um jeito: reagindo. Quem achar que ficar quieta é a saída, não vai sobreviver”, disse.

No evento, o deputado Paulo Pimenta (PT-RS) foi eleito novo líder do PT na Câmara. Do blog 247.

Ciro pede a Lula que desista

Pré-candidato à Presidência em 2018, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) afirmou que a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é um “desserviço a ele próprio e ao país”, e que o julgamento do processo contra o petista pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), marcado para 24 de janeiro, “muda profundamente” o cenário para as eleições de 2018, caso Lula seja condenado e fique inelegível. Ao ser informado da data do julgamento, Ciro disse que torce para que o ex-presidente seja absolvido pelo tribunal mas que não concorra ao Planalto Do blog 247.

Todos pela reforma da Previdência

Os quatro governadores que compõe o Codesul, se reuniram em Porto Alegre e assinaram documento em favor da reforma da Previdência. Prometeram mobilizar os deputados federais de cada um dos estados para apoiar o projeto do governo Michel Temer. Estão convencidos de que se a reforma não for feita, o país sofrerá graves consequências. E lembraram que todos os estados do Codesul fizeram as reformas nas suas previdências estaduais, enfrentaram corporações e pagaram um preço político alto. Cida Borghetti, governadora em exercício, representou o Paraná e assinou o documento.

Ratinho Jr candidato a governador


Uma das manobras preferidas nesta fase da disputa eleitoral é dizer que o adversário não será candidato. A vítima agora é Ratinho Jr, que perde tempo desmentindo os concorrentes que dizem, como se fizessem grande revelação, que Ratinho Jr será mesmo candidato a senador.

Ora, pois, Ratinho Jr é o único que não tem qualquer obstáculo que lhe impeça disputar o governo do Paraná. E passou a figurar na ponta em todas as pesquisas de opinião. É candidato e não há o que lhe faça mudar de ideia.

O jogo não acaba em 24 de janeiro

O próprio Lula está convencido de que a sua participação como candidato nas próximas eleições ainda levará muito tempo, “muito mais do que gostaria o Moro”. “Os que deram o golpe não iriam mesmo conformar-se com um retorno de Lula à Presidência depois de tudo o que fizeram para encerrar o ciclo dos governos petistas. Mas o jogo vai além de Lula e não termina em 24 de janeiro”, escreve a colunista do 247 Tereza Cruvinel.

“Haverá ainda jogo jurídico, pois mesmo com Lula condenado e esgotados os recursos na segunda instância antes de agosto , ele pode reabrir a batalha judicial, nos tribunais superiores, quando tentar registrar sua candidatura e ela for indeferida. Poderá concorrer sub judice, como fizeram muitos prefeitos em 2016, com toda a carga de incerteza que isso traria para a disputa”, completa.

Moro acredita que Lula não conseguirá ser candidato

Radar On-Line, VEJA

Lula agora sabe quando o Tribunal Regional Federal começará a decidir seu futuro, no dia 24 de janeiro, data do julgamento do recurso do ex-presidente contra a condenação no caso do Tríplex.

Se os procuradores mantiverem a sentença de primeira instância, Lula ficará inelegível. E o que pensa o autor da decisão originária?

Reservadamente, Sergio Moro tem dito que não cogita a possibilidade de o petista conseguir disputar a eleição de 2018.

PF faz buscas na Câmara

O Globo

A Polícia Federal realiza buscas na Câmara dos Deputados, na manhã desta quarta-feira, em Brasília, no Distrito Federal. Os agentes atuam em dois gabinetes da Casa. Os alvos da ação, autorizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), são os deputados Carlos Gauguin (Podemos) e Dulce Miranda (PMDB), os dois do Tocantins.

Dulce é mulher do governador do Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB).

Os pedidos para a ação de hoje foram feitos feitos pela Procuradoria Geral da República (PGR) se referem 6ª fase da Operação Ápia, com objetivo de cumprir 16 mandados de busca e apreensão e além de oito intimações.

A ideologia partidária do paranaense

Perto de um terço (29,81%) dos parananenses, a maioria na pesquisa do IRG, não sabe qual sua ideologia partidária, mas 27,15% se declararam de direita e 24,64%, de centro. Na esquerda estão 11.02% e na centro-esquerda outros 2,84%. Na centro-direita, 4,54%. O IRG entrevistou 1,5 mil eleitores entre os dias 29 de novembro e 6 de dezembro em 150 cidades.

Estado brasileiro cria e perpetua elite

Joel Pinheiro da Fonseca, na Folha de S. Paulo

Dilma se reelegeu acusando seus adversários de pretenderem fazer um odioso ajuste fiscal. Uma vez reeleita, contemplando a catástrofe econômica e social que ela mesma criara, sua primeira providência foi fazer o ajuste fiscal. A história desse fracasso nós já conhecemos, e até hoje estamos às voltas com um ajuste que não sai -o governo Temer prevê deficit primário de R$ 159 bilhões neste ano.

É difícil cortar gasto público no Brasil, especialmente em tempos de crise, pois quem costuma sentir os efeitos do corte são os mais vulneráveis. A alternativa, que seria aumentar impostos, também não dá: já pagamos demais, recebemos de menos e isso travaria a economia, que precisa crescer.

Leia Mais »

Avaliar as estatais

Editorial, Estadão

Um dos grandes desafios do País é melhorar a governança das estatais. Com raríssimas exceções, sempre foi notório o déficit administrativo das empresas públicas, constatado por uma baixa eficiência e altos custos. O problema tornou-se especialmente grave com os governos de Lula da Silva e de Dilma Rousseff, que promoveram um explícito aparelhamento partidário das estatais. Era a canhestra tentativa de pôr todo o Estado a serviço dos interesses de um partido.

Naturalmente, depois de mais de uma década de deliberado esforço por perverter as estatais, há um longo caminho a ser percorrido. No primeiro semestre do ano passado, o Congresso aprovou a Lei das Estatais (Lei 13.303/2016), que estabeleceu alguns limites para a interferência do mundo político nas estatais. A lei fixou, por exemplo, requisitos mínimos para a composição do Conselho de Administração e da diretoria das estatais.

Leia Mais »

Julgamento de Lula em segunda instância será dia 24 de janeiro

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região agendou para o dia 24 de janeiro próximo o julgamento da apelação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do tríplex do Guarujá. A data foi marcada a pedido do desembargador Leandro Paulsen, revisor do voto do relator, que informou à Secretaria da 8ª Turma que já terminou seu trabalho. A decisão do TRF-4 definirá se Lula pode ou não ser candidato nas eleições de 2018. Se a condenação for mantida, o petista fica inelegível, e o cenário eleitoral sofrerá uma grande mudança. As informações são d’O Globo.

A análise da apelação do ex-presidente está sendo rápida. O desembargador João Pedro Gebran Neto levou apenas 142 dias para preparar seu voto, contados desde a sentença do juiz Sergio Moro, e encaminhá-lo ao revisor, Leandro Paulsen. Segundo levantamento do GLOBO, o texto do relator ficou pronto em menos da metade do tempo na comparação com a média de outros processos.

Leia Mais »

Ratinho Junior é conhecido por 94,57% dos paranaenses

Não se pode desconsiderar o dado revelado pela recente pesquisa do Instituto Ricieri Garbelini. O deputado Ratinho Junior (PSD) é conhecido por 94,57% dos paranaenses. O Instituto entrevistou 1,5 mil eleitores entre os dias 29 de novembro e 6 de dezembro em 150 cidades.

Entrevista antiga de Bolsonaro elogiando Chávez agita militância

Pré-candidato à presidência, o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) classificou como “jogo sujo” a divulgação nas redes sociais do conteúdo de uma entrevista de 1999 sobre Hugo Chávez, ex-presidente da Venezuela morto em 2013. Na época, Bolsonaro afirmou que a chegada de Chávez ao poder era uma “esperança para a América Latina”. O deputado ainda classificou o venezuelano como uma “pessoa ímpar”, afirmou que “gostaria muito que sua filosofia chegasse ao Brasil” e disse que não era anticomunista. As informações são de Adriana Ferraz no Estadão.

Na entrevista, realizada meses após Chávez assumir o poder pela primeira vez, Bolsonaro diz acreditar que ele faria no país vizinho o que os militares fizeram no Brasil em 1964, com muito mais força. “Ele não é anticomunista e eu também não. Na verdade, não tem nada mais próximo do comunismo do que o meio militar. Nem sei o que é comunismo hoje em dia.”

Leia Mais »

Na TV, Meirelles dirá que salvou economia duas vezes

No programa de televisão do PSD, que será veiculado no final do mês, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, pretende dizer sutilmente que salvou a economia brasileira duas vezes: em 2003, quando assumiu o Banco Central no primeiro mandato do ex-presidente Lula, e no começo do governo Temer. O presidente não gostará. As informações são de Murilo Ramos na Época.

Cida com Temer confirma investimentos no Paraná

A governadora Cida Borghetti tem audiência com o presidente Michel Temer nesta quarta-feira em Brasília. A reunião, às 16h30 no Palácio do Planalto, terá a participação da bancada paranaense e vai confirmar investimentos para a construção de 3.331 casas populares e para infraestrutura nos municípios. Os recursos são do Ministério das Cidades.