Fábio Campana | Política, cultura e o poder por trás dos panos.

Desmonte das UPAs

Uma das plataformas mais batidas na campanha de Rafael Greca era a que falava sobre saúde. Entre acabar com filas, melhorar serviços, agilizar atendimentos, prometeu mundos e fundos.

A novidade do momento é que a Secretaria Municipal de Saúde planeja fechar cinco das dez UPAs de Curitiba. A ideia é de que os locais sejam transformados de unidades de pronto-atendimentos para atendimento de especialidades.

Estão na lista as UPAs da Fazendinha, Boqueirão, Campo Comprido, Pinheirinho e Matriz (que fica dentro do Hospital de Clínicas), são bairros populosos, e quem mora nesses lugares, a partir da modificação, terá que encontrar atendimento em pronto-socorros ou hospitais credenciados pelo SUS.

A greve fez ensaio geral,
mas não parou o País

A greve geral de hoje não foi geral, nem foi tão extensa quanto imaginavam seus organizadores. Mas foi suficiente para criar transtornos na vida de todas as capitais brasileiras e algumas das grandes cidades do interior. Pode ser considerado um ensaio, com deficiências de condução política, para novos protestos. As causas são mobilizadoras. A maioria absoluta da população é contra as reformas e contra os governos.

O movimento conseguiu chamar a atenção da maioria, principalmente porque o transporte coletivo deixou de funcionar. Além da adesão de motoristas e cobradores, a militância organizada queimou pneus, interrompeu o trânsito e chegou a usar violência para segurar os que queriam seguir para o trabalho.

Leia Mais »

Ficha limpa

“Eu vou ter condições jurídicas de ser candidato porque não há nenhuma razão para evitar que eu seja.” Alvaro Dias (PV-PR), autor da PEC do fim do foro privilegiado aprovada pela CCJ, ao explicar que político sem problemas no Fórum não tem necessidade de foro especial.

João Arruda quer comissão binacional para abrir caixa preta da Itaipu

O deputado João Arruda (PMDB) pretende formar uma comissão parlamentar, entre deputados brasileiros e paraguaios, para abrir o que chama de “caixa preta” da Itaipu Binacional. A intenção de Arruda é fazer uma fiscalização conjunta sobre a empresa binacional, especialmente sobre os custos de salários e verbas para comunicação.

Batismo de fogo

As manifestações de hoje, além de protestos contra as reformas trabalhista e previdenciária, ganharam conotações político-eleitorais bem pontuais. A concentração defronte à sede da FIEP serviu de plateia para discursos também contra o presidente da entidade, Edson Campagnolo, que é cogitado para uma disputa majoritária no ano que vem, como senador ou vice em uma das chapas. É, por assim dizer, o batismo de fogo de Campagnolo, que sai do conforto da vida empresarial para a exposição no contraditório da vida política, que não é para amadores. Teve que ouvir denúncias acompanhadas de adjetivos chulos, daqueles que exigem retirar as crianças da sala.

Requião mostra 10 casos de abuso de autoridade

Este vídeo faz sucesso entre procuradores da República, juízes federais, policiais federais e todos os que se sentem atingidos pela campanha de Requião que, sob alegação de lutar contra o abuso de autoridade, procura construir obstáculos legais contra a Lava Jato. Logo ele, o campeão do abuso. Como se vê, o confronto de ideias na web deve adquirir tons de radicalização, o que também é uma especialidade do próprio Requião que em seu twitter desanca diariamente todos os que não concordam com ele ou ferem seus interesses. O vídeo mostra o senador Roberto Requião (PMDB) em 10 casos exemplares em que o agente público ultrapassa o limite do bom senso e descamba para a prática do abuso de autoridade prevista no projeto relatado pelo próprio Requião.

Ministério Público do Trabalho afirma: greve
é direito fundamental

Desde o início da semana, governadores e prefeitos do Brasil têm se pronunciado a respeito de descontar o dia de trabalho dos servidores que aderirem à paralisação. O Ministério Público do Trabalho declarou que a greve tem respaldo jurídico na Constituição Federal e nos Tratados Internacionais de Direitos Humanos ratificados pelo Brasil.

O texto assinado pelo procurador-geral Ronaldo Curado Fleury enfatiza o direito à greve e que compete aos próprios trabalhadores decidir se querem exercê-lo e por quais interesses o farão e apoia a motivação que está em pauta. Portanto, o MPT não apenas reconhece a legitimidade do movimento de hoje, como também se junta ao coro de que é contra à reforma trabalhista.

No Leia Mais a íntegra

Leia Mais »

Brasil tem 14,2 milhões
de desempregados

O desemprego no Brasil continua a crescer. O país tem agora 14,2 milhões de desempregados, segundo o IBGE. Número 14,9% superior à pesquisa anterior. Em fevereiro, o Brasil tinha 13 milhões de desempregados.Isso equivale a 1,8 milhão de pessoas a mais desempregadas. Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgada hoje, no Rio de Janeiro, pelo IBGE, com os resultados do primeiro trimestre.

Curitiba sem ônibus

Segundo o Sindicato de Motoristas e Cobradores de Curitiba a anuência da categoria à greve é de 100% e assim deve permanecer ao longo do dia. Os ônibus não saíram das garagens e os trabalhadores devem participar de uma manifestação no Centro Cívico, que concentra gente desde às 9h.

Black blocs participam de atos de greve, diz governo

A coluna Painel, da Folha de São Paulo, informa que a equipe de inteligência do governo federal identificou risco de participação de black blocs nos atos da greve geral desta sexta (28) em ao menos cinco capitais: São Paulo, Rio, Brasília, Porto Alegre e Fortaleza. As equipes de segurança locais foram avisadas e o Planalto já trabalha com a possibilidade de haver conflito.

Auxiliares do presidente Michel Temer dizem que houve uma radicalização no discurso de convocação para as manifestações após a aprovação da reforma trabalhista. O governo também diz que há estratégia para posicionar estudantes menores de 18 anos à frente dos movimentos para constranger a ação das polícias militares.

Sem saída

Painel, Folha de S. Paulo

Assim como fez nesta semana, quando a Câmara aprovou a reforma trabalhista, o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), vai proibir viagens oficiais de deputados no período em que há previsão de votação da reforma da Previdência.

A manobra é para evitar que possíveis deputados infiéis se “escondam” em outros países. Aliados com viagens marcadas estão sendo orientados a remarcar compromissos.

O câncer e a vida

Artigo de Ademar Traiano

Perdi minha mulher para o câncer há 28 anos, quando ela tinha apenas 36 anos. Além do sofrimento da perda, precisei conciliar a atividade política com a criação de três filhos pequenos. Fui auxiliado por pessoas maravilhosas e tenho uma família feliz. Me tornei um ativista na prevenção e no tratamento dessa doença.

Leia Mais »

MP sugere que depoimento de Lula a Moro seja sob sigilo

Radar On-Line, VEJA

O ex-presidente Lula quer, de fato, transformar seu depoimento ao juiz Sergio Moro, remarcado para o dia 10 de maio, num grande ato de campanha política. Além de toda a movimentação da militância, o petista disse a interlocutores que gostaria que o depoimento fosse transmitido ao vivo.

Em geral, Moro disponibiliza os vídeos dos interrogatórios somente depois do término da sessão. No Ministério Público, há quem defenda que o juiz coloque o depoimento sob sigilo para evitar o aproveitamento político por parte de Lula.

Leia Mais »

Prazo do Imposto de Renda termina hoje

O Globo

Quem ainda não entregou a declaração do Imposto de Renda 2017 tem só até 23h59min59s desta sexta-feira para enviar o documento à Receita Federal. O contribuinte que perder o prazo está sujeito a pagar multa mínima de R$ 165,74, que pode subir até 20% do valor do imposto devido. Para preencher a declaração, é preciso baixar o programa IR 2017, disponível no site do Fisco.

Greve geral começa com 100% dos ônibus parados em Curitiba e RMC

da Banda B

A sexta-feira de greve geral no país começou com 100% dos ônibus parados em Curitiba e Região Metropolitana. Desde a madrugada, ônibus estão sendo colocados em frente às garagens e nenhum veículo circula neste início de dia. Há bloqueios em alguns pontos que estão sendo feitos, na maioria, por metalúrgicos. Há queima de pneus em frente ao Portal da Avenida das Torres, em São José dos Pinhais. Também há bloqueios na região da Renault, na BR-277. Apesar, dos aeroviários terem anunciado greve, a maioria dos aeroportos funciona hoje. Os frentista também estão trabalhando, em grande parte.

Leia Mais »

Requião quer vaga de Lula no PT

Celso Nascimento

O senador Roberto Requião está com um projeto ambicioso na cabeça: acredita que crescem suas chances de se candidatar à presidência da República em 2018. Para ele, Lula já não tem mais chances: embora primeirão em todas as pesquisas, o ex-presidente já teria atingido seu teto, já que os índices de rejeição são maiores que os de adesão ao seu nome.

O projeto de Requião, que está levando a sério ao ser uma das poucas vozes a defender Lula e Dilma, implica em mudar de partido, deixando o PMDB para se filiar ao PT. Otimista, diz aos mais próximos que, com o apoio de Lula na campanha, lhe dará uma “arrancada” de pelo menos 15% dos votos.

Aeronautas não aderem
à greve, mas aeroviários dizem que vão parar

Da Folha de SP

Pilotos e comissários de bordo decidiram em assembleia realizada na noite desta quinta-feira (27) não aderir à paralisação desta sexta (28). Apesar disso, os aeroviários, responsáveis pelos serviços de solo, afirmam que vão parar as atividades, o que deve afetar os principais aeroportos do país.

Segundo o Sindicato Nacional dos Aeronautas, o estado de greve da categoria, decretado na última segunda (24), já provocou avanços junto aos parlamentares na reforma trabalhista, o que exclui a necessidade de paralisação.

Leia Mais »

Wahrhaftig na Itaipu

O PSD de Eduardo Sciarra ganha mais força na Itaipu Binacional. A indicação de Ramiro Wahrhaftig não vingou na Diretoria de Coordenação, mas ele deve assumir a coordenação do PTI (Parque Tecnológico de Itaipu) no lugar de Juan Carlos Sotuyo.

Olha quem entra
na greve geral


As centrais sindicais estão fazendo barulho e dão como favas contadas a adesão de diversas categorias na greve prometida para amanhã.Além dos professores (veja panfleto), os mais mobilizados, uma penca de outras corporações aderiram.

O gatilho, como se sabe, anuncia o descontentamento do trabalhador em relação às reformas trabalhista e da Previdência. Embora muitos dos que participarão da paralisação não conheçam, nem a fundo nem na superfície, as mudanças propostas pelo governo de Michel Temer, é claro que há uma insatisfação geral com o país.

No Leia Mais, confira a lista das categorias que já noticiaram que farão parte do movimento.

Leia Mais »