Me ajuda

ALBERTO-YOUSSEF-DOLEIRO-40-300x168

Do Lauro Jardim:

Remexendo no material apreendido no tal “escritório da lavagem de dinheiro” que Alberto Youssef mantinha em São Paulo, os agentes da Polícia Federal encontraram algo curioso numa pasta plástica cheia de papéis.

No verso de um documento com o número de uma conta no exterior, Youssef anotou os telefones do pai de santo Zé do Oxossi. Se o doleiro buscou proteção, não deve ter dado muito certo.

Economia da corrupção

corrupção-14.05

Por Miriam Leitão

“O governo funciona como nas capitanias hereditárias”, disse o executivo de uma grande empreiteira com quem conversei longamente nos últimos dias. Em cada área do governo que uma empresa vai, para discutir projetos, ela é enviada para falar com um político. Num dos negócios que fez, há dois anos, o executivo teve que conversar com Paulo Maluf. Ministros da presidente Dilma sabiam do encontro.

Os detalhes das abordagens são sempre espantosos. Meu interlocutor nega pagamento de propina, mas conta que às vezes fala-se abertamente que a área “pertence” a um partido. Há quem apenas diga indiretamente, mas há quem seja franco, como um prefeito de uma cidade de Tocantins, que pediu “luvas” apenas para não revogar negócio já feito na administração anterior.

Leia Mais »

Vai tarde

Do Painel, Folha de S. Paulo:

A Secretaria-Geral da Presidência foi o principal canal do MST no governo Dilma. A entidade vê com bons olhos a possível ida de Miguel Rossetto para o lugar de Gilberto Carvalho.

Líder do PT no Senado embolsou R$ 1 milhão
do Petrolão

humbertocosta-abr

Veja

O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa acusou o líder do PT no Senado, Humberto Costa, de ter recebido 1 milhão de reais do esquema de propinas pagas por empreiteiras a partir de contratos da estatal. A acusação foi feita no âmbito da delação premiada, a que Paulo Roberto Costa aderiu. Segundo o ex-diretor de abastecimento da Petrobras, que cumpre pena domicilar em seu apartamento no Rio, o petista teria utilzado o dinheiro em sua campanha ao Congresso Nacional, em 2010.

O nome do ex-ministro da Saúde do governo Lula se junta assim ao de outros políticos apontados por Paulo Roberto Costa como beneficiários do esquema, como o da ex-ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, que teria recebido 1 milhão de reais em um shopping center, por meio de intermediários, e os do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, do PSB, e do ex-senador do PSDB Sérgio Guerra, ambos já mortos. A denúncia está na edição deste domingo do jornal O Estado de São Paulo.

Ratinho roerá Traiano?

Do Celso Nascimento na Gazeta

Deputados que militam pela candidatura do deputado Ratinho Jr. (PSC) à presidência da Assembleia desmentem que ele tenha desistido da disputa após o anúncio de que o deputado Ademar Traiano (PSDB) teria obtido a maioria necessária para derrotá-lo – isto é, mais de 28 dos 54 parlamentares. “Ratinho vai roer o Traiano”, diz a fonte.

Ratinho Jr. estaria longe da derrota, pois considera que além dos 12 deputados de sua bancada, outros 20 o apoiam – número que teria alcançado em razão da insatisfação de vários deputados com a planejada formação de chapa de Traiano, que alijou nomes influentes na correlação de forças políticas do Paraná.

Leia Mais »

E-mails provam que Lula e Dilma poderiam ter parado a corrupção

Da VEJA

O doleiro Alberto Youssef disse à Justiça que Lula e Dilma sabiam do esquema de corrupção na Petrobras. Agora, mensagens encontradas pela PF em computadores do Planalto mostram que eles poderiam ter interrompido o propinoduto, mas, por ação ou omissão, impediram a investigação sobre os desvios

Antes de se revelar o pivô do petrolão, o maior escândalo de corrupção da história contemporânea brasileira, o engenheiro Paulo Roberto Costa era conhecido por uma característica marcante. Ele era controlador e centralizador compulsivo. À frente da diretoria de Abastecimento e Refino da Petrobras, nenhum negócio prosperava sem seu aval e supervisão direta. Como diz o ditado popular, ele parecia ser o dono dos bois, tamanha a dedicação.

Leia Mais »

O legado de Belmiro para os seus 282 netos

Foto: André Rodrigues/ Gazeta do Povo
escola_joao_paulo_II_231114 - foto andre rordrigues gazeta

Da Gazeta do Povo:

A arquitetura circular, com as salas voltadas para o pátio, dá só uma primeira pista de que o Centro de Educação João Paulo II não é uma escola convencional. A grande diferença, no entanto, diz respeito aos seus 282 alunos, cujos horizontes estariam limitados se estivessem encostados numa dessas escolas públicas de qualidade duvidosa ou se continuassem a esmo nas ruas da periferia de Piraquara, nos costados de Curitiba. Por sorte, eles são os herdeiros do afeto de um homem que um dia sonhou dar às crianças pobres as mesmas oportunidades que pôde dar aos filhos.

Leia Mais »

Dinheiro desviado abasteceu “caixa 1″ das campanhas de PT, PMDB, PP e PTB

isté

Da ISTO É

Delegados e procuradores da operação Lava Jato concluem que os partidos foram usados como lavanderias do esquema de corrupção instalado na Petrobras e farão uma devassa na prestação de contas da campanha eleitoral
Claudio Dantas Sequeira, de Curitiba (PR) e Mário Simas Filho

Não é novidade que recursos públicos surrupiados por intermédio de obras superfaturadas, empresas de fachada e outras modalidades de corrupção acabem abastecendo o chamado caixa 2 das campanhas políticas. Essa é uma prática condenável e recorrente no Brasil.

Agora, o que a Operação Lava Jato descobriu é que PT, PMDB, PP e PTB usaram a contabilidade oficial, o caixa 1 das campanhas eleitorais, para receber milhões de reais desviados da Petrobras. Para chegar a essa conclusão, os delegados e procuradores que participam das investigações tomaram conhecimento de centenas de movimentações bancárias no Brasil e no exterior, analisaram documentos que veem sendo apreendidos desde março e ouviram os depoimentos de empreiteiros, ex-diretores e ex-funcionários da estatal.

Leia Mais »

Aniversário de Barros reúne 1,2 mil pessoas
em Maringá

ricardo barros gif

A festa de aniversário de Ricardo Barros (PP) reuniu mais de 1,2 mil pessoas na noite de ontem, em Maringá. Deputados federais, estaduais, prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e lideranças de todo o Paraná prestigiaram a festa no Clube Olímpico.

“Meu hobby é fazer política. Trabalhar para mim não é cansar, é realizar. Eu não me canso de trabalhar, sonhar e realizar. Minha missão é colaborar para o progresso das cidades, e, no Congresso Nacional sempre defenderei o povo brasileiro”, afirmou o deputado federal eleito.

Leia Mais »

Ministro do Supremo suspende decisão que autorizou Dirceu a viajar

Foto: André Coelho – O Globo
zé dirceu - andre coelho

Do Globo:

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, suspendeu neste sábado a decisão do juiz Nelson Ferreira Junior, da Vara de Execuções Penais e Medidas Alternativas do Distrito Federal, que autorizou o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu a passar duas semanas em São Paulo. Barroso, que é relator do processo que julgou Dirceu no caso do mensalão, argumentou que não houve qualquer comunicação formal a ele da decisão tomada pelo juiz e pediu informações, com a máxima urgência, dos fundamentos da decisão. Dirceu cumpre pena em prisão domiciliar em Brasília.

Leia Mais »

Voo da alegria

ideli-a-hora-do-espanto
Um avião da FAB sai no final do mês para Marrocos, levando uma comitiva de 28 pessoas da Secretaria de Direitos Humanos para participar do II Forum Internacional de Direitos Humanos. No comando do tour, a titular da secretaria, Ideli Salvatti, que garante que não se trata de “vôo da alegria”. Acha que é mais barato do que comprar passagens para todo o grupo.

Beto, na praça,
foge do assédio

beto-richa

O governador Beto Richa está na praça. Nem bem chegou e o telefone não para de tocar. Os mais insistentes no assédio são os tutores e tutelados da candidatura do tucano Ademar Traiano à presidência da Assembeia. Além da pequena cúria palaciana, conduzida por Deonilson Roldo, candidato a chefe da Casa Civil na chapa de Traiano, há a tropa do PMDB que, com exceção de Artagão de Matos Leão Junior, prevaricou inteira. Inclusive os deputados Maurício Requião filho, Antonio Anibelli e Nereu Moura, adversários contundentes de Richa nas eleições. Luiz Cláudio Romanelli, que figura como líder do governo na chapa de Traiano, e Alexandre Curi, o comandante da candidatura do “Centauro do Sudoeste”, já pediram audiência e rondam as cercanias. A eleição será no dia 1º de fevereiro.

Sérgio Moro quebra sigilo de empresas de Youssef

SÈrgio Fernando Moro

A Justiça Federal do Paraná determinou a quebra do sigilo bancário das empresas GFD Investimentos, Empreiteira Rigidez e RCI Software no período de 1º de janeiro a 14 de novembro de 2014. As três são empresas de fachada usadas pelo doleiro Alberto Youssef para repassar propinas a agentes políticos. A decisão, do juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal, estende o período de apuração da Operação Lava-Jato para 2014. Até agora, só vinham sendo apurados fatos e movimentações financeiras ocorridos entre 2009 e 2013.

Leia Mais »

Lula e Odebrecht
ao telefone

odeb

Nesses dias de tensão total entre as empreiteiras envolvidas no escândalo da Petrobras, Marcelo Odebrecht (foto), o poderoso da maior construtora do país e amigo pessoal de Lula, conversou com o ex-presidente, que estava em Foz de Iguaçu, pelo telefone. Queria ouvir do ex-Chefe do Governo o que ele achava das prisões de dirigentes de empreiteiras e confessou que teme ter o mesmo destino. Lula desejou-lhe sorte e mutismo.

Ligação com Fraga é arma para tentar reverter ida de Levy para Fazenda

Do Painel, Folha de S. Paulo:

A proximidade de Joaquim Levy com Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central sob Fernando Henrique Cardos —e anunciado por Aécio Neves (PSDB) para a Fazenda caso fosse eleito—, é o principal trunfo do grupo do governo e do PT que quer reverter a ida do executivo para o lugar de Guido Mantega. Aliados de Aloizio Mercadante (Casa Civil), que prefere Alexandre Tombini no comando da economia, passaram a compilar artigos de Levy contra a política econômica.

PT teme fiasco na posse de Dilma

rui
Os organizadores do governo que cuidam da festa de posse de Dilma Rousseff, dia 1º de janeiro, estão detectando uma certa má vontade de entidades de diversos segmentos para prestigiar o evento. Motivo: o escândalo da Petrobras. Agora, Rui Falcão, presidente do PT, está tentando convocar 60 mil pessoas, através de um super-esforço de seus diretórios regionais e nacionais, usando as redes sociais. Por outro lado, o gabinete de Segurança Institucional da Presidência está armando um super-esquema para prevenir quaisquer distúrbios contra Dilma na data.

Guerra intestina no PT atinge Fundação Cultural

marcos-cordiolli-jornal-metro

O PT, derrotado nas eleições, tratado como intruso na administração municipal de Gustavo Fruet, com a bancada estadual reduzida a três gatos pingados, com uma tropa a reivindicar sinecuras, prebendas, um capilé, o PT de Curitiba entra em guerra intestina de grupos que lutam por espaços de sobrevivência. Um dos alvos da rapaziada carente de verbas para tocar a vida é a Fundação Cultural de Curitiba, que não tem caixa para essa fome de anteontem. Mas a moçada não tem pejo.

A mesma turma que faz reverências e bajula o secretário estadual de Cultura, Paulino Vaiapiana, tucano de baixa extração, desce o porrete em Marcos Cordiolli (foto), um quadro respeitável do partido. Que argumentos heterodoxos tem Viapiana que faltam a Cordioli por conta do aperto de caixa da Prefeitura? Eis um mistério que só a própria esquerda, um dia revolucionária, hoje apenas funcionária, pode revelar em detalhes e em números.

Diante da crise instalada, a direção do PT resolveu entrar em cena e jogar água fria na fervura. O documento partidário sobre o imbróglio está no Leia Mais.

Leia Mais »

Duque versus PRC

Duque

Do Lauro Jardim:

Um mês antes de ser preso, Renato Duque entrou com uma ação por calúnia e difamação contra Paulo Roberto Costa na Justiça do Rio de Janeiro. Duque se ofendera com o trecho da delação premiada de PRC em que ele confirmou a Sergio Moro a participação do ex-diretor de serviços da Petrobras no esquema de corrupção na estatal.

Segundo Costa, o setor controlado por Duque destinava de 2% a 3% dos contratos da área de abastecimento da estatal ao PT.

No início de novembro, dias antes de ser preso, Duque viu a juíza Simone Frota decidir em favor do ex-colega. Segundo a juíza, seria necessário provar que a declaração de PRC é falsa. Duque, até agora, não recorreu.

Lula na moita

lula
Na época da explosão do mensalão, Lula deu uma famosa (e um tanto desastrosa) entrevista em Paris, afirmando que tudo estava ligado ao caixa dois do partido, ou seja, no máximo era crime eleitoral. A orientação foi dada pelo então ministro da Justiça, Márcio Thomas Bastos, que trabalhava para encontrar uma brecha no escândalo criminoso. Depois, a estratégia não se sustentou e o então presidente começou a espalhar que era “uma tentativa de golpe”. Agora, perguntado em Foz do Iguaçu, sobre prisão de empreiteiros (alguns, seus amigos), mandou os repórteres “se dirigirem à Polícia Federal e ao Ministério Público”.

R$ 2 bilhões para as empreiteiras do
Lava Jato em 2014

Os Ministérios da Defesa, Transportes, Cidades, Educação, Ciência e Tecnologia, Minas e Energia e Integração Nacional pagaram, este ano, pouco mais de R$ 2 bilhões às empreiteiras investigadas pela Operação Lava Jato. O Dnit, alvo de faxina em 2012, desembolsou quase meio bilhão de reais para a Camargo Correa, Queiróz Galvão, OAS, Engevix e Mendes Junior. A Valec pagou R$ 529,8 milhões para a Galvão Engenharia, Engevix, Camargo Corrêa e Queiroz Galvão. E a Marinha, outros R$ 756,5 milhões a Odebrecht por obras de construção de estaleiro naval e submarinos.