Fábio Campana | Política, cultura e o poder por trás dos panos.

Câmara rejeita distritão para 2018

A Câmara dos Deputados rejeitou, na noite desta terça-feira, 19, o chamado ‘distritão’ como modelo de transição em 2018 e 2020, para o sistema distrital misto em 2022. Para começar a valer, a proposta precisava de 308 votos, mas só teve 205 favoráveis e 238 contrários. As informações são do Estadão.

O próximo ponto a ser analisado pelo deputados é a criação de um fundo eleitoral público. O valor fixado inicialmente, na proposta de Vicente Cândido (PT-SP), de R$ 3,6 bilhões, foi derrubado em uma votação anterior na Casa, mas não foi analisado o mérito do fundo.

O modelo determina que serão eleitos para o Legislativo os candidatos com mais votos em cada Estado, como ocorre hoje para a eleição de senadores e dos cargos do Executivo, como prefeitos, governadores e presidente. Hoje, funciona o modelo de sistema proporcional, em que os eleitos são definidos a partir da soma do número de votos de todos os candidatos e da legenda. O quociente eleitoral é resultado da divisão do número de votos pelo número de assentos a preencher.

A Proposta de Emenda à Constituição que prevê o distritão e a criação de um fundo público eleitoral, de relatoria do deputado Vicente Cândido (PT-SP), foi aprovada na comissão especial no fim de agosto. Desde então, lideranças buscavam consenso acerca das propostas. A PEC chegou a ir para votação no plenário mais de uma vez, mas foi adiada, por falta de consenso.

Adriana Ancelmo reclamou de qualidade de diamantes da HStern

Em depoimento nesta terça-feira à Justiça Federal, a diretora comercial da HStern, Maria Luiza Trotta, afirmou que a ex-primeira-dama Adriana Ancelmo chegou a reclamar da qualidade dos diamantes da joalheria e que tinha a preferência por peças com pedras preciosas e exclusivas.

— Ela não estava satisfeita com a qualidade (dos diamantes) — afirmou a diretora, dizendo ainda que Adriana queria discrição total e que era um “atendimento com várias exceções ao mesmo tempo”.

Também em depoimento, o presidente da HStern, Roberto Stern, afirmou que foi criado uma espécie de sistema paralelo para que os pagamentos de joias compradas pelo ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) e a ex-primeira-dama fossem efetuados diretamente na tesouraria da empresa. As informações são d’O Globo.

Leia Mais »

Motoristas e cobradores de ônibus descartam greve em Curitiba

Após reunião realizada no Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus (Sindimoc), a categoria decidiu não paralisar as atividades a partir da próxima quinta-feira (21). Havia uma expectativa de paralisação geral no transporte coletivo, mas a entidade decidiu no começo da noite desta terça-feira (19) por realizar uma nova reunião de avaliação. Para quarta-feira (20), segue mantido o ato na Praça Rui Barbosa, a partir das 15 horas. As informações são da Banda B.

Motoristas e cobradores reivindicam medidas efetivas do poder público para garantir segurança no transporte coletivo. O principal pedido é a instalação de câmeras dentro dos ônibus.

Delator da Odebrecht nega bilhete e pede análise de caligrafia

Radar on-line, VEJA

Ex-diretor superintendente da Odebrecht Realizações Imobiliárias (OR), Paulo Ricardo Baqueiro de Melo negou que seja responsável por anotações de propina encontradas no exterior.

Os advogados do engenheiro encaminharam pedido ao juiz Sergio Moro para que seja feito um exame de caligrafia do bilhete.

O documento apreendido mostra contas bancárias utilizadas pelo Setor de Operações Estruturadas da empreiteira com o nome de Baqueiro de Melo.

Como negou que participasse de operações no exterior, a comprovação de que o bilhete é de sua autoria poderia abrir caminho para a anulação da delação premiada.

Juiz aceita denúncia, e Lula vira réu na Zelotes por corrupção passiva

do G1

O juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, aceitou denúncia nesta terça-feira (19) contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por corrupção passiva na Operação Zelotes. Com a decisão, o petista se tornou réu pela sétima vez em ações penais.

A denúncia, do Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF-DF), afirma que Lula editou uma medida provisória para favorecer empresas do setor automotivo em troca de recebimento de propina.

Em nota, a defesa de Lula afirmou que o ex-presidente jamais praticou qualquer ato ilícito e que é alvo de perseguição política (leia a íntegra da nota ao final desta reportagem).

A MP 471, assinada em novembro de 2009 por Lula, prorrogou os benefícios fiscais concedidos às montadoras instaladas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Leia Mais »

Terremoto no México deixa mais de 130 mortos

O Globo

O forte terremoto que atingiu o México nesta terça-feira deixou ao menos 138 mortos, edifícios destruídos e pilhas de escombros em diversas cidades do país. Segundo autoridades estatais, o tremor de 7,1 graus de magnitude matou ao menos 54 pessoas no estado de Morelos. Outros 41 morreram em Puebla, nove no Estado do México e 30 morreram na capital. Os números tendem a aumentar, alertaram as autoridades. A 120 quilômetros da capital, o forte tremor sacudiu a cidade, deixando rastros de destruição como prédios danificados, escombros de desabamento e pessoas feridas. O aeroporto da capital mexicana suspendeu as atividades aéreas após o tremor.

O abalo sísmico ocorre no mesmo dia em que se relembra o 32º aniversário do violento terremoto que arrasou o México em 1985, com milhares de mortos. As autoridades mexicanas realizaram nesta terça-feira uma grande simulação de terremoto no país inteiro, uma ação realizada anualmente na data.

Leia Mais »

Praczyk sem legenda

O PRB fez chegar ao deputado Edson Praczyk que não lhe garante legenda para disputa da reeleição a Assembleia Legislativa em 2018. As denúncias do MP sobre Praczyk pesam na decisão. O deputado, pastor da Igreja Universal Reino de Deus, deve optar pela reeleição por outro partido ou continuar na igreja.

A boataria que não tem fim

De 20 em 20 minutos o boato pode mudar. Na tensão criada pelos processos judiciais contra a corrupção, há terreno fértil para plantar factoides. Hoje, às 6h00 da matina, um empresário decidiu fazer sua pequena vendetta contra desafeto antigo que tem cargo no governo. Disparou um dúzia de telefonemas a perguntar se sabiam da prisão do adversário. Pronto. Foi o suficiente para que a notícia chegasse ao outro lado da cidade bastante modificada: o secretário de cabelos raspados, uniforme de presidiário e previamente condenado à perpétua. São os tempos.

Para Gleisi, só Lula

Gleisi Hoffmann, presidente do PT, deu entrevista à BBC Brasil e afirmou que, sem Lula, o partido não tem a menor chance em 2018. Disse que qualquer outro plano B não teria possibilidade de êxito. “Haddad? Jaques Wagner? Para quê?”.

Dodge mantém apenas
dois de Janot na Lava Jato

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, oficializou os nomes de oito integrantes do Grupo de Trabalho da Lava Jato na PGR (Procuradoria-Geral da República). Dodge manteve apenas dois procuradores que atuavam no grupo na gestão anterior, de Rodrigo Janot. Os nomes foram publicados no “Diário Oficial da União”. Dodge também especificou na portaria as atribuições dos membros do Grupo de Trabalho da Lava Jato.

Os procuradores terão dedicação exclusiva, poderão tomar depoimentos, participar de audiências judiciais, solicitar documentos que auxiliem na investigação e participar da celebração de acordos de delação premiada. O grupo será composto pelos procuradores Herbert Reis Mesquita, José Alfredo de Paula Silva (coordenador), José Ricardo Teixeira Alves, Luana Vargas Macedo, Marcelo Ribeiro de Oliveira, Raquel Branquinho, Maria Clara Barros Noleto e Pedro Jorge do Nascimento Costa. Os dois últimos, Noleto e Costa, são os remanescentes do antigo grupo nomeado por Janot.

Tucanos em queda

Os brasileiros estão de maus bofes com o PSDB. Hoje, os três candidatos do partido não teriam condições de chegar ao segundo turno da eleição presidencial. Tanto Geraldo Alckmin, com 8,7%, como João Doria, com 9,4%, ficariam em quarto lugar, atrás de Lula, favorito absoluto, Jair Bolsonaro e Marina Silva. Aécio Neves caiu para a quinta posição, com apenas 3,2%. Deu urticária no tucanato.

Gleisi tripudia

Em discurso no Senado, há pouco, a senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, comentou a pesquisa CNT/MDA que aponta o ex-presidente Lula em primeiro lugar com 32% de intenções. Lula vence em todos os cenários. Para Gleisi, o motivo é fácil de demonstrar: o povo não esquece que vivia melhor no governo Lula.

“Se o PT foi tão nefasto para este país, se Lula foi tão ruim para o Brasil, por que ele continua sendo a preferência do povo brasileiro, e os arautos da moralidade e do golpe ficam lá atrás, na lanterna?”, indaga Gleisi Hoffmann.

Lula lidera em todos os cenários para 2018, diz pesquisa CNT/MDA

Jornal do Brasil

Pesquisa da Confederação Nacional do Transporte CNT encomendada ao MDA, divulgada nesta terça-feira (19), mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva segue na liderança para as eleições de 2018. O petista está na frente em intenções para 1º turno tanto na pesquisa estimulada quanto na espontânea. Para o segundo turno, Lula lidera em todos os cenários em que aparece.

Na pesquisa para 1º turno com respostas espontâneas, Lula tem 20,2% das intenções de voto, contra os 16,6% da última edição da pesquisa, em fevereiro de 2017. Na 2ª colocação está o deputado federal Jair Bolsonaro, que subiu de 6,5% para 10,9%.

João Doria foi citado espontaneamente por 2,4%. Marina Silva, por 1,5%. Também foram lembrados o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (1,2%), Ciro Gomes (1,2%), o senador Álvaro Dias (1%), a ex-presidente Dilma Rousseff (0,7%). O presidente Michel Temer ficou com apenas 0,4% das menções. Já o senador Aécio Neves (PSDB-MG) soma somente 0,3%.

Entre os entrevistados, 21,2% afirmaram que votarão nulo ou em branco, enquanto que 37% se dizem indecisos.

Na pesquisa estimulada, Lula segue na liderança, com 32% das intenções de voto. Jair Bolsonaro aparece em segundo lugar com 18,4% a 19,8% das intenções.

O levantamento da CNT/MDA foi realizado de 13 a 16 de setembro em 137 municípios de 25 unidades federativas. A margem de erro da pesquisa é de 2,2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Veja os números completos, clique no
Leia Mais »

Meu filho é candidato
a governador, diz Ratinho

O comunicador Carlos Roberto Massa, o Ratinho, disse nesta terça-feira, 19, que seu filho, o deputado Ratinho Junior (PSD), é candidato ao Governo do Paraná em 2018. “Ele (Ratinho Junior) estudou, se preparou, buscou experiências bem sucedidas de gestão no exterior e pelo Brasil, está construindo uma agenda que prioriza o desenvolvimento de todas as regiões do Paraná. É um ótimo gestor público, provou isso na Secretaria de Desenvolvimento Urbano, e traz sua experiência como administrador na iniciativa privada. Reúne todas as qualidades para ser o próximo governador do Paraná, é candidato a governador e eu, como pai, estou muito feliz por mais esse desafio que o Junior enfrenta”, disse Ratinho.

Como Fanini gastava o dinheiro desviado da construção de escolas


O Ministério Público do Paraná afirma que Maurício Fanini, ex-diretor da Secretaria da Educação e figura central investigada pela Operação Quadro Negro, gastava milhares de reais em lojas de artigos de luxo no exterior. As informações constam na denúncia apresentada pelos promotores à Justiça, que levou Fanini à prisão, no sábado (16), na terceira fase da Operação. Com informações do G1.

Na denúncia, os promotores afirmam que durante o período em que as fraudes aconteceram, os gastos com cartões de crédito de Fanini e da mulher foram muito além do que o casal ganhava. Em uma única fatura custou R$ 76 mil aos dois.

As faturas também mostram que esse dinheiro ia, sobretudo, para gastos com viagens e artigos de luxo. Em uma das joalherias mais famosas do mundo, os dois gastaram de uma só vez R$ 6,7 mi. Em uma loja de roupas, foram outros R$ 7 mil, além de mais R$ 6 mil em uma revenda de eletrônicos. Nos Estados Unidos, os dois também gastaram outros R$ 11 mil, durante três dias, em uma loja de departamentos.

Leia Mais »

Richa libera R$ 50 milhões
para obras em 173 cidades


Enquanto a oposição estrila nas redes sociais, o governador Beto Richa reuniu mais de 80 prefeitos nesta terça-feira, 19, e repassou mais R$ R$ 50 milhões para 173 cidades investirem em obras de infraestrutura urbana, coleta seletiva de lixo, material e espaço para a prática de esporte e equipamentos para melhoria de estradas rurais. O Salão de Atos do Palácio Iguaçu em Curitiba ficou lotado de prefeitos, deputados, vereadores e lideranças.

“Consolidamos e estreitamos a boa relação do Governo do Estado e as prefeituras. Entendemos que são nas cidades que as pessoas vivem e é onde precisamos investir para garantir o bem-estar social a todas as famílias paranaenses”, disse Beto Richa.

Leia Mais »

O depoimento do compadre de Lula

O advogado do ex-presidente Lula, Roberto Teixeira, foi interrogado hoje como o último réu a ser ouvido pelo juiz federal Sérgio Moro em ação penal na qual o ex-presidente é investigado por supostas propinas de R$ 75 milhões da Odebrecht.
Na mesma ação, o compadre de Lula é acusado de intermediar o suposto recebimento de propinas ao petista por meio da aquisição de dois imóveis, pela Odebrecht. A atuação do advogado teria sido em torno da ocultação da propriedade dos imóveis, atribuída a Lula, segundo o Ministério Público Federal: um em Sâo Paulo no valor de R$ 12 milhões, onde supostamente seria sediado o Instituto Lula, e o outro, em São Bernardo do Campo, no valor de R$ 504 mil, vizinho do apartamento aonde mora o ex-presidente.
O advogado foi o último réu interrogado e, agora, o processo entra na fase em que as defesas e o Ministério Público Federal vão apresentar as considerações finais.

CPI da Previdência promove audiência pública nesta quinta-feira

A CPI da Previdência promove nesta quinta-feira (21), a partir das 9h, mais uma audiência pública interativa para discutir o deficit do setor no país. A CPI é presidida pelo senador Paulo Paim (PT-RS). Em quatro meses de trabalho, já realizou 24 audiências públicas e ouviu sobre o tema mais de 100 representantes de diferentes áreas: sindicalistas, professores, advogados, empresários e autoridades públicas, entre outros.
Desta vez, o debate contará com a participação do procurador-geral adjunto de Gestão da Dívida Ativa da União e do FGTS, Cristiano Neuenschwander; da secretaria de Inspeção do Trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego, Maria Teresa Pacheco Jansen; do subsecretário de Fiscalização da Receita Federal do Brasil, Iágaro Jung Martins, e da subprocuradora-Geral da República, Luíza Cristina Fonseca Frischeisen.
Quem quiser pode participar pela internet: no Portal e-Cidadania.

Liderança de Lula em pesquisa impulsiona queda da Bolsa

A liderança do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) no cenário eleitoral de 2018, apontada por pesquisa CNT/MDA divulgada nesta terça-feira, 19, levou a Bolsa à mínima do dia. A tendência negativa veio após uma abertura de pregão em alta, estimulada pelo bom desempenho de mercados internacionais, com o Ibovespa acima dos 76 mil pontos. Às 12h52, o índice com as ações mais líquidas da Bolsa registrava queda de 0,79%, aos 75.387,85 pontos. As informações são do Estadão.
Ainda sob impacto da pesquisa, o dólar à vista passou a subir levemente e as taxas futuras de juros reduziram a baixa, renovando máximas. À exceção do Ibovespa, esses efeitos perderam força, no entanto, por conta de ponderações de agentes de mercado de que ainda é cedo para fazer apostas em relação ao quadro eleitoral e que o petista perdeu capital político. Ainda assim, o fato de, na visão desses agentes, a liderança de Lula ameaçar a manutenção das políticas econômicas do atual governo sustenta cautela.
Leia Mais »

Raquel Dodge oficializa mudança no grupo de trabalho da Lava Jato

Já rolou o Diário Oficial com modificação no grupo de trabalho da Operação Lava Jato. A nova equipe para conduzir as investigações na PGR é formada por oito procuradores, sendo que apenas dois já estavam no grupo do ex-procurador-geral Rodrigo Janot.
Farão parte do Grupo de Trabalho os procuradores José Alfredo e Silva, Raquel Branquinho, Herbert Mequita, José Ricardo Teixeira Alves, Luana Vargas Macedo, Marcelo Ribeiro de Oliveira, Maria Clara Barros Noleto e Pedro Jorge do Nascimento Costa. Os dois últimos já integravam o grupo durante a gestão de Janot. Foi Maria Clara quem identificou o áudio em que os empresários Joesley Batista e Ricardo Saud conversam sobre suposta orientação para fechar a delação premiada, que os fez perder o acordo com a PGR.
Este é o grupo que conduz investigações dos casos em que os investigados são autoridades com foro privilegiado.