Resumo da opereta
das pesquisas

dilma
Aécio volta a subir em pesquisas e disputa com Dilma está indefinida. Agora, em que instituto acreditar é decisão dificil. Todos tem apresentado erros e incongruências tão graves que chega a ser grotedco. Pois, pois, Ibope aponta vantagem de seis pontos para Dilma, e Datafolha mostra empate técnico no limite da margem de erro. E o Sensus diz que Aécio está 4 pontos na frente de Dilma.

O Ibope, para não repetir os vexames do primeiro turno em vários estados e na presidencial decidiu não fazer a pesquisa de boca de urna amanhã.

Aécio abre 4 pontos de vantagem sobre Dilma, diz Isto É–Sensus

aécio e dilma ibope

Pesquisa ISTOÉ/Sensus realizada entre os dias 24 e 25 de outubro mostra a consolidação da liderança do candidato do PSDB, Aécio Neves, a um dia das eleições. Segundo o levantamento que entrevistou dois mil eleitores de 24 Estados, Aécio soma 52,1% dos votos válidos, contra 47,9% da presidenta Dilma Rousseff. A diferença é de 4,2 pontos percentuais, o equivalente a 5,8 milhões de eleitores. Se for considerado o número total de votos, Aécio aparece com 45,7% e Dilma com 42%.

Em se tratando da véspera do dia da eleição, é uma vantagem que praticamente decide a disputa em favor do tucano, que, em franca ascensão, tem atraído o maior número de eleitores indecisos nesta reta final. Esse movimento passou a ficar mais evidente na esteira das denúncias de corrupção que associam a presidenta Dilma ao escândalo da Petrobrás e depois do debate da TV Globo, realizado na sexta-feira.

Leia Mais »

Vox Populi: Dilma tem 54% e Aécio 46% dos votos válidos

Estadão Conteúdo:

Pesquisa do Instituto Vox Populi contratada pela Rede Record de Televisão e divulgada no final do dia de ontem mostra que a presidente e candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) oscilou de 52% para 54% das intenções de voto em relação ao último levantamento, do dia 20 de outubro. O candidato do PSDB, Aécio Neves, oscilou de 48% para 46%. Considerando os votos totais, Dilma tem 48% e Aécio, 41%. Brancos e nulos somam 5% e indecisos, 5%. Na pesquisa anterior, a petista tinha 46% e Aécio, 43% dos votos totais.

A pesquisa ouviu 2 mil eleitores neste sábado (25) no Distrito Federal e em todos os Estados brasileiros, exceto Roraima. A margem de erro é de 2,2 pontos porcentuais e o nível de confiança de 95%. O levantamento foi registrado na Justiça Eleitoral sob o protocolo BR-01185/2014.

Doleiro Alberto Youssef passa mal e é levado para hospital em Curitiba

YOUSSEF -

O doleiro Alberto Youssef foi levado para o hospital Santa Cruz de Curitiba depois de passar mal na tarde deste sábado (25). Youssef teve uma queda súbita de pressão e desmaiou na cela. A informação foi confirmada pela Polícia Federal (PF) e pelo advogado Antônio Figueiredo Basto, responsável pela defesa de Youssef.

De acordo com a PF, ele teve uma indisposição por volta das 13h e foi atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que o levou até o hospital.

O doleiro está preso desde março na carceragem da PF, na capital paranaense. Ele é réu da Operação Lava Jato.

Em julho, Youssef também foi levado para um hospital da cidade, onde ficou por uma noite. À época, o advogado disse que o doleiro sofreu um infarto, passou por um cateterismo e precisou ficar internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Com informações do G1.

Empate técnico:
Dilma 52%, Aécio 48%,
diz Datafolha

Infográfico: G1 datafolha - g1 25.10

O Datafolha ouviu 19.318 eleitores em 400 municípios nos dias 24 e 25 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa, encomendada pela TV Globo e pela Folha de S. Paulo, está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01210/2014.

Dilma 53%, Aécio 47%,
diz Ibope

Infográfico: G1 ibope dilma aécio 25.10

O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 206 municípios nos dias 24 e 25 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa, encomendada pela TV Globo e pelo Estadão, está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01195/2014.

Aécio condena ataques à sede da Editora Abril

O candidato do PSDB à presidência, Aécio Neves, comentou o ataque de simpatizantes do PT e da candidatura de Dilma Rousseff (PT) ao prédio da sede da editora Abril, que publica a revista Veja. A publicação trouxe em sua edição desta semana reportagem em que diz que o doleiro Alberto Yousseff disse que Lula e Dilma sabiam dos desvios na Petrobrás.

Seis pesquisas serão divulgadas hoje

Hoje, véspera das eleições, 6 pesquisas sobre a corrida presidencial serão divulgadas: Datafolha, Ibope, MDA, Sensus, Verità e Vox Populi.

Aécio 50,3%, Dilma 49,7% diz CNT/MDA

aecio_2

Da CNT:

Saiu a primeira das seis pesquisas que serão divulgadas hoje. De acordo com a CNT/MDA, em votos válidos, Aécio tem 50,3%, e Dilma 49,7%.

A Pesquisa realizada 23 e 24 de outubro de 2014 e divulgada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número BR – 01199/2014. Foram entrevistadas 2.002 pessoas de 137 municípios de 25 Unidades da Federação.

Leia Mais »

Para 84,1%, Aécio venceu debate da Globo, diz UOL

enquete uol 84,1

Enquete do UOL, com mais de 247 mil votos até o momento, aponta que Aécio Neves (PSDB) venceu o último debate da TV Globo na noite desta sexta-feira (24). Aécio tem 84,1% dos votos e Dilma Rousseff (PT), apenas 15,9%.

Dilma manda economista fazer curso no Senai e no Pronatec para ter emprego

No debate de ontem (sexta-feira, 25) à noite na TV Globo, Dilma Rousseff (PT) orientou uma economista de 55 anos, desempregada, a fazer curso no Senai e no Pronatec para conseguir um emprego.

São Paulo decidirá eleição, diz Paraná Pesquisas

murilo - parana

De Felipe Patury, Época:

O diretor do instituto Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, acredita que a chave para se saber quem vencerá o segundo turno da eleição presidencial está no estado de São Paulo. O que definirá o jogo é se o presidenciável tucano Aécio Neves obterá vantagem sobre a presidente Dilma Rousseff nesse estado e de que tamanho será sua dianteira. Se Dilma conseguir reduzir a folga que Aécio conquistou no primeiro turno a menos de 5 milhões de votos, ela ganhará a eleição. Se Aécio tiver 5 milhões de votos a mais que Dilma em São Paulo, o vencedor será ele, presume Hidalgo. O número de pessoas que, em pesquisas estimuladas, diz ainda não ter escolhido seu candidato a presidente é pequeno. Um levantamento não registrado do Paraná Pesquisas calcula que apenas 5% do contingente de eleitores ainda não decidiu votar em Dilma ou Aécio.

Brasil perdeu capacidade de gerar empregos, diz Suplicy

suplicy

Coube ao senador petista Eduardo Suplicy esclarecer a razão do baixo desemprego no País, um dos pilares do discurso de Dilma Rousseff nesta campanha. Na Voz do Brasil desta quinta-feira (23), Suplicy disse com todas as letras que a taxa de desempregados cai porque menos pessoas estão procurando trabalho. Para ele, a redução se deve ao fato de que o Brasil perdeu a capacidade de gerar novos postos formais de emprego.

Denúncias de corrupção aqueceram o último debate presidencial

Foto: Alexandre Cassiano / O Globo dilma e aécio - alexandre cassiano o globo

De O Globo – No último debate da campanha presidencial, nesta sexta-feira à noite, na TV Globo, a troca de acusações que marcou a campanha veio logo no início do embate entre a presidente Dilma Rousseff (PT) e o senador Aécio Neves(PSDB). O tucano, em sua primeira intervenção, disse que era alvo de boatos, como o de que tiraria do cadastro beneficiados pelo Bolsa Família, e lembrou o escândalo da Petrobras, com as denúncias veiculadas esta semana pela revista “Veja”, segundo as quais o doleiro Alberto Youssef acusou Dilma e e o ex-presidente Lula de saberem dos desvios na estatal.

— Essa campanha vai passar para a História como a mais sórdida. A calúnia e a infâmia foram feitas não só em relação a mim, em relação a Eduardo Campos, a Marina. Isso é um péssimo exemplo. A revista publica que um dos delatores disse que a senhora e Lula tinha conhecimento da corrupção na Petrobras. A senhora sabia da corrupção na Petrobras?

Leia Mais »

Debate Globo –
Considerações finais

debate globo - considerações fianis

No último bloco do debate da Globo, o último encontro entre Aécio e Dilma antes das Eleições, cada candidato teve um tempo para falar sobre suas propostas e pedir o voto do eleitor.

Veja o resumo da fala de cada um.

Leia Mais »

Debate Globo: ‘Meu banho, minha vida’

dilma e aécio - debate globo

Dilma ironizou a falta de água em São Paulo e, citando o humorista José Simão, falou que a solução seria o programa “Meu banho, minha vida”.

Debate Globo: Dilma defende políticas inclusivas

Aécio Neves questionou Dilma sobre o atraso de repasses ao Fundo Nacional de Assistência Social. Dilma disse que Aécio estava mal informado, e apresentou programas de política inclusiva para que pessoas com deficiência tenham acesso à saúde e à educação.

Debate Globo: Dilma chama eleitor de candidato

dilma debate globo

Ao responder a pergunta de um eleitor indeciso, Dilma iniciou sua fala chamando o eleitor de “candidato”. Quando percebeu o engano, brincou: “Mas um dia você pode ser candidato, né?!”

Debate Globo: Aécio diz que Dilma não conhece o Congresso

aécio debate - globo

Dilma afirmou que Aécio era líder do governo FHC no Congresso. Aécio corrigiu, e explicou que ele, Aécio, era líder do PSDB. Na sequência, Aécio ironizou e disse que Dilma não conhece o Congresso.

Debate Globo: ‘A história a gente não reescreve;
O futuro, sim’, diz Aécio

Em um debate sobre inflação, Aécio Neves comparou os números do governo FHC com os números do período em que o PT esteve na presidência do Brasil. Aécio criticou a insistência de Dilma em, segundo o tucano, tentar negar o passado e não reconhecer os índices da economia no governo petista.