Fábio Campana | Política, cultura e o poder por trás dos panos.

Ou mentem ou pior: acreditam no que dizem!

Ricardo Noblat / O Globo

Há duas possibilidades: eles dizem o contrário do que pensam – logo, mentem. Seria grave. Ou eles de fato acreditam em tudo que dizem – o que seria muito mais grave. O seminário organizado pelo PT sobre a Lava Jato pecou pelo próprio nome. Passou a ideia de que ali se examinariam virtudes e defeitos da operação que completou três anos.

Mas não. Foi um seminário para condenar a Lava Jato. Apontou-se defeitos. Transformou-se qualidades em defeitos. A frase do jornalista Mino Carta, editor da revista Carta Capital, resumiu tudo:

– A Lava Jato foi a alavanca do golpe.

Leia Mais »

Osmar Dias no trecho

Osmar Dias está no trecho como candidato a governador em 2018. Nos últimos dias passou por Maringá, Apucarana, Arapongas, Colorado e outras cidades. Em alguns lugares, encontrou-se com outro candidato a eleição majoritária, Ratinho Jr, que provavelmente será candidato ao Senado. No vídeo, entrevista de Osmar Dias sobre sua candidatura.

Gleisi quer ser presidente
nacional do PT


Em queda de popularidade, sem prestígio, ré na Lava Jato, a senadora Gleisi Hoffmann vem se segurando no papel de combatente na linha de frente da defesa de Lula, Dilma e assemelhados. Por conta disso, acredita que pode assumir a presidência nacional do PT. Terá que enfrentar o senador Lindbergh Faria, do PT carioca e outros menos votados. Seria uma saída honrosa para a “Joana D’arc” petista” que já não tem condições de renovar seu mandato de senadora. Sua vantagem é ter apoios externos mas preciosos para Lula, como o do senador Requião, do PMDB.

A ilusão da greve geral

Lauro Jardim chama atenção, em sua coluna, no O Globo, que desde o impeachment de Dilma, movimentos sociais ligados ao PT fazem apelos por uma “greve geral”. O último foi feito anteontem pelo MST e pela CUT.

Em nota, a central diz que os trabalhadores vão parar no dia 31 de março, em protesto contra a terceirização. Tamanho alarido, no entanto, não corresponde à realidade.

Leia Mais »

A carne e a limpeza ética, por Osmar Dias

Artigo de Osmar Dias publicado na Gazeta do Povo

Recente estudo da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) prevê que, para suprir a demanda mundial de alimentos, produção e oferta terão de crescer 40% nos próximos 20 anos. Com o crescimento da população e a mudança de hábitos de alimentação, especialmente nos países emergentes, a dieta que hoje é composta por 20% de proteína animal deve chegar a 30% no mesmo período. Ao Brasil destina-se a tarefa de suprir quase a metade dessa produção suplementar, pelo nosso imenso potencial de terras agricultáveis, clima, área, enfim, recursos naturais abundantes.

Leia Mais »

Dilma jura inocência e aponta o dedo para Lula


Ricardo Noblat

Ricardo Noblat

Embora diga que não sabia de nada, Dilma afirma que Lula não poderia ignorar o esquema de roubalheira na Petrobras. De público, a presidente Dilma Rousseff jamais admitirá. Por respeito a Lula e para não ser apontada como ingrata. Se tal acontecesse, o PT não lhe daria sossego. Mas em conversas com auxiliares, e traindo sua aflição, Dilma admite que Lula é o grande culpado pelos dias infelizes que ela atravessa.

Leia Mais »

Momentos de ‘quase desespero’, relata FHC, em novo livro

No terceiro volume de seus “Diários da Presidência”, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) relata momentos de “quase desespero” no início de seu segundo mandato, em 1999, quando a crise cambial derreteu sua popularidade. Ao longo de 791 páginas que reproduzem gravações feitas para registrar seu cotidiano entre 1999 e 2000, o tucano queixa-se da insistência do PMDB na busca de cargos no governo federal e reclama da “podridão” e “corrupção” do sistema político brasileiro.

FH se mostra irritado com o que considera abusos da Polícia Federal (PF) e perseguição do Ministério Público Federal (MPF) em investigações contra pessoas ligadas a seu governo.

“Eu sempre disfarço isso, mas fui a ama-seca dele (Itamar) quando ele era presidente da República. Impedi mil crises, inclusive com os militares”.

Leia Mais »

Requião posa de vítima

Requião se faz de vítima em seu twitter.

“Tenho a convicção de que no Paraná setores do MP e do judiciário querem calar a minha voz. Por que?”

Gleisi também provou
da JBS/Friboi


Gleisi Hoffmann também experimentou da JBS/Friboi. Em 2014, Gleisi disputou o governo do Paraná contra Requião e Beto Richa. Fez campanha suntuosa. Teve caixa bem fornido para tanto. Só da JBS/Friboi, ela recebeu R$ 8,6 milhões. Já indiciada pela Operação Lava Jato, agora Gleisi se vê envolvida no escândalo da corrupção de políticos e agentes da fiscalização sanitária para permitir que frigoríficos como o Friboi comercializassem carne podre.

Requião levou R$ 2,4 milhões da JBS/Friboi
em 2014

O senador Roberto Requião, que se esfalfa para defender o deputado federal Sergio Souza, flagrado pela operação Carne Fraca, recebeu a polpuda contribuição de R$ 2,4 milhões do grupo JBS – que detém a marca Friboi, em 2014. O grupo JBS/Friboi foi o maior doador da campanha do senador Roberto Requião (PMDB) nas eleições de 2014, quando tentou seu quarto mandato de governador. Ora, pois, o JBS/Friboi, principal alvo da Carne Fraca, é acusada de corromper políticos e agentes da fiscalização sanitária do Ministério da Agricultura para comercializar carne estragada. Requião recebeu a grana da JBS/Friboi pelo diretório do PMDB, da mesma forma que Dilceu Sperafico, do PP, que levou R$ 930 mil, e de seus companheiros Sérgio Souza, que levou R$ 200 mil, e de Hermes Parcianello, o Frangão, que ficou com R$150 mil.

Em Foz, Chico Brasileiro tem 45,6% contra 24,1% de Phelippe Mansur


Em Foz do Iguaçu teremos nova eleição no dia 2 de abril. A uma semana do pleito e a cinco do encerramento oficial da campanha, o deputado Chico Brasileiro, do PSD, lidera com 45,6% contra 24,1% de Phelippe Mansur, seu adversário principal. Ou seja, Chico Brasileiro tem quase o dobro das intenções de voto do segundo colocado. Esta é a pesquisa do Instituto Paraná Pesquisas que a chapa de Mansur impugnou em Curitiba. O ministro do TSE, Luiz Fux, derrubou a impugnação.

Os outros candidatos são Tenente Coronel Jahnke, que aparece com 8,4%; Marcelino 2,0%; Irineu Ribeiro 1,6%; e Osli Machado 1,4%.

Foram entrevistados 700 eleitores iguaçuenses entre os dias 19 e 23 de março. A margem de erro é de 4% para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o nº PR-07230/2016.

‘O Brasil não gosta do sistema capitalista’

Ancelmo Gois

Veja o conselho — registrado neste volume 3 do “Diários da Presidência (1999-2000)”, de FH — que o tucano deu a Armínio Fraga, antes da sabatina no Senado, em 1999, que aprovou sua indicação para comandar o BC:

— Não se esqueça do seguinte: o Brasil não gosta do sistema capitalista. Os congressistas, os jornalistas, os universitários não gostam do capitalismo. E no capitalismo têm horror aos bancos, ao sistema financeiro e aos especuladores. (…) Eles gostam do Estado, eles gostam de intervenção, de controle de câmbio, enfim, ser conservador é melhor do que liberal”.
Leia Mais »

Acidente com três carros deixa dois mortos e oito feridos na BR-116

Um acidente que envolveu três veículos deixou duas pessoas mortas e oito feridas na BR-116, em São José dos Pinhais, na Grande Curitiba. O acidente aconteceu entre o fim da manhã e início da tarde deste sábado (25), no km 97 da rodovia. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a colisão múltipla evolveu um Uno, um Prisma e um Megane.

Ainda segundo a PRF, o automóvel Uno que transitava no sentido São Paulo saiu de pista, cruzou o canteiro central e colidiu frontalmente contra o Prisma, que transitava no sentido Sul. Morreram no local o motorista do Uno, um homem, e a motorista do Prisma, uma mulher. As informações são do Bem Paraná.
Leia Mais »

CUT e a ilusão
da greve geral

Bruno Góes, O Globo

Desde o impeachment de Dilma, movimentos sociais ligados ao PT fazem apelos por uma “greve geral”. O último foi feito anteontem pelo MST e pela CUT.

Em nota, a central diz que os trabalhadores vão parar no dia 31 de março, em protesto contra a terceirização.

Tamanho alarido, no entanto, não corresponde à realidade.

No site da CUT, por exemplo, desde agosto do ano passado, foram publicados 33 artigos ou matérias para convocar militantes a fazer uma greve geral.

Ignorando a causa, os trabalhadores continuaram a… trabalhar.

Femoclam reúne lideranças do 3º setor

Na manhã deste sábado (25), a Federação Comunitária das Associações de Moradores de Curitiba e Região Metropolitana (FEMOCLAM) promoveu um grande encontro no espaço destinado a eventos do Parque Barigui. Em debate, o terceiro setor e iniciativas para que as Lideranças Comunitárias sejam efetivos agentes de transformação na sociedade.

O evento contou com a presença de lideranças comunitárias de várias cidades e teve a participação da Deputada Estadual Maria Victoria, do Ministro da Saúde, Ricardo Barros, e de Nilson Pereira, presidente de Associação.

Nosso sistema se esgotou, é preciso outro, diz FHC

Folha de S. Paulo

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) diz em entrevista à Folha que a gravidade da crise atual exige uma mudança profunda no sistema político.

*

Folha – O drama econômico no início do seu segundo mandato foi menos ruim que o de Temer?
Fernando Henrique Cardoso – Em termos. Nós perdemos a votação da idade mínima [na reforma da Previdência] por um voto. Agora, isso volta com mais força, porque quase todos os Estados não têm dinheiro para pagar. De alguma forma, as grandes reformas, os governos vão fazendo aos pouquinhos. Eles pensam que vão ter tudo, o Congresso não dá tudo, a sociedade não deixa tudo. É uma luta constante.
Leia Mais »

PT em cacos cogita Gleisi para presidência

O PT vive uma fase tão desconcertante que agora cogita a senadora Gleisi Hoffmann à presidência do partido. Ela é ré em uma ação da Operação Lava Jato ao lado do marido, o ex-ministro Paulo Bernardo. Lula recusou assumir o papel e agora pessoas da corrente majoritária, Construindo um Novo Brasil (CNB), pedem que o ex-presidente convença a senadora para que não haja um racha no partido. Questionada, Gleisi desconversou. Qualquer coisa é melhor que o Rui Falcão, mas nada pode ser tão ruim quanto a Gleisi.

Temer se irrita
com jornalista

O presidente Michel Temer (PMDB) se irritou ontem, em São José do Rio Preto (SP), ao ser questionado sobre as delações de ex-executivos da Odebrecht. Enquanto falava sobre a recuperação da credibilidade do País, ele foi interrompido pela pergunta de uma jornalista. “Você me dá licença para terminar meu raciocínio? Falamos disso depois”, disse o presidente.

Logo depois, entretanto, questionado se as novas delações complicam a situação do ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, e do PMDB, Temer virou-se e se afastou, passando o microfone para o ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB-PE). As informações são do Estadão.

China reabre as portas para carne brasileira

A partir de segunda-feira a China já recomeça com as importações. Embora haja a restrição de não comprar produtos da JBS vindos do frigorífico da Lapa – um dos alvos da operação – e daqueles assinados por pessoas investigadas, o ministro da Agricultura Blairo Maggi considerou a liberação da China “uma batalha importante” devido à influência sobre outro mercado. “Acho que Hong Kong, como é um entreposto, tem muito mercado com a China. Se a China nos liberou, não tem porque eles nos manterem suspensos. Foi importante por todo o trabalho que foi feito essa semana”. Hong Kong é o destino que mais recebe a carne brasileira, em 2016 foram US$ 718 mil exportados.

PT aguarda momento oportuno para lançar Lula

Com receio de sofrer punições da Justiça Eleitoral, o PT desistiu de lançar a candidatura de Lula à Presidência da República em 2018 no mês que vem. Petistas defendiam que Lula deveria sentar para depor diante do juiz Sérgio Moro no próximo dia 3 de maio, no processo sobre o tríplex do Guarujá na Lava-Jato, já na condição de pré-candidato. O lançamento deve acontecer entre o fim do ano e o início de 2018. O presidente do PT, Rui Falcão, disse que a oficialização da candidatura de Lula ficará para um “momento mais oportuno”.